Conecte-se conosco

Jaguariúna

Projeto de compostagem já traz benefícios terapêuticos para Associação Carisma

Publicados

em

A unidade piloto de compostagem de resíduos orgânicos, inaugurada no dia 11 de dezembro, está instalada nas dependências da ONG Associação Carisma de Educação, Cultura, Recuperação e Integração Social de Jaguariúna, que já mantem suas atividades no município há 19 anos. A entidade civil sem fins lucrativos atua com a finalidade de reabilitar adultos dependentes de álcool e outras drogas, reintegrando-os à sociedade.

“Uma grande parte da sociedade ainda não compreende que a dicção é uma doença, e isso ainda é uma grande barreira, pois exige muitos esforços na busca de recursos para mantermos o trabalho ativo. Encontramos muitas portas fechadas”, considera o diretor presidente da ONG, Edemir Vasconcelos Bonfim.

Segundo o coordenador técnico do projeto, Cassio da Silva, 30% da renda obtida com a comercialização do composto orgânico será destinada para a instituição Carisma. Para Edemir, essa é uma oportunidade de melhorar o tratamento com os residentes e de toda a área.

Mesmo com a previsão de comercialização do composto sinalizada para março do próximo ano, a ONG já colhe os frutos da parceria. Segundo Edemir, o programa de tratamento oferece um cronograma diário de atividades terapêuticas que trabalha as diferentes necessidades dos residentes, a compostagem é uma delas e possibilita aos residentes atuarem como voluntários, mediante a aceitação ao convite.

“O aprendizado dos residentes nessa área é uma possibilidade de adquirir novas habilidades para uma futura reinserção no mercado de trabalho. Com a possibilidade de ampliação da unidade de compostagem, essa mão de obra também poderá ser absorvida como futuro funcionário da empresa”, detalha o diretor.

O residente Gilson Eric Alves, 26 anos, é um dos voluntários no projeto de compostagem e viu nisso uma maneira de agregar valores ao seu projeto de vida. “Estou envolvido nesse projeto desde minha chegada, em setembro. O que me atraiu foi o contato com a natureza. Já tive uma pequena empresa de paisagismo e jardinagem e desde criança gosto desse contato. Tenho o sonho de terminar os meus estudos e quero fazer o curso de Direito Ambiental. Essa atividade me aproxima deste meu sonho”, considera.

O tratamento na restauração da dependência química tem a duração de aproximado de seis meses com o acompanhamento de equipe terapêutica multidisciplinar.

O projeto de compostagem também está atrelado a outras atividades realizados no Carisma, em parceria com a Oscip Trilhos, como é o caso do cultivo da horta e a produção de artesanatos a partir de reaproveitamento de materiais, todos com abordagem terapêutica.

Foto e Reportagem: Viviane Westin

Jaguariúna

Hospital Municipal de Jaguariúna conquista Prêmio Paes Leme por combate à Covid

Publicados

em

Criado em 2000, o Prêmio Paes Leme é o mais antigo da Sociedade de Medicina e Cirurgia de Campinas (SMCC)

O Hospital Municipal Walter Ferrari, de Jaguariúna, conquistou o Prêmio Paes Leme, concedido pela Sociedade de Medicina e Cirurgia de Campinas (SMCC), pela “dedicação honrosa” no combate à pandemia de Covid-19. O prêmio também é um reconhecimento ao trabalho dos profissionais de saúde do hospital.

“Esse prêmio vem enfatizar o excelente trabalho das equipes de saúde do Município no enfrentamento da Covid-19, às quais dedico essa conquista pelo empenho, carinho e dedicação de todos, que mesmo em meio ao desconhecido, à exaustão, não mediram esforços em prol de um atendimento digno a todos que necessitaram e necessitam do serviço”, diz a secretária de Saúde de Jaguariúna, Maria do Carmo de Oliveira Pelisão.

“Mais uma premiação de reconhecimento ao nosso trabalho. Parabéns a todos vocês que se dedicam ao nosso hospital”, comemora o presidente da Associação Santa Maria de Saúde (Asamas), Rene Pena Chaves Neto.

Prêmio

Criado em 2000, o Prêmio Paes Leme é o mais antigo da instituição. Todos os anos, ele homenageia empresas, personalidades, instituições ou programas sociais que se destacaram por suas contribuições para o bem-estar social ou para o exercício livre e ético da medicina em Campinas.

Os homenageados são selecionados pela diretoria da SMCC após uma criteriosa avaliação, que leva em conta a importância do trabalho desenvolvido a cidade.

O prêmio leva o nome do primeiro presidente da Sociedade de Medicina e Cirurgia de Campinas, o médico Dr. Francisco Betim Paes Leme, que dirigiu a entidade entre 1925 e 1926.

A homenagem e entrega dos troféus ocorrem na Cerimônia Especial de Premiação, quando também são divulgados os vencedores dos Prêmios Mérito Científico e Mérito Acadêmico. 

Continue lendo

Jaguariúna

Trabalhadores e produtores rurais aprendem técnicas de prevenção e combate de incêndios no campo

Publicados

em

A Prefeitura de Jaguariúna, por meio do Departamento de Agropecuária e Meio Ambiente, em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR), realizou nos dias 21 e 22 de junho o curso de Técnicas de Prevenção e Combate de Incêndio no Campo. O objetivo é que os trabalhadores e produtores rurais da cidade estejam preparados para enfrentar o período de estiagem, quando as condições climáticas aumentam o risco de ocorrência de incêndios florestais.

Durante o curso todos puderam aprender sobre quais os elementos necessários para o surgimento de incêndios, de que forma ocorre sua propagação no campo, os tipos de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) necessários, os riscos mais comuns de acidentes que uma pessoa pode estar exposta no combate a incêndio, e ainda, uma noção básica sobre primeiros-socorros.

Após ser passada a teoria, também foi realizada uma aula prática onde os participantes aprenderam a fazer os abafadores, aceiros e apagar princípios de incêndio, além de conhecer os tipos de ferramentas e equipamentos que podem ser utilizados para extinção do fogo, e quais os tipos de incêndios mais comuns que ocorrem.

Os efeitos das queimadas são desastrosos ao meio ambiente, agredindo o solo, poluindo o ar e influenciando diretamente na saúde pública, além de poderem colocar em risco patrimônios naturais e culturais.

Por isso, durante o curso, os alunos também receberam informações importantes que destacam que com a medida preventiva, o produtor rural deve adotar em sua propriedade a construção e a manutenção de aceiros de no mínimo três metros de largura, feito nas cercas de divisas da propriedade e nas cercas internas antes do período de estiagem.

De acordo com a secretaria de Meio Ambiente, o aceiro é ação obrigatória em toda propriedade rural, sendo a principal medida preventiva para se evitar a propagação de incêndios, evitando que as queimadas se propaguem, além de facilitar o acesso das equipes de combate ao foco do incêndio.

Caso uma queimada se inicie em um imóvel rural é dever do proprietário tomar as providências possíveis a fim de se apagar o fogo e evitar a propagação do mesmo causando novas queimadas.

A secretária de Meio Ambiente, Rita Bergamasco, alerta que os efeitos das queimadas são desastrosos ao meio ambiente. “Quando os incêndios ocorrem, o solo é agredido e o ar poluído. Isso influencia diretamente a saúde pública e poder colocar em risco patrimônios naturais e culturais. Por isso esse curso preventivo é muito importante”, disse a secretária.

QUEIMADAS SÃO PROIBIDAS EM JAGUARIÚNA
A prática de queimadas ou a omissão ou a ausência de ações preventivas dentro de uma propriedade rural enquadram-se como Crime Ambiental com possibilidade de reclusão além de multa.

Na área urbana do município as queimadas são proibidas pela Lei Municipal nº 2.223/2014. Pela legislação, é vedada a execução de queimadas parciais ou totais de materiais resultantes de limpeza de terrenos, varrição de passeios ou vias públicas, podas ou extrações ou qualquer outro material na zona urbana do município.

A lei municipal também obriga os proprietários de lotes vagos a mantê-los limpos, evitando a ocorrência de queimadas criminosas e a aglomeração de animais peçonhentos.

Continue lendo

Jaguariúna

Saúde realiza mutirão de oftalmologia no Centro de Especialidades Médicas

Publicados

em

A Secretaria de Saúde de Jaguariúna realiza a partir deste sábado, 25, o primeiro Mutirão para Consultas Oftalmológicas. Ao todo, devem ser atendidos 240 pacientes entre os dias 25 de junho e 30 de julho deste ano.

Segundo a secretaria, os atendimentos acontecerão sempre aos sábados, no Centro de Especialidades Médicas, localizado na Rua Pará, nº 181, no Jardim Fontanella, no período das 7h às 16h.

“É importante ressaltar que serão atendidos pacientes que já estão inseridos e aguardam na lista de espera e os que agendarem as consultas com antecedência. Não haverá atendimento por demanda espontânea”, explica a secretária de Saúde, Maria do Carmo de Oliveira Pelisão.

Essa é mais uma ação da Secretaria de Saúde para dar celeridade aos atendimentos reprimidos em decorrência da pandemia. A Saúde já realizou mutirões para atendimentos ginecológicos e, também neste sábado, realiza mais uma edição do Mutirão da Saúde incluindo atendimentos clínicos e pediátricos na UBS 12 de Setembro.

Continue lendo
Propaganda
Propaganda
Propaganda

Últimas Notícias