Conecte-se conosco

São Paulo

Governo de SP anuncia redução de 10% em tarifas social e vulnerável da Sabesp após desestatização

Publicados

em

Conselho do PPI aprovou novo modelo de concessão, debatido em consulta pública, e diretrizes para a realização da oferta pública de ações da companhia

O Governo de São Paulo anunciou nesta quarta-feira, 17, o novo modelo de concessão da Sabesp, que entrará em vigor após a desestatização da companhia. Ele prevê novidades como a redução de 10% nas tarifas social e vulnerável de água e esgoto. As demais categorias também vão ficar mais baratas – a residencial terá queda de 1%, e as demais, como comercial e industrial, terão 0,5% de diminuição. A gestão estadual também aprovou as diretrizes para a oferta pública de ações e as novas regras de governança.

“O que a gente quer é um saneamento mais barato, melhor, mais rápido e para todos. O saneamento vai ficar mais barato? Vai porque a gente já definiu o percentual de desconto na tarifa social e vulnerável. É um desconto extremamente relevante, a gente está falando em 10% e consegue garantir isso. Sempre falamos que nosso foco é o vulnerável e a tarifa social. Também estamos falando em investir mais de R$250 bilhões até o final do período de concessão, sendo que R$64 bilhões serão investidos até 2029 para que a gente alcance a universalização”, afirmou Tarcísio após reunião do Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos (CPPI), no Palácio dos Bandeirantes.

LEIA TAMBÉM:

Para ter direito à tarifa social ou à vulnerável, a família precisa estar no Cadastro Único para Programas Sociais (CADÚnico). Tem direito à tarifa vulnerável quem está na primeira faixa do CADÚnico, ou seja, quem tem renda familiar per capita de até R$218. Já a tarifa social se destina a quem tem renda familiar per capita entre R$218 e meio salário mínimo. Em ambos os casos, o desconto aplicado será de 10%. A Agência Regulatória de Serviços Públicos de São Paulo (Arsesp) será responsável por levantar quem está registrado no CADÚnico e encaminhar a lista à Sabesp, que oferecerá o benefício.

Segundo o modelo, a tarifa calculada pela Arsesp sempre ficará abaixo do valor que seria praticado pela Sabesp sob controle estatal. Para tanto, serão utilizados recursos do Fundo de Apoio à Universalização do Saneamento Básico no Estado de São Paulo (FAUSP). Esse fundo será financiado por meio de 30% do valor obtido na desestatização e pelos dividendos pagos pela Sabesp à gestão paulista após a desestatização.

Além disso, as regras de cálculo da tarifa vão mudar. Atualmente, os investimentos da empresa são pré-pagos, ou seja, primeiro são considerados no cálculo da tarifa, e só depois são realizados. Após a desestatização, serão pós-pagos: primeiro a Sabesp vai fazer os investimentos e somente em seguida incluí-los no cálculo da tarifa.

“A gente tem hoje um plano na Sabesp que tem um aumento tarifário em virtude da quantidade de investimentos. A lógica tarifária de hoje olha os próximos quatro anos e já coloca na tarifa algo que ainda vai ser feito. A gente está mudando para colocar na tarifa somente depois que o investimento for realizado. Isso também é muito importante o alinhamento de interesses”, explicou a secretária estadual de Meio Ambiente, Infraestrutura e Logística, Natália Resende.

Oferta
O CPPI também aprovou o detalhamento da oferta pública para garantir a atração de investidores estratégicos comprometidos com a gestão da Sabesp. A venda de ações será dividida em dois grupos: o primeiro será destinado ao investidor estratégico, e o segundo aberto a todo o mercado, inclusive pessoas físicas, jurídicas e funcionários da companhia.

Para se tornar investidor estratégico da Sabesp, os concorrentes passarão por um processo competitivo que vai escolher aquele que oferecer o maior preço pela ação da empresa. Caso haja mais de três interessados, serão escolhidos os dois maiores preços por ação, com apresentação de ambas as propostas ao mercado. Aquela que gerar maior volume de ações negociadas ganhará a disputa pelo bloco.

Governança
A nova governança da Sabesp prevê a elaboração de um novo estatuto e um acordo de investimentos entre o Estado e o investidor estratégico, que deverá permanecer na Sabesp até o final de 2029, com restrições específicas. Ao longo desse período, com concentração dos investimentos para a universalização, o grupo não poderá vender suas ações.

De 2030 a 2034, o investidor estratégico poderá vender ações, mas o acordo se mantém desde que ele tenha mais de 10% dos papéis. O Governo de São Paulo, por sua vez, estará sujeito ao mesmo compromisso, com as mesmas restrições impostas ao grupo privado.

As medidas vão assegurar uma gestão sólida e comprometida com o interesse público após a desestatização. A nova governança também prevê a “golden share” do Governo de São Paulo, limites para evitar que um único grupo assuma o controle da empresa e regras para escolha do Conselho de Administração – a composição virá de chapas formadas por três membros independentes, três representantes do investidor estratégico e três da gestão estadual.

Transparência
Entre 15 de fevereiro e 15 de março, uma consulta pública recebeu quase mil sugestões à desestatização da Sabesp. Entre as novidades incorporadas, está a definição mais abrangente dos núcleos urbanos informais que serão atendidos com saneamento básico, garantindo a inclusão de todos. A medida vai garantir que a rede de água e esgoto chegue de forma plena às periferias das cidades, beneficiando a população de menor renda.

Outro ajuste importante foi a previsão de um plano de contingência para emergências hídricas pela Sabesp que será aprovado pela Arsesp. Com o conjunto de normas, a empresa estará sempre pronta a responder a emergências provocadas pelas mudanças climáticas.

Siga a Gazeta Regional por meio das Redes Sociais

Acompanhe o Facebook da Gazeta, Clique aqui!

Quer ficar bem informado sobre o que acontece na sua cidade, bairro ou região? Então, siga as redes sociais da Gazeta Regional e fique por dentro das principais informações de sua região, Brasil e do mundo.

Deputa Federal Renata Abreu Visita Engenheiro Coelho
Jornal Gazeta Regional

Gazeta Regional trazendo sempre o melhor conteúdo para você.

Gostou da novidade? Então, clique aqui para receber gratuitamente os principais conteúdos da Gazeta Regional no seu celular. Tudo no conforto de suas mãos, em apenas um toque, você ficará muito bem informado. Quer saber mais sobre Notícias de Campinas e Região? Clique aqui

São Paulo

Projeto Música na Villa traz Del’Arco Orquestra a Barueri

Publicados

em

Concerto no dia 06 de junho, no Teatro Barueri Praça das Artes, tem repertório diversificado, passado por composições de Villa Lobos a Tom Jobim

O Música na Villa foi idealizado para levar o conhecimento da música instrumental à população, fomentando a cultura, contribuindo com sua formação cultural. Além de promover o acesso à cultura, o projeto se coloca como um desenvolvedor do senso crítico, aguçando o interesse da população pela música instrumental e erudita, ainda tão pouco fomentada pelo grande público do país.

Uma oportunidade de contato com essa arte que desempenha papel crucial na sociedade é o Projeto Música na Villa que traz a Barueri (SP) a Del’Arco Orquestra para apresentação no dia 6 de junho, às 20h, no Teatro Barueri Praça das Artes. O evento é gratuito e acessível a PCD.

O concerto, com repertório diversificado que abrange os clássicos e peças contemporâneas, passado por composições de Villa Lobos a Tom Jobim, é uma realização do Ministério da Cultura, através da Lei de Incentivo à Cultura, com patrocínio da Klüber Lubrication, produção de AH7 Gestão Cultural em parceria com Villa7 Cultura e apoio de Del’Arco Orquestra, Secretaria de Cultura e Turismo Barueri, Praça das Artes e Full House Produções Culturais.

LEIA TAMBÉM:

Com o objetivo de ampliar o repertório musical do grande público brasileiro, Música na Villa vai promover uma série de concertos gratuitos com diferentes artistas pelo interior de São Paulo. Apresentado pelo Ministério da Cultura e viabilizado pela Lei de Incentivo à Cultura, com patrocínio da empresa Klüber Lubrication e produzido pela AH7 Gestão Cultural em parceria com a Villa 7 Produções Culturais e apoio da Full House Produções Culturais. Acompanhe a programação: www.musicanavilla.com.br

Sobre a Klüber: A Klüber Lubrication, empresa de origem alemã, presente em mais de 60 países, fornece soluções em lubrificação para assegurar o perfeito funcionamento e a preservação de elementos mecânicos de equipamentos para atividades industriais, como correntes, engrenagens, barramentos, contatos elétricos, rolamentos, válvulas, sistemas pneumáticos e hidráulicos. A empresa fornece graxas e óleos (sintéticos e minerais) para uma ampla gama de indústrias: automotiva, rolamentos, têxtil, siderúrgica, madeira, papel, bioenergia, energia eólica, alimentícia, fabricantes de equipamentos, mineração e cimento. Presente no Brasil há mais de 50 anos, onde lidera o mercado em que atua, a empresa possui unidade fabril em Alphaville (Barueri, SP) e centros de serviços em diversas regiões; na América do Sul, está presente também na Argentina e no Chile. Seu sistema de gerenciamento de qualidade e meio ambiente é certificado pelas normas ISO 21469, ISO 14001, IATF 16949, ISO 9001, OHSAS 18001, Kosher e Halal.

Del’Arte Orquestra: Criada em 2013, vem provando ser um ponto de referência no cenário musical, cativando e emocionando plateias com uma performance excepcional de música clássica. Sob a direção artística de Hudson Gorzoni, a orquestra mergulha os espectadores em um mundo de harmonia e beleza.

Conhecida por sua excelência musical e paixão pela arte, apresenta um repertório diversificado que abrange desde os clássicos mais amados até peças contemporâneas, demonstrando sua versatilidade e habilidade técnica. Cada nota ressoa com precisão e emoção, transportando o público para uma jornada única através das complexidades da música clássica.

A sinergia entre os músicos é evidente, refletindo anos de prática e dedicação à sua arte. A precisão técnica e a excelência de seus músicos, combinada com a expressividade emocional resulta em performances que tocam os corações dos presentes.

Sobre a Villa7 Cultura: Com experiência de uma década no desenvolvimento de projetos culturais, a Villa 7 Cultura cria projetos assertivos, direcionados e personalizados para empresas que desejam promover a sinergia entre sua missão, visão e valores com as necessidades (reais) da comunidade que os recebe. A partir do comprometimento necessário para condução dos projetos de maneira ágil e singular com transparência e boa utilização dos recursos, a Villa 7 estreita laços com ONGs, instituições e artistas, trabalhando árdua e intensivamente para levar o melhor conteúdo para plateias mais do que especiais.

Sobre a AH7 Gestão Cultural: A AH7 Gestão Cultural atua para democratizar o acesso à arte e cultura para cocriar o futuro desejável para todos. Nascida em 2014, a AH7 tem a responsabilidade de gerir aquilo que é subjetivo, impalpável e simbólico de forma objetiva e organizada, sem riscos de interferência no processo criativo, sintonizando ideias e potencializando os resultados das ações pleiteadas.

Sobre a Full House Produções Culturais: Fundada em 2020 com o propósito de tornar a cultura acessível a todos, a Full House Produções Culturais tem sido uma fonte de apoio para uma ampla gama de projetos culturais por meio de parcerias estratégicas. Nosso objetivo é promover a cultura de forma inclusiva, utilizando a criatividade como um elemento chave para a expansão do conhecimento e da apreciação cultural. Junte-se a nós nesta jornada rumo a um mundo mais rico em diversidade cultural e inclusão. Seja cultura! Seja inclusivo! Seja Full House!

Siga a Gazeta Regional por meio das Redes Sociais

Acompanhe o Facebook da Gazeta, Clique aqui!

Quer ficar bem informado sobre o que acontece na sua cidade, bairro ou região? Então, siga as redes sociais da Gazeta Regional e fique por dentro das principais informações de sua região, Brasil e do mundo.

Deputa Federal Renata Abreu Visita Engenheiro Coelho
Jornal Gazeta Regional

Gazeta Regional trazendo sempre o melhor conteúdo para você.

Gostou da novidade? Então, clique aqui para receber gratuitamente os principais conteúdos da Gazeta Regional no seu celular. Tudo no conforto de suas mãos, em apenas um toque, você ficará muito bem informado. Quer saber mais sobre Notícias de Campinas e Região? Clique aqui

Continue lendo

São Paulo

Ouro, prata e bronze: 19,9 mil estudantes da região Campinas são medalhistas da primeira edição da Olimpíada de Matemática de SP

Publicados

em

Lista de vencedores da Omasp foi anunciada nesta sexta-feira, 17; mais de 127 mil alunos dos anos finais do Ensino Fundamental e Ensino Médio foram premiados em todo Estado

A Secretaria da Educação do Estado de São Paulo (Seduc-SP) divulgou nesta sexta-feira, 17, a lista final de estudantes medalhistas da primeira edição da Olimpíada de Matemática das Escolas Estaduais de São Paulo, a Omasp. Mais de 127 mil estudantes do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e das três séries do Ensino Médio em todo Estado garantiram a premiação.

Na região de Campinas são 19,9 mil medalhistas, sendo 2.454 com medalhas de ouro, 5.576 de prata e 11,8 mil de bronze.

Cada escola tem acesso à lista de alunos medalhistas. Entre junho e julho, cada uma das 91 diretorias regionais de ensino organizará a premiação em espaços destinados a centenas ou milhares de alunos.

LEIA TAMBÉM:

O objetivo da competição organizada pela Seduc-SP é identificar estudantes de matemática que são destaques em todas as regiões do estado e torná-los referência de sucesso no ensino-aprendizagem em suas comunidades.

Por isso, de acordo com as regras da Omasp, todas as 644 cidades de São Paulo com unidades da rede pública estadual têm ao menos um medalhista. Entre as escolas, das 4.225 unidades que participaram da primeira Prova Paulista do ano, a avaliação bimestral da Seduc-SP, apenas 29 em toda a rede não contam com alunos premiados.

Além dos eventos para a entrega de medalhas, para o segundo semestre, está prevista a terceira e última etapa da Omasp, com aprofundamento do ensino de matemática e preparação para a OBM (Olimpíada Brasileira de Matemática), iniciativas voltadas aos medalhistas de ouro.

Siga a Gazeta Regional por meio das Redes Sociais

Acompanhe o Facebook da Gazeta, Clique aqui!

Quer ficar bem informado sobre o que acontece na sua cidade, bairro ou região? Então, siga as redes sociais da Gazeta Regional e fique por dentro das principais informações de sua região, Brasil e do mundo.

Deputa Federal Renata Abreu Visita Engenheiro Coelho
Jornal Gazeta Regional

Gazeta Regional trazendo sempre o melhor conteúdo para você.

Gostou da novidade? Então, clique aqui para receber gratuitamente os principais conteúdos da Gazeta Regional no seu celular. Tudo no conforto de suas mãos, em apenas um toque, você ficará muito bem informado. Quer saber mais sobre Notícias de Campinas e Região? Clique aqui

Continue lendo

São Paulo

Corteva Agriscience inaugura novo laboratório para atender a agricultura do Brasil e da América Latina

Publicados

em

A Corteva Agriscience inaugura nesta quarta-feira, 15, às 10h, um novo laboratório em seu Centro de Pesquisa e Desenvolvimento Integrado de Campo para Proteção de Cultivo e Biotecnologia, em Mogi Mirim. A unidade fica localizada na Rodovia Engenheiro João Tosello, 71, e este novo laboratório vai realizar pesquisas nas áreas de biotecnologia (sementes), proteção de cultivos e biológicos e atender às necessidades dos agricultores do Brasil e América Latina. 

Serviço:
Inauguração novo laboratório Centro de Pesquisa Corteva em Mogi Mirim
Data: 
quarta-feira, 15
Horário: 10h
Local: Unidade da Corteva Agriscience em Mogi Mirim
Endereço: Rodovia Engenheiro João Tosello, 71 – Mogi Mirim

Sobre o Centro de Pesquisa Mogi Mirim
O Centro de Pesquisa da Corteva Agriscience, é um dos 10 espaços de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D), da empresa no Brasil. Os centros são dedicados à P&D de novos produtos para atender às necessidades locais dos agricultores em sementes e biotecnologias, além de soluções em proteção de cultivos para diversas culturas, incluindo biológicos. O novo lab é multidisciplinar, o que quer dizer que está preparado para atender pesquisas nas áreas de biotecnologia (sementes), proteção de cultivo e biológicos, para demandas da agricultura brasileira e de outros países da América Latina. Toda a estrutura é para a Corteva oferecer soluções inovadoras para que os produtores possam maximizar sua produtividade e rentabilidade, com foco no futuro sustentável do agronegócio.

Siga a Gazeta Regional por meio das Redes Sociais

Acompanhe o Facebook da Gazeta, Clique aqui!

Quer ficar bem informado sobre o que acontece na sua cidade, bairro ou região? Então, siga as redes sociais da Gazeta Regional e fique por dentro das principais informações de sua região, Brasil e do mundo.

Deputa Federal Renata Abreu Visita Engenheiro Coelho
Jornal Gazeta Regional

Gazeta Regional trazendo sempre o melhor conteúdo para você.

Gostou da novidade? Então, clique aqui para receber gratuitamente os principais conteúdos da Gazeta Regional no seu celular. Tudo no conforto de suas mãos, em apenas um toque, você ficará muito bem informado. Quer saber mais sobre Notícias de Campinas e Região? Clique aqui

Continue lendo
Propaganda
Propaganda
Propaganda

Últimas Notícias