Conecte-se conosco

Esportes

Campeonato Municipal de Futsal Feminino é realidade em Jaguariúna; Conheça as equipes

Paula Partyka

Publicados

em

Essa é a primeira vez na história que Jaguariúna tem uma competição oficial de futsal feminino no calendário esportivo

Paula Partyka – [email protected]

O primeiro Campeonato Municipal de Futsal Feminino de Jaguariúna começou. Organizado pela Secretaria de Juventude, Esporte e Lazer (SeJEL), a competição conta com oito times e cerca de 120 atletas. Por isso, a Gazeta Regional dá continuidade a uma série de matérias sobre os times participantes.

Na edição impressa 1709, contamos a história do time Audaz, na 1710, sobre o time da UniFaj, na edição 1711 a história do Lyon e Adaga. Na edição, 1712, a história do time feminino da Ponte Preta.

A equipe masculina da Ponte Preta é tradicional em Jaguariúna e a equipe feminina nasceu em cima do lance, em 2019. Parte da diretoria, Fernando Silva, explica que após o anúncio do primeiro campeonato de futsal feminino no município, houve interesse em montar a equipe feminina.

No prazo para entregar a ficha de inscrição, havia duas atletas no time. Nisso, Fernando avisou para a Secretaria de Esportes (SeJel) que não seria possível a participação da Ponte Preta no campeonato.

Sabendo disso, responsáveis de outros times entraram em contato com Fernando pois conheciam meninas dispostas a participar e então o grupo foi formado. “Antes disso não havia nenhuma ideia de formar um time feminino. Se não tinha campeonato, por que montar um time?”, pontua.

Tanto a comissão técnica da Ponte Preta quanto as integrantes se conheceram a partir da formação do grupo. O time tem quase a mesma quantidade de treinos e jogos.

Para Fernando, a iniciativa da Prefeitura, por meio da SeJel é bem bacana e é uma oportunidade para as mulheres. “Uma forma de incentivar”, afirma.

A atleta Letícia Marques Franceschini mora em Jaguariúna há oito anos e se surpreendeu com a iniciativa, pois já havia procurado alguns times mas nunca houve chance de jogar. “Surgiu a oportunidade e graças a Deus o time se entrosou rápido, as meninas são muito boas e legais. Deu super certo”, comemora.

“É muito legal porque o time da Ponte deu oportunidade para as meninas que não conseguiram entrar nos outros times que já estavam fechados. Então, com a iniciativa deles em montar um time que já tem tradição no futebol masculino, eles montaram o feminino”, relata Letícia.

A mais nova da equipe, Maria Clara Pegoretto da Silva, conta que quase não conseguiu jogar devido a sua idade. A partir da aprovação dos times participantes, a atleta de 15 anos conseguiu efetivar sua participação. “Eu sempre gostei mas nunca tive oportunidade. Para mim está sendo muito bom, uma experiência maravilhosa”.

Vanessa Caroline Batista conta que era de Minas Gerais e jogava futsal, mas há 10 anos em Jaguariúna, também não tinha oportunidade. “Eu sempre buscava por um time, falava com as meninas que jogam mas nunca tinha vaga. Aí quando soube do campeonato eu fui atrás e todos os times estavam fechados”.

Foi então que o Fernando soube do interesse de Vanessa e ela entrou para o time. “Está sendo uma experiência muito legal de poder ver que todos estão se unindo para dar seu melhor para jogar. Além de ver que as mulheres estão tendo oportunidade”.

As atletas e o Fernando comentam que estar chegando perto da semi-final é uma grande conquista. “A gente entrou para participar, para ser feliz pela oportunidade das meninas participar e agora estamos quase na semi-final. É uma super conquista”, concordam.

Fernando conta que a evolução nos treinos e jogos da equipe é visível para ele e para o professor Carlão, além de estar surpreso com o público durante os jogos. “O campeonato masculino não tem o público que está tendo o feminino. Só na semi-final e final. Mas durante o campeonato? Domingo, às 8h da manhã? Só o feminino”.

A equipe comemora a adesão e repercussão do primeiro Campeonato de Futsal Feminino. “Está dando muita emoção. Vários dons que estavam escondidos e agora todo mundo se dedicando para mostrar o seu melhor. E é preciso destacar o comprometimento das meninas”, finalizam.

Continue lendo

Esportes

O Professor

Redação Gazeta Regional

Publicados

em

Walter Tozzi
Professor  de Educação Física
Especialista Ciências no Desporto
Advogado
e-mail: [email protected]

Comemoramos no dia 15 de outubro o Dia do Professor, profissão essencial para a sociedade e para a vida. Todos nós temos lembranças de nossos professores, seja nos primeiros anos de nossas vidas, seja na formação no ensino superior, porém uma vez professor, sempre professor!

Esta profissão de educar é tão nobre que forma todas as demais profissões para exercerem suas tarefas laborais na sociedade, deixando claro o quanto é essencial o papel do professor para a sociedade.

A arte de educar passa pelo processo de ensino e aprendizagem, onde constrói uma via de duas mãos com o aluno, sendo que aquele que ensina também aprende. Educar é uma arte, um dom, uma vocação, algo tão sublime que se perpetua no tempo atingindo a eternidade, marcando a vida das pessoas para sempre, pois dentre tantas personalidades importantes na história, os professores são imortais para aqueles que foram educados por eles.

Desenvolvo o magistério há mais de 25 anos, passando diversas gerações pela via do saber, destacando a Educação Física como uma disciplina que educa o corpo e mente dos alunos. O desenvolvimento do homem integral é a missão de todos os professores , mas em especial o Professor de Educação Física possui esta ferramenta de maneira ampla, ensinando com a ludicidade do movimento valores e conhecimento que serão levados para a vida toda.

O maior orgulho de um professor é o reconhecimento em meio da multidão por parte daqueles educandos, como um super herói que não usa capas, nem tão pouco espada, mas que possui o super poder do conhecimento. Muitas vezes não reconhecido e nem valorizado como devia ser, mas um vocacionado em superar limites para poder educar. A educação transforma as pessoas e as pessoas transformam o mundo, assim se faz o ciclo do conhecimento que move a sociedade.

Educação Física como protagonista

O professor de Educação Física é o profissional que atua em diversos segmentos, seja o escolar ou o não escolar, sendo um eficiente protagonista no processo de ensino e aprendizagem.

Atualmente valoriza-se muito a atividade física e o exercício físico como essenciais para a vida moderna, tão importante para se viver com qualidade, desenvolver hábitos saudáveis e buscar a longevidade. Isto somente é possível graças a um professor, que detém o conhecimento científico que prepara os exercícios e atividades de maneira planejada, promovendo as qualidades físicas básicas para o crescimento integral do indivíduo.

 Quando buscamos a praticar uma atividade, recorremos a uma academia, um clube, um personal treiner, um Studio, uma escolinha, dentre tantas opções, mas a única coisa em comum, temos a frente do que escolhemos um professor capacitado para nos orientar. Nossa saúde depende do trabalho e planejamento deste profissional, essencial para nossa segurança durante a prática esportiva ou de lazer, mas constante no nosso desenvolvimento.

Contamos atualmente com diversas opções de atividades que promovem nossa saúde, melhoram nossa imunidade, nos afastam do sedentarismo, ajudam no emagrecimento, proporcional o bem estar físico e mental. Destacamos dentre eles o ciclismo, natação, caminhada, corrida, futebol, voleibol, basquetebol, rúgbi, skate, tênis, beach tênis, ginástica, musculação, alongamento, dança, lutas, dentre outras tantas opções, mas todos, afirmo todas com um professor para nos orientar com segurança.

Com tudo isso, podemos afirmar, o PROFESSOR é essencial para a sociedade e para a vida, seu conhecimento nos proporciona um enriquecimento na vida e um prazer em viver melhor. Termino este artigo com um pequeno trecho do livro “O Pequeno Principe”: “Tu deviens responsable pour toujours de ce que tu as apprivoisé” é retirada do clássico da literatura mundial Le petit prince (em português O Pequeno Príncipe), com tradução “Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas”.

 Assim é a missão do PROFESSOR, seja em que área for, mas é o responsável por aquilo que cativa na nobre e eterna arte de educar …

Continue lendo

Esportes

Ciclismo

Redação Gazeta Regional

Publicados

em

Por: Walter Tozzi

O ciclismo é uma atividade física que vem crescendo a cada dia, levando qualidade de vida e saúde aos seus praticantes. A bicicleta depois de sua criação a mais de 200 anos atrás, sempre fez parte do imaginário infantil como um sonho a ser conquistado. Com a evolução deste equipamento ao longo do tempo ela foi ganhando novos contornos e tecnologia, passando a fazer parte da sociedade moderna como meio de transporte, como equipamento esportivo ou como somente um desejo infantil, mas com certeza um instrumento que leva o homem de um lugar ao outro pelo próprio esforço.

A “bike” ou “magrela” ou “pedal” como popularmente é chamada, tornou a bicicleta cada vez mais popular e atualmente como uma importante protagonista aliada da atividade física, principalmente em tempos de Pandemia. Aumentou significativamente o número de ciclistas nos últimos anos, associando o prazer e a liberdade que a bicicleta traz, com um excelente exercício físico promotor da saúde.
Pedalar é um exercício físico aeróbico que promove a queima de gorduras, ativa o sistema cárdio-vascular, melhora o sistema respiratório, diminui os índices de colesterol e triglicerídeos, aumenta o colesterol bom, emagrece, melhora o tônus muscular e produz baixo impacto nas articulações. Estas são somente algumas das vantagens de pedalar regularmente, associando o lazer a uma prática saudável, buscando com isso maior qualidade de vida e longevidade.

A prática do ciclismo também revela lugares bonitos, muitas vezes associados a caminhos entre a natureza, que são privilégio de seus praticantes, descobrindo trilhas, estradas rurais, caminhos novos aos olhos e a alma. Os praticantes do ciclismo percorrem longas distancias, carregam consigo seus equipamentos de proteção, hidratação, alimentos e muita história para contar, além de belas fotos dos caminhos percorridos, tornando assim, esta atividade uma excelente aliada do bem estar físico e mental.

Durante a pandemia em decorrência da necessidade de não promover aglomerações, pedalar foi uma ótima alternativa, crescendo significativamente o número de praticantes, principalmente em percursos pelo interior paulista, descobrindo novos caminhos das cidades acolhedoras, favorecendo novas amizades e formando assim um grupo fiel a esta modalidade.

O ciclismo também conta com o lado esportivo de competição, sendo uma modalidade olímpica em diversas formas, indo do “Montain Bike” ao Ciclismo de Rua e de pista, dentre outras. Pedalar também pode dar medalhas e troféus, sendo um esporte em crescimento por todo o nosso País e no Mundo.

Dia mundial sem carro
O dia 22 de setembro em diversas cidades do mundo tem o objetivo de estimular uma reflexão sobre o uso excessivo do automóvel, com isso há um questionamento sobre a vida sedentária, a poluição por combustíveis fósseis, a destruição da camada de ozônio por gazes poluentes, enfim uma reflexão ampla pela vida.

Assim a bicicleta passou a ser uma ótima alternativa de meio de transporte ecologicamente correto e promotor da saúde. O estímulo a isso é uma tendência mundial, tendo alguns países como a Holanda e Dinamarca bons exemplos, tendo em seu território juntos mais de 23 milhões de ciclistas.

Estimular a construção de ciclovias, espaços públicos para o ciclismo, facilitar o uso da bicicleta como meio de transporte, deve ser a meta dos gestores públicos como uma forma consciente de aplicar políticas públicas saudáveis e ecologicamente corretas. Eventos esportivos ou de lazer são uma ótima referência para promover esta conscientização na sociedade, devendo nossos governantes a realização destas atividades de maneira regular e constante.

Outro grande desafio é promover a segurança no trânsito aos ciclistas, sendo cada vez mais noticiadas ocorrências de acidentes, muitos com resultados fatais, mas fruto da imprudência e falta de consciência dos condutores de veículos automotores. Precisamos urgentemente que as auto-escolas promovam uma melhora na educação dos novos motoristas, alertando como lidar com os ciclistas, valendo-se dos meios de segurança para o convívio harmonioso. Campanhas educativas também devem ser promovidas pelo Poder Público, gerando assim maior respeito e boas praticas no trânsito.

Pedalar é descobrir o mundo de opções pelo olhar da bicicleta como uma ferramenta saudável e em harmonia com o meio ambiente!

Continue lendo

Brasil

Internado há uma semana com Covid-19, Branco é extubado em UTI de hospital do Rio de Janeiro

Redação Gazeta Regional

Publicados

em

Internado há uma semana com Covid-19, o coordenador da seleção brasileira masculina de base, da CBF, Branco, foi extubado na UTI do hospital Copa Star, na zona sul no Rio, nesta tarde de terça-feira. O ex-jogador apresentou melhora no quadro depois da necessidade de intubação no fim da semana passada.

O único boletim do hospital, divulgado na sexta passada, informava que o ex-jogador estava sedado e respirando com ajuda de aparelhos de ventilação mecânica. Nos últimos dias, o quadro de saúde de Branco se manteve estável – o que era um bom sinal de reação do ex-jogador de 56 anos.

Na medida do possível, seguindo as regras de visitação a pacientes com Covid-19, o tetracampeão do mundo em 1994 recebeu visitas de familiares nos últimos dias. Branco deu entrada no hospital no dia 16 de março, terça-feira, com sintomas de covid e foi internado, em seguida.

Como jogador, Branco foi tetracampeão mundial pela seleção brasileira em 1994, e campeão da Copa América em 1989. Pelo Fluminense, conquistou o título do Campeonato Brasileiro e foi tricampeão carioca nos anos 1980.

Continue lendo
Propaganda
Propaganda

Categorias

Propaganda

Últimas Notícias