Conecte-se conosco

Brasil

BTG/FSB: Lula sobe três pontos, e distância para Bolsonaro vai a 13

Publicados

em

BTG/FSB: Lula sobe três pontos – Pesquisa do Instituto FSB, contratada pelo banco BTG Pactual e divulgada hoje, aponta o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) à frente na corrida presidencial, com 44% das intenções de voto em um cenário testado com 12 nomes na pesquisa estimulada —quando os entrevistados recebem uma lista prévia dos pré-candidatos. Na comparação com a sondagem realizada há duas semanas, o petista subiu três pontos percentuais.

O presidente Jair Bolsonaro (PL) segue em segundo lugar, com 31%. Ele oscilou um ponto para baixo dentro da margem de erro, que é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. Com o resultado, a distância entre Lula e Bolsonaro foi de 9 para 13 pontos percentuais.

LEIA TAMBÉM:

O ex-ministro Ciro Gomes (PDT) ficou em terceiro, se mantendo com 9% das intenções de voto.

A senadora Simone Tebet (MDB) oscilou dois pontos para baixo, de 4% para 2%. O deputado federal André Janones (Avante) flutuou um para baixo, de 3% para 2%. O empresário Pablo Marçal (Pros), por sua vez, ficou estável com 1%.

O cientista político Luiz Felipe D’Avila (Novo), o ex-deputado José Maria Eymael (DC), a sindicalista Vera Lucia (PSTU), a professora Sofia Manzano (PCB), o deputado federal Luciano Bivar (União Brasil) e Leonardo Péricles (UP) não chegaram a pontuar mais que 1%.

Pela margem de erro, Tebet, Janones, D’Avila, Eymael, Vera, Manzano, Bivar e Péricles estão tecnicamente empatados.

Optaram por nenhuma das opções 5% dos entrevistados, enquanto 2% declararam voto nulo ou branco, e outros 3% não souberam responder.

A pesquisa ouviu 2.000 eleitores por telefone entre 22 e 24 de julho O índice de confiança do levantamento é de 95%. A pesquisa custou R$ 128.957,83 e foi registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sob o número BR-05938/2022.

Primeiro turno – BTG/FSB: Lula sobe três pontos

BTG/FSB: Lula sobe três pontos, e distância para Bolsonaro vai a 13
BTG/FSB: Lula sobe três pontos, e distância para Bolsonaro vai a 13

Pesquisa estimulada

  • Lula (PT): 44%
  • Jair Bolsonaro (PL): 31%
  • Ciro Gomes (PDT): 9%
  • Simone Tebet (MDB): 2%
  • André Janones (Avante): 2%
  • Pablo Marçal (Pros): 1%
  • Felipe D’Ávila (Novo)*: 0%
  • José Maria Eymael (DC)*: 0%
  • Vera Lúcia (PSTU)*: 0%
  • Sofia Manzano (PCB)*: 0%
  • Luciano Bivar (União Brasil)*: 0%
  • Leonardo Péricles (UP)*: 0%
  • Nenhum: 5%
  • Branco/nulo: 2%
  • Não sabe/não respondeu: 3%

* A soma das intenções de voto destes candidatos é de 1%.

Pesquisa espontânea

O instituto FSB também fez um levantamento das respostas espontâneas para a Presidência da República —quando os entrevistados não recebem uma lista prévia com os nomes dos pré-candidatos. Nesse cenário, Lula se manteve com 40% das intenções de voto, e Bolsonaro registrou os mesmos 30% da rodada anterior.

Ciro também ficou estável, com 3%, e Tebet oscilou um ponto para baixo, de 1% para 0%.

  • Lula (PT): 40%
  • Jair Bolsonaro (PL): 30%
  • Ciro Gomes (PDT): 3%
  • Simone Tebet (MDB): 0%
  • Outros: 2%
  • Nenhum: 6%
  • Branco/nulo: 4%
  • Não sabe/não respondeu: 15%

Segundo turno – BTG/FSB: Lula sobe três pontos, e distância para Bolsonaro vai a 13

A pesquisa também fez cinco simulações de segundo turno. Lula venceria Bolsonaro, Ciro e Tebet, enquanto o atual presidente perderia para Ciro e empataria com Tebet.

Cenário 1

Lula e Bolsonaro oscilaram dentro da margem de erro em relação ao levantamento anterior. O petista tinha 53% e foi a 54%, enquanto o atual mandatário flutuou de 37% para 36%.

  • Lula (PT): 54%
  • Jair Bolsonaro (PL): 36%
  • Nenhum: 4%
  • Branco/nulo: 3%
  • Não sabe/não respondeu: 2%

Cenário 2

  • Lula (PT): 48%
  • Ciro Gomes (PDT): 32%
  • Nenhum: 12%
  • Branco/nulo: 6%
  • Não sabe/não respondeu: 2%

Cenário 3

  • Lula (PT): 54%
  • Simone Tebet (MDB): 25%
  • Nenhum: 13%
  • Branco/nulo: 6%
  • Não sabe/não respondeu: 2%

Cenário 4

  • Ciro Gomes (PDT): 49%
  • Jair Bolsonaro (PL): 38%
  • Nenhum: 7%
  • Branco/nulo: 4%
  • Não sabe/não respondeu: 1%

Cenário 5

  • Jair Bolsonaro (PL): 41%
  • Simone Tebet (MDB): 41%
  • Nenhum: 11%
  • Branco/nulo: 4%
  • Não sabe/não respondeu: 2%

Sobre o instituto

FSB Pesquisa é um instituto fundado em 2008 e ligado ao grupo FSB Comunicação, que presta serviços a empresas e órgãos públicos. A empresa realiza levantamentos sobre intenções de voto para presidente desde a eleição de 2010. Essas pesquisas são realizadas principalmente por meio de entrevistas com eleitores feitas por telefone por operadores treinados.

BTG/FSB: Lula sobe três pontos, e distância para Bolsonaro vai a 13
Fonte: UOL

Siga a Gazeta Regional por meio das Redes Sociais

Acompanhe o Facebook da Gazeta, Clique aqui!

Quer ficar bem informado sobre o que acontece na sua cidade, bairro ou região? Então, siga as redes sociais da Gazeta Regional e fique por dentro das principais informações de sua região, Brasil e do mundo.

Gazeta Regional o seu jornal Online

Gazeta Regional trazendo sempre o melhor conteúdo para você.

Gostou da novidade? Então, clique aqui para receber gratuitamente os principais conteúdos da Gazeta Regional no seu celular.

Tudo no conforto de suas mãos, em apenas um toque, você ficará muito bem informado. Quer saber mais sobre Notícias de Campinas e Região? Clique aqui

Brasil

Como manter suas plantas seguras e longe da dengue

Publicados

em

Engenheiro Agrônomo traz dicas básicas de como cuidar dos seus vasos e jardins e evitar que eles se tornem criadouros do mosquito Aedes aegypti

De acordo com dados divulgados pelo Ministério da Saúde, até o momento, o Brasil já ultrapassou 740 mil casos prováveis de dengue neste ano de 2024, que estão espalhados por todo o país. Todos os anos os períodos mais quentes do verão acendem um alerta sobre a necessidade de redobrarmos cuidados e evitar a proliferação do mosquito transmissor da doença.

A maior parte dos criadouros do Aedes aegypti estão nas próprias residências, por isso as medidas preventivas, ainda continuam sendo a melhor alternativa. E para quem tem vasos de plantas ou jardins é preciso ter ainda mais atenção.

LEIA TAMBÉM:

O engenheiro agrônomo da Forth Jardim, Marcos Estevão Feliciano, traz algumas dicas de como manter os cuidados das plantas, mas tomando todos os cuidados necessários para não as transformar em criadouros de mosquitos que podem transmitir a dengue.

  • Mantenha a limpeza do local

Principalmente para quem tem jardins, é importante manter o ambiente sempre limpo, pois jardins abandonados e malcuidados têm grandes chances de tornarem-se criadouros.

Retire qualquer tipo de material/entulho do local, verificando sempre se há tampas, garrafas, vasos e pratinhos vazios ou inutilizados, que estão por ali e que podem acumular água. Quem tem planta geralmente costuma ter regadores, baldes ou materiais que possam acumular água, então cuidado redobrado para não deixar água parada.

Da mesma forma os vasos de dentro de casa devem ser sempre limpos e supervisionados para que não acumulem água. Inclusive no caso de plantas aquáticas, é indicado lavar com água e sabão a parte de dentro do vaso, pelo menos uma vez por semana, mas é bom observar pois em períodos quentes o ciclo do mosquito pode ser de 7 dias, assim, se aparecerem larvas na água antes de uma semana, troque a água imediatamente.

  • Faça a manutenção adequada das plantas: Cuidados básicos com a rega

Sem dúvidas a parte que mais merece atenção no cuidado com as plantas, que está relacionado à dengue, é a rega.

Se por um lado não dá para deixar de regar as nossas plantas, principalmente nos períodos mais quentes quando geralmente elas necessitam de mais hidratação, por outro esse é o período em que o mosquito mais se prolifera e justamente onde ele encontra água parada.

Algumas plantas, ao serem regadas, podem acumular água entre suas folhas, como é o caso das Bromélias, mas isso não faz delas as grandes “vilãs” nesta corrida contra a dengue. De forma geral a água que fica acumulada nelas, não é considerada “atrativa” para o mosquito, por ter microrganismos e outros nutrientes, ele prefere água limpa para se desenvolver.

Apesar de ser citado com frequência entre os pontos de atenção nos cuidados contra a dengue, os “pratinhos” ainda são utilizados por algumas pessoas, principalmente por aquelas que precisam se ausentar por períodos mais longos e querem manter a planta hidratada.

No caso do uso de pratinhos, o indicado é colocar a areia nele, para que possa absorver a água. Mas com essa ação ele perde a função de reserva de água. Existe, no entanto, uma solução para manter as plantas hidratadas por mais tempo sem deixar água parada.

O Gel para plantio é um polímero em pó, que transforma a água em gel. Basta hidratar o produto em água, apenas 5g para 1 litro de água e terá um litro de água na forma de gel para duas plantas. Porém, não é para colocar o gel por cima dos vasos. Faça quatro furos na terra com o auxílio de um cabo de vassoura, em seguida preencha os espaços com o gel e cubra com terra, e pronto, a redução de rega pode chegar a 50% a menos. Se regava suas plantas a cada 7 dias pode passar a regar a cada 15 dias.

Siga a Gazeta Regional por meio das Redes Sociais

Acompanhe o Facebook da Gazeta, Clique aqui!

Quer ficar bem informado sobre o que acontece na sua cidade, bairro ou região? Então, siga as redes sociais da Gazeta Regional e fique por dentro das principais informações de sua região, Brasil e do mundo.

Deputa Federal Renata Abreu Visita Engenheiro Coelho
Jornal Gazeta Regional

Gazeta Regional trazendo sempre o melhor conteúdo para você.

Gostou da novidade? Então, clique aqui para receber gratuitamente os principais conteúdos da Gazeta Regional no seu celular. Tudo no conforto de suas mãos, em apenas um toque, você ficará muito bem informado. Quer saber mais sobre Notícias de Campinas e Região? Clique aqui

Continue lendo

Brasil

NOVO realiza encontro estadual com pré-candidatos do partido para eleições de 2024

Publicados

em

Evento ocorre neste sábado, 02, na sede da AMCHAM em São Paulo e contará com a participação dos pré-candidatos e de mandatários, além de Felipe d’Avila, Vinicius Poit, Christian Lohbauer e Deltan Dallagnol

O partido Novo reúne neste sábado, 02, em São Paulo, diversos dirigentes, filiados e apoiadores para o primeiro encontro estadual das pré-candidaturas do Partido para as eleições deste ano.
Pré-candidatos a vereador e prefeito de diversos municípios estarão presentes, representando o time que vai mudar o Brasil pra melhor.

LEIA TAMBÉM:

Na primeira parte do evento, na parte da manhã, serão esclarecidas as ações permitidas e vetadas nas campanhas eleitorais, as melhores abordagens a serem feitas nas redes sociais dos pré-candidatos, orientações sobre arrecadação de doações, as ações que o Novo desenvolve nas periferias e a participação determinante das mulheres no Partido.

Na sequência, durante a tarde serão discutidos o papel do agronegócio no Brasil e no Mundo, a segurança nas cidades e o preço que pagamos pela liberdade além de dois painéis apresentados por Deltan Dallagnol e Vinicius Poit.

Serviço: Quando: 02/03/2024
Horário: 09h – 17h
Onde: AMCHAM – Rua da Paz, 1431 – Chácara Santo Antônio, São Paulo – SP, 04713-001

Siga a Gazeta Regional por meio das Redes Sociais

Acompanhe o Facebook da Gazeta, Clique aqui!

Quer ficar bem informado sobre o que acontece na sua cidade, bairro ou região? Então, siga as redes sociais da Gazeta Regional e fique por dentro das principais informações de sua região, Brasil e do mundo.

Deputa Federal Renata Abreu Visita Engenheiro Coelho
Jornal Gazeta Regional

Gazeta Regional trazendo sempre o melhor conteúdo para você.

Gostou da novidade? Então, clique aqui para receber gratuitamente os principais conteúdos da Gazeta Regional no seu celular. Tudo no conforto de suas mãos, em apenas um toque, você ficará muito bem informado. Quer saber mais sobre Notícias de Campinas e Região? Clique aqui

Continue lendo

Brasil

Arrecadação federal chega a R$280,63 bilhões em janeiro

Publicados

em

Maior valor para janeiro desde 1995, início da série histórica

A arrecadação da União com impostos e outras receitas teve leve alta, alcançando R$280,63 bilhões em janeiro, segundo dados divulgados nesta quinta-feira, 22, pela Receita Federal. O resultado representa aumento real de 6,67%, ou seja, descontada a inflação, em valores corrigidos pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), em comparação com janeiro de 2023.

É o maior valor para meses de janeiro desde 1995, início da série histórica. Os dados sobre a arrecadação estão disponíveis no site da Receita Federal. Quanto às receitas administradas pelo órgão, o valor arrecadado no mês passado ficou em R$262,87 bilhões, representando acréscimo real de 7,07%.

LEIA TAMBÉM:

Os resultados foram influenciados positivamente por alterações na legislação e por pagamentos atípicos tanto em 2023 quanto em 2024, especialmente do Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ) e da Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido (CSLL), que incide sobre o lucro das empresas. Segundo a Receita, ambos são importantes indicadores da atividade econômica, sobretudo, do setor produtivo.

As desonerações concedidas no Programa de Integração Social/Contribuição para Financiamento da Seguridade Social (PIS/Cofins) sobre combustíveis também impactaram no resultado, nesse caso, para baixo.

Lucro das empresas
A arrecadação do IRPJ e da CSLL somou R$ 91,7 bilhões em janeiro, com aumento real de 1,24% sobre o mesmo mês de 2023. O resultado é explicado pelos aumentos reais de 11,14% na arrecadação da declaração de ajuste, a qual se refere a fatos geradores ocorridos ao longo do ano de 2023, principalmente das empresas financeiras; e de 4,92% na arrecadação do lucro presumido, conjugado à queda de 3,42% na arrecadação da estimativa mensal.

Na apuração por estimativa mensal, o lucro real é apurado anualmente, sendo que a empresa está obrigada a recolher mensalmente o imposto, calculado sobre uma base estimada.

“Além disso, houve pagamentos atípicos de R$4 bilhões, decorrentes dos resultados apresentados por várias empresas, principalmente as financeiras, ao passo que foram registrados 3 bilhões em janeiro de 2023”, informou o órgão.

LEIA TAMBÉM:

Em comunicado, a Receita informou que a arrecadação significativa do setor bancário explica, em parte, a assimetria entre IRPJ e CSLL, já que esse setor possui alíquotas de CSLL mais elevadas que os demais setores. Além disso, o desempenho pode ser explicado pela agilidade em que a apuração anual é feita pelos bancos; então, “provavelmente”, a arrecadação corresponde ao ajuste anual e não apenas à estimativa. A consolidação dos dados deve ocorrer nos próximos meses.

Outros setores que mais contribuíram para aumento na arrecadação de janeiro foram as atividades auxiliares ao setor financeiro, seguros e previdência complementar, comércio atacadista e fabricação de veículos automotores.

Fundos exclusivos
Contribuindo para melhorar a arrecadação, em janeiro, houve recolhimento extra de R$ 4,1 bilhões do Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF) – Rendimentos de Capital, referente à tributação de fundos exclusivos, o que não ocorreu no mesmo mês de 2023. A lei que muda o Imposto de Renda que incide sobre fundos de investimentos fechados e sobre a renda obtida no exterior por meio de offshores foi sancionada em dezembro do ano passado.

Com isso, o IRRF- Rendimento de Capital teve arrecadação total de R$ 14.104 milhões, acréscimo real de 24,41% em relação a janeiro de 2023. A arrecadação sobre a renda de offshores não foi contabilizada pela Receita, já que ainda há prazo para a regularização dos contribuintes.

Por outro lado, também houve desonerações tributárias. Apenas em janeiro, a redução de alíquotas do PIS/Cofins sobre combustíveis resultou em uma desoneração de R$ 2 bilhões; em janeiro de 2023 havia sido de R$ 3,75 bilhões.

“Sem considerar os fatores não recorrentes, haveria um crescimento real de 4,27% na arrecadação do mês de janeiro de 2024”, informou o órgão.

PIS/Pasep e Cofins
Outro destaque da arrecadação de janeiro foi PIS/Pasep e a Cofins que apresentaram, no conjunto, uma arrecadação de R$44 bilhões no mês passado, representando crescimento real de 14,37%. Esse desempenho é explicado pelo bom resultado do setor financeiro e por alterações na legislação do PIS/Cofins, com destaque para a retomada parcial da tributação do setor de combustíveis, cuja base se encontrava desonerada [https://agenciabrasil.ebc.com.br/radioagencia-nacional/economia/audio/2024-01/impostos-sobre-diesel-voltam-valer-hoje].

A Receita Previdenciária teve aumento real de 7,58%, chegando a R$53,9 bilhões. Esse resultado é explicado pelo crescimento real de 2,55% da massa salarial.

Além disso, houve crescimento de 8,07 % nas compensações tributárias com débitos de receita previdenciária em razão da Lei 13.670/18, que vedou a utilização de créditos tributários para a compensação de débitos de estimativas mensais do IRPJ e da CSLL. Ainda, arrecadação do Simples Nacional cresceu 7,58% em relação a janeiro de 2023, fato que tem influenciado positivamente no recolhimento das contribuições previdenciárias.

Em janeiro, a arrecadação do IRRF – Rendimentos do Trabalho também foi destaque com aumento real de 8,74%, chegando R$ 23,9 bilhões. Esse resultado se deve à alta no item “Rendimentos do Trabalho Assalariado” (13,75%) combinado com os decréscimos nos itens “Aposentadoria do Regime Geral ou do Servidor Público” (-37,21%) e “Participação nos Lucros ou Resultados” (-10,20%).

Indicadores macroeconômicos
A Receita Federal apresentou, também, os principais indicadores macroeconômicos que ajudam a explicar o desempenho da arrecadação no mês. Entre os indicadores, estão a venda de serviços e a produção industrial, que tiveram queda, respectivamente, de 2% e 2,05% em dezembro (fator gerador da arrecadação de janeiro).

Ainda assim, o valor em dólar das importações, vinculado ao desempenho industrial, teve alta de 1,71% em relação a dezembro de 2022. Também houve crescimento de 7,29% da massa salarial, enquanto a venda de bens ficou estável. Fonte: Agência Brasil

Siga a Gazeta Regional por meio das Redes Sociais

Acompanhe o Facebook da Gazeta, Clique aqui!

Quer ficar bem informado sobre o que acontece na sua cidade, bairro ou região? Então, siga as redes sociais da Gazeta Regional e fique por dentro das principais informações de sua região, Brasil e do mundo.

Deputa Federal Renata Abreu Visita Engenheiro Coelho
Jornal Gazeta Regional

Gazeta Regional trazendo sempre o melhor conteúdo para você.

Gostou da novidade? Então, clique aqui para receber gratuitamente os principais conteúdos da Gazeta Regional no seu celular. Tudo no conforto de suas mãos, em apenas um toque, você ficará muito bem informado. Quer saber mais sobre Notícias de Campinas e Região? Clique aqui

Continue lendo
Propaganda
Propaganda
Propaganda

Últimas Notícias