Conecte-se conosco

Amparo

Quem recusar vacina contra Covid-19 vai para o final da fila em Amparo

Publicados

em

A Prefeitura de Amparo adotou a assinatura de um termo de desistência aos moradores da cidade que recusarem receber vacinas contra a Covid-19 de marcas ou laboratórios específicos. Caso a pessoa recuse a vacina de determinado fabricante no momento da imunização, terá que assinar um termo de desistência se responsabilizando pela escolha e só receberá a imunização quando os grupos forem vacinados e na disponibilidade de doses.

O projeto de lei que determina essa ação foi aprovado no dia 12 de julho, em sessão extraordinária na Câmara Municipal de Amparo, e sancionado hoje pelo prefeito Carlos Alberto Martins. A medida foi adotada após a Secretaria de Saúde notar, com frequência, a escolha de parte dos moradores de determinadas marcas ou laboratórios da vacina contra a Covid-19.

Segundo a secretária de saúde, Grazielle Bertolini, após a recusa não haverá nova previsão para que a pessoa seja imunizada, pois a prefeitura não tem como garantir que o Governo do Estado enviará novas doses da vacina para aquela faixa etária e nem que a marca da vacina que a pessoa quer vá chegar ao município em breve, pois esse controle não é feito pela prefeitura.

A escolha ou recusa era uma atitude vista com frequência pelas nossas enfermeiras e técnicas de enfermagem na vacinação. Com a assinatura do termo, a pessoa confirma que está recusando a vacina que está disponível, e, se amanhã essa pessoa tentar ser imunizada e não tiver vacina para a idade dela, podemos provar que ela teve a oferta garantida mas recusou”, disse a secretária. Além disso, quem tentar tomar uma “terceira dose” de outro imunizante, estará sujeito à multa de R$10 mil reais.

Todas as vacinas em uso no Brasil possuem a eficácia comprovada pela Anvisa, são seguras e aprovadas pela Organização Mundial da Saúde. A vacina é uma atitude individual, mas que tem efeito coletivo. Quanto mais pessoas forem vacinadas, menos o vírus circula.

Amparo

Prefeitura de Amparo entrega dispositivos tecnológicos que monitoram diabetes em crianças e adolescentes

Publicados

em

Na terça-feira, 17, a Prefeitura de Amparo realizou o evento de lançamento do Programa Mais Controle, da Secretaria Municipal de Saúde. O programa Mais Controle é pioneiro na região, e oferece dispositivos de alta tecnologia que monitoram a glicemia de crianças e adolescentes portadores de diabetes tipo 1 sem a necessidade de “furar” o dedo, como ocorre com o glicosímetro comum.

O dispositivo foi entregue a 18 crianças e adolescentes de 4 a 21 anos que têm diabetes tipo 1, usam insulina e fazem acompanhamento pelo SUS com o endocrinologista da rede. O programa pode abranger até 40 pessoas nessa faixa etária em Amparo.

Além da entrega do sensor e do medidor, o programa também oferece suporte e atendimento completo aos usuários. Os dados registrados pelo dispositivo ajudam o médico endocrinologista a entender a diabetes do paciente, e assim prescrever um melhor tratamento para controle da doença.

No evento, enfermeiras do Aboott Laboratório, responsável pelo aparelho, capacitaram os usuários e seus familiares para usarem o produto da forma correta.

De acordo com Gilberto Ferreira Martins Júnior, secretário municipal de saúde, esse programa é a realização de um objetivo e uma conquista enorme para a cidade. “É um programa pioneiro no Estado de São Paulo e que aumenta muito a qualidade de vida dos pacientes. Favorece o monitoramento pelo médico, e quanto mais controle da doença os pacientes tiverem, mais liberdade eles terão.”, disse o secretário.

O objetivo do Programa Mais Controle é proporcionar qualidade de vida às pessoas desde o início do diagnóstico e no decorrer de sua infância e adolescência, aumentando, assim, a sobrevida e diminuindo as comorbidades que a diabetes pode causar

Continue lendo

Amparo

Vereadores de Amparo pedem à Alesp inclusão do município na Região Metropolitana de Campinas 

Publicados

em

Na sessão ordinária do dia 16 de maio, os vereadores do município de Amparo aprovaram a Moção nº 06/2022  direcionada à Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp), referente ao Projeto de Lei Complementar que estabelece diretrizes para a Organização e Gestão Regional do Estado de São Paulo. “Este projeto vai criar aglomerações urbanas no Estado e entendemos que seja a oportunidade de incluirmos Amparo na Região Metropolitana de Campinas (RMC), uma vez que nossa cidade mantém importantes vínculos administrativos, comerciais e de serviços com a região, sendo do interesse de nossa cidade, há muito tempo, essa inclusão”, explica o presidente da Câmara, vereador Carlos Cazotti (MDB).

Na Moção, o texto ressalta que Amparo faz divisa com os municípios de Morungaba, Pedreira e Santo Antonio de Posse, que fazem parte da RMC e, “em razão de sua localização geográfica e fácil acesso às principais cidades que compõem a região administrativa, não se vislumbra motivo para integrar outra região que não seja de Campinas”.

De autoria do presidente da Câmara, Carlos Cazotti (MDB), o pedido foi assinado pelos demais vereadores André de Oliveira (PP); Antonio Cesar Mineiro (MDB); Edilson Santos (DEM); Edilson José (Dil – PSD); Edison Alves (PT), Pastor Elson Batista (PL); Farlin Conrado (MDB); Osmar Dorigan (MDB); Luiz Carlos (Carlitinho – PSDB) e Rosa Montini (PSDB). “Informamos ainda que, em uma reunião ocorrida em abril de 2021, foi aceita essa inclusão por 20 Prefeitos que integram a Região Metropolitana de Campinas”, finalizou o presidente.

Link da sessão: AQUI

Continue lendo

Amparo

Ponte que liga Morungaba a Amparo e Pedreira é interditada por 28 dias

Publicados

em

A ponte localizada entre Morungaba, Amparo e Pedreira, próximo à Embratel, será interditada pela Prefeitura de Amparo para obras de manutenção e reparos, a partir desta segunda-feira, 16.

As obras serão realizadas devido à ruptura da coluna de sustentação da ponte. Segundo o prefeito de Morungaba, Marquinho Oliveira, a Prefeitura de Amparo havia solicitado a interdição por 7 dias,  porém outros serviços deverão ser realizados no local e demandará um período maior.

A previsão de conclusão dos serviços é de 28 dias – devido à gravidade da estrutura da ponte.

Durante este período, a alternativa para os motoristas que têm que se deslocar entre as cidades é utilizar a Rodovia das Estâncias (SP 360) altura do Km 108,3 pela Estrada da Fazenda Ouro Verde, ou no km 117 para acessar a estrada do bairro Areia Branca.

O trânsito local será liberado somente até a Fazenda “Campo Verde”. 

Continue lendo
Propaganda
Propaganda
Propaganda

Últimas Notícias