Conecte-se conosco

São Paulo

Quatro bolivianos são resgatados de condições análogas à escravidão em Americana

Publicados

em

Estrangeiros trabalhavam em uma oficina de costura, em ambiente insalubre e em jornada exaustiva

Quatro trabalhadores bolivianos foram resgatados de condições análogas à escravidão em uma oficina de costura na cidade de Americana. A operação que resultou no resgate foi realizada conjuntamente pelo Ministério Público do Trabalho (MPT), Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), Defensoria Pública da União (DPU) e Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Os imigrantes (duas mulheres e dois homens) trabalhavam em duas oficinas separadas, sendo uma localizada em um barracão, onde três deles costuravam, e a outra funcionava no mesmo local da moradia dos bolivianos, de forma improvisada, e lá costurava apenas um trabalhador.

Foi constatado alto grau de insalubridade nos locais de trabalho, devido ao calor excessivo, falta de ventilação e de conforto térmico, em ambas as oficinas. Outro problema comum era a precariedade das instalações elétricas, com fiação exposta próxima às pilhas de tecido, gerando riscos de incêndio, além de ausência de ergonomia no mobiliário de trabalho e falta de higiene e conforto nos ambientes laborais. Um dos bolivianos, uma pessoa com deficiência, costurava utilizando apenas um dos braços, uma vez que o outro membro fora amputado em decorrência de um acidente automobilístico, e ele o fazia sem qualquer adaptação.

LEIA TAMBÉM:

Em depoimento, uma das trabalhadoras afirmou que trabalhava das 7h às 22h30, e que parava apenas quando “o corpo não aguentava mais”, configurando jornada exaustiva. Os quatro costureiros trabalhavam de maneira informal, sem registro em carteira de trabalho e sem direito a férias, 13º salário ou qualquer benefício trabalhista ou previdenciário. Segundo apurado, a empresa contratante dos serviços de costura pagaria pelas peças apenas no momento da entrega. Os imigrantes estavam desde fevereiro de 2023 sem receber qualquer quantia remuneratória.

No alojamento, instalado na sobreloja de um prédio comercial, mais precariedade. Dois dos trabalhadores resgatados, um casal, residiam no local com duas crianças. O apartamento também apresentava sérios problemas na parte elétrica, falta de higiene e de mobiliário, como mesas e cadeiras. Por falta de pagamento, a água havia sido cortada.

Os auditores fiscais do trabalho efetuaram o resgate de condições análogas à escravidão, providenciando a emissão das guias de seguro-desemprego às vítimas.

A força-tarefa se reuniu com a empresa contratante dos serviços, localizada na cidade de São Paulo, que se responsabilizou, em TAC (termo de ajuste de conduta), pelo pagamento de todos os direitos trabalhistas dos quatro bolivianos (um montante de R$6.500,00 cada um), além de indenizações no valor de R$4.000,00 para cada um, a título de danos morais individuais e depósito do FGTS. As condições de trabalho e alojamento também devem ser regularizadas pela empresa signatária.

“Este é o terceiro caso de resgate por trabalho escravo no interior paulista no espaço de uma semana. Isso mostra o quanto ainda temos que avançar no combate a esta prática ilegal, na busca pela sua erradicação. Contamos com a ajuda da população para denunciar os casos, e esperamos intensificar ainda mais a nossa atuação”, finaliza o procurador e coordenador regional da Coordenadoria Nacional de Erradicação do Trabalho Escravo e Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas (CONAETE) da 15ª Região, Marcus Vinícius Gonçalves.

Outro caso – Durante a operação foi encontrada uma outra situação grave de descumprimento da lei trabalhista, também em uma oficina de costura em Americana; no caso em questão, não houve configuração de trabalho escravo contemporâneo, porém, a força-tarefa identificou trabalho informal, terceirização ilegal e meio ambiente do trabalho irregular.

O empregador firmou TAC, se comprometendo a sanar todas as irregularidades, sob pena de multa, e a pagar uma indenização por danos morais coletivos no valor de R$150.000,00; a destinação será indicada pelo MPT, em momento oportuno.

Siga a Gazeta Regional por meio das Redes Sociais

Acompanhe o Facebook da Gazeta, Clique aqui!

Quer ficar bem informado sobre o que acontece na sua cidade, bairro ou região? Então, siga as redes sociais da Gazeta Regional e fique por dentro das principais informações de sua região, Brasil e do mundo.

Deputa Federal Renata Abreu Visita Engenheiro Coelho
Jornal Gazeta Regional

Gazeta Regional trazendo sempre o melhor conteúdo para você.

Gostou da novidade? Então, clique aqui para receber gratuitamente os principais conteúdos da Gazeta Regional no seu celular. Tudo no conforto de suas mãos, em apenas um toque, você ficará muito bem informado. Quer saber mais sobre Notícias de Campinas e Região? Clique aqui

São Paulo

MD Papéis reduz em cerca de 77% o consumo de água na produção de papelcartão, em 13 anos

Publicados

em

A conquista é resultado da utilização de água de reuso na produção da matéria-prima e da contribuição da fabricante para a promoção da economia circular

A quase um mês do Dia Mundial da Água, comemorado em 22 de março, a fabricante de papelcartão MD Papéis, com sede em Limeira, registra redução de 76,9% no consumo de água para a produção da matéria-prima, em 13 anos. O resultado foi atingido com a substituição da captação de água proveniente de poços e do Ribeirão Tatu, que fica próximo à empresa, por água de reuso no processo de fabricação. 

Em 2010, a captação total de água proveniente do sistema hídrico da cidade e de poços, no processo de fabricação, era de cerca de 113 mil m³/mês. Mas, em 2023, a empresa conseguiu reduzir o volume captado para 26 mil m³/mês. Além disso, do total de 187,9 mil m³/mês de efluentes  líquidos da produção, tratados pela MD Papéis, a empresa reprocessa e reutiliza quase  162,7 mil m³/mês, cumprindo a legislação sobre a destinação desses rejeitos e deixando de lançá-los no emissário municipal. 

LEIA TAMBÉM:

O diretor de Operações da MD Papéis, Aldinir Nascimento, comemora essa importante conquista. “Deixar de captar um alto volume de água e ainda tratar nossos rejeitos líquidos, promovendo o descarte responsável, são exemplos da economia circular e da sustentabilidade empresarial que cada vez mais buscamos atingir. Continuamos empenhados em desenvolver e aperfeiçoar processos, para que a fabricação do nosso papelcartão seja cada vez mais eficiente e sustentável”, ratifica Nascimento.

De acordo com a norma brasileira da ABNT – NBR 9800/1987, os efluentes industriais são despejos líquidos provenientes das áreas de processamento industrial. Esses materiais apresentam poluição por produtos utilizados ou produzidos na indústria e podem causar danos ambientais se não forem tratados adequadamente. A legislação brasileira também estabelece penalidades para as empresas que não cumprem os processos estabelecidos para os rejeitos industriais.

Sobre a MD Papéis
Empresa 100% brasileira, que atua desde 1945 produzindo papelcartão para os mercados de embalagem, gráfico e editorial, a MD Papéis faz parte do Grupo Formitex, presente nos principais segmentos da economia brasileira. 

Com uma produção de 41 mil toneladas de papelcartão ao ano, a MD utiliza fibras procedentes de áreas reflorestadas, além de aparas pré e pós-consumo.

Localizada na cidade de Limeira, no interior de São Paulo, é reconhecida por sua dedicação em oferecer soluções inovadoras e ecológicas para a indústria de embalagens e focada em contribuir com o desenvolvimento humano e o meio ambiente.

Serviço:
MD Papéis
https://www.mdpapeis.com.br/

Siga a Gazeta Regional por meio das Redes Sociais

Acompanhe o Facebook da Gazeta, Clique aqui!

Quer ficar bem informado sobre o que acontece na sua cidade, bairro ou região? Então, siga as redes sociais da Gazeta Regional e fique por dentro das principais informações de sua região, Brasil e do mundo.

Deputa Federal Renata Abreu Visita Engenheiro Coelho
Jornal Gazeta Regional

Gazeta Regional trazendo sempre o melhor conteúdo para você.

Gostou da novidade? Então, clique aqui para receber gratuitamente os principais conteúdos da Gazeta Regional no seu celular. Tudo no conforto de suas mãos, em apenas um toque, você ficará muito bem informado. Quer saber mais sobre Notícias de Campinas e Região? Clique aqui

Continue lendo

São Paulo

Transformação da Ambev já é percebida por novos talentos

Publicados

em

A companhia foi destaque na Pesquisa de Carreiras realizada pela Brasil Júnior

A jornada consistente de transformação vivenciada pela Ambev nos últimos anos, tem como protagonista a sua estratégia de plataforma que conecta marcas e tecnologia em busca de impactar todo o ecossistema. Os resultados dessas mudanças já estão sendo percebidos pelos novos talentos, que continuam escolhendo a companhia como a “Empresa mais desejada para se trabalhar”, de acordo com a Pesquisa de Carreiras realizada pela Brasil Júnior – Confederação Brasileira de Empresas Juniores.

O levantamento, divulgado na última semana, revela que a companhia conquistou o primeiro lugar geral na pesquisa pelo oitavo ano consecutivo. A Ambev também esteve em primeiro lugar nas categorias de inovação, cultura organizacional, diversidade, escalabilidade de carreira e ativação de marcas.

LEIA TAMBÉM:

“Esse reconhecimento é resultado da transformação do nosso negócio, que vem buscando inovar em soluções focadas no consumidor e crescendo nosso ecossistema. Para isso, deixamos de ser uma empresa que sabe tudo para uma empresa que aprende tudo. Procuramos talentos que se identifiquem com a nossa cultura e que tenham as capabilidades para alavancar o nosso negócio. Estamos sempre impulsionando uns aos outros para desenvolver nossos times e criar um futuro com mais razões para brindar. E essa jornada, que muito nos orgulha, já tem repercutido com jovens talentos”, afirma Marina Cury, Gerente de Atração de Talentos da Ambev.

A Pesquisa de Carreiras é uma coleta anual realizada pela Brasil Júnior, envolvendo empresários juniores de todas as regiões do Brasil. O estudo tem como objetivo orientar o trabalho com os jovens, propondo diretrizes para as empresas parceiras com base nos dados, e reconhecer as instituições de acordo com a percepção dos universitários sobre o trabalho ao longo do ano.

Siga a Gazeta Regional por meio das Redes Sociais

Acompanhe o Facebook da Gazeta, Clique aqui!

Quer ficar bem informado sobre o que acontece na sua cidade, bairro ou região? Então, siga as redes sociais da Gazeta Regional e fique por dentro das principais informações de sua região, Brasil e do mundo.

Deputa Federal Renata Abreu Visita Engenheiro Coelho
Jornal Gazeta Regional

Gazeta Regional trazendo sempre o melhor conteúdo para você.

Gostou da novidade? Então, clique aqui para receber gratuitamente os principais conteúdos da Gazeta Regional no seu celular. Tudo no conforto de suas mãos, em apenas um toque, você ficará muito bem informado. Quer saber mais sobre Notícias de Campinas e Região? Clique aqui

Continue lendo

São Paulo

Ipem-SP avaliará a qualidade do material e uniforme escolar de São Paulo

Publicados

em

O Ipem-SP ajudará a Secretaria Municipal de Educação de São Paulo a avaliar as empresas cadastradas para vender material e uniforme escolar para as famílias assistidas pela prefeitura. O objetivo é que estas empresas atendam com qualidade, obedecendo os regulamentos e certificações existentes 

O Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo (Ipem-SP ), autarquia do Governo do Estado, vinculada à Secretaria da Justiça e Cidadania, que tem como objetivo promover a confiança nas relações de consumo, realizará a verificação do material e uniforme escolar da prefeitura de São Paulo.

A ação é decorrente do acordo de parceria, conforme assinado em 9 de janeiro desse ano o protocolo de intenções do Ipem-SP com a Secretaria Municipal de Educação de São Paulo, para a fiscalização da qualidade de materiais e uniformes escolares disponíveis para aquisição dos alunos da rede municipal em lojas credenciadas pela secretaria.

LEIA TAMBÉM:

“A parceria entre a Secretaria Municipal de Educação e o Ipem-SP trará mais confiança para que as famílias assistidas pela prefeitura possam realizar suas compras”, explica o superintendente do Ipem-SP, Marcos Heleno Guerson de Oliveira Junior.

Segundo o diretor de metrologia e qualidade do instituto, Harisson Mattos Ferraz, “a programação de trabalho das equipes do Ipem-SP constarão planos de amostragem e ensaios. Assim que aprovadas pela secretaria daremos início às fiscalizações”

Caso sejam encontradas irregularidades, o Ipem-SP notificará os fornecedores de produtos irregulares e comunicará à Secretaria Municipal de Educação de São Paulo para demais providências.

Siga a Gazeta Regional por meio das Redes Sociais

Acompanhe o Facebook da Gazeta, Clique aqui!

Quer ficar bem informado sobre o que acontece na sua cidade, bairro ou região? Então, siga as redes sociais da Gazeta Regional e fique por dentro das principais informações de sua região, Brasil e do mundo.

Deputa Federal Renata Abreu Visita Engenheiro Coelho
Jornal Gazeta Regional

Gazeta Regional trazendo sempre o melhor conteúdo para você.

Gostou da novidade? Então, clique aqui para receber gratuitamente os principais conteúdos da Gazeta Regional no seu celular. Tudo no conforto de suas mãos, em apenas um toque, você ficará muito bem informado. Quer saber mais sobre Notícias de Campinas e Região? Clique aqui

Continue lendo
Propaganda
Propaganda
Propaganda

Últimas Notícias