Conecte-se conosco

Jaguariúna

Projeto CromosSomos busca inclusão e visibilidade para a Síndrome de Down

Publicados

em

O grupo busca dar apoio para pais e familiares de crianças com Síndrome de Down

No dia 21 de março é celebrado o Dia Internacional da síndrome de Down, cujo objetivo é conscientizar a sociedade para acabar com a invisibilidade e estimular a inclusão. Além de destacar a importância da inclusão e aceitação das pessoas com síndrome de Down, a data tem a intenção de promover a igualdade de oportunidades, combater estigmas e preconceitos, celebrar as habilidades e contribuições destes indivíduos para a sociedade.

Em Jaguariúna, mães atípicas criaram o Projeto CromosSomos, justamente com este intuito. “Buscamos oportunidade, autonomia, inclusão, equidade, respeito e acolhimento”, afirma a idealizadora Cassia Bettanin Gonçalves.

Cassia formou um grupo juntamente com as amigas Paola Aldrighi, Danieli Tonietti e Beatriz Morais. Ela conta que foi acolhida por elas durante a gestação, quando descobriu o diagnóstico do filho Benjamin, e por isso decidiu criar o projeto para acolher outras mães atípicas. “Sabemos o que passamos e não queremos que outras mães se sintam sozinhas e abandonadas”, afirma.

LEIA TAMBÉM:

“A maternidade em si já é muito desafiadora, nós como mães nos sentimentos isoladas. Quando nos tornamos mães atípicas parece que este isolamento se intensifica ainda mais”, explica Cassia de onde surgiu a necessidade de criar este projeto, que seguiu com o apoio de Danieli e Beatriz.

Mas, o projeto não tem o objetivo de ser uma rede de apoio apenas para as mães e pais. O intuito também é acolher as crianças, gerar convívio social e criar vínculos.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), cerca de 300 mil pessoas têm a síndrome no país. E, ainda assim, existe muito preconceito. “Por isso queremos trazer esse projeto para a cidade, para gerar acolhimento”, diz Cassia.

E, visando atingir cada vez mais famílias atípicas, surgiu a ideia de transformar o projeto em instituição. Por isso o grupo está em busca de transformar o projeto em instituição e poder, com isso, oferecer um local físico para estimulação de pessoas com Síndrome de Down. “É um projeto lindo no papel, mas para executar demanda muita verba. Porém, não deixamos de sonhar”, afirma.

Dentre os projetos, Cassia também almeja trazer para Jaguariúna o “futdown”, que é o futebol para pessoas com Síndrome de Down, pois já é sabido que o esporte é muito importante para todos em todas as fases e para as crianças atípicas é muito importante para a mobilidade e coordenação psicomotora delas. “Em Campinas temos uma referência de projeto e estamos encaminhando tudo para iniciar este projeto”.

Os jogos são uma oportunidade de oferecer vivências novas em ambientes distintos, e contribuem ativamente para o entendimento das vivências sociais e culturais. Além do mais, a atividade física é importante para a manutenção da qualidade de vida, da saúde e na prevenção de doenças.

LEIA TAMBÉM:

Todas as atividades idealizadas e propostas pelo Projeto CromosSomos tem o objetivo de incluir, acolher e dar visibilidade para a Síndrome de Down. A caminhada nem sempre é fácil, mas vale a pena.

Eventos
Neste domingo, 24, o projeto promove a Caminhada Inclusiva a partir das 8h30, no Parque dos Lagos, em alusão ao Dia Internacional da Síndrome de Down. A instrução é para que os participantes usem as meias trocadas e camiseta branca e leve sua cesta de piquenique.

E no dia 07 de abril ocorre o primeiro evento CromosSomos. O encontro é a partir das 14h no Boulevard localizado no Centro Cultural. Haverá workshop, história inclusiva e brinquedos, cantina solidária, música ao vivo e muito mais.

O evento é aberto ao público. Tem presença confirmada do influenciador Teteco Barros e profissionais da área da saúde. Compareça e prestigie.

O que é
A síndrome de Down é causada pela presença de três cromossomos 21 em todas ou na maior parte das células de um indivíduo. Isso ocorre na hora da concepção de uma criança. As pessoas com síndrome de Down, ou trissomia do cromossomo 21, têm 47 cromossomos em suas células em vez de 46, como a maior parte da população.

As crianças, os jovens e os adultos com síndrome de Down podem ter algumas características semelhantes e estar sujeitos a uma maior incidência de doenças, mas apresentam personalidades e características diferentes e únicas.

É importante esclarecer que o comportamento dos pais não causa a síndrome de Down. Não há nada que eles poderiam ter feito de diferente para evitá-la. Não é culpa de ninguém. Além disso, a síndrome de Down não é uma doença, mas uma condição da pessoa associada a algumas questões para as quais os pais devem estar atentos desde o nascimento da criança.

Acompanhe o Facebook da Gazeta, Clique aqui!

Quer ficar bem informado sobre o que acontece na sua cidade, bairro ou região? Então, siga as redes sociais da Gazeta Regional e fique por dentro das principais informações de sua região, Brasil e do mundo.

Deputa Federal Renata Abreu Visita Engenheiro Coelho
Jornal Gazeta Regional

Gazeta Regional trazendo sempre o melhor conteúdo para você.

Gostou da novidade? Então, clique aqui para receber gratuitamente os principais conteúdos da Gazeta Regional no seu celular. Tudo no conforto de suas mãos, em apenas um toque, você ficará muito bem informado. Quer saber mais sobre Notícias de Campinas e Região? Clique aqui

Jaguariúna

Grupo voluntário SOS RS continua arrecadando doações para o Rio Grande

Publicados

em

Ponto de arrecadação e distribuição de doações ao RS localizado na Rua Maranhão, nº1466

A sociedade civil mobilizou-se em prol de um único objetivo: ajudar as milhares de pessoas do Rio Grande do Sul (RS) que enfrentam os reflexos da maior tragédia climática já acometida ao estado. O ponto principal de arrecadação e distribuição em Jaguariúna está localizado na Av. Maranhão nº1465, onde chegam as doações também de Santo Antônio de Posse e municípios vizinhos.

Este é o “SOS RS Na Lenha”. Grupo formado por voluntários que ajudam na triagem das roupas, produção de kits de higiene e limpeza, carregamento e descarregamento de doações, entre outras.

Alexandre “Gaúcho”, que encabeçou a ação há mais de 15 dias, tem contatos em diferentes cidades do Estado do Rio Grande do Sul e com isso tem direcionado as doações de acordo com as necessidades de cada local. Já saíram cerca de 22 cargas de Jaguariúna com destino a Candelaria, Canoas, Taquari, Porto Alegre, Rocca Sales, Cruzeiro do Sul, Lajeado, Montenegro, Veranópolis, Cachoeirinha, São Sebastião do Caí, São Leopoldo, Guaíba, Bento Gonçalves eParobé.

Como porta-voz e organizador, juntamente com sua esposa Mônica Kologeski e irmãs Loezi e Lucielly Cunha, Alexandre solicita que a doação de água sanitária e demais produtos de limpeza seja intensa. Escovas de dente, fraldas infantis, fraldas geriátricas, absorventes, desodorantes e demais produtos de higiene também estão com a demanda alta e são necessários, assim como alimentos.

LEIA TAMBÉM:

É preciso que as doações não cessem, pois agora, quase 20 dias depois que a mobilização começou, 450 cidades das 497 do Estado têm algum relato de problema relacionado aos temporais, com 2,1 milhões de pessoas atingidas.

 A mobilização não pode parar e é importante que as doações continuem ao longo dos meses, pois é um problema que levará tempo para ser reparado. Se não for possível fazer uma doação em dinheiro ou produto, ajude sendo uma fonte de informação segura e verdadeira; disponibilizando seu local de trabalho como ponto de doação ou sendo um voluntário no posto de arrecadação mais próximo.

Os braços nesse momento são importantes para descarregar cargas e realizar a triagem dos itens. Tudo está sendo encaminhado embalado e etiquetado. Um trabalho manual, que vale tanto quanto qualquer valor. Portanto, lembre-se, toda ajuda importa.

Siga a Gazeta Regional por meio das Redes Sociais

Acompanhe o Facebook da Gazeta, Clique aqui!

Quer ficar bem informado sobre o que acontece na sua cidade, bairro ou região? Então, siga as redes sociais da Gazeta Regional e fique por dentro das principais informações de sua região, Brasil e do mundo.

Deputa Federal Renata Abreu Visita Engenheiro Coelho
Jornal Gazeta Regional

Gazeta Regional trazendo sempre o melhor conteúdo para você.

Gostou da novidade? Então, clique aqui para receber gratuitamente os principais conteúdos da Gazeta Regional no seu celular. Tudo no conforto de suas mãos, em apenas um toque, você ficará muito bem informado. Quer saber mais sobre Notícias de Campinas e Região? Clique aqui

Continue lendo

Jaguariúna

Voluntários de Jaguariúna ajudam o RS na linha de frente

Publicados

em

Grupo de quatro pessoas soma esforços no resgate de pessoas e animais e atendimento médico no Rio Grande do Sul

Há quase 10 dias em solo riograndense, um grupo de quatro voluntários de Jaguariúna atua diretamente no atendimento médico e resgate de pessoas e animais. São eles: o pastor Guilherme Moraes, da Comunidade A Palavra; Mariana Alkmin, médica formada pela Unicamp; Carlos Aguinaldo e Kleber Gabriel.

Partindo de Jaguariúna a primeira parada do grupo foi na cidade de Eldorado, que tem cerca de 40 mil habitantes e está entre os mais afetados pelas inundações no Rio Grande do Sul. Segundo o governo, 98% da cidade foi inundada, fazendo com que todos os habitantes precisassem evacuar a região.

Eles presenciam imagens fortes. Pessoas ilhadas, casas totalmente submersas, animais mortos e forte odor.

“Tudo destruído. Nesta cidade fomos voluntários nos resgates e compramos muitos remédios para leptospirose e medicamos as pessoas que estavam ajudando na missão do voluntariado nas águas. Foi um choque no início”, relata o pastor Guilherme.

Conforme a ajuda foi chegando ao município, o grupo seguiu para Canoas. Lá, cerca de 70 mil casas estão submersas após a inundação histórica. Nesta cidade o grupo tem ajudado no resgate de pessoas e animais, e montou um ambulatório, já que as perdas afetaram profundamente a infraestrutura de toda a rede de saúde. Além disso, com o uso de barcos, percorrem o rio levando remédios e atendimento médico para quem precisa, pois tem moradores que se recusam a sair de suas casas.

“Está sendo uma experiência única. Nunca vivi nada igual. Uma tristeza muito grande e ao mesmo tempo uma alegria em poder ajudar”, afirma Guilherme.

Para ajudar o grupo a continuar o voluntariado no Rio Grande do Sul, você pode fazer um pix de qualquer valor para a chave CNPJ 52.009.858/0001-10 em nome de Mariana Alkmin LTDA. Enquanto eles conseguirem se manter, eles continuarão ajudando.

Momento atual
As enchentes, que até o momento deixaram 806 feridos, afetam 458 dos 497 municípios do Rio Grande do Sul. O número de pessoas atingidas também tem aumentado. Ao menos 20,95% da população do estado foi afetada de alguma forma pelas consequências dos temporais. São mais de 2,28 milhões de pessoas dos 10,88 milhões de habitantes do estado.

Até o momento, 76.620 pessoas e 11.932 animais silvestres e domésticos foram resgatados. Na quinta-feira, 16, o número de pessoas ainda fora de casa pelas cheias ultrapassou os 615,3 mil, sendo 77.199 pessoas vivendo em um dos mais de 830 abrigos no estado e mais 538,1 mil desabrigados.

Siga a Gazeta Regional por meio das Redes Sociais

Acompanhe o Facebook da Gazeta, Clique aqui!

Quer ficar bem informado sobre o que acontece na sua cidade, bairro ou região? Então, siga as redes sociais da Gazeta Regional e fique por dentro das principais informações de sua região, Brasil e do mundo.

Deputa Federal Renata Abreu Visita Engenheiro Coelho
Jornal Gazeta Regional

Gazeta Regional trazendo sempre o melhor conteúdo para você.

Gostou da novidade? Então, clique aqui para receber gratuitamente os principais conteúdos da Gazeta Regional no seu celular. Tudo no conforto de suas mãos, em apenas um toque, você ficará muito bem informado. Quer saber mais sobre Notícias de Campinas e Região? Clique aqui

Continue lendo

Jaguariúna

Bingo beneficente da Associação Comercial e Industrial de Jaguariúna é um sucesso

Publicados

em

Bingo ocorreu na Casa 3 – Ateliê de arte, cultura e educação

 No sábado, 11, a Associação Comercial e Industrial de Jaguariúna, em parceria com a EWM Assessoria e a Rádio Nova FM 105,9, promoveu um bingo beneficente inesquecível Casa 3 Ateliê. O evento, que contou com o apoio de 20 empresas locais que doaram prêmios incríveis, como uma bolsa 100% de estudos, voucher de procedimentos estéticos e até mesmo um vale check-up cardiovascular, foi um sucesso total.

“Ficamos muito felizes com o resultado do bingo beneficente”, afirma o presidente da ACIJ, Guilherme Pessorrusso. “A participação da comunidade foi incrível e a generosidade das empresas que doaram prêmios nos permitiu arrecadar um valor significativo para a APAE Jaguariúna. Agradecemos a todos que contribuíram para essa ação tão importante”.

LEIA TAMBÉM:

“Agradecemos imensamente à ACIJ, à EWM Assessoria, à Rádio Nova FM 105,9 e a todas as empresas que doaram prêmios pela realização deste bingo beneficente”, diz o vice-presidente da APAE Jaguariúna, Murilo Ramos. ” Ações como esta contribuem muito para nossa Instituição, e nos ajuda a fornecer melhores condições aos nossos assistidos”.

O bingo beneficente da ACIJ é um exemplo de como a comunidade pode se unir para fazer a diferença na vida das pessoas. A instituição agradece a todos que contribuíram para o sucesso do evento.

Siga a Gazeta Regional por meio das Redes Sociais

Acompanhe o Facebook da Gazeta, Clique aqui!

Quer ficar bem informado sobre o que acontece na sua cidade, bairro ou região? Então, siga as redes sociais da Gazeta Regional e fique por dentro das principais informações de sua região, Brasil e do mundo.

Deputa Federal Renata Abreu Visita Engenheiro Coelho
Jornal Gazeta Regional

Gazeta Regional trazendo sempre o melhor conteúdo para você.

Gostou da novidade? Então, clique aqui para receber gratuitamente os principais conteúdos da Gazeta Regional no seu celular. Tudo no conforto de suas mãos, em apenas um toque, você ficará muito bem informado. Quer saber mais sobre Notícias de Campinas e Região? Clique aqui

Continue lendo
Propaganda
Propaganda
Propaganda

Últimas Notícias