Conecte-se conosco

Serra Negra

Audiências públicas sobre orçamento para 2022 são realizadas pela Prefeitura de Serra Negra

Redação Gazeta Regional

Publicados

em

Na foto, a equipe responsável pela contabilidade e planejamento da Prefeitura

Com o propósito de permitir maior participação popular, a Prefeitura Municipal de Serra Negra, por meio da Secretaria de Planejamento e Gestão, realizou em duas datas a Audiência Pública da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) 2022. A primeira aconteceu no dia 08 de abril, às 15h, e a outra dia 12, às 18h. “Essa é também uma recomendação do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCSP), que seja realizada durante o horário de expediente e fora do horário de expediente”, explica o contador da Prefeitura, Cássio Mendes.

Com o propósito de discutir e receber propostas para elaboração da LDO para o exercício de 2022, os eventos foram realizados na modalidade virtual, ocasionalmente, por conta da pandemia da Covid-19. A transmissão foi ao vivo pelos perfis oficiais da Prefeitura no Youtube e Facebook.

Para a realização da reunião, ficou disponibilizado para os cidadãos um formulário on-line para que pudesse apresentar sugestões de obras e aplicabilidade dos recursos municipais. “A audiência é a democracia participativa, reconhecida e garantida por lei. É o momento de todos participarem e tirarem as dúvidas sobre o dinheiro de nossa cidade”, resume a secretária municipal de Planejamento e Gestão, Valquíria Silva.

O questionário ficou aberto entre os dias 22 de março e 5 de abril. Entre as informações de destaque, 54% dos que participaram citaram a infraestrutura urbana como a área onde deve-se concentrar os recursos em 2022, não deixando de haver menções a outras áreas. E como a obra mais importante, citaram o asfalto e a drenagem, seguidos de estacionamento rotativo, investimento em hospitais, revitalizações de praças, entre outros. A LDO será encaminhada para Câmara Municipal de Vereadores, para análise e aprovação.

Continue lendo

Serra Negra

Audiência do Plano Diretor ocorre na quinta, 22, em Serra Negra

Redação Gazeta Regional

Publicados

em

A Prefeitura Municipal de Serra Negra convida a população em geral para acompanhar e participar da primeira Audiência Pública da revisão do Plano Diretor e Elaboração da Lei de Uso e Ocupação do Solo do Município. O evento acontece no dia 22, às 19h, em modalidade virtual e também presencial, respeitando os protocolos sanitários de prevenção à Covid19.

O principal objetivo é promover a discussão do diagnóstico do município de Serra Negra, o qual apoiará a revisão do Plano Diretor e a elaboração da Lei de Parcelamento, Zoneamento, Uso e Ocupação do Solo de Serra Negra, que está sendo elaborado em consonância com a empresa GeoBrasilis.

Como participar da reunião – Modalidade Virtual:

O cidadão deve acessar a Página Oficial da Prefeitura no dia e horário mencionados, e encaminhar suas contribuições via comentários ou e-mail: [email protected].

Modalidade Presencial:

Acontecerá no Mercado Cultural (Praça XV de Novembro), com limite máximo de 30 (trinta) pessoas, para que possam ser respeitados os protocolos sanitários de prevenção ao novo coronavírus. Haverá disponibilização de formulários para sugestões.

Será exigida a retirada de senhas nos dias anteriores ao evento (20 e 21 de julho /terça e quarta-feira), no Paço Municipal, das 9h às 16h, no setor do Protocolo.

Continue lendo

Serra Negra

Prefeitura de Serra Negra solicita que SABESP inclua famílias vulneráveis em tarifa social

Redação Gazeta Regional

Publicados

em

A Prefeitura de Serra Negra solicitou à Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) a inclusão de famílias em situação de vulnerabilidade em seu programa de Tarifa Social, que reduz em até 50% as contas de água e esgoto. O ofício foi entregue pelo assessor de gabinete, Wanderlei Lona de Moraes, na sede da companhia no município.

o documento continha uma relação com informações de 158 beneficiários de programas mantidos pela Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social. Com a lista, a companhia pode verificar e incluir famílias em seu programa.

O documento assinado pelo Prefeito Elmir Chedid pede, ainda, a inclusão dos moradores de todos os prédios construídos pela Companhia de Desenvolvimento Habitacional Urbano (CDHU), localizados em Serra Negra, uma vez que esses conjuntos são direcionados à população mais carente.

Continue lendo

Serra Negra

Castramóvel deve iniciar operação em 60 dias em Serra Negra

Redação Gazeta Regional

Publicados

em

O castramóvel, projeto de castração gratuita de pets de Serra Negra, deve estar em operação em cerca de 60 dias com o início de cadastramento dos animais. Na tarde desta quinta-feira, 13, tendas foram levantadas ao lado da unidade castramóvel da Prefeitura no Posto de Manutenção Belmiro Postali (Garagem Municipal), para que representantes do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de São Paulo (CRMV-SP) vistoriassem o projeto da empresa Petmogi, vencedora da licitação para operação do serviço. Sessenta dias é o prazo limite para emissão de parecer pela entidade sobre o que foi apresentado.

Antes da vistoria, o prefeito Elmir Chedid e a presidente do Fundo Social de Solidariedade, Deborah Chedid, visitaram a instalação montada na Garagem Municipal. “Esse trabalho é muito importante. O trailer castramóvel veio do governo federal por emenda do deputado federal Ricardo Izar, a quem eu agradeço muito. Mas veio sem os equipamentos. A empresa contratada está instalando tudo que é necessário. Com certeza daremos preferência àqueles com menos possibilidade de fazer a castração com os veterinários da cidade”, explica o prefeito que estava acompanhado do chefe de Gabinete, Rodrigo Demattê Angeli e o secretário de Serviços Municipais, Divaldo De Santi.

Elmir afirma que pediu a Ricardo Izar recursos para a construção de um hospital veterinário municipal, bem como dinheiro para a manutenção e custeio. O prefeito disse também que a operação deve iniciar no Loteamento São Luiz, área em que foi constatada a maior demanda para esse serviço. O contrato inicial é para a castração de 610 animais, entre cães e gatos, que após a castração terão um chip para identificação de cadastro e histórico. Antibióticos para o pós-operatório, algo incomum nesse tipo de trabalho pela Prefeitura, também consta das obrigações Petmogi.

“Temos que trabalhar para levar rapidamente os benefícios à população. Agradeço a todos pelo esforço, especialmente aos vereadores que vêm nos ajudando na aprovação de verbas”, finaliza o prefeito.

Continue lendo
Propaganda

Categorias

Propaganda

Últimas Notícias