Conecte-se conosco

Entretenimento

49ª edição do Festival de Cinema de Gramado divulga programação

Vanderlei Tenório

Publicados

em

Vanderlei Tenório

A programação de exibição dos filmes em competição no 49º Festival de Cinema de Gramado, que este ano acontece entre os dias 13 e 21 de agosto, está definida. Assim como no ano passado, a edição de 2021 seguirá o modelo multiplataforma, unindo a televisão e a internet. 

De acordo com a organização, as mostras competitivas serão transmitidas na TV, pelo Canal Brasil e TVE-RS, e por streaming, no Globoplay. Na TV, pelo Canal Brasil, os espectadores podem acompanhar, a partir das 21h30, os longas-metragens brasileiros, estrangeiros e gaúchos, além dos curtas-metragens brasileiros e do filme de encerramento. No Rio Grande do Sul, a TVE exibirá os curtas-metragens gaúchos de 16 a 19 de agosto, com sessões sempre a partir das 22h30. Os filmes serão divididos em quatro programas. A programação completa está disponível no site www.festivaldegramado.net/programacao.

A Cerimônia de Premiação, que será ao vivo direto do Palácio dos Festivais, também poderá ser acompanhada pela TV e pela internet no sábado, dia 21 de agosto. Às 16h, acontece a entrega dos troféus do Prêmio Assembleia Legislativa – Mostra Gaúcha de Curtas, com transmissão da TVE-RS, e às 21h30, com transmissão do Canal Brasil, será a tradicional cerimônia de premiação do Festival de Cinema de Gramado com a entrega dos Kikitos.

Sobre os debates:
Segundo os organizadores, os debates seguem tendo destaque na programação do Festival de Cinema de Gramado. A partir do dia 14 de agosto, o jornalista, crítico de cinema e apresentador do evento Roger Lerina comanda ao vivo os debates com realizadores dos filmes de curtas-metragens brasileiros e longas-metragens exibidos no dia anterior da programação, sempre às 11h com transmissão pelo site e redes sociais do evento.

Já o encontro e bate-papo com os realizadores dos curtas-metragens gaúchos acontece de 17 a 20 de agosto com transmissão ao vivo pela TVE-RS, sempre às 17h, com apresentação do jornalista, programador e crítico de cinema Marcus Melo e da jornalista Patrícia Salvatori. Quem preferir, também poderá acompanhar pelo site e redes sociais do evento.

Continue lendo

Entretenimento

100 anos de Paulo Freire: 3 documentários para celebrar o Patrono da Educação Brasileira

Vanderlei Tenório

Publicados

em

Vanderlei Tenório

No domingo, 19 de setembro, o recifense Paulo Reglus Neves Freire (1921-1997) – ou, simplesmente, Paulo Freire – Patrono da Educação Brasileira, completaria 100 anos. Segundo estudiosos, as ideias do educador continuam representando um norte para escolas e universidades que veem a sala de aula como mecanismo de transformação social.

Em seu centenário, Freire foi homenageado por diversas autoridades e personalidades, como o ex-presidente (2003-2011) e ex-deputado federal (1987-1991), Lula, o ex-prefeito de São Paulo (2013-2016) e ex-Ministro da Educação (2005-2012), Fernando Haddad (PT), o ex-candidato à Presidência da República (2018) e à Prefeitura de São Paulo (2020), Guilherme Boulos (PSOL), o professor Silvio Almeida (Mackenzie), entre outros.

‘‘Por vivermos tempos repressivos, o legado dele volta ainda com mais força’’, afirma Walkyria Monte Mór, professora da Universidade de São Paulo (USP) e membro do Projeto Nacional de Letramentos: Linguagem, Cultura, Educação e Tecnologia.

Freire estudou direito na Universidade do Recife (atual Universidade Federal de Pernambuco), apesar disso, nunca exerceu ofício da advocacia, preferiu trabalhar como professor de língua portuguesa, voltando sua atuação profissional à educação. Em 1963, desenvolveu experiência pioneira de alfabetização de adultos em Angicos (RN), mas o programa, que seria ampliado em escala nacional, foi interrompido pela Ditadura Civil Militar (1964-1985).

Preso e exilado, foi para o Chile e depois para os EUA, onde deu aulas na Universidade Harvard. Escreveu seus principais livros no exterior. Voltou para o Brasil com a anistia (Lei nº 6.683, de agosto de 1979) e, em 1989, assumiu a Secretaria Municipal de Educação de São Paulo (1989-1991) (ao lado de seu ilustre discípulo, Mario Sergio Cortella) na gestão Luiza Erundina (1989-1993), então no PT, até 1991.

Em 1991, foi fundado em São Paulo, o Instituto Paulo Freire, para estender e elaborar as ideias de Freire. O instituto mantém até hoje os arquivos do educador, além de realizar numerosas atividades relacionadas com o legado do pensador e a atuação em temas da educação brasileira e mundial.

Paulo morreu de um ataque cardíaco em 2 de maio de 1997, às 6h53, no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, devido a complicações em uma operação de desobstrução de artérias.

Seu trabalho segue reconhecido mundialmente: ele tem títulos em 41 instituições de ensino, como nas universidades de Harvard, Cambridge e Oxford. Em livros como ‘‘Pedagogia do Oprimido’’, o mais famoso deles, o autor defende o papel primordial da educação no processo de conscientizar o povo e levá-lo ao senso crítico.

Paulo Freire via a educação como ferramenta para emancipação individual e social e avaliava que todo processo educacional devia partir da realidade do próprio aluno. Também valorizava a horizontalidade, ou seja, a possibilidade não só de estudantes aprenderem com professores, mas também o contrário.

Para Walter Kohan, professor da UERJ (Universidade do Estado do Rio de Janeiro) e autor de uma “biografia filosófica”, livro sobre Freire, ele conseguiu condensar diversas tradições de sua época na educação e expressá-las de uma forma poderosa como ninguém havia feito. Seu biógrafo Sérgio Haddad, autor do livro ‘‘O educador: um perfil de Paulo Freire’’, aponta a confluência do seu trabalho com o “espírito do tempo”, propondo uma pedagogia em prol da liberdade num momento de Guerra Fria e ditaduras na América Latina.

Em entrevista à DW Brasil, o sociólogo Abdeljalil Akkari, da Universidade de Genebra, declarou: ‘‘A essência da obra de Freire é totalmente política, no sentido nobre do termo, não no sentido da política partidária. Por isso, em todas as regiões do mundo, sua obra é lembrada como algo muito interessante para refletir sobre o futuro da educação contemporânea’’, analisou.

O professor do curso de pedagogia da Universidade Presbiteriana Mackenzie, Ítalo Francisco Curcio disse, também à DW Brasil, que os que rejeitam Paulo Freire, em grande parte, nem são especialistas em educação: ‘‘Eles acabam repetindo frases apregoadas por líderes com os quais se identifica. Isso é muito ruim. Quem padece é a própria população, desde a criança até o adulto’’, opinou.

Abaixo, conheça o grande Paulo Freire em 3 documentários imperdíveis:

Paulo Freire – Contemporâneo (2006), de Toni Venturi.

Um tocante documentário para a TV sobre o pensamento e a antropologia do pedagogo Paulo Freire. O filme atualiza Freire, mostrando as experiências educacionais atuais nas mais afastadas regiões do Brasil e como seu revolucionário método de alfabetização vai tirando os excluídos.

Link do documentário: https://www.youtube.com/watch?v=y6_1vRCANLk&t=820s

De Pé no Chão se Aprende a Ler (1961), de Heinz Forthmann.

A campanha foi criada em Natal em fevereiro de 1961, sendo prefeito Djalma Maranhão e Moacyr de Góes secretário de educação, implantou o ensino primário para criança nos bairros pobres, em escolas de chão batido, cobertas de palha e metodologia inovadora. Valorizou as festas, músicas e danças populares e instalou bibliotecas populares, praças de cultura, museus de arte popular. Ampliou-se com a alfabetização de adultos pelo Sistema Paulo Freire e pela campanha De Pé no Chão também se aprende uma profissão.

Link do documentário: https://www.youtube.com/watch?v=QkD6UfRYq9o&t=748s

Paulo Freire, 100 anos (2021), TV Cultura.

Na semana em que se comemoram os cem anos de nascimento do patrono da educação brasileira, Paulo Freire, a TV Cultura exibe um documentário inédito sobre o educador, produzido pelo departamento de jornalismo da emissora. Apresentada pelo jornalista e diretor de jornalismo da TV Cultura, Leão Serva. Paulo Freire, 100 Anos traz os principais estudiosos da obra do educador para explicar a sua importância e, ao mesmo tempo, os motivos dele estar sendo vítima de tantos ataques extremistas.

Link do documentário: https://www.youtube.com/watch?v=tG_pVkhzr1c

* Com informações da DW Brasil, da Agência Senado, do MST e do Jornal do Brasil.

Continue lendo

Entretenimento

Os oito cineastas mais ‘‘instagramáveis’’ do cinema

Vanderlei Tenório

Publicados

em

O Instagram deixou de ser ‘hype’ há um bom tempo, qualquer usuário que acessa o Instagram vê sua timeline invadida diariamente por milhares de feeds parecidos com fotos banais e roupagem extremamente copiada uma das outras. Entretanto, hoje estamos aqui para fazê-los um convite, em 2012, o site estadunidense Vulture.com elegeu oito cineastas mais ‘‘instagramáveis do cinema. Nessa perspectiva, nossa proposta é a seguinte, que tal tentar algo diferente na sua próxima postagem, a sacada será usar os filtros do seu aplicativo de edição de fotos ou do próprio Instagram, focando em tentar ter o mesmo estilo da fotografia dos filmes de alguns dos cineastas citados na lista da Vulture.com.

Confira a lista e boa inspiração:

Steven Soderberg
O ganhador do Oscar de Melhor Diretor por ‘‘Traffic’’ (2000), ficou conhecido por usar uma coloração meio amarelo, meio âmbar em seus filmes. Para imitar seu estilo, tire fotos em ambientes de pouca luz e aplique o filtro Toaster.

Wes Anderson
Quando falamos de um longa produzido por Wes Anderson (cinco vezes indicado ao Oscar), a fotografia, o design de produção e a direção de arte são pontos fortes que conduzem a trama tanto quanto o próprio roteiro. A paleta de cores selecionada por Carl Sprague (colaborador frequente de Wes) para cada personagem também descreve um pouco da personalidade individual de cada um. Wes gosta de uma estética que mescla o vintage com o onírico. Para conseguir esse efeito, use o filtro Earlybird. Fica dica: Wes capricha nas composições de suas cenas, então deixe seu smartphone na posição horizontal e tente posicionar os elementos da maneira mais distinta possível.

The Darjeeling Limited (2007)

David Fincher

Um dos cineastas mais aclamados de sua geração, David Fincher (duas vezes indicado ao Oscar de Melhor Diretor) tem um estilo bem particular de fotografia, com uma atmosfera tingida de marrom. Aplique o filtro Sutro em um ambiente de pouca luminosidade e veja a foto de seu café da manhã parecer com uma cena do clássico cult ‘‘Clube da Luta’’ (1999) (indicado ao Oscar de Melhores Efeitos Sonoros).

Tony Scott
Tony (1944-2012) era irmão caçula do icônico Ridley Scott (três vezes indicado ao Oscar de Melhor Diretor) marcou o cinema dos anos 80 com seu clássico ‘‘Top Gun’’ (1986) e dos anos 90, com o seu excelente ‘‘Inimigo do Estado’’ (1998). Scott era tido como o mestre do azul frio, para copiar o estilo basta usar o filtro Hudson. No dia 19 de agosto, a partida de Tony completou nove anos, o diretor cometeu suicídio ao pular da ponte Vincent Thomas, em Los Angeles, no dia 19 de agosto de 2012. Tony deixou uma nota de suicídio em seu escritório. Fica nossa singela homenagem.

Terrence Malick
discreto diretor e roteirista texano, três vezes indicado ao Oscar (duas na categoria de Melhor Diretor e uma de Melhor Roteiro Adaptado) é conhecido e aclamado pelos temas filosóficos abordados em seus filmes e pela beleza da direção de fotografia. Bom, se você pensando em tirar fotos em um ambiente externo, no cair da tarde, é hora de imitar o diretor do sublime ‘‘A Árvore da Vida’’ (2011). O filtro Valencia é o mais recomendado para captar todo esplendor da natureza na hora mais melancólica do dia.

J. J. Abrams
Se você reparar na imagem abaixo, verá um feixe de luz na sala. Esse efeito, chamado ‘lens flare’, sempre aparece nos trabalhos do diretor de Star Trek. Utilize o filtro Walden para obter um tom azul sutil em sua foto e aposte na ferramenta ‘til+shift’ para borrar um pouco a imagem, realçando o ‘lens flare’.

Wong Kar-Wai
Se está pensando em uma pegada mais romântica. Kar-Wai é o cineasta certo, o chinês figura na seleta lista de diretores que compõem o movimento ‘‘Segunda Nova Onda’’, do cinema de Hong Kong. O experiente cineasta foi o primeiro chinês a ganhar o prêmio de Melhor Diretor, no Festival de Cannes (1997). Kar-Wai é apaixonado pelos matizes vermelhos, o filtro Kelvin é o mais perto que você irá chegar de seu estilo.

Oliver Stone
Stone ganhou três prêmios Oscar em sua carreira, respectivamente, Melhor Diretor (1986 e 1989) e Melhor Roteiro Adaptado (1978). Muitos lembram do polêmico diretor por filmes como: ‘‘Platton’’ (1986), ‘‘Nascido em 4 de Julho’’ (1989), ‘‘JFK – A Pergunta que Não Quer Calar’’ (1991), ‘‘Nixon’’ (1995) e ‘‘As Torres Gêmeas’’ (2006). No quesito cópia do estilo de fotografia, a ideia é que você mande o pudor para o espaço e crie uma foto com a justaposição de todos os filtros disponíveis no Instagram.

* Adaptado da Revista Galileu, a partir de informações do site Vulture.com

Continue lendo

Entretenimento

Turismo paulista

Redação Gazeta Regional

Publicados

em

Texto de: Jarbas Favoretto

Salão também retorna
Com todos os cuidados recomendados pelo protocolo, vem aí com força total, o 19º. SALÃO SÃO PAULO DE TURISMO. Desta vez, procurando exibir e divulgar exclusivamente as Regiões Turísticas do Estado.

Os stands terão o tamanho padrão de 18 m2. Como nos anos anteriores, o evento estará aberto das 10h às 18h, nas dependências do Centro de Eventos São Luís, na região da tradicional Avenida Paulista.
Este ano nos dias nos dias 10, 11 e 12 de novembro.

Você e a sua Região Turística já deverão cuidar de reservar o seu espaço para não perder essa ótima oportunidade de retomada e, desta vez, as reservas deverão ser feitas através dos telefones: (11) 9-8473- 3902 (com Cibele) e (11) 9-8639-2590 (com Marcos).

Congresso do turismo paulista
O 20º Congresso acontecerá nos mesmos dias e nas mesmas dependências do Salão São Paulo de Turismo, cuja programação está sendo preparada. O programa com todas as apresentações, durante os três dias, começa ser feito a partir de agora, mas já sabendo da excelente qualidade dos apresentadores convocados.

Pode ser que uma parte seja reservada para um pequeno grupo presencial de seletas pessoas, com a outra parte assistindo via internet em todo o Brasil. De qualquer forma, as apresentações sempre são dirigidas para os profissionais do Turismo, da Cultura e do Meio Ambiente, gestores municipais e regionais, prefeituras e lideranças da Iniciativa Privada. Aguarde e participe.

Semana da vela
Ilhabela realizou mais uma Semana Internacional de Vela, com várias provas no Canal de São Sebastião para oito classes que se inscreveram na maior competição da modalidade na América do Sul. Mesmo com ventos baixos, a organização do evento (Yacht Club de Ilhabela) realizou as provas em três raias diferentes, para barcos de velocidade e de tamanhos diferentes.

Parabéns aos organizadores e à Ilhabela por proporcionar um evento dessa magnitude internacional.

Canto dos xamãs
Um local que oferece opções de lazer para se conectar ainda mais com a natureza e consigo mesmo.
Um lugar mágico para deixar você ficar descansado e recarregado. É uma pousada e SPA Holístico, localizada na Estrada Municipal Paulo Roberto, km 1,7 em Águas da Prata.

Com vista para a Serra da Mantiqueira, a pousada disponibiliza sete cabanas privativas, com arquitetura e decoração rústica, com TV, ventilador de teto e frigobar. Para hospedagem é só de domingo a domingo. Mas, você pode passar todo um dia lá, e será sempre bem recebido.

Há mais…
No ‘Canto dos Xamãs’ os chalés são muito aconchegantes, com diversos tipos de banhos relaxantes, perto de cachoeiras, horta e uma Oca com cerimônias memoráveis. Tem uma ducha que passa por cristais, um espaço relaxante onde você pode tomar um banho de ervas, e sempre com atendimento
excelente.

Em meio à natureza, lugar tranquilo para passar o fim de semana com a família ou amigos, em espaço Holístico. Tem, ainda, centro de convenções, eventos e um novo conceito em hospedagem. Apenas sob agendamento (19) 9-8171-6808.

Continue lendo
Propaganda

Categorias

Propaganda

Últimas Notícias