Conecte-se conosco

Campinas

Região de Campinas tem redução de 11% em mortes no trânsito no mês de junho, aponta Detran-SP

Publicados

em

Estatísticas do Infosiga SP também apontam queda de 48 % nos óbitos em acidentes com motocicletas no comparativo de junho de 2023 em relação ao mesmo mês de 2022

De acordo com os novos dados do Infosiga SP, sistema do Governo do Estado gerenciado pelo programa Respeito à Vida e pelo Detran-SP, a região de Campinas apresentou queda de 11% no número total de mortes no trânsito, na comparação entre junho deste ano com o mesmo mês de 2022. Em 2023, ocorreram 85 óbitos em acidentes, contra 95 no mesmo período do ano passado.

Entre os números do Infosiga, destaca-se a queda de 48% nos casos de mortes em acidentes envolvendo motocicletas na região. Na comparação entre junho de 2022 com o mesmo mês deste ano, foram registradas 46 ocorrências contra 24, respectivamente.

No acumulado de janeiro a junho de 2023, comparado a 2022, também foi registrada queda no número de mortes envolvendo motocicletas. Foram 191 óbitos contra 183, o que representa uma redução de 4%.

LEIA TAMBÉM:

Os municípios da região que mais apresentaram queda nos números de óbitos no trânsito em junho em comparação ao mesmo mês deste ano foram: Atibaia, Americana, Indaiatuba, Sumaré e Bragança Paulista. Nas cinco cidades não houve registro de morte. Nos municípios de Atibaia e Indaiatuba, a queda foi de 100%, passando de duas mortes em junho de 2022 para nenhuma no mesmo mês de 2023. Já em Sumaré, Indaiatuba e Bragança Paulista, os números de óbitos também atingiram a marca dos 100% de queda, passando de três ocorrências, em junho de 2022, para zero em junho deste ano.

Número de acidentes
O quantitativo de acidentes registrados no acumulado do ano (janeiro a junho) apresentou um aumento de 10%, em comparação com o primeiro semestre do ano passado, na região de Campinas. Foram contabilizadas no primeiro semestre deste ano 15.820 ocorrências, contra 14.400 em 2022.

Já na comparação de junho deste ano com o mesmo mês do ano passado, o crescimento foi de 18%. Foram 3.152 ocorrências em junho de 2023 o, contra 2.670 em junho de 2022.

Foco constante na conscientização
Nessas férias de julho, a nova campanha educativa do Detran-SP adotou o mote “No trânsito, dê férias para a morte”, na busca da conscientização de motoristas e passageiros que pegarão a estrada, para que respeitem as leis de trânsito e serem mais gentis. A campanha está sendo veiculada em rádios, TV, por meio de peças em mobiliário urbano, como relógios e pontos de ônibus, além de placas em estradas com maior movimentação nas férias. Também foi feita distribuição de flyers com dicas de segurança em algumas das principais saídas de São Paulo, com orientações sobre direção segura.

No filme da campanha, a “morte” é apresentada em diversas situações de férias, enquanto diferentes condutores seguem para seus destinos de descanso respeitando as leis de trânsito. Ou seja, só a observação da conduta segura à direção pode dar férias à morte no trânsito. As peças usam o humor para enfatizarem a importância de ações que podem parecer corriqueiras – como usar o cinto de segurança também no banco de trás, guardar o celular enquanto estiver dirigindo e evitar a soma de álcool e direção – mas que são condutas indispensáveis, especialmente nos períodos com maior movimento do ano, tanto nas estradas quanto nos municípios visitados por turistas.

O Governo de São Paulo, por meio da nova gestão do Detran-SP, vem promovendo desde fevereiro campanhas de comunicação com o intuito de conscientização para a diminuição de acidentes, seja no trânsito das cidades como nas estradas. No Carnaval, o mote adotado foi “Palavras mentem. Números, não”, para o slogan “Neste Carnaval, não dê desculpas. Se beber, nem pense em dirigir”. As peças demonstravam que não cabem desculpas esfarrapadas para justificar o injustificável, como a direção combinada ao álcool, pois ninguém está imune a tragédias. Já em maio, o foco da campanha sobre o Maio Amarelo foi “No trânsito, respeite a sua vida e a dos outros”, com o intuito de refletir diante de relatos reais de quem teve sua trajetória impactada por acidentes.

Álcool e direção
É fato que, sob efeito de álcool, o motorista tem a sua capacidade de percepção reduzida em vários sentidos. Isso porque o álcool causa uma diminuição da capacidade neurológica, e, consequentemente, dos órgãos de sentido. A ingestão de bebida alcoólica diminui a visão periférica, a percepção de movimentos laterais e a visão de obstáculos, além de afetar o tempo de reação.

Desde o Carnaval de 2013, o Detran-SP contribui para o cumprimento da Lei, conhecida como Lei Seca ou Tolerância Zero coibindo casos de embriaguez ao volante por meio do Programa Operação Direção Segura Integrada (ODSI). Nesses 10 anos, foram mais de meio milhão de veículos (590.326) fiscalizados, em 2.186 operações pelo programa. Na série histórica da ODSI desde o ano de sua criação, fica clara a relevância das fiscalizações: foram 52 ações realizadas em todo o estado naquele ano, com 9,85% das abordagens resultando em infrações. Os números saltaram para 382 operações no ano passado, mas com redução pela metade das infrações registradas: 4,88% do total de abordagens.

De acordo com estudo publicado em 2006 nos Estados Unidos, o risco de um condutor com alcoolemia entre 0,2 e 0,5 grama por litro de sangue morrer em um acidente de trânsito envolvendo apenas um veículo é de 2,5 a 4,6 vezes maior que o de um condutor abstêmio (dependendo da faixa etária, já que motoristas mais jovens correm maiores riscos do que os mais velhos, mesmo sem estarem alcoolizados). Já para níveis de álcool no sangue entre 0,5 e 0,8 grama por litro, esse fator varia entre 6 e 17 vezes. Com alcoolemias a partir desse valor, os fatores variam de 11 a até 15.560 vezes, indicando que o consumo abusivo de álcool acarreta risco muito acentuado de envolvimento em acidentes fatais.

Alta velocidade
Um veículo que circula com excesso de velocidade necessita de tempo maior para a frenagem, o que eleva a probabilidade de o motorista perder o seu controle. Além disso, quanto maior a velocidade de circulação, menor é a capacidade de o motorista se antecipar a possíveis perigos, o que aumenta muito o risco de acidente e a gravidade das lesões.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) elaborou uma fórmula que relaciona risco de acidentes e de mortes ao aumento da velocidade, por meio de cálculos baseados em relatórios de ocorrências de trânsito enviados de todo o mundo e compilados em 2004. Pela equação, quando se ultrapassa em 1% o limite de velocidade em uma via, os riscos médios de acidentes sobem 3% e o risco de morte cresce em até 5%. Estudos do órgão trazem evidências diretas de que dirigir apenas 5 Km/h acima da média em áreas urbanas, com limite de velocidade de 60 Km/h, e 10 Km/h acima da média em rodovias é fator suficiente para dobrar o risco de ocorrer um acidente.

Já estudos da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), Organização Mundial da Saúde (OMS) e do New York City Department Of Transportation apontam que, quando um pedestre é atropelado a 60km/h, a chance de o acidente ser fatal é de 98%. Já se o acidente ocorrer a 40km/h, essa porcentagem cai para 35%.

Ao volante, esqueça o celular
É correto dizer que dirigir mexendo no celular é tão perigoso quanto após a ingestão de bebida alcoólica. Segundo uma pesquisa da instituição inglesa RAC Foundation, o envio de mensagens pelo smartphone é capaz de retardar o período de reação do condutor em 35%.

Outro estudo, da Abramet (Associação Brasileira de Medicina de Tráfego), aponta que digitar uma mensagem de texto enquanto se conduz um veículo a 80 km/h equivale a dirigir com os olhos vendados por um percurso de até 100 metros, o comprimento de um campo de futebol.

Outro fato notório é que, ao usar o celular ao volante, o condutor perderá o campo de visão de 360 º que se deve ter com o auxílio do espelho retrovisor, o que afetará sua concentração no trânsito.

Siga a Gazeta Regional por meio das Redes Sociais

Acompanhe o Facebook da Gazeta, Clique aqui!

Quer ficar bem informado sobre o que acontece na sua cidade, bairro ou região? Então, siga as redes sociais da Gazeta Regional e fique por dentro das principais informações de sua região, Brasil e do mundo.

Deputa Federal Renata Abreu Visita Engenheiro Coelho
Jornal Gazeta Regional

Gazeta Regional trazendo sempre o melhor conteúdo para você.

Gostou da novidade? Então, clique aqui para receber gratuitamente os principais conteúdos da Gazeta Regional no seu celular. Tudo no conforto de suas mãos, em apenas um toque, você ficará muito bem informado. Quer saber mais sobre Notícias de Campinas e Região? Clique aqui

Campinas

Projeto ‘O Recado da Mãe Natureza’ passa por Campinas nos dias 17, 18, 19 e 24 de junho

Publicados

em

Iniciativa tem a proposta de abordar a natureza e sustentabilidade entre o público infantil

Campinas recebe o projeto ‘O Recado da Mãe Natureza’ entre os dias 17, 18, 19 e 24 de junho. As ações serão realizadas para o público infantil, com o objetivo de promover a conscientização sobre a sustentabilidade e cuidados com a natureza.

O projeto “Recado da Mãe Natureza” tem como proposta abordar a natureza e sustentabilidade em duas frentes: por meio da produção e circulação de uma peça teatral infantil, que traz a ‘Mãe Natureza’ para abordar a preservação do meio ambiente, bem como pela realização de uma oficina de iniciação em artes cênicas para as crianças. As atividades visam a promoção da conscientização ambiental para o público infantil.

LEIA TAMBÉM:

Entre os objetivos, estão o fortalecimento de ações sustentáveis, como a reciclagem e preservação das águas. Além disso, quer mostrar as transformações positivas que a conscientização e mudança de hábitos podem proporcionar ao meio ambiente. Os temas abordados incluem a valorização da vida de todos os seres, bem como a sustentabilidade.

Sinopse da peça
Quando uma turminha exploradora, formada por três irmãos, resolve buscar a famosa Mãe Natureza para entender de uma vez por todas os impactos das nossas atitudes no futuro do planeta, muitas surpresas prometem vir! Será que apenas fazendo a nossa parte tudo pode mudar?

‘O Recado da Mãe Natureza’ é um espetáculo que promete encantar e, ao mesmo tempo, ensinar a cuidar melhor do nosso planeta, que é o lar não apenas dos seres humanos, mas de todos os seres vivos.

A peça vai fundo nas atitudes que visam a preservação do meio ambiente, tratando o assunto como meio de sobrevivência das gerações futuras, abordando a reciclagem, queimadas e preservação da água e do mar.

Lei de Incentivo à Cultura, o projeto ‘O Recado da Mãe Natureza’ tem a produção da Arte & Manhas, apoio da Komedi Projetos, com patrocínio da Croda e realizado pelo Ministério da Cultura, Governo Federal União e Reconstrução.

“A Croda Internacional definiu como compromisso global contribuir positivamente no clima, terra e nas pessoas, até 2030- “Climate, Land & People Positive by 2030”. Alinhado a isso, a Croda do Brasil tem em seu DNA histórico o apoio dos programas de responsabilidade corporativa e às comunidades locais. Por isso, temos muito orgulho em sempre apoiar e adicionar valor cultural à sociedade civil através da nossa empresa e dos nossos colaboradores.

Siga a Gazeta Regional por meio das Redes Sociais

Acompanhe o Facebook da Gazeta, Clique aqui!

Quer ficar bem informado sobre o que acontece na sua cidade, bairro ou região? Então, siga as redes sociais da Gazeta Regional e fique por dentro das principais informações de sua região, Brasil e do mundo.

Deputa Federal Renata Abreu Visita Engenheiro Coelho
Jornal Gazeta Regional

Gazeta Regional trazendo sempre o melhor conteúdo para você.

Gostou da novidade? Então, clique aqui para receber gratuitamente os principais conteúdos da Gazeta Regional no seu celular. Tudo no conforto de suas mãos, em apenas um toque, você ficará muito bem informado. Quer saber mais sobre Notícias de Campinas e Região? Clique aqui

Continue lendo

Campinas

Gastos com turismo devem movimentar R$2,3 bilhões na Região Metropolitana de Campinas em 2024

Publicados

em

Esse é o valor do Potencial de Consumo calculado pelo IPC Maps, com alta de 8,2% sobre o ano passado

Moradores das 20 cidades que integram a Região Metropolitana de Campinas (RMC) devem gastar R$2.342.074.826 bilhões em 2024 com passeios e turismo. É o que aponta a pesquisa Potencial de Consumo, realizada pelo IPC Maps. Os gastos estimados para este representam um aumento de 8,2% sobre o volume do ano passado. O aumento do poder de compra dos trabalhadores e a maior disposição para lazer com viagens são alguns dos motivos apontados por empresas para justificar esse aumento. O Produto Interno Bruto (PIB) da RMC é de R$266.807.891,88 bilhões, com um PIB per capita de R$79.817,91.

LEIA TAMBÉM:

Segundo a pesquisa divulgada pelo IPC Maps, o aumento dos gastos está disseminado em nas quatro classes sociais. O consumo potencial previsto para a classe A é de R$565.589.347 milhões (alta de 8,5%), na classe B, R$1.243.471.825 bi (+8,2%), na classe C, R$500.494.560 milhões (+8,1%), enquanto que a classe D deve direciona R$32.519.093 milhões (crescimento de 8,5) para este item.

O aumento das viagens também impulsionou a abertura de novos negócios no setor de viagens. Hoje, a RMC conta com 32.577 unidades em atividade, com 1.778 novos CNPJ em funcionamento, uma alta de 5,8%.

Para Eduardo Porto, sócio em agências da Azul Viagens na região de Campinas, abertas nos últimos meses, os dados do potencial de consumo no setor de viagens veem ao encontro das projeções e expectativas de negócios. “Quando decidimos abrir unidades em Valinhos, Mogi Guaçu e Limeira, já percebemos um mercado em alta, até mesmo pela experiência que temos no setor hoteleiro, com a retomada das viagens nos pós pandemia”, diz.

“Estamos em uma região com alto poder aquisitivo e de PIB per capita, em todas as classes sociais, fator que ajuda muito nessa expectativa de crescimento de 8,2% para este ano”, acrescenta.

Siga a Gazeta Regional por meio das Redes Sociais

Acompanhe o Facebook da Gazeta, Clique aqui!

Quer ficar bem informado sobre o que acontece na sua cidade, bairro ou região? Então, siga as redes sociais da Gazeta Regional e fique por dentro das principais informações de sua região, Brasil e do mundo.

Deputa Federal Renata Abreu Visita Engenheiro Coelho
Jornal Gazeta Regional

Gazeta Regional trazendo sempre o melhor conteúdo para você.

Gostou da novidade? Então, clique aqui para receber gratuitamente os principais conteúdos da Gazeta Regional no seu celular. Tudo no conforto de suas mãos, em apenas um toque, você ficará muito bem informado. Quer saber mais sobre Notícias de Campinas e Região? Clique aqui

Continue lendo

Campinas

Kartódromo San Marino aprimora equalização da frota de karts

Publicados

em

Objetivo é requalificar o processo e oferecer a melhor experiência possível em pista aos frequentadores

O Kartódromo Internacional San Marino, localizado em Paulínia (SP), na região de Campinas, criou uma equipe profissional para cuidar da equalização dos karts da frota e tem investido cada vez mais nesse quesito. O objetivo é requalificar o processo e oferecer a melhor experiência possível em pista tanto a frequentadores ocasionais quanto a campeonatos, eventos e grupos fechados, que utilizam os equipamentos.

A equalização dos 90 karts disponibilizados pelo San Marino para aluguel acontece semanalmente, para o traçado do mês, em quatro etapas. Os resultados são monitorados, planilhados, comparados e avaliados. E o desempenho dos karts também é acompanhado diariamente, nas baterias dos campeonatos realizados, com os resultados sendo comparados ao das quatro etapas de equalização.

O trabalho é coordenado pelo gerente do kartódromo, Juliano Machado, com apoio dos pilotos profissionais Alessandro Marcomini, Gustavo Mielli e Maurício Guzzo.

As etapas de equalização ocorrem todas as terças-feiras, no período da manhã, quando a pista fica disponível especificamente para isso. O processo começa com os karts sendo calibrados, abastecidos e pesados igualmente, dentro de um padrão pré-estabelecido. Os pilotos também são pesados e as diferenças entre seus pesos são equiparadas por meio de lastros pessoais, ou acoplados aos karts.

LEIA TAMBÉM:

Juliano Machado dá detalhes do trabalho realizado. “Primeiro, um kart novo, adotado como padrão, é testado na pista pelos pilotos e seu tempo é utilizado como referência para os demais equipamentos, naquela data. Depois, os karts da frota são distribuídos aos três pilotos, que realizam de quatro a sete voltas com cada kart, sempre no traçado do mês. Os tempos são anotados e comparados ao tempo do kart padrão. Após essa etapa, os equipamentos são conduzidos à oficina para que sejam feitos os ajustes necessários, conforme a recomendação dos pilotos”, explica.

Conforme o gerente, durante as voltas de teste, além do tempo, os pilotos também checam diversas variáveis: dirigibilidade; desempenho do motor, embreagem e freio; curso do acelerador; desempenho dos karts em curvas, retomadas em curvas e desempenho em retas.

Karts são reavaliados após ajustes
Feitos os ajustes na oficina, os karts são testados novamente pelos pilotos, para avaliação das correções solicitadas e observação do novo desempenho, com os resultados sendo novamente planilhados e avaliados comparativamente ao kart padrão. Por fim, os karts são separados em três grupos, conforme o tempo de pista durante a equalização, o que facilita a operacionalização dos boxes, visando um maior equilíbrio possível entre os equipamentos que vão para a pista.

E o trabalho de equalização da frota também foi aperfeiçoado pelo uso do dinamômetro, equipamento que aponta graficamente a performance dos motores e possíveis diferenças na velocidade final.

“Estamos empenhados, porque queremos oferecer a melhor experiência aos frequentadores que praticam o esporte, por meio do aluguel dos karts”, finaliza o gerente, Juliano Machado.

O Kartódromo San Marino conta com campeonatos de kart regulares e itinerantes. A modalidade rental não exige experiência, sendo possível praticar o esporte a partir dos 13 anos de idade. Para agendamentos e mais informações, basta entrar em contato pelo telefone (19) 3833-1818 ou WhatsApp (19) 99119-9895.

Obras da creche do Parque dos Ipês estão em ritmo aceleradoKartódromo Internacional San Marino
Rua Armando Botasso, nº 1.200 – Betel – Paulínia
Informações: https://sanmarinokart.com.br/

Siga a Gazeta Regional por meio das Redes Sociais

Acompanhe o Facebook da Gazeta, Clique aqui!

Quer ficar bem informado sobre o que acontece na sua cidade, bairro ou região? Então, siga as redes sociais da Gazeta Regional e fique por dentro das principais informações de sua região, Brasil e do mundo.

Deputa Federal Renata Abreu Visita Engenheiro Coelho
Jornal Gazeta Regional

Gazeta Regional trazendo sempre o melhor conteúdo para você.

Gostou da novidade? Então, clique aqui para receber gratuitamente os principais conteúdos da Gazeta Regional no seu celular. Tudo no conforto de suas mãos, em apenas um toque, você ficará muito bem informado. Quer saber mais sobre Notícias de Campinas e Região? Clique aqui

Continue lendo
Propaganda
Propaganda
Propaganda

Últimas Notícias