Conecte-se conosco

Jaguariúna

Prejuízos na aprendizagem: o que fazer?

Publicados

em

Há mais de um ano foi imposta uma nova dinâmica escolar a crianças, adolescentes e jovens. Uma mudança necessária, mas que impactou a aprendizagem pela migração e adaptação ao ambiente digital.

Estudantes que já apresentavam déficits na aprendizagem estão sentido mais intensamente essas dificuldades. Muitos estudantes que, até o início da pandemia do coronavírus não tinham prejuízos no desempenho escolar, passaram a ter.

De acordo com uma pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Educação à Distância (ABED) sobre o ensino remoto entre agosto e setembro de 2020 com 5580 estudantes, professores, pais ou responsáveis e dirigentes de instituições de ensino públicas e particulares:

 67% dos alunos disseram possuir dificuldades para se organizar com os estudos no ambiente virtual;
 72,6% dos estudantes consideraram as aulas remotas piores do que as presenciais;
 82,6% deles relataram que a falta de contato presencial com professores e amigos prejudicou a aprendizagem;
 58,3% dos alunos apresentaram dificuldades de cumprir os prazos de entrega das tarefas devido ao excesso de material enviado.

Estes são apenas alguns dos dados obtidos na pesquisa e publicados pela Isto É Dinheiro em 30/10/2020. Estamos com uma geração de crianças e adolescentes altamente impactada pelo cenário atual e necessitando de apoio de suas escolas e de suas famílias. Em muitos casos, um auxílio profissional se faz necessário.

A Psicopedagoga Fernanda Cardoso, fundadora e diretora da Tutoria Escolar Centro de Aprendizagem, em Jaguariúna, destaca que os déficits na aprendizagem podem ser de dois tipos: dificuldades ou transtornos. Enquanto o primeiro está relacionado a causas educativas (como a metodologia de ensino ou a não compreensão de um conteúdo), emocionais e culturais, os transtornos de aprendizagem são de origem fisiológica e caracterizados por disfunções neurológicas em diferentes áreas cerebrais. É muito importante considerar que as perdas devido ao período pandêmico, assim como qualquer déficit cognitivo não é irreparável. O cérebro é capaz produzir uma infinidade de novas conexões neuronais a partir de estímulos direcionados, o que é conhecido como neuroplasticidade. Portanto, o cérebro pode se adaptar e se moldar em nível estrutural e funcional ao longo do desenvolvimento humano.

Como os déficits de aprendizagem podem ter causas diversas, é fundamental que uma análise integral do estudante seja realizada por uma equipe multiprofissional a fim de avaliar seu nível de defasagem em relação ao que é esperado para sua idade e escolaridade. A partir da avaliação, um programa interventivo terapêutico integrado é iniciado para recuperar os prejuízos apresentados.

Para o sucesso da intervenção terapêutica, a avaliação é um ponto crucial e precisa ser realizada por profissionais especializados e de forma transdisciplinar, ou seja, considerando como os diferentes componentes da aprendizagem estão se relacionando no estudante em questão. Além da Psicopedagoga Fernanda, a equipe multiprofissional da clínica é composta por Psicomotricista, Fonoaudióloga e Psicóloga Comportamental para realizar uma avaliação transdisciplinar que contemple as funções cognitivas, psicomotoras, de linguagem e comunicação, sociais e comportamentais.

Atender com profissionalismo, conhecimento, ética e empatia crianças, adolescentes e suas famílias, estabelecendo vínculos e trabalhando conjuntamente para o desenvolvimento integral do indivíduo são os valores presentes na Tutoria Escolar Centro de Aprendizagem.

A clínica está localizada na rua Minas Gerais, nº 768, Jardim São João, Jaguariúna. O contato pode ser realizado pelo telefone (19) 98140-3982 ou pelo e-mail [email protected] Maiores informações podem ser encontradas no perfil do Instagram @tutoriaescolar e na página do Facebook /tutoriaescolar.jaguariuna.

Jaguariúna

Rede Big Boca em expansão: A arte de transformar pizzas em sorrisos de prazer e satisfação

Publicados

em

Rede de pizzarias cresce com foco na experiência e satisfação máxima do cliente

Que a pizza é uma paixão nacional todo mundo sabe, e a maioria concorda. Existe uma infinidade de sabores para todos os gostos, diferentes massas e modos de preparo, tipos de borda, recheios etc. É, sem dúvida, um mercado amplo onde muitos estão, mas nem todos conseguem se estabelecer ao longo do tempo. Afinal de contas, qual seria o segredo para se alcançar o sucesso em um ramo tão concorrido?

Para quem há mais de 15 anos vem consolidando sua marca no setor a resposta não se limita somente à qualidade do produto vendido, mas tem como principal ingrediente desta receita aquilo que deve ser o foco principal de todo e qualquer empreendedor: proporcionar a melhor experiência possível a quem entra em sua loja depois de um dia cansativo de trabalho, de estudo ou, simplesmente, está afim de um momento para relaxar e curtir uma boa refeição junto com a família e os amigos.

Rodrigo Amorim, CEO da Rede de Pizzarias Big Boca, que já conta com 11 unidades em operação na Região de Campinas e Mogi, recorda que entendeu logo no início, assim que inaugurou a primeira pizzaria em Mogi Mirim ao lado de seu tio Benedito Freitas, conhecido carinhosamente como Dito, no ano de 2006, que seu negócio só teria chances de prosperar se conseguisse conquistar não apenas o paladar, mas também o coração dos clientes.

“Hoje, em média, são vendidas 1,7 milhão de pizzas por dia no Brasil. Não acredito que seja difícil entrar nesse mercado, quebrando barreiras de culturas gastronômicas. A pizza está no gosto do brasileiro. Costumo dizer que nós do Big Boca não somos apenas uma marca que vende pizzas para pessoas, somos, acima de tudo, uma marca de pessoas que vendem pizzas. Em nossas unidades, indústria de alimentos, fábrica de massas e escritórios, toda e qualquer decisão é tomada com foco no cliente, que é sem dúvida o mais importante nesse processo todo. Entregar um produto de qualidade e um serviço de excelência é nossa obrigação”, afirma.

No padrão visual das lojas do grupo, as palavras “sorriso” e “pessoas” têm destaque especial na paisagem. “Estamos verdadeiramente compromissados em oferecer uma experiência que gere sorrisos e crie momentos inesquecíveis na vida dos nossos clientes, colaboradores, parceiros e todos que se relacionam com a nossa marca. Este é o verdadeiro propósito do grupo Big Boca e o que considero ser o nosso diferencial”, detalha.

UNIDADE DE JAGUARIÚNA: ANTIGO SONHO REALIZADO

Jaguariúna, até este momento, é a cidade que recebeu a última das unidades inauguradas pela rede Big Boca. Na terça-feira, 17, a loja comemorou seu primeiro ano e o bom desempenho até aqui, com a expectativa crescente de ampliação do público e dos serviços oferecidos, que também incluem esfihas, bebidas diversas e outras delícias. O espaço, localizado na Rua Amazonas, 970 – Vila Sete de Setembro, foi escolhido cuidadosamente e adaptado para receber os clientes com o padrão de qualidade, a praticidade e o conforto exigidos pela rede.

“Estávamos em busca do espaço ideal e da localização perfeita. O início não foi fácil já que abrimos em um momento ainda complicado da pandemia, mas felizmente as coisas têm dado certo. Jaguariúna é uma cidade muito relevante e é a concretização de um sonho para nós celebrar este primeiro ano de operação na cidade. Para o grupo Big Boca é um marco e a certeza da construção de que uma linda e grandiosa história na cidade está só começando”, afirma Amorim.

O gerente da unidade na cidade, Wellington Henrique de Oliveira Gonçalves, que com mais de 10 anos de trabalho na empresa já passou por todas as funções e hoje coordena uma equipe de 10 funcionários, avalia que abrir a loja em plena pandemia foi uma iniciativa ousada e desafiadora, mas que se mostrou acertada. “Esperamos passar muitos anos em Jaguariúna e expandir cada vez mais nossa marca, chegando a todos os públicos”, afirma.

E a meta é seguir trilhando o caminho da expansão com sustentabilidade, para que se preservem a essência e a qualidade que os trouxeram até aqui, conforme explica Robson Marcos da Silva, consultor de campo do grupo Big Boca.

“Com o crescimento do número de unidades, fomos amadurecendo a ideia de lançar o sistema de franquias, implantando a padronização dos produtos através da nossa cozinha central e da fábrica de massas e alimentos. Passamos, assim, a cuidar de todos os detalhes do processo para garantirmos que cada loja tenha a mesma qualidade nos produtos e serviços. Mas estamos fazendo tudo com muito cuidado, para que o nosso próximo franqueado esteja alinhado com os nossos valores e tenha o mesmo carinho que nós temos”, ressalta.

SABORES E SORRISOS

Sem dúvida, o amante de uma boa pizza ou esfiha em Jaguariúna e municípios do entorno, aquele que aprecia uma refeição saborosa e reconfortante, ganhou a opção de um espaço moderno, agradável, familiar e despojado para degustar ou retirar suas esfihas e pizzas favoritas, podendo se deliciar sempre que tiver vontade com a queridinha do momento do variado cardápio, a pizza de calabresa com cream cheese, ou com o sabor da pizza de strogonoff, além dos sabores tradicionais e as pizzas doces.

Mas uma coisa é certa, seja qual for sua escolha: você vai sair da Big Boca com um big sorriso no rosto!

Fotos: Bruno Felisbino

Continue lendo

Jaguariúna

Saúde de Jaguariúna realiza ação de prevenção ao câncer bucal

Publicados

em

A Secretaria de Saúde de Jaguariúna, por meio da coordenação do Departamento de Odontologia, promove neste mês ações de prevenção ao câncer bucal, em sintonia com a campanha Maio Vermelho, que visa conscientizar a população sobre a importância da prevenção e tratamento da doença.

Nesta terça-feira, 17, a Odontologia municipal realizou uma ação para chamar a atenção dos pacientes para a importância da prevenção. A ação foi realizada o Centro Odontológico e nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs). Outras ações de prevenção também serão realizadas com os pacientes que passarem pelas unidades odontológicas da rede municipal.

Segundo a Saúde, desde junho de 2018, foram realizadas 113 biópsias de lesões bucais na rede pública de Jaguariúna. Desse total, 8 casos tiveram diagnóstico de neoplasia maligna (7% dos casos).

“Muitas das lesões foram visualizadas durante exame clínico nos atendimentos odontológicos ou nas campanhas de prevenção de câncer bucal junto das campanhas de vacinação”, explica a secretária de Saúde de Jaguariúna, Maria do Carmo de Oliveira Pelisão. “Isso reforça a importância de ações como o Maio Vermelho, que previnem e contribuem para evitar os diagnósticos de câncer bucal”, completa.

Continue lendo

Jaguariúna

PIZRO em Jaguariúna é cancelado

Publicados

em

Muitos estavam esperando pelo evento PIZRO, com João Gomes, Vitor Fernandes e Tarcísio do Acordeon neste sábado, 21, em Jaguariúna, que ocorreria na Red Eventos. No entanto, na manhã desta sexta-feira, 20, uma nota oficial foi emitida informado que o evento está CANCELADO.

A nota diz que o cancelamento ocorreu por conta de logística e alteração na grade de horários. Os ingressos comprados on-line serão estornados automaticamente e os ingressos físicos serão devolvidos dia 23, 24 e 25 de Maio nos pontos de vendas oficiais!

Continue lendo
Propaganda
Propaganda
Propaganda

Últimas Notícias