Conecte-se conosco

Campinas

Prefeito de Campinas acompanha chegada de vacinas da Janssen a Viracopos

Publicados

em

O lote que chegou nesta sexta-feira é o terceiro da Janssen que chega ao Brasil 

Mais de dois milhões de vacinas contra a Covid-19 da Janssen chegaram na manhã desta sexta-feira, 25, ao Aeroporto de Viracopos, em Campinas. O prefeito de Campinas, Dário Saadi, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, o embaixador dos Estados Unidos no Brasil, Todd Chapman, e outras autoridades acompanharam a chegada das doses.  

Os imunizantes, aplicados em dose única, foram doados ao Brasil pelo governo norte-americano. O lote que chegou hoje faz parte da doação de 3 milhões de vacinas. O restante, 900 mil doses, chegam em Campinas na manhã deste sábado, 26. 

“Esta doação do governo norte americano é muito importante, pois é uma vacina que é aplicada em dose única e representa mais 3 milhões de vacinados. É mais um imunizante que ficará à disposição do Programa Nacional de Imunização. Campinas está indo muito bem na vacinação. Quanto mais vacinas chegarem ao Brasil, mais iremos avançar na imunização”, afirma o prefeito.

 As vacinas chegaram em um voo que saiu de Fort Laurderdale na noite de quinta-feira, 24.   O embaixador dos Estados Unidos no Brasil, Todd Chapman, ressalta que esta doação de 3 milhões de doses é maior que o país norte-americano fez para qualquer nação do mundo.

De acordo com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, é a primeira doação de vacinas que o Brasil recebe. “Estes 3 milhões de doses representam um esforço extraordinário para o avanço da Campanha de Vacinação do Brasil e simbolizam a grande amizade que existe entre os nossos povos”, diz.  

Campinas

Campinas Shopping faz treinamento de segurança com a PM

Publicados

em

Exercício preventivo integra protocolo de segurança do shopping de Campinas e envole a simulação de um atirador no centro de compras

O Campinas Shopping e o 47º Batalhão da Polícia Militar (PM) da cidade fizeram na manhã desta quinta-feira, 30, um treinamento operacional preventivo que faz parte do protocolo de segurança do estabelecimento. O exercício aconteceu das 6h às 9h no piso térreo e utilizou a entrada P4. “As operações do Poupatempo, clínica médica e academia, com funcionamento a partir das 6h, não serão afetadas com o treinamento”, disse o shopping.

A simulação de uma situação de emergência envolvendo um atirador no centro de compras tem o objetivo de integrar as equipes de segurança do Campinas Shopping e a segurança pública “para ajustar ações de acordo com a política de proteção”.

Ainda segundo o Campinas Shopping, faixas informativas foram colocadas nas portarias de acesso e um atendente orientou o público sobre o treinamento.

A ação preventiva acontece menos de uma semana depois do assalto a duas joalherias do Parque D. Pedro Shopping, em Campinas. No crime, houve tiroteio e correria. Um suspeito morreu e dois vigilantes foram feridos (veja abaixo). O treinamento já estava previsto antes do assalto e não tem relação com a ação preventiva da PM.

Investigação do assalto
A Polícia Civil ouviu os seguranças do Parque D. Pedro Shopping para coletar mais informações sobre o ataque ao centro de compras, em Campinas.

Além disso, a investigação também fez diligências em São Paulo, de onde a quadrilha deve ter saído, para tentar identificar mais suspeitos. No estado, só este ano, foram 14 roubos.

A polícia começou a ouvir os depoimentos na segunda-feira, 27. Até agora, foram ouvidos funcionários, seguranças e a mulher feita refém durante a fuga da quadrilha.

A investigação também já assistiu as imagens do circuito de segurança do centro comercial.

O crime
Os assaltantes chegaram ao centro comercial em, ao menos, três carros – um Jeep Renegade, um HB20s e um Ônix. Eles entraram no shopping e foram até duas joalherias.

Três entraram em uma loja e um quarto suspeito entrou em uma segunda joalheria. Todos eles estavam armados. Eles renderam funcionários e clientes e foram direto aos cofres para pegar joias.

Ao sair das lojas, os suspeitos foram abordados por seguranças do centro de compras e houve a primeira troca de tiros ainda dentro do shopping, na Entrada das Águas. Lá, a vitrine de uma loja foi atingida por um dos disparos. Os bandidos seguiram para o estacionamento onde teve mais uma troca de tiros.

No estacionamento os disparos atingiram um veículo Fox que estava estacionado. Lá, eles conseguiram fugir.

Dez criminosos
O grupo que assaltou duas joalheiras no Parque D. Pedro Shopping, em Campinas, e gerou terror e pânico na noite de sábado, 25, tinha ao menos 10 criminosos que não eram de Campinas e agiram com planejamento e também “atrevimento” no local. Três estão presos e um morreu.

As informações são do delegado da 1ª DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de Campinas, José Glauco Ferreira. Durante entrevista coletiva nesta segunda-feira, 27, ele detalhou que mais um carro foi localizado. Outros três – Renegade, HB20 e Onix foram apreendidos no final de semana.

“São pelo menos 10 criminosos. O número exato é difícil de mensurar, mas foram vários veículos envolvidos. Encontramos mais um veículo abandonado em Campinas e acreditamos que de três a quatro estavam nesse carro”, disse.

Os investigadores esperam as auditorias das duas lojas para estimar o que foi levado, mas reforçaram que parte das joias roubadas foi recuperada ainda no shopping, depois que um dos envolvidos no tiroteio deixou uma sacola cair.

Três criminosos, de 39, 29 e 25 anos, foram presos por participarem do roubo. Os criminosos foram localizados na madrugada de domingo, 26, nas cidades de Paulínia e Atibaia. Um quarto suspeito, de 42 anos, morreu. Na ação dos criminosos, dois seguranças do centro de compras foram atingidos pelos disparos, mas sem gravidade.

Fonte: https://www.acidadeon.com/campinas/cotidiano/cidades/NOT,0,0,1781198,campinas-shopping-faz-treinamento-de-seguranca-com-a-pm.aspx

Continue lendo

Campinas

Wesley Safadão: Fisioterapeuta explica diagnóstico de hérnia do cantor

Publicados

em

O cantor Wesley Safadão precisou ser internado nesta quarta-feira, 29. Ele estava enfrentando fortes dores nas costas e foi diagnosticado com hérnia de disco entre a terceira e a quarta vértebra lombar, com estreitamento do canal vertebral e importante compressão das estruturas neurológicas dentro deste canal, o cantor permanecerá de repouso até uma nova avaliação. Entenda:

Hérnia de disco: a doença que todo mundo acha que tem

O discurso é bastante comum. Basta sentir dores na região lombar que o paciente já se caracteriza como mais um portador de hérnia de disco, limitando sua vida com base nisso. O indício de dores em determinadas regiões faz com que o paciente acredite ser uma doença específica, e que na verdade e na maioria dos casos, pode ser decorrente de diversos outros problemas, as vezes mais simples, as vezes mais graves. Por essa razão, é imprescindível a avaliação correta de uma profissional, somada a exames mais específicos.

De acordo com o fisioterapeuta e diretor do ITC Vertebral Guarulhos, Dr. Bernardo Sampaio, é comum receber pessoas que se autodiagnosticam com a hérnia. “Diariamente chegam pacientes que afirmam ter hérnia de disco por conta de fortes dores na região, parecidas com a que um amigo que tem a patologia sente. Mas logo após uma avaliação, percebe-se que não existem sinais da doença, apenas dores lombares causadas por atividades cotidianas feitas de forma inadequada e a solução está em um tratamento simples” – afirma o fisioterapeuta.

Isso não quer dizer que uma dor na coluna deva ser ignorada, pelo contrário, dores na coluna precisam de atenção e cuidados para que não evoluam para condições mais limitantes e de diferentes gravidades.

Dependendo do estágio da ruptura do material fibrocartilaginoso, a hérnia de disco pode ser considerada grave, por isso, antes de se auto intitular “portador” é preciso conhecer os seus sintomas, como: persistência da dor por um tempo prolongado;  piora considerável da dor em atividades simples do dia a dia; formigamentos e dormências nos membros inferiores ou superiores; perda de controle da bexiga ou do intestino; sensação  de pernas ou os braços pesados e sem força, além de dores de cabeça associadas a dores na região da nuca e que se prolongam para os ombros. Salvo as exceções de pacientes assintomáticos.

A classificação didática para os estágios da evolução ou regressão. Sim; regressão das hérnias de disco pode não estar associada aos sintomas apresentados para o paciente. De forma que, em casos em que o tamanho da hérnia é significativo, pode haver menos sintomas do que em uma pessoa que apresente uma hérnia maior (em exames de imagem). Inclusive, existem muitos casos onde a pessoa apresenta uma herniação na imagem e não tem sintomas, portanto, associar os sintomas somente com a presença de hérnia de disco pode ser um diagnóstico equivocado.

Outros falsos diagnósticos também podem surgir por overdiagnosis (excesso de diagnósticos) e pela má interpretação de exames laboratoriais. O ideal é que o paciente procure um fisioterapeuta para uma avaliação funcional completa, com uma avaliação clínica criteriosa, onde o profissional examina a região e faz perguntas cruciais, além de ressonância magnética que é capaz de dizer se o estágio da ruptura do material fibrocartilaginoso tem relação com os sintomas atuais e somada a outros sintomas de ordem neurológica, é detectada ou não, verdadeiramente a hérnia.

“O fato é, muita gente afirma ter, mas não tem. E isso é ótimo! Sofrer com a hérnia de disco não é tão fácil quanto parece e requer tratamento e dedicação para uma boa recuperação. A melhor forma de se livrar dessa desconfiança é procurar profissionais que avaliem de forma correta e tomem as providências necessárias” – resume.

É importante salientar que existe tratamento e que apesar de ocasionar limitação funcional (por um período), isso não é o fim do mundo, pois a hérnia de disco não é uma patologia grave, mas sim, uma condição.

Bernardo Sampaio: Fisioterapeuta pela PUC-Campinas (Crefito: 125.811-F), diretor clínico do ITC Vertebral e do Instituto Trata, unidades de Guarulhos, Bernardo Sampaio é também professor do curso de pós-graduação em fisioterapia traumato-ortopédica e também leciona como convidado nos cursos de pós-graduação na Santa Casa de São Paulo. Possui experiência em fisioterapia ortopédica, traumatologia e esporte; e especialização em fisioterapia músculo esquelética, aprimoramento em membro superior e oncologia ortopédica pela Santa Casa de São Paulo. Mestrando em ciências da saúde pela faculdade de ciências médicas da Santa Casa de São Paulo. Saiba mais em: www.institutotrata.com.br  e www.itcvertebral.com.br

Continue lendo

Campinas

Instituto Anelo abre 113 vagas para o segundo semestre

Publicados

em

As inscrições serão on-line entre os dias 4 e 9 de julho. Vagas serão para os cursos de violino, acordeon, violão, cavaco, bateria, trombone, trompete, escaleta, flauta doce, flauta transversal, saxofone e musicalização infantil, além dos coros Infantil, Juvenil e Adulto

O Instituto Anelo, associação sem fins lucrativos que há 22 anos oferece aulas gratuitas de música no Distrito do Campo Grande, em Campinas, abre inscrições para interessados em estudar na instituição no segundo semestre de 2022.

As inscrições serão on-line e o link do formulário estará disponível no site do Instituto Anelo entre as 12 horas do dia 4 de julho (segunda-feira) e as 20 horas do dia 9 de julho (sábado).

Interessados sem acesso à internet poderão preencher o formulário na sede do Instituto Anelo, entre os dias 4 e 8 de julho (segunda a sexta-feira), das 8h30 às 11 horas – no dia 9, sábado, o local estará fechado devido ao feriado estadual do Dia da Revolução Constitucionalista de 1932.

Os selecionados serão informados por e-mail e/ou WhatsApp, entre os dias 13 e 16, para que possam efetivar a matrícula no período de 18 a 30 de julho, na sede do Anelo.

Vale ressaltar que, entre os inscritos, terão preferência no preenchimento das vagas pretos e pardos ou cadastrados no Auxílio Brasil, assim como moradores do distrito do Campo Grande.

Serão disponibilizadas 113 vagas nos cursos de violino, acordeon, violão, cavaco, bateria, trombone, trompete, escaleta, flauta doce, flauta transversal, saxofone e musicalização infantil, além dos coros Infantil, Juvenil e Adulto.

Para o fundador e coordenador geral do Instituto Anelo, Luccas Soares, são poucas vagas perto da grande procura. Segundo ele, o projeto anual do Instituto Anelo prevê que sejam atendidos 480 alunos. “Hoje, atendemos 622 e fizemos um esforço para abrir mais essas 113 vagas”, afirma o coordenador, que destaca ainda a carência por cultura no Distrito do Campo Grande.

PERÍODO DE AULAS

As aulas no Anelo são presenciais, de segunda-feira a sábado, respeitando as orientações sanitárias vigentes. No formulário de inscrição serão informados os dias da semana e horários das turmas com vagas disponíveis. A Coordenação Pedagógica recomenda que o interessado tenha o instrumento musical.

Embora as aulas oferecidas pelo Anelo sejam gratuitas, no ato da matrícula o aluno deverá comprar uma camiseta, no valor de R$ 30,00, para ser usada como uniforme. Caso sinta vontade e tenha disponibilidade financeira para tal, no dia da matrícula o aluno também poderá participar da Campanha das Urnas, que consiste na contribuição, de forma voluntária e anônima, com qualquer quantia em dinheiro para ajudar na manutenção do projeto.

O INSTITUTO ANELO

Fundado em 10 de maio de 2000, o Instituto Anelo é um projeto intergeracional que já atendeu, ao longo de 22 anos de atividades, mais de 10 mil alunos em seus projetos, sendo 622 apenas no primeiro semestre de 2022.

Atualmente, o Anelo trabalha com os seguintes projetos: Brincando com os Sons (de musicalização infantil), Instrumentos e Canto (ensino de instrumentos de cordas, teclas, sopros e percussão, além de canto coral) e Prática de Banda (música em grupo).

PATROCÍNIO

O projeto Instituto Anelo: Música e Cidadania – Plano Anual 2022 tem como patrocinadora master a CPFL Energia, por meio de parceria com o Instituto CPFL, e também conta com patrocínio da Unimed Campinas, CI&T e Instituto Omni, via Lei Federal de Incentivo à Cultura e Programa de Ação Cultural – ProAC/ICMS. O Instituto Anelo também conta com o apoio da Associação Beneficente Maria e Tsu Hung Sieh e do Instituto Robert Bosch.

SERVIÇO

Inscrições para as vagas disponíveis no segundo semestre

Data: De 4 a 9 de julho de 2022

Como proceder:

  • Preencher formulário on-line a ser disponibilizado no site do Instituto Anelo entre as 12 horas do dia 4 (segunda-feira) e as 20 horas do dia 9 de julho (sábado)
  • Pessoas sem acesso à internet poderão preencher o formulário na sede do Instituto Anelo (Rua Vicente de Marchi, 718, Jardim Florence I, Campinas, SP), nos dias 4, 5, 6, 7 e 8 de julho, das 8h30 às 11 horas
Continue lendo
Propaganda
Propaganda
Propaganda

Últimas Notícias