Conecte-se conosco

Cultura

Pandemia causou déficit pedagógico em crianças e jovens

Publicados

em

Priscilla Bonini Ribeiro

Há mais de um ano, profissionais da educação de todo o mundo se preocupam com os efeitos da pandemia de coronavirus. Segundo relatório do Banco Mundial, mais de 1,5 bilhão de alunos ficaram sem estudos presenciais em 160 países desde março de 2020.

De acordo com levantamento do Unicef divulgado em novembro de 2020 quase 1,5 milhão de crianças e adolescentes de 6 a 17 anos não frequentavam a escola no Brasil, enquanto outros 3,7 milhões de matriculados não tiveram acesso a qualquer tipo de atividade escolar e também não conseguiram estudar em casa.

Em algumas regiões, a proposta de ensino à distância durante a pandemia não se mostrou eficiente, uma vez que 4,1 milhões de estudantes da rede pública não tiveram acesso à internet em casa, por razões econômicas como o custo do aparelho (celular ou computador) ou do serviço, ou por falta de conhecimento sobre a utilização.

O que deixa os educadores ainda mais preocupados é que mais de 25% dos jovens que cursavam o ensino médio já pensou em não voltar para a escola ao final do período de suspensão das aulas, de acordo com estudo realizado pelo Conselho Nacional de Juventude (Conjuve) e por parceiros.

Segundo pesquisa realizada pelo Instituto Unibanco e por dois economistas do Insper divulgado no dia 1º de junho e que traz como tema “Perda de aprendizagem na pandemia”, estudantes do ensino médio da rede estadual de todo o país começaram o ano letivo de 2021 com proficiência em língua portuguesa e matemática 9 a 10 pontos a menos do que o esperado na escala do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) se as aulas presenciais não tivessem sido suspensas por causa da pandemia.

Um dos objetivos da reformulação do currículo no ensino médio no Estado de São Paulo, homologado no ano passado, foi criar um modelo mais atrativo para tentar reduzir a evasão escolar. No entanto, com a pandemia, os problemas com o déficit de aprendizagem e de evasão escolar se agravaram. Da mesma forma, a educação básica também foi afetada por essas questões.

A falta do ambiente de aprendizagem também está afetando crianças da pré-escola (entre 4 e 5 anos, que são as que mais sentem os efeitos da suspensão das aulas presenciais, pois é nessa idade que aprendem com as interações entre as pessoas, pelas vivências com o ambiente e com atividades lúdicas que estimulem a criatividade, os sentidos e a imaginação.

A primeira ação para a volta às aulas é cumprir um protocolo adequado, criando um ambiente de segurança para alunos, professores e funcionários. A partir disso, deve-se trabalhar esses processos avaliativos para mensurar de forma bem assertiva o déficit do aluno.

Com esse diagnóstico feito por série de ensino, os educadores envolvidos devem criar um plano de recuperação das habilidades que não se enquadrem no padrão adequado da série em questão.

Sabemos que o retorno não será fácil, mas extremamente importante para a educação. A participação da família e dos professores, unidos no mesmo propósito, será fundamental neste retorno, como foi em todo o processo mediado por tecnologia durante o momento de pandemia. 

Priscilla Bonini Ribeiro é educadora, pesquisadora, doutora em Tecnologia Ambiental, mestre em Educação e diretora-geral da Unaerp Campus Guarujá.

Foi Conselheira Estadual de Educação de São Paulo por dois mandatos, presidente da UNDIME (União dos Dirigentes Municipais de Educação do Estado de São Paulo) e ex-Secretária Municipal de Educação em Guarujá (SP).

Cultura

O que há por trás da solenidade de Corpus Christi?

Publicados

em

Padre Alex Nogueira*

Em grande parte do mundo, assim como no Brasil, a solenidade de Corpus Christi, vivida pelos católicos todos os anos, é marcada por um elemento exterior muito característico: as ruas enfeitadas para a procissão que acontece. Afinal, qual é o propósito de enfeitar, fazer uma procissão e carregar a Santíssima Eucaristia nesta data?

Para compreender, retornamos ao ano de 1264, quando um milagre eucarístico aconteceu na cidade italiana de Bolsena. As relíquias da Santíssima Eucaristia, que tinham se transformado em carne ensanguentada, foram levadas em procissão até a cidade de Orvieto. Já havia no mundo católico um movimento para o reconhecimento de uma festa da Eucaristia. O acontecimento milagroso levou o Papa Urbano IV a decretar a vivência litúrgica da solenidade para toda a Igreja Católica.

LEIA TAMBÉM:

Desde então, a procissão acontece todos os anos, sessenta dias após a Páscoa, numa quinta-feira, visto que a última ceia de Jesus aconteceu também em uma quinta-feira. Foi nesta ceia que Cristo instituiu a Santíssima Eucaristia, a qual Ele está realmente presente em corpo, sangue, alma e divindade. Este sacramento é o mais sublime. Por isso, em manifestação de reverência e culto público, a Eucaristia é levada na procissão e às ruas podem ser enfeitadas.

No capítulo cinco do livro que escrevi, “Orar faz muito bem!”, discorro sobre o significado e importância da Eucaristia na vida cristã. Apresento um caminho para rezar o Pai-Nosso com consciência e intimidade com Cristo. Uma das petições da oração afirma “o pão nosso de cada dia nos dai hoje”.

Pedir o pão material e necessário para a subsistência humana não se resume apenas ao alimento corporal. Cristo deixou um alimento espiritual que fortalece a alma e afervora a caridade sobrenatural. Lhe convido a fazer uma experiência de receber a Eucaristia não apenas formalmente, mas com profunda disposição interior e verdadeira piedade. Viva intensamente a solenidade de Corpus Christi e permita que sua vida seja sustentada pelo pão do Céu que mata a fome da alma.

*Padre Alex Nogueira é mestre em direito canônico, professor acadêmico e autor do livro Orar faz muito bem!

Siga a Gazeta Regional por meio das Redes Sociais

Acompanhe o Facebook da Gazeta, Clique aqui!

Quer ficar bem informado sobre o que acontece na sua cidade, bairro ou região? Então, siga as redes sociais da Gazeta Regional e fique por dentro das principais informações de sua região, Brasil e do mundo.

Deputa Federal Renata Abreu Visita Engenheiro Coelho
Jornal Gazeta Regional

Gazeta Regional trazendo sempre o melhor conteúdo para você.

Gostou da novidade? Então, clique aqui para receber gratuitamente os principais conteúdos da Gazeta Regional no seu celular. Tudo no conforto de suas mãos, em apenas um toque, você ficará muito bem informado. Quer saber mais sobre Notícias de Campinas e Região? Clique aqui

Continue lendo

Cultura

Menopausa: médico faz alerta sobre o uso de remédios e antidepressivos quando o assunto é dor crônica

Publicados

em

O ortopedista e médico do esporte Dr. Marcos Costa explica a importância do estilo de vida, acompanhamento médico e da reposição de estradiol para mulheres +40

A menopausa marca uma nova fase na vida de todas as mulheres, porém, as transformações hormonais frequentemente trazem uma série de desconfortos, como é o caso das dores crônicas. Segundo o ortopedista e médico do esporte Dr. Marcos Costa, é preciso atenção e muito cuidado na hora de usar remédios e antidepressivos para tratar o problema.

“Cada mulher é única, logo, cada tratamento deve ser adaptado às necessidades específicas de cada uma, levando em consideração o histórico médico, a saúde geral e diversas outras características. A automedicação ou ingestão de quaisquer outras substâncias pode não resolver o problema e até mesmo prejudicar a qualidade de vida”, explica o ortopedista.

LEIA TAMBÉM:

Dessa forma, o especialista destaca que a manutenção de hábitos saudáveis e o acompanhamento médico sempre devem ser levados em consideração, pois desempenham papéis fundamentais na promoção do bem-estar das mulheres nessa fase da vida.

Dr. Marcos comenta ainda que uma abordagem cada vez mais utilizada por especialistas é a reposição hormonal com estradiol, a qual pode ser aplicada em doses controladas e realmente ajudar a aliviar as dores associadas à menopausa e até mesmo fortalecer a proteção óssea, prevenindo condições como a osteoporose, por exemplo.

“O mais importante é entender que lidar com as dores crônicas e todos os outros sintomas da menopausa requer uma abordagem especial e que nunca menospreze o que as mulheres estão sentindo. Por isso, uma relação de confiança entre médico e paciente é extremamente indispensável, para que as manifestações nunca passem despercebidas e sempre recebam o tratamento adequado”, diz Dr. Marcos.

Quem é Dr. Marcos José Garcia Costa?
Formado em medicina na PUC-Campinas em 1998, o Dr. Marcos Costa também possui residência em ortopedia e traumatologia pela instituição, além de estágio em cirurgia vídeo artroscopia e laboratório artroscopia pela HC-FMUSP. Pós-graduado em Medicina do Esporte e Exercício em 2012 e em Nutrologia do Esporte em 2023. Atualmente, o Dr. Marcos Costa atende via agendamento médico em consultório particular e via planos de saúde.

Siga a Gazeta Regional por meio das Redes Sociais

Acompanhe o Facebook da Gazeta, Clique aqui!

Quer ficar bem informado sobre o que acontece na sua cidade, bairro ou região? Então, siga as redes sociais da Gazeta Regional e fique por dentro das principais informações de sua região, Brasil e do mundo.

Deputa Federal Renata Abreu Visita Engenheiro Coelho
Jornal Gazeta Regional

Gazeta Regional trazendo sempre o melhor conteúdo para você.

Gostou da novidade? Então, clique aqui para receber gratuitamente os principais conteúdos da Gazeta Regional no seu celular. Tudo no conforto de suas mãos, em apenas um toque, você ficará muito bem informado. Quer saber mais sobre Notícias de Campinas e Região? Clique aqui

Continue lendo

Cultura

Gastronomia é parte importante em viagens turísticas

Publicados

em

Em uma viagem a parte gastronômica é com certeza um dos momentos mais importantes de toda a experiência. Depois de escolher o destino e a hospedagem, chega a hora de decidir onde fazer suas refeições.

No roteiro do vinho em São Roque, cerca de 96km da Região Metropolitana de Campinas (RMC) há várias opções deliciosas, das mais sofisticadas até as mais simples. Hoje vamos falar do restaurante português Quinta do Olivardo.

Lá, os visitantes encontram uma ampla variedade de pratos, vinhos e doces portugueses. A experiência culinária é inspirada em receitas tradicionais da Ilha da Madeira, com destaque para os bolinhos de bacalhau, conhecidos por sua casquinha crocante e textura cremosa. Serve como entrada e é realmente muito bom.

LEIA TAMBÉM:

Na escolha do prato principal, sugerimos Bacalhau à Moda do Valdir, servido com bacalhau assado na brasa com brócolis, alho, tomate, cebola, pimentão vermelho, ovos cozidos, batatas coradas, azeitona portuguesa e cheiro verde. Serve três pessoas tranquilamente.

Para encerrar, a sobremesa. E a opção mais certeira, com certeza, é o pastel de Belém da Quinta do Olivardo, eleito o melhor de São Paulo. E olha, merece a fama que tem. Maravilhoso.

Depois do almoço o visitante ainda pode participar de uma degustação de vinhos, onde é possível conhecer a história de cada rótulo. A degustação ocorre na “Cave”, local escuro onde são armazenados.

Ainda, para quem preferir viver toda essa experiência no horário do jantar, existe uma tradição portuguesa chamada “vinho dos mortos” que é realizada no terceiro sábado de todo mês. Durante o evento, os participantes têm a oportunidade de enterrar uma garrafa de vinho, preenchendo uma ficha com informações como lote e data de enterro. Após seis meses, retornam para desenterrar e apreciar a bebida, agora com características mais equilibradas e delicadas ao paladar.

Quinta do Olivardo é um restaurante completo, que além de toda a maestria culinária e de vinhos, tem um atendimento sem igual. Colaboradores atenciosos e simpáticos, que com certeza contribuem com a experiência nota 10 do restaurante.

Serviço
Quinta do Olivardo está localizado na Estrada do Vinho, km 4, com acesso pelo km 58,5 da Rodovia Raposo Tavares.
Reservas: (11) 98856-3222
Informações: www.quintadoolivardo.com.br

Siga a Gazeta Regional por meio das Redes Sociais

Acompanhe o Facebook da Gazeta, Clique aqui!

Quer ficar bem informado sobre o que acontece na sua cidade, bairro ou região? Então, siga as redes sociais da Gazeta Regional e fique por dentro das principais informações de sua região, Brasil e do mundo.

Deputa Federal Renata Abreu Visita Engenheiro Coelho
Jornal Gazeta Regional

Gazeta Regional trazendo sempre o melhor conteúdo para você.

Gostou da novidade? Então, clique aqui para receber gratuitamente os principais conteúdos da Gazeta Regional no seu celular. Tudo no conforto de suas mãos, em apenas um toque, você ficará muito bem informado. Quer saber mais sobre Notícias de Campinas e Região? Clique aqui

Continue lendo
Propaganda
Propaganda
Propaganda

Últimas Notícias