Conecte-se conosco

Jaguariúna

Livro Pelusa – Diego: Armando o Maradona narra a trajetória do periférico que virou centro do mundo

Publicados

em

Autor de Jaguariúna especializado na Literatura Hip Hop se envereda pelo mundo do futebol e biografa um dos maiores jogadores do planeta: Diego Armando Maradona. Jeff Ferreira, que assina obras como Assim Que É – A História do RZO, 30 Anos do Disco Hip Hop Cultura de Rua e Trap É Hip Hop? – As Metamorfoses do Rap, dente outros, agora acompanha a trajetória de Pelusa, desde os campinhos de terra da Villa Fiorito, uma favela argentina, até a conquista do mundo.

Diego Armando Maradona é considerado pelo povo argentino como D10S, porém nunca foi santo, nem buscou ser. De família humilde e peronista, tinha consciência de classe e peitou a FIFA, a AFA, João Havelange, Julio Grondona e tantos outros cartolas. Dentro de campo foi um gênio, fora dele foi um guerreiro. Também teve seus vacilos e gerou muitas polêmicas: abusou do álcool, se relacionou com a cocaína, teve inúmeros desafetos e caiu em várias armadilhas.

LEIA TAMBÉM:

Em 338 páginas conhecemos um pouquinho mais de Diego, ou Pelusa, como era chamado em círculo mais íntimo. Círculo esse que teve como amigo o líder cubano Fidel Castro, quem Dieguito ensinou a bater pênaltis no Palácio da Revolução, em Havana. Aliás, Dieguito viveu em Cuba, onde fez seu tratamento de recuperação quanto à química. Castro assina um dos prefácios do livro, através de um texto – inédito por anos – publicado no jornal Granma, principal veículo cubano de comunicação.

Outro prefácio é assinado por Martín Alejandro Biaggini, professor, cineasta e pesquisador argentino, coordenador da Conferência Arte, Cultura Internacional e Política da Universidad Nacional Arturo Jauretche (UNAJ), de Buenos Aires. Martín é amigo pessoal de Jeff Ferreira, o brasileiro traduziu (para o português) o primeiro livro argentino sobre Hip Hop, o Rap de Acá, de autoria de Biaggini, lançado em 2020 e com versão em nosso idioma no ano seguinte. Outro argentino que participa do livro Pelusa – Diego: Armando o Maradona é Robert Malungo, jornalista e livreiro que atua na causa dos afro-argentinos e mantém a revista Página Negra, da qual Jeff é correspondente, abordando a cultura alternativa. Malungo assina a orelha do livro.

“A ideia de escrever um livro sobre Maradona parte da carência de literatura em português sobre o atleta. Até se tem obras em nosso idioma sobre Diego, mas geralmente publicações de Portugal e no Brasil não há uma biografia que mergulha em sua história”

comenta o autor

O livro aborda os 60 anos de Maradona, os clubes por onde passou, as conquistas, as dores, os fracassos, as polêmicas e toda a humanidade daquele que chamam de D10S. Pelusa é uma figura ímpar, contraditório, como todo ser humano, mas alguém que lutava por aquilo que acreditava.

O livro foi composto em 2022, iniciando-se no primeiro semestre. A pesquisa foi baseada em outras biografias do atleta – todas em espanhol –, sobretudo a autobiografia Soy Diego de la gente, de 2000. No entanto, essa não é a única fonte, pois, apesar de ser um livro que faz ode à Diego, esta não é uma obra “chapa branca”. Há momentos em que é necessário puxar a orelha de El Diez. Desse modo, foi necessário recorrer a várias fontes, principalmente aquelas que eram desafetos de Dieguito. O autor vasculhou diversos periódicos da América Latina e mundo a fim de narrar a cronologia de Maradona.

Livro Pelusa – Diego: Armando o Maradona narra a trajetória do periférico que virou centro do mundo

Em Pelusa – Diego: Armando o Maradona, como o título sugere, vemos o menino da Villa Fiorito se preparando, se armando, para se tornar o mundialmente famoso Maradona e traz a dualidade – muitas vezes difícil de desvincular – entre o craque e o bom pai, bom esposo, bom filho e excelente colega de trabalho. Isso humaniza a figura daquele que sofreu bastante como quando foi cortado da Copa de 1978, quando foi eliminado em 1982, na Espanha, ou o caso do doping de 1994 e as acusações e preconceitos que sofreu em seus últimos anos.

Na obra acompanharemos, também, as relações de Dieguito com personalidades, como Pelé, Mike Tyson, Ben Johnson, Guillermo Coppola, Hugo Chávez, Evo Morales, Careca, Caniggia, Riquelme, Verón, Carlos Bilardo, César Menotti e tantos outros.

O livro é idealizado pelo Campinho de Terra, um selo da Editora Dando a Letra, focada no universo musical underground, e que, com este selo, pretende expandir seu alcance através de obras literárias ligadas ao futebol, com o viés de quebrada. O livro foi possível graças a financiamento coletivo, onde 10% do arrecadado na campanha foi destinado a instituições de apoio a dependentes químicos.

Polêmico e talentoso, Diego nos deixou no dia 25 de novembro de 2020, aos 60 anos. O livro Pelusa – Diego: Armando o Maradona ganha lançamento na data de passagem de El Diez para a eternidade e poderá ser adquirido no site da Editora Dando a Letra. Essa é a trajetória do periférico que virou centro do mundo.

Siga a Gazeta Regional por meio das Redes Sociais

Acompanhe o Facebook da Gazeta, Clique aqui!

Quer ficar bem informado sobre o que acontece na sua cidade, bairro ou região? Então, siga as redes sociais da Gazeta Regional e fique por dentro das principais informações de sua região, Brasil e do mundo.

Deputa Federal Renata Abreu Visita Engenheiro Coelho
Jornal Gazeta Regional

Gazeta Regional trazendo sempre o melhor conteúdo para você.

Gostou da novidade? Então, clique aqui para receber gratuitamente os principais conteúdos da Gazeta Regional no seu celular. Tudo no conforto de suas mãos, em apenas um toque, você ficará muito bem informado. Quer saber mais sobre Notícias de Campinas e Região? Clique aqui

Jaguariúna

Red Eventos recebe Filipe Ret, Orochi, Mc Cabelinho e outros artistas em outubro

Publicados

em

Festival Nubeat acontece no feriado de 12 de outubro na Red Eventos

Em seu terceiro ano, o Festival Nubeat chega à 6ª edição se consagrando como um dos principais eventos nacionais de trap e rap. No dia 12 de outubro a Red Eventos, em Jaguariúna – há 15 minutos de Campinas -, será palco do maior festival do estilo musical no Estado de São Paulo, reunindo, em um único dia, atrações como Filipe Ret, Criolo, Djonga, Orochi, Kyan, KayBlack, Mc Cabelinho, Veigh, Tasha e Tracie, e Mc PH.

LEIA TAMBÉM:

“O trap e o rap não possuem destaque nos festivais nacionais. Por isso, o projeto Nubeat surgiu da necessidade de criar um espaço que proporcionasse visibilidade tanto para os artistas desses gêneros musicais, quanto para os fãs. O Nubeat já recebeu grandes nomes em edições anteriores, reunindo mais de 40 mil pessoas ao todo”, explica o sócio-fundador do festival, Yuri Saccenti.

Responsável pela produção do Festival, a Faro Eventos está bastante otimista com a recepção do público da região. “Nossa agência tem experiência com eventos de grande porte – para mais de 20 mil pessoas – e participar do planejamento e da produção de um festival como o Nubeat, com grande apelo do público, é mais uma oportunidade para a ampliarmos a nossa diversidade, levando nosso know how, criando momentos memoráveis e impulsionando o mercado da região”, complementa o sócio-diretor da Faro Eventos, Victor Brentegani.

Serviço
Festival Nubeat
Local: Red Eventos: Avenida Antártica, 1530 Jaguariúna
Data: 12 de outubro de 2024
Vendas: Byma – https://bit.ly/NUBEATFESTIVAL2024

Siga a Gazeta Regional por meio das Redes Sociais

Acompanhe o Facebook da Gazeta, Clique aqui!

Quer ficar bem informado sobre o que acontece na sua cidade, bairro ou região? Então, siga as redes sociais da Gazeta Regional e fique por dentro das principais informações de sua região, Brasil e do mundo.

Deputa Federal Renata Abreu Visita Engenheiro Coelho
Jornal Gazeta Regional

Gazeta Regional trazendo sempre o melhor conteúdo para você.

Gostou da novidade? Então, clique aqui para receber gratuitamente os principais conteúdos da Gazeta Regional no seu celular. Tudo no conforto de suas mãos, em apenas um toque, você ficará muito bem informado. Quer saber mais sobre Notícias de Campinas e Região? Clique aqui

Continue lendo

Jaguariúna

Reunião do Conselho Tutelar e rede protetiva de Jaguariúna discute estratégias de ação

Publicados

em

O Conselho Tutelar de Jaguariúna promoveu nesta terça-feira, 21, uma reunião com a Rede Protetiva do Município no auditório do Posto de Atendimento do Trabalhador (PAT). O encontro contou com a participação de representantes do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) e das secretarias de Educação, Saúde e Assistência Social (CREAS e CRAS), além do PAT.

Essas reuniões, que ocorrem mensalmente, têm como principal objetivo fomentar o diálogo entre os diversos profissionais envolvidos no atendimento a crianças, adolescentes e suas famílias. A partir dessas discussões, são elaboradas ações necessárias e definidas estratégias para alcançar a proteção integral desses jovens.

LEIA TAMBÉM:

Durante o encontro desta terça-feira, foram colocados em pauta casos de maior complexidade, exigindo um esforço conjunto e a expertise de todos os setores representados.

A Rede Protetiva de Jaguariúna continua comprometida em criar um ambiente seguro e acolhedor para crianças e adolescentes, demonstrando que a cooperação intersetorial é vital para enfrentar os desafios e promover o bem-estar das futuras gerações.

Siga a Gazeta Regional por meio das Redes Sociais

Acompanhe o Facebook da Gazeta, Clique aqui!

Quer ficar bem informado sobre o que acontece na sua cidade, bairro ou região? Então, siga as redes sociais da Gazeta Regional e fique por dentro das principais informações de sua região, Brasil e do mundo.

Deputa Federal Renata Abreu Visita Engenheiro Coelho
Jornal Gazeta Regional

Gazeta Regional trazendo sempre o melhor conteúdo para você.

Gostou da novidade? Então, clique aqui para receber gratuitamente os principais conteúdos da Gazeta Regional no seu celular. Tudo no conforto de suas mãos, em apenas um toque, você ficará muito bem informado. Quer saber mais sobre Notícias de Campinas e Região? Clique aqui

Continue lendo

Jaguariúna

Produção de protótipo 3D na UniFAJ vai ajudar resgates no Rio Grande do Sul

Publicados

em

Suporte é utilizado para criação de boias e serve para sustentar tanto pessoas quanto um animal de até 500kg na superfície da água.

Professores e alunos do Centro Universitário de Jaguariúna (UniFAJ) estão produzindo na impressora 3D da faculdade, o mesmo protótipo para sustentar as boias criados pelo influencer Whindersson Nunes, em parceria com o professor doutor em Física, Gildário Lima, da Universidade Federal Fluminense. As peças produzidas em Jaguariúna serão doadas ao Rio Grande do Sul para ajudar no resgate de pessoas e animais.

Na UniFAJ, são produzidas em PLa (polímero termoplástico) 4 peças a cada 7 horas, numa média que deve chegar a 45 peças nessa semana. “É algo que pode inspirar outras empresas com impressoras 3D a fazer o mesmo”, afirmou Thiago Silva, engenheiro e professor do curso de Engenharia de Produção da UniFAJ. O custo de cada peça é de R$9.

LEIA TAMBÉM:

O projeto está aberto para produção e qualquer empresa com impressora 3D pode produzir, desde que seja utilizada para a doação. O protótipo utiliza 8 garrafas pet juntas, e é capaz de sustentar uma pessoa na superfície da água. Quatro protótipos juntos são capazes de sustentar um cavalo de 500kg.

De acordo com Flávio Pacetta, diretor geral do grupo UniEduk, alunos e professores da UniFAJ já estavam em uma sinergia muito grande, em conjunto, vendo esse mesmo tipo de possibilidade quando o Whindersson disponibilizou isso na internet. “Nós trouxemos para dentro da instituição a possibilidade de desenvolver, na prática, através do ensino e aprendizagem, esse tipo de ajuda emergencial ao RS. Abrimos os laboratórios, disponibilizamos equipamentos e insumos, para esta ação. Junto a isso, alunos e professores também têm usado suas impressoras 3D particular para aumentar a produção, de forma totalmente voluntariosa”, mencionou Pacetta.

No caso dessa demanda emergencial no Sul, o projeto mostra a inovação tecnológica em sintonia com a educação socialmente responsável, para desenvolvimento do produto. “Existem as doações de itens essenciais, de grande importância, mas esse trabalho aqui na faculdade, que é todo para doação, vai ajudar muito na questão dos resgates”, sintetizou o professor Thiago Silva.

Flávio Pacetta, diretor geral da UniFAJ, revelou ainda a compra de mais impressoras para aumentar a produção aqui na UniFAJ. E que ainda o serviço de telemedicina da faculdade estará a disposição do Rio Grande do Sul, além de presença de médicos, enfermeiros e veterinários, que irão ao local dos desastres numa jornada de grande ajuda humanitária.

Siga a Gazeta Regional por meio das Redes Sociais

Acompanhe o Facebook da Gazeta, Clique aqui!

Quer ficar bem informado sobre o que acontece na sua cidade, bairro ou região? Então, siga as redes sociais da Gazeta Regional e fique por dentro das principais informações de sua região, Brasil e do mundo.

Deputa Federal Renata Abreu Visita Engenheiro Coelho
Jornal Gazeta Regional

Gazeta Regional trazendo sempre o melhor conteúdo para você.

Gostou da novidade? Então, clique aqui para receber gratuitamente os principais conteúdos da Gazeta Regional no seu celular. Tudo no conforto de suas mãos, em apenas um toque, você ficará muito bem informado. Quer saber mais sobre Notícias de Campinas e Região? Clique aqui

Continue lendo
Propaganda
Propaganda
Propaganda

Últimas Notícias