Conecte-se conosco

Campinas

Grupos familiares marcam presença no kartismo em Paulínia

Publicados

em

Praticar o esporte é uma forma diferente de convivência entre pais, filhos, irmãos, primos e outros familiares, no Kartódromo Internacional San Marino. Mesmo havendo disputadas na pista, a avaliação geral é de que trata-se de uma experiência boa, prazerosa e sadia

Seja pelo kart de aluguel, por meio do qual a maioria dos praticantes inicia no esporte, ou pelo kart próprio, grupos familiares estão cada vez mais presentes no kartismo. Mesmo ao competir, que na pista é o grande prazer e objetivo dos atletas da modalidade e daqueles que adotaram o esporte como hobby, o kartismo tem oferecido uma nova possibilidade de convivência no dia a dia de pais e filhos, irmãos, primos e outros.

Este é o caso, por exemplo, de Thiago Mazon, de 47 anos, e dos filhos Bruno (24)  e Diogo Mazon (19), que treinam no Kartódromo Internacional San Marino, localizado em Paulínia (SP), desde a inauguração do complexo, em 2011.

Ele conta que começou a praticar o esporte ao participar de um campeonato com kart de aluguel em Piracicaba (SP), um ano antes de chegar ao San Marino com o Fanatici Kart – primeiro campeonato sediado no centro esportivo, a partir da inauguração. A competição começou com 12 pilotos e hoje conta com 30 competidores, muitos deles parentes.

Mazon diz que logo no início chegou a comprar um kart para ele e o filho mais velho e que na sequência o filho mais novo começou a treinar na categoria Cadete (8 a 11 anos), aos 9. “Nunca mais paramos”, salienta.

Sobre correr com os filhos, resume: “É bom demais da conta! Não só no kart, seja no futebol, na pesca, qualquer pai quer ter a presença dos filhos num momento de lazer ou hobby. E aliar isso ao esporte realmente é muito bom. Eu, por exemplo, disputo com eles, a gente corre na mesma categoria. E dentro da pista, colocou o capacete, largou, ali não tem muito pai e filho não! É todo mundo querendo ganhar, a gente realmente disputa para valer, é de igual para igual, de piloto para piloto. É muito prazeroso, realmente um negócio assim indescritível”, avalia.

Rogério Galvani Giacomini, 50 anos, também treina em Paulínia desde a inauguração do San Marino e faz parte do Fanatici há 7 anos, junto com o filho Guilherme Giacomini, de 15, que começou a pilotar no grupo em 2020. “É muito divertido, mas vez ou outra traz à tona algumas diferenças. Mesmo assim, é sempre bom estar em família, afinal de contas a gente também cresce nas adversidades. O kartismo é uma fantástica oportunidade de estar entre amigos”, destaca.

Guilherme conta que iniciou no esporte em 2015, quando o pai o presentou com seu primeiro kart.  “Comecei a correr tendo ele como inspiração e também porque sempre gostei do esporte. É sempre muito legal ter um parente próximo na pista, mas com uma pressão e preocupação a mais”, revela.

Irmãos no kartismo

Outro caso de parentesco no campeonato Fanatici Kart, sediado em Paulínia, é dos irmãos Gino e Alfio Tincani, de 64 e 68 anos respectivamente. Gino é um dos fundadores do campeonato e também organizador, frequenta o San Marino desde a inauguração. Ele conta que começou no kart aos 40, em 2010, “na idade em que muitos costumam parar”. Diz que foi convidado por um amigo e “contaminado” pelo esporte. “Daí para frente não parei mais e vou até o corpo aguentar”, enfatiza.

Segundo ele, é legal participar das corridas junto com o irmão, o que os une ainda mais. “Dentro da pista fico sempre de olho nele. O kart é uma válvula de escape das pressões do dia a dia. Eu não vejo a hora de chegar o final de semana para ir ao kartódromo, encontrar os amigos e acelerar na pista”.

Já Alfio Tincani começou a praticar o kartismo em 2008, no kart de aluguel, também “com uma idade mais avançada para um piloto iniciante”, ele brinca. Ele começou no Fanatici em 2012, a convite do irmão. “Dividia um kart com meu sobrinho e achei que seria fácil competir com pilotos mais jovens e outros já experientes. Daí percebi que não era e nunca foi fácil estar junto a pilotos competitivos e experientes”.

Alfio diz que é muito bom trocar ideias e experiências com o irmão no kartismo. “Ele sempre me deu algumas dicas nos treinos e nas competições. Sou médico e trabalho bastante no meu dia a dia. Na pista, consigo aliviar o stress. Sou o mais idoso do grupo e a amizade de todos é muito boa”, finaliza.

Para pilotar

A administração do Kartódromo San Marino indica o uso de roupas leves e tênis para quem pretende conhecer o esporte nos karts de aluguel.  É preciso ser maior de 13 anos e apresentar documento com foto. O endereço é Rua Armando Botasso, nº 1.200, no distrito de Betel, em Paulínia (SP). Mais informações: (19) 3833-1818 ou WhatsApp (19) 99119-9895.

Siga a Gazeta Regional por meio das Redes Sociais

Acompanhe o Facebook da Gazeta, Clique aqui!

Quer fica bem informado sobre o que acontece na sua cidade, bairro ou região? Então, siga as redes sociais da Gazeta Regional e fique por dentro das principais informações de sua região, Brasil e do mundo.

Luta contra as Hepatites
Jornal Gazeta Regional

Gazeta Regional trazendo sempre o melhor conteúdo para você.

Gostou da novidade? Então, clique aqui para receber gratuitamente os principais conteúdos da Gazeta Regional no seu celular. Tudo no conforto de suas mãos, em apenas um toque, você ficará muito bem informado.

Campinas

Campinas tem 13,7 mil famílias com dados pendentes no CadÚnico

Publicados

em

Prazo para regularizar e não perder benefícios termina nesta 6ª

Campinas – Número total divulgado pela prefeitura é de 13.747 famílias. O CadÚnico é o principal instrumento do governo federal para inclusão de famílias de baixa renda em programas sociais.

Campinas (SP) tem 13.747 famílias de baixa renda que dependem de programas sociais do governo, mas que podem perder os benefícios se não atualizarem os dados até esta sexta-feira (12).

São casos que estão com informações pendentes no CadÚnico, programa que dá acesso a Auxílio Brasil, Auxílio Emergencial, Tarifa Social de Energia Elétrica, Benefício de Prestação Continuada, entre outros. Na metrópole, essas famílias também recebem o Cartão Nutrir.

O prazo termina nesta sexta em todo o Brasil, e em Campinas o caminho para atualizar é fazer um agendamento pelo telefone 156 da prefeitura. Em outras cidades, os moradores inscritos podem procurar o Centro de Referência em Assistência Social (Cras) do município.

LEIA TAMBÉM

A exigência de atualização dos cadastros ocorre a cada dois anos, ou sempre que houver alguma atualização por parte das famílias. Quem perder o prazo, vai precisar refazer do zero todo o processo para entrar no Cadastro Único a partir da semana que vem.

A Prefeitura de Campinas disse que fez busca ativa por essas 13,7 mil famílias, por meio de mensagem no celular cadastrado e divulgação da informação sobre o prazo nos Cras. Mesmo assim, todas essas famílias estão com pendências ou tiveram problemas no cruzamento de informações.

Campinas tem 13,7 mil famílias com dados pendentes no CadÚnico

Campinas tem 13,7 mil famílias com dados pendentes no CadÚnico
Famílias em situação de vulnerabilidade social dependem dos programas sociais — Foto: Reprodução / EPTV

Prazos já tinham sido prorrogados

Em julho, o governo federal anunciou a prorrogação do prazo para atualização cadastral do CadÚnico. Venceria em julho, mas ficou para agosto, até esta sexta.

Novas datas também foram definidas para quem possui o cadastro desatualizado há mais tempo. Confira abaixo:

  • Para famílias com cadastro desatualizado

Situação: Famílias cuja renda calculada a partir dos dados de outros registros do Governo Federal esteja acima de meio salário mínimo (R$ 606,01) por pessoa, e que apresente pelo menos uma pessoa com renda divergente em relação a esses registros, em pelo menos um mês de análise.

Prazo: 12/agosto/2022

  • Famílias com cadastro atualizado

Situação: Famílias cuja renda calculada a partir dos dados de outros registros administrativos do Governo Federal esteja acima da linha de pobreza e abaixo de ½ salário mínimo (entre R$ 210,01 a R$ 606,00) por pessoa, e que apresente pelo menos uma pessoa com renda divergente em relação a esses registros durante seis meses consecutivos de análise.

Prazo: 12/agosto/2022

  • Famílias com cadastro desatualizado desde 2016 ou 2017

Para evitar o bloqueio do Auxílio Brasil:

Prazo: outubro/2022

Para evitar o cancelamento do Auxílio Brasil e da Tarifa Social de Energia Elétrica:

Prazo: dezembro/2022

Fonte: G1

Siga a Gazeta Regional por meio das Redes Sociais

Acompanhe o Facebook da Gazeta, Clique aqui!

Quer fica bem informado sobre o que acontece na sua cidade, bairro ou região? Então, siga as redes sociais da Gazeta Regional e fique por dentro das principais informações de sua região, Brasil e do mundo.

Luta contra as Hepatites
Jornal Gazeta Regional

Gazeta Regional trazendo sempre o melhor conteúdo para você.

Gostou da novidade? Então, clique aqui para receber gratuitamente os principais conteúdos da Gazeta Regional no seu celular. Tudo no conforto de suas mãos, em apenas um toque, você ficará muito bem informado. Quer saber mais sobre Notícias de Campinas e Região? Clique aqui

Continue lendo

Campinas

Polícia Civil cumpre 16 mandados de busca e prisão

Quadrilha assaltou joalherias no shopping Parque D. Pedro

Publicados

em

Quadrilha assaltou joalherias no shopping Parque D. Pedro

Polícia Civil cumpre 16 mandados – Policiais da Divisão Especializada de Investigações Criminais (Deic) de Campinas (SP) cumpriram, ao todo,16 mandados de prisão temporária e busca e apreensão nesta quinta-feira (11) contra a quadrilha que invadiu e assaltou joalherias no Shopping Parque D. Pedro na noite de 25 de junho, um sábado de terror para os clientes e funcionários do centro de compras.

As buscas ocorreram na capital paulista, na região do bairro Americanópolis, e começaram na madrugada.

Esta é a primeira fase da operação, denominada “Decap”. Delegado responsável pela apuração, Fernando Sanches, ressaltou que a investigação foi incansável desde a data do crime, e extremamente complexa, sendo necessário o cruzamento de informações dos suspeitos, análise de inúmeras imagens, depoimentos e dos laudos periciais de veículos, armas e telefones.

Polícia Civil cumpre 16 mandados

“O balanço foi positivo, tem muitos autores identificados. Apesar de quatro prisões temporárias, temos convicção de que identificamos no mínimo oito ou nove autores, além dos já detidos, e muitos deles já estão presos por roubos a joalherias, como o de Campinas, e serão responsabilizados”, explicou Sanches.

Resumo da operação

  • 12 mandados de busca e apreensão
  • 4 mandados de prisão temporária: sendo um preso e três, não localizados, são considerados foragidos
  • Policiais da 1ª Delegacia de Investigações Gerais (DIG) e do Grupo de Operações Especiais (GOE) integram a operação
  • Placas de veículos e telefones celulares apreendidos
  • Não foram encontradas armas e objetos levados das joalherias
Polícia Civil cumpre 16 mandados
Policiais civis de Campinas cumprem 16 mandados de prisão e busca na capital contra quadrilha que assaltou shopping Parque D. Pedro — Foto: DIG Campinas/Divulgação

O preso é um rapaz de 20 anos; que estava em casa. Ele foi levado para a sede da DIG em Campinas para ser interrogado.

LEIA TAMBÉM

O pai dele, de 45, não foi encontrado. Os outros dois foragidos têm 23 e 28 anos – este último chegou a ser preso após outro roubo a shopping em 1º de agosto, mas foi liberado na audiência de custódia e ainda não foi localizado.

Os mandados foram expedidos pela 4ª Vara Criminal de Campinas. Com esses quatro, são oito os que tiveram a participação no assalto identificada pela polícia desde o início das apurações.

“As prisões foram requeridas para auxiliar a investigação. Vamos concluir a investigação quando tiver os laudos dos aparelhos e mais informações nesses quase dois meses”, completou Sanches.

Além deles, há outros suspeitos ainda em investigação, entre eles um homem que chegou a ser preso e confessou participação, mas depois mudou depoimento e foi solto. O celular dele foi apreendido para passar por perícia e a polícia aguarda a conclusão do laudo.

Homem de 20 anos é preso por envolvimento no assalto às joalherias do shopping Parque D. Pedro, em Campinas — Foto: Junia Vasconcelos/EPTV
Homem de 20 anos é preso por envolvimento no assalto às joalherias do shopping Parque D. Pedro, em Campinas — Foto: Junia Vasconcelos/EPTV

Identificados nas imagens de câmeras

Os investigados foram identificados pelas imagens de câmeras de segurança e celulares, analisadas ao longo da apuração. Ao todo, são cerca de 20 pessoas investigadas. Duas joalherias, Monte Carlo e Vivara, foram invadidas e roubadas. Em uma delas, o ladrão usava uma submetralhadora.

“Na primeira, uma pessoa entrou como cliente e anunciou o assalto tirando uma submetralhadora de dentro de uma bolsa. Rendeu as funcionárias e acessou o cofre levando joias. Em ação simultânea, três pessoas entram na joalheria Vivara, rendem as funcionárias, entram no cofre. Roubaram as joias e relógios que encontraram”, disse a corporação.

A investigação ao longo das últimas semanas apontou para os endereços buscados nesta quinta, próximos aos alvos de outra operação da Polícia Civil esta semana, também contra quadrilha especializada em assaltos a joalherias. Cinco foram presos na terça (9) suspeitos de assalto a um shopping de Taubaté (SP) nos mesmos moldes do crime de Campinas.

Sanches acredita que há relação entre as quadrilhas e por isso joias não foram localizadas nesta quinta-feira. “Pelo que angariamos, o núcleo da quadrilha é o mesmo”.

Câmera de segurança de joalheria mostra assalto em shopping de Campinas — Foto: Reprodução/EPTV
Câmera de segurança de joalheria mostra assalto em shopping de Campinas — Foto: Reprodução/EPTV

4 integrantes já tinham sido identificados

Se passaram 47 dias desde o roubo, que envolveu ao menos 10 pessoas da organização criminosa, armadas, que fizeram disparos dentro do shopping e deixaram dois seguranças feridos.

Entre os integrantes da quadrilha, três foram presos horas após o assalto e um suspeito morreu baleado também naquela noite.

Esses três suspeitos foram presos temporariamente por 30 dias na ocasião, e a prisão deles já foi convertida para preventiva, segundo o delegado Fernando Sanches.

Um dos detidos em flagrante estava em Paulínia, chegou à cidade após ter feito uma cliente refém na saída do shopping.

Os outros dois estavam em Atibaia, tinham socorrido o quarto suspeito, que foi ferido na ação. Eram um homem e uma mulher – esposa do suspeito que morreu.

Viatura da Polícia Militar no Parque D. Pedro Shopping, em Campinas, após assalto a joalherias — Foto: Reprodução/EPTV
Viatura da Polícia Militar no Parque D. Pedro Shopping, em Campinas, após assalto a joalherias — Foto: Reprodução/EPTV
Fonte: G1

Siga a Gazeta Regional por meio das Redes Sociais

Acompanhe o Facebook da Gazeta, Clique aqui!

Quer fica bem informado sobre o que acontece na sua cidade, bairro ou região? Então, siga as redes sociais da Gazeta Regional e fique por dentro das principais informações de sua região, Brasil e do mundo.

IBGE Engenheiro Coelho
Jornal Gazeta Regional

Gazeta Regional trazendo sempre o melhor conteúdo para você.

Gostou da novidade? Então, clique aqui para receber gratuitamente os principais conteúdos da Gazeta Regional no seu celular. Tudo no conforto de suas mãos, em apenas um toque, você ficará muito bem informado. Quer saber mais sobre Notícias de Campinas e Região? Clique aqui

Continue lendo

Campinas

Cachorra pinscher é devolvida à família após B.O 

Publicados

em

Estudante disse que cadelinha estava muito assustada e só teve a intenção de salvar a vida dela. Caso aconteceu no domingo em Campinas.

Cachorra pinscher é devolvida – Uma cachorra pinscher foi devolvida à família, na manhã desta quarta-feira (10), após a dona registrar um boletim de ocorrência por furto. A mulher que pegou a cadelinha afirmou que só a resgatou porque achou que ela estava perdida no meio da rua, na Vila Progresso, em Campinas (SP), e que nunca teve intenção de ficar com o animal.

“Eu estava voltando da igreja, ela parou na frente do meu carro, estava tremendo muito, com muito medo. Aí eu não consegui deixar ela lá. Depois eu vi um vídeo no Instagram, com uma reportagem, dizendo que havia sido um furto, sendo que foi na maior das boas intenções. Eu só queria salvar ela”, disse a estudante Ana Luiza Palmeira.

A dona da cachorra, que chama Merlia, esclareceu o mal entendido. “Eu não julgo, ela realmente salvou a vida dela”, afirmou Leila de Melo, que contou que a família estava arrumando uma mudança quando a cachorra escapou de casa e saiu pelo portão.

Cachorra pinscher é devolvida – mulher diz que só queria resgatar o animal: ‘Foi com boa intenção’

Cachorra pinscher é devolvida - mulher diz que só queria resgatar o animal: 'Foi com boa intenção'
Cadela pinscher foi recuperada em Campinas — Foto: Reprodução/EPTV

Câmeras de segurança registraram o momento em que Ana resgata Merlia. No vídeo, é possível ver que a cachorrinha está no meio da rua e caminha para a calçada. Ela se assusta e tenta fugir, mas a jovem caminha e consegue pegá-la. Nas imagens, não é possível ver a proprietária do animal. O caso aconteceu domingo (7).

LEIA TAMBÉM

Câmera registrou mulher pegando cachorra na rua em Campinas — Foto: Reprodução/EPTV
Câmera registrou mulher pegando cachorra na rua em Campinas — Foto: Reprodução/EPTV

Siga a Gazeta Regional por meio das Redes Sociais

Acompanhe o Facebook da Gazeta, Clique aqui!

Quer fica bem informado sobre o que acontece na sua cidade, bairro ou região? Então, siga as redes sociais da Gazeta Regional e fique por dentro das principais informações de sua região, Brasil e do mundo.

COMO VENDER PARA O PODER PÚBLICO
Jornal Gazeta Regional

Gazeta Regional trazendo sempre o melhor conteúdo para você.

Gostou da novidade? Então, clique aqui para receber gratuitamente os principais conteúdos da Gazeta Regional no seu celular. Tudo no conforto de suas mãos, em apenas um toque, você ficará muito bem informado. Quer saber mais sobre Notícias de Campinas e Região? Clique aqui

Continue lendo
Propaganda
Propaganda
Propaganda

Últimas Notícias