Conecte-se conosco

Campinas

Golpe que desviou R$7,4 milhões de conta bancária é o 1º que Campinas leva na história: ‘Vai fazer falta’, diz secretário

Redação Gazeta Regional

Publicados

em

Titular da pasta de Finanças, Aurílio Caiado garante que nenhum pagamento ficará em atraso. Polícia Civil ouvirá servidores e funcionários do banco, segundo delegado.

O golpe que desviou R$7,4 milhões de uma conta bancária da Prefeitura de Campinas foi o primeiro aplicado desta forma contra a administração da metrópole, segundo o secretário de Finanças, Aurílio Caiado. Apesar de admitir que o montante fará falta, o titular da pasta afirma que não haverá atraso em pagamentos.

“Se você me perguntar se vai fazer falta, é claro que vai fazer falta, são R$7 milhões. (…) Agora, a prefeitura vai ter que atrasar algum pagamento, algum compromisso por isso? Felizmente não”, afirma o secretário.

O dinheiro levado estava em uma conta do Banco do Brasil que a prefeitura usa para receber o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) pago pelos moradores. A quantia serviria para realizar pagamentos de diversas ordens, desde contratos à folha salarial.

“Essa conta não é usada para fazer nenhum tipo de pagamento da prefeitura, ela só recebe. Ao final de alguns dias, a Secretaria de Finanças faz uma TED [transferência] dessa conta para outra da prefeitura, chamada conta de movimento, onde são feitos os pagamentos”

explica o secretário

Um boletim de ocorrência foi registrado pela Prefeitura de Campinas na segunda-feira, 28, e a Polícia Civil apreendeu dois computadores da Secretaria de Finanças para realizar perícia. Segundo o delegado responsável pela apuração, servidores públicos e funcionários do banco serão ouvidos.

O Banco do Brasil, responsável pela conta, reforçou que não há registro de invasão no sistema da instituição e que o ressarcimento à prefeitura vai depender de uma análise da área técnica a partir das movimentações financeiras da prefeitura – leia a nota ao fim da reportagem.

O dinheiro foi furtado por meio de 60 transferências bancárias por TED e PIX para dezenas de contas físicas e jurídicas na sexta-feira, 25. Caiado informa que, ao todo, 64 transferências foram feitas, mas quatro não foram concluídas.

“Nós estamos com todos os nossos pagamentos em dia. O orçamento da prefeitura, a quantidade de tudo que ela arrecada e que vem de transferências, se somar tudo dá mais de R$ 300 milhões por mês. Então nós temos alguma reserva, que é uma pequena reserva, exatamente para manter todos os pagamentos em dia”

diz o secretário

Casos em outras cidades
Apesar de ser a primeira vez na história que a Prefeitura de Campinas é vítima deste crime, o secretário de Finanças disse que recebeu notícias de que outras administrações municipais já sofreram o golpe. Os casos citados por Caiado foram acompanhados pela Confederação Nacional de Municípios (CNM) em fevereiro do ano passado, quando prefeituras de cidades de Santa Catarina (SC) teriam sido vítimas.

“É uma coisa que a Prefeitura de Campinas nunca tinha sofrido. É a primeira vez, mas me parece que é um golpe que está sendo praticado com algum sucesso em outras prefeituras”, argumenta.

O G1 questionou o Banco do Brasil sobre os golpes contra prefeituras em Santa Catarina, mas não recebeu resposta.

Possível ataque hacker, diz polícia
O caso é investigado pela Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Campinas. O delegado titular da unidade afirmou que o primeiro passo é a perícia nos computadores, mas também irá colher depoimentos.

“Vou ouvir os funcionários [do setor financeiro da prefeitura], não sei quem são e nem quantos são, isso ainda vou verificar, porque na verdade o primeiro passo é a perícia nos computadores, tentar identificar de onde partiu a invasão”

diz

“Também vão ser chamados todos os gerentes responsáveis pela conta da prefeitura”, completa o delegado.

O investigador também analisou que é cedo para traçar hipóteses. “É muito cedo para afirmar, mas acredito que foi mesmo um hacker ou qualquer coisa do tipo, é a impressão que tenho”, diz.

Quem identificou a fraude?
Segundo Caiado, dois funcionários da Secretaria de Finanças detectaram o golpe ainda na sexta-feira. Em entrevista à EPTV, o secretário afirmou que ambos são concursados e têm 20 anos de serviços na prefeitura.

“Os dois funcionários que sofreram esse golpe estão na Secretaria de Finanças há mais de 20 anos, estão no setor financeiro da secretaria há mais de 20 anos. São pessoas de extrema confiança (…) e eles que detectaram isso”.

O secretário pediu à empresa de segurança em informática um relatório de uso dos computadores com acesso à recursos financeiros.

O Banco do Brasil
Em nota, a instituição disse que segue colaborando com as investigações no âmbito de sua atuação. “O BB reforça que não há registro de invasão aos seus sistemas nesse tipo de fraude, que normalmente se desenvolve por meio de engenharia social”.

“O ressarcimento – ou não – é definido em análise da área técnica do BB com foco nas movimentações da parte reclamante. Ao final desse processo, e com base nas conclusões dessa apuração, são definidas as responsabilidades das partes envolvidas na ocorrência”.

“Para agregar maior efetividade a esse processo, é importante que os clientes mantenham suas credenciais (senhas e códigos de acesso) em total segurança, bem como façam uso de equipamentos confiáveis, livres de vírus e programas de captura de senhas”, completa o banco.

Fonte: Golpe que desviou R$ 7,4 milhões de conta bancária é o 1º que Campinas leva na história: ‘Vai fazer falta’, diz secretário | Campinas e Região | G1 (globo.com)

Continue lendo

Campinas

21ª Conferência Regional da Advocacia, promovidapela OAB SP, chega à região de Campinas

Redação Gazeta Regional

Publicados

em

Evento ocorre de modo virtual e conta com a participação de advogadas e advogados de nove subseções

A secional paulista da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB SP) promove, nesta sexta-feira, 24, a 21ª Conferência Regional da Advocacia na cidade de Campinas. Advogadas e advogados interessados podem acompanhar o evento de forma virtual, por meio de inscrições na plataforma Sympla [https://bit.ly/3hTAH1y].

Participam do encontro as nove subseções que compõem a região: Campinas, Jundiaí, Itatiba, Indaiatuba, Valinhos, Vinhedo, Pedreira, Jaguariúna e Paulínia.

A programação prevê uma série de seminários abordando temas como Ética e Disciplina, Direitos e Prerrogativas, Assistência Judiciária, Mulher Advogada, Jovem Advocacia, entre outros, com o objetivo de proporcionar a troca de ideias, experiências e o diálogo sobre temas de interesse dos profissionais do Direito, além de apresentar as ações realizadas pelo Sistema OAB SP/Caixa de Assistência dos Advogados de São Paulo (Caasp) durante os anos de 2020 e 2021.

O evento conta com o apoio institucional da OABPrev-SP, da Escola Superior de Advocacia (ESA) da secional, além de patrocínios da Escola Brasileira de Direito (Ebradi) e Gocil.

Continue lendo

Campinas

Terminal Metropolitano da EMTU em Campinas terá ações de conscientização na Semana Nacional do Trânsito

Redação Gazeta Regional

Publicados

em

Uma van itinerante vai levar ao Terminal Prefeito Magalhães Teixeira especialistas para orientar passageiros e motoristas com palestra e vídeos educativos

Na próxima quinta e sexta-feira, 23 e 24, a EMTU, em parceria com o Serviço Social do Transporte e o Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (SEST SENAT), leva ao Terminal Prefeito Magalhães Teixeira dois eventos em apoio à Semana Nacional do Trânsito. O objetivo é conscientizar motoristas e a população em geral sobre os riscos de acidentes em meio ao tráfego pesado das cidades.

Ao lado de uma van itinerante que é a marca do programa, especialistas vão orientar motoristas e a população em geral em grupos de 10 pessoas por vez, respeitando o distanciamento necessário e com o uso obrigatório de máscaras. Haverá também palestras e apresentação de vídeos educativos, além da distribuição de brindes.

O programa do SEST SENAT, em conjunto com a Confederação Nacional do Transporte (CNT), realiza mobilizações socioeducativas itinerantes, conscientizando motoristas sobre riscos de acidentes, como o uso indevido do celular ao volante, com o objetivo de disseminar informações essenciais em busca de um trânsito mais seguro.

SEST SENAT – O Serviço Social do Transporte e o Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte, criados em 14 de setembro de 1993 pela Lei Nº 8.706, são instituições voltadas para a valorização dos transportadores autônomos e trabalhadores do setor de transporte.

EMTU – Vinculada à Secretaria dos Transportes Metropolitanos, a Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo (EMTU) é controlada pelo Governo de São Paulo. Fiscaliza e regulamenta o transporte metropolitano de baixa e média capacidade nas cinco regiões metropolitanas do Estado: São Paulo, Campinas, Sorocaba, Baixada Santista e Vale do Paraíba / Litoral Norte. Juntas, as áreas somam 134 municípios.

Continue lendo

Campinas

Cidades da região ganham plataforma inédita para apoiar retomada do turismo

Redação Gazeta Regional

Publicados

em

Startup de turismo criada na região de Campinas oferece ferramentas tecnológicas que facilitam a organização de experiências turísticas por cidades. Proposta pretende colocar na vitrine o que tem para fazer nas cidades dos principais destinos da região: Circuito das Frutas, Circuito das Águas e a Região do Bem Viver. Uma das idealizadoras é de Jaguariúna

A pandemia afetou diversos negócios no mundo, entre eles, o turismo foi um dos mais afetados. Pessoas que tinham viagens marcadas foram obrigadas a cancelar ou adiar seus planos, não sabendo quando a situação seria normalizada. O avanço da vacinação no Brasil já começa a refletir no setor, que aos poucos retoma as atividades, seguindo protocolos em vigor em cada cidade. Quatros cidades da região de Campinas já adotaram a plataforma VZIT Novas Experiências para se organizarem para o novo momento: Campinas, Amparo, Holambra e Monte Alegre do Sul, no Circuito das Águas Paulista, região onde os criadores decidiram lançar a solução, que está preparada para se espalhar para todo Brasil. Outras cidades da região já se preparam para entrar na plataforma, que funciona como uma vitrine das experiências locais, entre elas, as cidades do Circuito das Frutas.

O retorno exigirá planejamento, adaptação e implementação rápida das exigências de um turista no mundo ainda pandêmico e em breve pós-pandêmico. A utilização de tecnologia para evitar filas e aglomerações e planejar antes o que vai fazer no destino, o desejo por viagens curtas, de preferência de carro, para lugares exclusivos e que possam ser reservados com antecedência, passeios rurais e destinos que privilegiam a natureza serão uma prática cada vez mais comum para os viajantes que já sentem seguros para sair de casa.

Para o diretor de turismo de Campinas e integrante da Região Turística do Bem Viver, Eros Vizel, “a plataforma vai contribuir muito para uma retomada segura e estruturada da atividade turística nesta região, a partir de tecnologia, reserva antecipada e promoção do que temos nas nossas cidades, será um grande trabalho de fortalecimento estratégico envolvendo as experiências locais, em especial os pequenos negócios do trade turístico, que foram severamente impactos pela pandemia”.

Para se preparem para retomada, diversas iniciativas nas cidades já se aliaram à plataforma que oferece ferramentas tecnológicas para atender o novo consumidor, com novos comportamentos, desejos e exigências. Nela, os anfitriões podem criar e promover as experiências, que são inseridas na plataforma com limite de capacidade de público, horários programados e orientações, além dos protocolos que estão utilizando. As informações aparecem separadas por cidades e categorias, o que auxilia o turista a ver na vitrine o que tem para fazer em cada cidade/região que pretende visitar e auxilia também o morador nas suas indicações, oferecendo também a oportunidade de conhecer melhor a sua própria cidade.

Como a plataforma oferece um pool de soluções, alinhadas a necessidade do novo turista, anfitriões como o Bloemen Park, em Holambra, já estão utilizando a tecnologia como sistema de reserva e venda de ingressos, neste caso, para agendar visita ao parque de flores, recém inaugurado. Inspirado nos principais parques temáticos de flores da Holanda, a experiência já era muito procurada na cidade de Holambra, mas ainda não tinha um parque para atender a essa demanda. O Bloemen Park utiliza a plataforma para controlar a demanda, sem aglomerações ou filas. Agora, tudo é reservado antes de sair de casa. Na cidade de Amparo, um piquenique no alto das montanhas da Serra da Mantiqueira, também utiliza a plataforma para reserva de vagas, evitando que as pessoas cheguem sem saber se terá disponibilidade de lugar.

Depois de tanto tempo em isolamento social e sem sair de casa, as pessoas estão voltando a ter grande interesse em viajar, inicialmente por viagens nacionais e de curta distância. Segundo pesquisa realizada pelo Sebrae, foi apurado que 53% das pessoas que passaram por um longo período de afastamento dos familiares, começarão a priorizar passeios em família, sendo que 46% desejarão fazer programas ao ar livre e natureza, de preferência para destinos que ajudem a melhorar a saúde mental e os impactos do estresse vivido.

De acordo com a pesquisa, roteiros que ofereçam turismo gastronômico, serviços exclusivos de bem-estar, aluguel de suítes para microcelebrações ou de espaços inteiros e ofertas de experiências e passeios personalizados, estão entre as demandas que serão mais procuradas em um primeiro momento, neste caso, agora no segundo semestre.

VZIT Novas Experiências
Criada por três experts da área de turismo, Laura Santi (que é de Jaguariúna) , Sylvio Campos e Vitor Anghinoni, a VZIT é uma startup de turismo (travel tech) B2B e B2C criada com o propósito de reunir e oferecer experiências turísticas e locais, entre outras atividades, que os ANFITRIÕES de uma cidade possam criar, organizar e operar para compartilhar com os visitantes, chamados na plataforma de Vzitors. Permite às pessoas reservar passeios e experiências para realizar no destino de sua viagem ou para redescobrir sua própria cidade. A proposta é responder a uma pergunta recorrente das pessoas: o que tem para fazer nesta cidade ou na região?

A proposta vai além de conectar Anfitriões e Vzitors e se propõe também a solucionar um gap ainda não preenchido, de forma significativa, com o advento da tecnologia no turismo. Trata-se de disponibilizar uma ferramenta que promova uma melhor organização das ofertas de experiências criativas e diversas de uma cidade e que estimulem a troca, a vivência e o relacionamento entre as pessoas e diferentes culturas por meio da plataforma, onde é possível fazer uma verdadeira imersão local. “A tecnologia está cada vez mais presente no processo de “consumir turismo”, seja para transporte, hospedagem, porém percebíamos a dificuldade no processo de adquirir as atividades a serem realizadas no local, assim como do anfitrião local a ter mais previsibilidade e se organizar para oferecê-las. Dessa forma, a Vzit procura solucionar esses pontos e trazer ainda mais organização para a atividade turística” afirma Sylvio, um dos fundadores.

Por meio da plataforma, o Vzitor pode contar com experiências organizadas em um só lugar, de coisas típicas do local ou até mesmo inusitadas, ou alguém que tem um conhecimento ímpar e resolva abrir seu espaço para compartilhá-lo em uma experiência intimista: como um chá holandês promovido por um descendente Holandês com informações históricas da imigração e receitas de sua família. Hummm, já deu vontade de viver essa experiência, não é? Essa experiência é oferecida pertinho de Campinas, em Holambra, cidade que recebeu muitos imigrantes holandeses após a Segunda Guerra Mundial.

Continue lendo
Propaganda

Categorias

Propaganda

Últimas Notícias