Conecte-se conosco

São Paulo

Detran-SP realiza operação integrada de combate a desmanches irregulares em 14 regiões do Estado

Publicados

em

Cerca de 116 cidades tiveram estabelecimentos fiscalizados entre os dias 09 e 13 de outubro; 14 locais foram lacrados por irregularidades

O Departamento de Trânsito do Estado de São Paulo (Detran-SP) realizou na última semana, entre os dias 09 e 13 de outubro, operação integrada de fiscalização em desmontes das regiões de Araçatuba, Araraquara, Bauru, Botucatu, Fernandópolis, Franca, Itapeva, Jundiaí, Osasco, Ribeirão Preto, Santos, São Bernardo do Campo, São José do Rio Preto e Sorocaba. A ação é resultado de parceria com a Secretaria da Fazenda e Planejamento do Estado de SP (Sefaz), o Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (GAECO) do Ministério Público de São Paulo, a Controladoria-Geral do Estado e as polícias Civil e Militar. No total, foram 193 alvos, dos quais 83 estavam fechados, 14 foram lacrados, 17 não apresentavam irregularidades.

Os locais fiscalizados foram selecionados por meio de investigação prévia a partir de denúncias, que vão desde indícios de irregularidades até credenciamento inconsistente. A ação integrada teve o objetivo de reprimir roubos e furtos de veículos e peças no interior de SP.

Araçatuba
Na região de Araçatuba, três cidades receberam a operação durante os dias de fiscalização: Birigui, Guararapes e Penápolis. A ação na região tinha seis alvos. Desses, um estava fechado e outros seis foram efetivamente fiscalizados, pois houve um alvo extra na cidade de Penápolis. Dois alvos foram lacrados e outros três realizavam atividade diversa, como: comércio de venda de motos usadas, retífica de motores e recuperadora e retífica. Um dos alvos não apresentou irregularidade.

Araraquara
Já na região de Araraquara, 16 cidades foram contempladas na ação: Américo Brasiliense, Araras, Bariri, Conchal, Dois Córregos, Dourado, Ibitinga, Itápolis, Itirapina, Jaú, Matão, Pirassununga, Porto Ferreira, Santa Gertrudes, Tabatinga e Taquaritinga. A expectativa era de 28 alvos fiscalizados, mas 19 estavam fechados. Sete deles não tinham irregularidades (sendo que um aguarda credenciamento junto ao Detran-SP) e outros dois realizam atividade diversa, como oficina mecânica e serviço de engenharia, coleta de resíduos e outros.

LEIA TAMBÉM:

Bauru
A operação aconteceu nas cidades de Agudos, Bauru, Lençóis Paulista, Lins, Macatuba, Marília, Oriente, Ourinhos, Pederneiras, Ribeirão do Sul, Salto Grande, Santa Cruz do Rio Pardo e Vera Cruz. Dos 14 alvos previstos, seis estavam fechados. Sete estabelecimentos exercem atividade diversa, como empresa de construção, brechó, venda de veículos seminovos, comércio de peças novas, empresa de acessórios industriais, serralherias e oficina mecânica. Em um estabelecimento fiscalizado não foi encontrada qualquer irregularidade.

Botucatu
Na região de Botucatu, seis cidades receberam a operação durante o período de fiscalização: Botucatu, Capivari, Elias Fausto, Pratânia, Rio das Pedras e Saltinho. A ação na região tinha dez alvos. Desses, quatro estavam fechados. Outros cinco realizavam atividade diversa, como: comércio de peças novas, salão de festas, empresa de serviços técnicos e produtos agrícolas, um pátio municipal e uma oficina mecânica. Um deles não tinha qualquer irregularidade.

Fernandópolis
Já na região de Fernandópolis, seis cidades foram contempladas na ação: Aspásia, Cosmorama, Fernandópolis, Indiaporã, Jales e Santa Fé do Sul. Seriam nove alvos fiscalizados inicialmente, mas cinco estavam fechados. Dos quatro restantes, um não tinha irregularidades, um foi lacrado e dois realizam atividade diversa (uma empresa de instalação e manutenção elétrica e outra de reciclagem metálica).

Franca
A operação aconteceu em nove cidades da região: Batatais, Bebedouro, Colina, Guaíra, Igarapava, Ituverava, Olímpia, São Joaquim da Barra e Severínia. Dos 16 alvos, quatro estabelecimentos estavam fechados. Oito estabelecimentos exercem atividade diversa, como: lava-rápido de veículos, empresa de reciclagem de papel, posto de combustível, empresa de bateria, oficina mecânica e escritório. Três desmanches foram lacrados e um foi autuado.

Itapeva
Na região de Itapeva, quatro cidades receberam a operação entre 09 e 13 de outubro: Itaberá, Itaraté, Piraju e Taquarituba. A ação na região tinha cinco alvos. Todos foram fiscalizados, sendo que dois alvos foram lacrados e outros dois realizavam atividade diversa, como: loja de material de construção e bar e restaurante. Em um desmanche não foram encontradas irregularidades.

Jundiaí
Já na região de Jundiaí, nove cidades foram contempladas na ação: Amparo, Atibaia, Bragança Paulista, Itatiba, Itupeva, Joanópolis, Nazaré Paulista, Serra Negra e Várzea Paulista. Dos 16 alvos previstos, sete estavam fechados. Dois foram lacrados e sete realizam atividade diversa, como comércio de peças novas, loja de celular, oficina mecânica, empresa de transportes, borracharia e oficina para motocicletas.

LEIA TAMBÉM:

Osasco
A operação aconteceu nas cidades de Barueri, Caieiras, Cotia, Embu Guaçu, Francisco Morato, Franco da Rocha, Itapecerica da Serra, Jandira, Juquitiba, Mairiporã. Dos 20 alvos, nove estabelecimentos estavam fechados. Dez estabelecimentos exercem atividade diversa, como loja de peças novas e mecânica, pizzaria, funilaria e pintura, loja de autopeças, loja de veículos, loja de som e insufilm, loja de tintas e outra de celular. Um desmanche não tinha irregularidades.

Ribeirão Preto
A operação aconteceu em 14 cidades da região: Aguaí, Caconde, Cajuru, Jaboticabal, Jardinópolis, Mococa, Monte Alto, Pitangueiras, Pradópolis, Santa Cruz das Palmeiras, São João da Boa Vista, São José do Rio Pardo, Sertãozinho e Vargem Grande Paulista. Dos 24 alvos, onze estabelecimentos estavam fechados e em quatro não foram encontradas irregularidades. Nove estabelecimentos exercem atividade diversa, como funilaria e pintura, marmoraria, solta e torno mecânico, oficina mecânica, oficina de motos, comércio de peças novas, revenda de veículos e lavador. Nenhum desmanche foi autuado.

Santos
A operação aconteceu nas cidades de Bertioga, Cajati, Eldorado, Guarujá, Itanhaém, Miracatu, Mongaguá, Peruibe, Praia Grande, Registro e São Vicente. Dos 16 alvos, cinco estabelecimentos estavam fechados. Dez estabelecimentos exercem atividade diversa, como oficina mecânica, comércio de peças novas, empresa de alimentos, mecânica de radiadores, ar condicionado de veículos e buffet para festas. Um desmanche foi lacrado, por atuar como desmonte irregular, sem o devido credenciamento junto ao órgão de trânsito paulista.

São Bernardo do Campo
Na região de São Bernardo do Campo, três cidades receberam a operação durante o período de fiscalização: Arujá, Ferraz de Vasconcelos e Ribeirão Pires. A ação na região tinha seis alvos. Desses, cinco estavam fechados e um realizava atividade diversa, como oficina mecânica.

São José do Rio Preto
Já na região de São José do Rio Preto, cinco cidades foram contempladas na ação: Catanduva, Itajobi, José Bonifácio, Mirassol e Monte Aprazível. Eram oito alvos para serem fiscalizados, mas quatro estavam fechados. Quatro realizam atividade diversa, como empresa de comércio e conserto de radiadores, oficina mecânica, loja de presentes e utilidades e comércio de máquinas agrícolas.

Sorocaba
A operação aconteceu nas cidades de Araçariguama, Boituva, Ibiúna, Itapetininga, Salto, Tietê e Votorantim. Dos 12 alvos previstos, quatro estavam fechados. Cinco estabelecimentos exercem atividade diversa, como oficina mecânica, loja, recondicionamento e recuperação de motores de veículos automotores e retífica de motores. Três estabelecimentos foram lacrados.

O Detran-SP está engajado no combate às irregularidades e tem promovido diversas ações de fiscalização. Até setembro deste ano, 400 fiscalizações integradas foram realizadas com parceiros como Sefaz, Controladoria Geral do Estado e GAECO. Outras 18 operações especiais foram realizadas com as polícias. Cerca de 800 desmontes e 5.350 delegatários (entidades ou “personas” que atuam autorizadas pelo Detran-SP) foram fiscalizados neste ano.

Consulta prévia a estabelecimentos credenciados
É fundamental o cidadão realizar a consulta dos estabelecimentos credenciados no portal do Departamento de Trânsito antes de efetuar qualquer serviço.

A busca pode ser feita em detran.sp.gov.br na aba de “Parceiros”, “Desmontes”, “Empresas registradas”. Caso a empresa não seja encontrada durante a pesquisa, o procedimento não deve ser realizado no local. Além disso, é de suma importância exigir sempre a nota fiscal do serviço que foi realizado.

Caso o cidadão desconfie de algum local irregular, é possível denunciar ocorrências desse tipo no Disque Denúncia 181. O serviço é da Secretaria de Estado da Segurança Pública e o sigilo é absoluto. A denúncia também pode ser feita na internet, no site: www.webdenuncia.org.br.

Já pelo portal do Detran-SP, a manifestação deve ser encaminhada para a Ouvidoria do órgão. O link para registrar a solicitação é www.ouvidoria.sp.gov.br/Portal/Default.aspx.

Trabalho contínuo
O Detran-SP participa constantemente de ações semelhantes de fiscalização em todo o território paulista, com o objetivo de combater a criminalidade de vendas de peças de veículo furtados e roubados, e também valorizar o comerciante credenciado, punindo aqueles fazem comércio ilegal de peças.

Tolerância Zero à Corrupção no órgão de trânsito paulista
Está sendo estruturada uma área de Compliance pelo órgão de trânsito paulista. O Detran-SP vem também fortalecendo suas unidades internas de auditoria, controle e correição. Para isso, inclusive criou em março deste ano um grupo formado por servidores voluntários para discutir e propor soluções de curto prazo sobre os temas Compliance e Integridade.

A autarquia passou também a privilegiar a atuação em cooperação com outros órgãos, como a Secretaria Estadual de Segurança Pública e a Corregedoria Geral do Estado, no combate aos desvios de conduta e na promoção de melhores serviços à sociedade paulista.

Na esfera de ações anticorrupção do Detran-SP, o setor de Fiscalização de Serviços Credenciados da autarquia não deu trégua às irregularidades cometidas por estabelecimentos que prestam serviços ao órgão ou que atuam clandestinamente neste mercado, como desmontes, centros de formação de condutores (CFCs) e estampadoras, entre outros.

Siga a Gazeta Regional por meio das Redes Sociais

Acompanhe o Facebook da Gazeta, Clique aqui!

Quer ficar bem informado sobre o que acontece na sua cidade, bairro ou região? Então, siga as redes sociais da Gazeta Regional e fique por dentro das principais informações de sua região, Brasil e do mundo.

Deputa Federal Renata Abreu Visita Engenheiro Coelho
Jornal Gazeta Regional

Gazeta Regional trazendo sempre o melhor conteúdo para você.

Gostou da novidade? Então, clique aqui para receber gratuitamente os principais conteúdos da Gazeta Regional no seu celular. Tudo no conforto de suas mãos, em apenas um toque, você ficará muito bem informado. Quer saber mais sobre Notícias de Campinas e Região? Clique aqui

São Paulo

Univesp prorroga prazo para inscrições do Vestibular 2024 até 12 de abril

Publicados

em

 São ofertadas mais de 23 mil vagas, em 425 polos, maior processo seletivo em alcance territorial do Estado; inscrições devem ser realizadas pelo site: vestibular܂univesp܂br

A Universidade Virtual do Estado de São Paulo (Univesp), vinculada à Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (SCTI), prorroga para 12/04, às 21h, o período de inscrições do Vestibular 2024, que oferta 23.322 vagas, destinadas a 425 polos, de 371 municípios (capital, interior e litoral). São oferecidos nove cursos: Letras, Matemática e Pedagogia (Eixo de Licenciatura), Ciência de Dados, Engenharia de Computação e Tecnologia da Informação (Eixo de Computação), e Administração, Engenharia de Produção e Tecnologia em Processos Gerenciais (Eixo de Negócios e Produção). As inscrições devem ser feitas pelo site: vestibular܂univesp܂br. A prova (objetiva e redação) ocorrerá no dia 26/05, às 13h, e os locais oficiais serão divulgados no dia 21/05, a partir das 15h. O início das aulas está previsto para o final de julho de 2024. Neste ano, a Univesp ofertou ainda 2.610 vagas para o Provão Paulista. Os aprovados também ingressam em julho.

O custo da inscrição é de R$52. Para participar, não há limite de idade, basta ter concluído o ensino médio ou com o término previsto até o período da matrícula. No preenchimento da ficha de inscrição, os candidatos devem cumprir todas as etapas previstas, responder o questionário socioeconômico, indicar o CPF e seus dados pessoais. Também será possível, caso queiram, fornecer os números de inscrição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), de 2021, 2022 e 2023, para que os resultados sejam considerados na prova objetiva e integrados à nota final. Caso a nota do ENEM 2023 não seja divulgada até o dia 08/04, não valerá para esse processo seletivo. No vestibular, também haverá o Sistema de Pontuação Acrescida para Pretos, Pardos e Indígenas (PPI) e para alunos que estudaram o Ensino Médio em escolas públicas.

LEIA TAMBÉM:

O candidato poderá obter confirmação do pagamento e a efetivação de sua inscrição, no portal vestibular܂univesp܂br na “Área do Candidato”, após dois dias úteis, em relação a boleto bancário. Também há outras formas de pagamento relacionadas no site. Para qualquer outra informação ou dúvidas, deverá contatar a central de teleatendimento da Fundação FAT, em dias úteis das 8h às 20h, pelo telefone (11) 3471-6100. Outra opção é o atendimento eletrônico 24h (para enviar uma mensagem, basta acessar a “área do candidato” informar CPF e senha de cadastro, o ícone “ajuda” aparece ao lado direito).

O gabarito oficial será divulgado em 27/05, a partir das 15h, no site do vestibular. A publicação oficial do resultado e a primeira chamada ocorrerá em 25/06, a partir das 15h.

Cursos
No Eixo de Computação, os cursos são de Bacharelado em Tecnologia da Informação – BTI (duração de três anos), Bacharelado em Ciência de Dados (quatro anos) ou Bacharelado em Engenharia de Computação (cinco anos). Até um ano e meio o ciclo é básico, com a possibilidade de migração entre um dos três cursos. Já os ingressantes nas Licenciaturas, cursarão um ano de ciclo básico, com opção de mudança na habilitação a partir do segundo ano em Letras, Matemática ou Pedagogia (todos com quatro anos de duração). Os que optarem pelo Eixo de Negócios e Produção irão cursar um ano básico e, no segundo, farão a opção definitiva entre Tecnologia em Processos Gerenciais (três anos), Bacharelado em Administração (quatro anos) ou Bacharelado em Engenharia de Produção (cinco anos).

De acordo com o presidente da Univesp, professor Marcos Borges, o modelo de ingresso por Eixo garante ao discente mais flexibilidade para a escolha, melhor entendimento do itinerário formativo, além da integração com graduandos de outras habilitações, o que contribui para sua formação e no desenvolvimento de projetos integradores multidisciplinares. “Nossas atividades são pautadas para apoiar o aluno em seu processo de formação, garantir a qualidade e preparar o profissional para o mercado de trabalho”, afirma.

Os cursos, totalmente gratuitos, são realizados em Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA), plataforma on-line na qual os estudantes desenvolvem atividades acadêmicas, que incluem assistir a videoaulas, acessar material didático, bibliotecas digitais e tirar dúvidas do conteúdo com facilitadores. Já os polos, são espaços físicos onde os alunos contam com infraestrutura (computadores, impressoras e acesso à internet) e realizam atividades, como provas e discussões em grupo. No local, também podem ser solicitados serviços de secretaria acadêmica e esclarecimento de dúvidas.

Siga a Gazeta Regional por meio das Redes Sociais

Acompanhe o Facebook da Gazeta, Clique aqui!

Quer ficar bem informado sobre o que acontece na sua cidade, bairro ou região? Então, siga as redes sociais da Gazeta Regional e fique por dentro das principais informações de sua região, Brasil e do mundo.

Deputa Federal Renata Abreu Visita Engenheiro Coelho
Jornal Gazeta Regional

Gazeta Regional trazendo sempre o melhor conteúdo para você.

Gostou da novidade? Então, clique aqui para receber gratuitamente os principais conteúdos da Gazeta Regional no seu celular. Tudo no conforto de suas mãos, em apenas um toque, você ficará muito bem informado. Quer saber mais sobre Notícias de Campinas e Região? Clique aqui

Continue lendo

São Paulo

Governo de SP reforça ações de combate ao Aedes aegypti nas estações de trens e metrô

Publicados

em

Campanha acontece na Estação Brás e no Terminal Metropolitano Jabaquara, reiterando a importância dos cuidados para evitar a proliferação do mosquito

O governo de SP, em uma ação conjunta da Secretaria de Estado da Saúde (SES/SP) e da Defesa Civil, promove nos dias 10 e 12 de abril na Estação Brás, do Metrô, e no Terminal Metropolitano Jabaquara, da EMTU, respectivamente, a campanha de conscientização sobre os cuidados para evitar as doenças transmitidas pelo Aedes aegypti. A ação integra os esforços da atual gestão para combater a doença no território paulista.

A campanha tem como intuito reforçar à população a importância de evitar o surgimento de focos de larvas do mosquito e, consequentemente, a propagação do transmissor da dengue, zika e chikungunya. Equipes da SES e Defesa Civil estarão à disposição dos passageiros das empresas ligadas à estação e terminal (Metrô e EMTU) para esclarecer cuidados que podem ser adotados diariamente.

LEIA TAMBÉM:

Apesar da doença ser mais associada ao verão, a contaminação também pode ocorrer em outras estações, explica a coordenadora em Saúde da Coordenadoria de Controle de Doenças da SES, Regiane de Paula. “Ainda que a transmissão seja mais acentuada durante o verão, os cuidados devem ser constantes, inclusive em estações como o outono. Muitas medidas básicas de prevenção, como não deixar água parada, são esquecidas nessa época do ano, o que pode propiciar a proliferação de mosquitos”.

A coordenadora explica ainda que a maior parte dos criadouros se encontra em residências, por isso, é fundamental ter acesso a ações educativas e contar com o apoio da população nos cuidados para evitar focos de transmissão de dengue.

Para o Coordenador Estadual da Defesa Civil, Coronel PM Henguel, a presença da Defesa Civil no combate à dengue vem ocorrendo em todo o estado de SP. “Colocamos todo o Sistema Estadual de Defesa Civil para apoiar, são mais de 5 mil agentes que, diariamente, reforçam o time junto com os profissionais da Saúde”, afirmou.

Confira as orientações para evitar que as casas e apartamentos se transformem em criadouros:
* Coloque o lixo em sacos plásticos e mantenha a lixeira sempre fechada;
* Folhas e tudo o que possa impedir a água de correr pelas calhas também precisam ser removidos;
* Encha os pratos dos vasos de plantas com areia até a borda;
* Troque a água e lave o vaso das plantas aquáticas com escova, água e sabão pelo menos uma vez por semana;
* Garrafas e recipientes que acumulam água devem ser sempre virados para baixo;
* Caixas d’água também devem permanecer fechadas e todos os objetos que acumulam água, como embalagens usadas, devem ser jogados no lixo.

Portal Dengue 100 Dúvidas
O Governo de SP, por meio da Secretaria de Estado da Saúde, lançou o portal “Dengue 100 Dúvidas” com as cem perguntas mais frequentes sobre dengue, zika e chikungunya nos buscadores da internet. A ferramenta desmistifica as fake news que circulam nas redes sociais e orienta a população sobre as doenças. O acesso está disponível no link: www܂dengue100duvidas܂sp܂gov܂br.

Siga a Gazeta Regional por meio das Redes Sociais

Acompanhe o Facebook da Gazeta, Clique aqui!

Quer ficar bem informado sobre o que acontece na sua cidade, bairro ou região? Então, siga as redes sociais da Gazeta Regional e fique por dentro das principais informações de sua região, Brasil e do mundo.

Deputa Federal Renata Abreu Visita Engenheiro Coelho
Jornal Gazeta Regional

Gazeta Regional trazendo sempre o melhor conteúdo para você.

Gostou da novidade? Então, clique aqui para receber gratuitamente os principais conteúdos da Gazeta Regional no seu celular. Tudo no conforto de suas mãos, em apenas um toque, você ficará muito bem informado. Quer saber mais sobre Notícias de Campinas e Região? Clique aqui

Continue lendo

São Paulo

CDHU convida famílias para participarem da entrega de 14.350 títulos de regularização fundiária em São Paulo

Publicados

em

Em evento que será realizado no dia 14 de abril, moradores de conjuntos habitacionais receberão as escrituras de seus imóveis. Convites estão sendo entregues

A Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação, por meio da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU), inicia nesta quinta-feira, 04, a entrega de convites às 14.350 famílias da capital que receberão as matrículas de regularização das suas unidades habitacionais em evento a ser realizado no dia 14 de abril, no Estádio da Portuguesa – Canindé. O documento trará segurança jurídica aos moradores beneficiados. O processo foi realizado em parceria com a Prefeitura de São Paulo, que emitiu as Certidões de Regularização Fundiária.

A mobilização se iniciará por meio da entrega de uma carta convite, porém acontece também presencialmente. Na quinta-feira, 04, e na sexta-feira, 05, moradores dos conjuntos Guaianazes A e B receberão a visita presencial dos técnicos da Companhia. Já no sábado, 06, a mobilização presencial será feita no Conjunto Habitacional São Miguel Paulista A, Glebas 2 e 3. Em Itaquera C e B, acontecerá na próxima segunda-feira, 08. Em Cangaíba A, ela será feita na terça-feira, 09.

Por fim, a mobilização presencial será finalizada na quarta-feira, 10, nos municípios Jaraguá B e Vila Prudente B.

LEIA TAMBÉM:

“Essa mobilização é importante para que as famílias estejam presentes para a retirada dos seus títulos. O documento é o reconhecimento do Estado pelo esforço das famílias que pagaram por anos as parcelas de financiamento e não tinham oficialmente a propriedade do imóvel. Agora, elas podem ficar mais tranquilas de que poderão passar o bem para seus filhos”, destacou o secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Marcelo Branco.

No convite, que deve ser levado no dia do evento para receber a matrícula, constam informações sobre a setorização do estádio e a mesa em que cada família deverá retirar o documento.

Com a matrícula, as famílias beneficiadas se tornam de fato as proprietárias dos seus imóveis, o que lhes garante o acesso ao mercado formal de crédito, a possibilidade de comercialização de suas casas ou transferência para seus herdeiros.

Regularizar imóveis é fazer justiça à história dos moradores e reconhecer o esforço realizado durante uma vida toda para conquistarem suas casas próprias. Essa ação, portanto, é um dos principais pilares do plano habitacional do Governo de São Paulo.

Siga a Gazeta Regional por meio das Redes Sociais

Acompanhe o Facebook da Gazeta, Clique aqui!

Quer ficar bem informado sobre o que acontece na sua cidade, bairro ou região? Então, siga as redes sociais da Gazeta Regional e fique por dentro das principais informações de sua região, Brasil e do mundo.

Deputa Federal Renata Abreu Visita Engenheiro Coelho
Jornal Gazeta Regional

Gazeta Regional trazendo sempre o melhor conteúdo para você.

Gostou da novidade? Então, clique aqui para receber gratuitamente os principais conteúdos da Gazeta Regional no seu celular. Tudo no conforto de suas mãos, em apenas um toque, você ficará muito bem informado. Quer saber mais sobre Notícias de Campinas e Região? Clique aqui

Continue lendo
Propaganda
Propaganda
Propaganda

Últimas Notícias