Conecte-se conosco

Campinas

Campinas têm 3,7 mil famílias com CadÚnico desatualizado 

Publicados

em

Período para atualização cadastral de famílias que informaram dados pela última vez entre 2016 e 2017 havia sido prorrogado de 14 de outubro até esta sexta (11). Veja como fazer.

CadÚnico desatualizado  – As cinco maiores cidades da região de Campinas (SP) somam 3.719 famílias que recebem atualmente o Auxílio Brasil e correm o risco de perder o benefício. Os valores mínimos de R$ 600 por grupo familiar só continuarão a ser depositados para quem realizar a atualização das informações no Cadastro Único (CadÚnico) até esta sexta-feira (11).

O prazo inicial era 14 de outubro, mas foi prorrogado pelo Ministério da Cidadania. Além da metrópole, as demais prefeituras que informaram dados a pedido do g1 são Sumaré, Indaiatuba, Americana e Hortolândia. Abaixo, veja detalhes de como atualizar as informações na plataforma do governo federal.

LEIA TAMBÉM

Campinas têm 3,7 mil famílias com CadÚnico desatualizado 

A atualização cadastral é fundamental para assegurar a qualidade dos dados e garantir que as informações registradas na base do Cadastro Único estejam sempre de acordo com a realidade das famílias, informou o governo federal.

A revisão dos dados é feita regularmente a cada dois anos, mas foi suspensa nos últimos anos de pandemia da Covid-19.

“Devido a pandemia do Covid 19, não houve bloqueio de benefício por descumprimento dessa regra nos anos anteriores. Em 2022 o processo foi retomado, porém somente as famílias, cuja última atualização ocorreu em 2016 ou 2017, terão os benefícios bloqueados em dezembro”, esclareceu a Prefeitura de Campinas.

As cinco cidades têm, juntas, 197.172 famílias registradas no CadÚnico que podem possuir algum tipo de benefício ou podem estar já fora dos programas sociais por falta de atualização cadastral, segundo as administrações municipais.

O perfil para receber o Auxílio Brasil é, segundo destacou a Prefeitura de Hortolândia, ter renda per capita mensal de até R$ 105,00 para famílias em extrema pobreza; ou renda per capita mensal entre R$105,01 e R$210,00, para famílias em estado de pobreza que possuam crianças, adolescentes e jovens até 21 anos incompletos e gestantes.

Documentação necessária

O próprio beneficiário pode buscar as unidades de assistência social da prefeitura ou postos do Cadastro Único nas cidades.

  • Para o Responsável Familiar (RF): o CPF, de preferência, ou Título de Eleitor. Somente as famílias indígenas e quilombolas são dispensadas dessa obrigatoriedade e podem apresentar qualquer outro documento.
  • Para as demais pessoas da família: o RF deve apresentar pelo menos um dos documentos abaixo para cada componente familiar:
    – CPF, de preferência; ou
    – Certidão de Nascimento; ou
    – Certidão de Casamento; ou
    – Certidão Administrativa de Nascimento do Indígena (RANI) – para indígenas que possuem apenas esse documento; ou
    – Carteira de Identidade – Registro Geral de Identificação (RG);
    – Carteira de Trabalho e Previdência Social; ou
    – Título de Eleitor.

Campinas

A metrópole tem 4.545 cadastros com pendências de atualização, sendo 772 deles beneficiários do Auxílio Brasil. E, entre os demais, 2.826 atualmente não possuem benefícios e terão os cadastros considerados desatualizados, ficando inelegíveis para os programas sociais até nova atualização das famílias que mantiverem o interesse, informou a prefeitura.

“O cancelamento dos benefícios do Auxílio Brasil ocorrerá somente em Janeiro de 2023 e o município vem realizando contato via SMS e Whatsapp para reforçar com esse público específico, que consta da listagem e ainda não procurou atendimento ou não atualizou seu cadastro, para que agendem atendimento nos Postos de Cadastro”, destacou a Secretaria de Assistência Social.

Lembrando que o atendimento é presencial, por meio de agendamento feito através do telefone 156.

Sumaré

O caminho para atualização do cadastro é procurar a Secretaria de Inclusão, Assistência e Desenvolvimento Social, no Centro Administrativo de Nova Veneza, localizado na Avenida Brasil, 1.111, em Nova Veneza. Há também a opção do Centro de Referência em Assistência Social (Cras).

“A pasta também realiza, regularmente, busca ativa por famílias que precisem atualizar os dados. […] Caso o benefício seja cancelado, as famílias terão ainda três meses de prazo para desbloqueá-lo”, explicou a administração municipal.

A prefeitura disse que organizou esta semana ações itinerantes pelas regiões da cidade oferecendo a inclusão no cadastramento e a atualização das informações de quem já faz parte do CadÚnico.

Indaiatuba

O caminho para buscarem a atualização é através dos CRAS e prefeitura de acordo com o bairro, das 8h às 17h.

  • CRAS I: Rua Augusto Brega, 452 – Jardim Oliveira Camargo – Telefone: (19)3875.5501
  • CRAS II: Rodovia Lix da Cunha, 2900 – Tombadouro – Telefone: (19)3834.7781
  • CRAS III: Rua José Pioli, 96 (19) 3816-9374 – Jardim Morada do Sol – Telefone: (19)3935.7534
  • CRAS IV: Rua Jordalino Pietrobom, 1300 – Telefone: (19)3936.5521
  • CRAS V: Rua Lourenço Martins do Amaral, 241 – Jardim Brasil – Telefone: (19)3825.2065
  • CRAS VI: Rua Benedita Carvalho, 213 – Parque Campo Bonito – Telefone: (19)773.1238

Americana

A última atualização disponibilizada pela prefeitura aponta em torno de 1.500 famílias beneficiárias do Auxílio Brasil com cadastro desatualizado acima de 24 meses, o que representa por volta de 24% das beneficiárias do Programa no município.

Elas podem ter o benefício bloqueado, caso não seja realizada a atualização cadastral até esta sexta (11). “Após atualizado o cadastro, o benefício poderá ser restabelecido, de acordo com as normas estabelecidas pelo Ministério da Cidadania”, explicou.

A atualização é realizada pela central no Cadastro Único, localizada na Rua Dom Pedro II, 25 – Centro, com agendamento do atendimento pelo telefone (19) 3471-6220.

Hortolândia

Há 1.197 famílias com cadastros desatualizados em Hortolândia, sendo, que 318 se referem ao Auxílio Brasil.

Além de contar com entrevistadores nos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) e no Espaço Incluir, a prefeitura disse que tem feito campanha de atualização cadastral aos finais de semana dentro dos conjuntos habitacionais do Programa Minha Casa Minha Vida.

O funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. O Espaço Incluir é uma central de serviços socioassistenciais prestados pela Secretaria, localizada na Rua Líbero Badaró, 394, Jardim Santa Rita de Cássia.

O perfil para receber o Auxílio Brasil é, segundo destacou a Prefeitura de Hortolândia, ter renda per capita mensal de até R$ 105,00 para famílias em extrema pobreza; ou renda per capita mensal entre R$105,01 e R$210,00, para famílias em estado de pobreza que possuam crianças, adolescentes e jovens até 21 anos incompletos e gestantes.

Documentação necessária

O próprio beneficiário pode buscar as unidades de assistência social da prefeitura ou postos do Cadastro Único nas cidades.

  • Para o Responsável Familiar (RF): o CPF, de preferência, ou Título de Eleitor. Somente as famílias indígenas e quilombolas são dispensadas dessa obrigatoriedade e podem apresentar qualquer outro documento.
  • Para as demais pessoas da família: o RF deve apresentar pelo menos um dos documentos abaixo para cada componente familiar:
    – CPF, de preferência; ou
    – Certidão de Nascimento; ou
    – Certidão de Casamento; ou
    – Certidão Administrativa de Nascimento do Indígena (RANI) – para indígenas que possuem apenas esse documento; ou
    – Carteira de Identidade – Registro Geral de Identificação (RG);
    – Carteira de Trabalho e Previdência Social; ou
    – Título de Eleitor.

Campinas

A metrópole tem 4.545 cadastros com pendências de atualização, sendo 772 deles beneficiários do Auxílio Brasil. E, entre os demais, 2.826 atualmente não possuem benefícios e terão os cadastros considerados desatualizados, ficando inelegíveis para os programas sociais até nova atualização das famílias que mantiverem o interesse, informou a prefeitura.

“O cancelamento dos benefícios do Auxílio Brasil ocorrerá somente em Janeiro de 2023 e o município vem realizando contato via SMS e Whatsapp para reforçar com esse público específico, que consta da listagem e ainda não procurou atendimento ou não atualizou seu cadastro, para que agendem atendimento nos Postos de Cadastro”, destacou a Secretaria de Assistência Social.

Lembrando que o atendimento é presencial, por meio de agendamento feito através do telefone 156.

Sumaré

O caminho para atualização do cadastro é procurar a Secretaria de Inclusão, Assistência e Desenvolvimento Social, no Centro Administrativo de Nova Veneza, localizado na Avenida Brasil, 1.111, em Nova Veneza. Há também a opção do Centro de Referência em Assistência Social (Cras).

“A pasta também realiza, regularmente, busca ativa por famílias que precisem atualizar os dados. […] Caso o benefício seja cancelado, as famílias terão ainda três meses de prazo para desbloqueá-lo”, explicou a administração municipal.

A prefeitura disse que organizou esta semana ações itinerantes pelas regiões da cidade oferecendo a inclusão no cadastramento e a atualização das informações de quem já faz parte do CadÚnico.

Indaiatuba

O caminho para buscarem a atualização é através dos CRAS e prefeitura de acordo com o bairro, das 8h às 17h.

  • CRAS I: Rua Augusto Brega, 452 – Jardim Oliveira Camargo – Telefone: (19)3875.5501
  • CRAS II: Rodovia Lix da Cunha, 2900 – Tombadouro – Telefone: (19)3834.7781
  • CRAS III: Rua José Pioli, 96 (19) 3816-9374 – Jardim Morada do Sol – Telefone: (19)3935.7534
  • CRAS IV: Rua Jordalino Pietrobom, 1300 – Telefone: (19)3936.5521
  • CRAS V: Rua Lourenço Martins do Amaral, 241 – Jardim Brasil – Telefone: (19)3825.2065
  • CRAS VI: Rua Benedita Carvalho, 213 – Parque Campo Bonito – Telefone: (19)773.1238

Americana

A última atualização disponibilizada pela prefeitura aponta em torno de 1.500 famílias beneficiárias do Auxílio Brasil com cadastro desatualizado acima de 24 meses, o que representa por volta de 24% das beneficiárias do Programa no município.

Elas podem ter o benefício bloqueado, caso não seja realizada a atualização cadastral até esta sexta (11). “Após atualizado o cadastro, o benefício poderá ser restabelecido, de acordo com as normas estabelecidas pelo Ministério da Cidadania”, explicou.

A atualização é realizada pela central no Cadastro Único, localizada na Rua Dom Pedro II, 25 – Centro, com agendamento do atendimento pelo telefone (19) 3471-6220.

Hortolândia

Há 1.197 famílias com cadastros desatualizados em Hortolândia, sendo, que 318 se referem ao Auxílio Brasil.

Além de contar com entrevistadores nos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) e no Espaço Incluir, a prefeitura disse que tem feito campanha de atualização cadastral aos finais de semana dentro dos conjuntos habitacionais do Programa Minha Casa Minha Vida.

O funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. O Espaço Incluir é uma central de serviços socioassistenciais prestados pela Secretaria, localizada na Rua Líbero Badaró, 394, Jardim Santa Rita de Cássia.

Campinas têm 3,7 mil famílias com CadÚnico desatualizado 

Campinas têm 3,7 mil famílias com CadÚnico desatualizado 
Famílias com pendência no cadÚnico precisam atualizar cadastro até 11 de novembro — Foto: Júlio Dutra/Ministério da Cidadania

Siga a Gazeta Regional por meio das Redes Sociais

Acompanhe o Facebook da Gazeta, Clique aqui!

Quer ficar bem informado sobre o que acontece na sua cidade, bairro ou região? Então, siga as redes sociais da Gazeta Regional e fique por dentro das principais informações de sua região, Brasil e do mundo.

Deputa Federal Renata Abreu Visita Engenheiro Coelho
Jornal Gazeta Regional

Gazeta Regional trazendo sempre o melhor conteúdo para você.

Gostou da novidade? Então, clique aqui para receber gratuitamente os principais conteúdos da Gazeta Regional no seu celular. Tudo no conforto de suas mãos, em apenas um toque, você ficará muito bem informado. Quer saber mais sobre Notícias de Campinas e Região? Clique aqui

Campinas

Secretaria de Agricultura de SP inaugura sexta unidade do AptaHub

Publicados

em

A nova unidade, instalada em Campinas, reforça a referência da cidade no ecossistema paulista de inovação para o agronegócio

A rede de ambientes de inovação do agro, inaugurou nesta segunda-feira, 27, o AptaHub Campinas – Taquaral, unidade que faz parte de um ecossistema de espaços criados no estado de São Paulo para apoiar e acelerar a inovação na agricultura tropical e agroalimentar, contribuindo para o cumprimento da agenda climática.

A iniciativa é realizada pela Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (Apta), órgão da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, com execução do Cietec e coexecução de Wylinka e ImpactHub. O investimento total do AptaHub é de R$13,5 milhões, que contempla a construção de sete espaços no Estado.

A sexta unidade do APTAHUB é também o quarto espaço com sede na cidade de Campinas direcionada ao desenvolvimento de tecnologias para o agronegócio, sendo elas: AptaHub Campinas – Gramado, AptaHub Campinas – Itapura e o Escritório de Inovação. “A cidade de Campinas parece ser criada e pensada para ser berço de desenvolvimento de pesquisas. Não tem lugar mais acertado para sediar nossos institutos.”, enfatizou o secretário executivo de Agricultura e Abastecimento de São Paulo, Edson Fernandes, durante a abertura do evento.

LEIA TAMBÉM:

A sétima unidade está prevista para ser inaugurada no mês de agosto, na sede do Instituto Biológico, na capital paulitas. “É de extrema importância que possamos estabelecer facilitadores na nossa pesquisa, fortalecendo espaços que proporcionem o diálogo e promova avanços neste âmbito”, ressaltou Edson Fernandes.

O lançamento da unidade mobiliza atores do ecossistema local, como empreendedores, pesquisadores e representantes de empresas e de instituições do agro de Campinas, entre outras cidades da região metropolitana, como Paulínia, Hortolândia, Valinhos, Indaiatuba e Vinhedo.

O encontro também reuniu diretores dos Núcleos de Inovação Tecnológica (NITs) e dos sete Institutos que integram a Apta — Instituto Agronômico (IAC), Instituto Biológico (IB), Instituto de Economia Agrícola (IEA), Instituto de Pesca (IP), Instituto de Tecnologia de Alimentos (Ital), Instituto de Zootecnia (IZ) e Apta Regional.

No evento, o secretário executivo de Agricultura e Abastecimento, Edson Fernandes, e o coordenador da Apta, Carlos Nabil Ghobril, e demais autoridades presentes, fizeram o descerramento da placa do ambiente AptaHub Campinas – Taquaral, inaugurando oficialmente a unidade.

No cenário do agronegócio da região metropolitana de Campinas a cana-de-açúcar e o café predominam, além da fruticultura. A produção de carne de frango tem importância expressiva também, favorecendo o desenvolvimento de inovações tecnológicas que venham impulsionar os negócios destes segmentos do agro.

Sobre o APTAHUB
O Apta Hub é uma rede de ambientes de inovação do agro vinculada à Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo e à Apta (Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios), organização de pesquisa científica e tecnológica focada no agro, composta por sete Instituições Científicas e Tecnológicas (ICTs): IAC, IB, IEA, IP, Ital, IZ e Apta regional.

Um hub que conecta institutos, pesquisadores, empreendedores, investidores, startups, empresas e produtores rurais de São Paulo e desenvolve soluções, a fim de apoiar e acelerar a inovação na agricultura tropical e agroalimentar em São Paulo e no Brasil e o cumprimento da agenda climática, impactando positivamente a sociedade e tornando o segmento mais competitivo, sustentável e transformador.

Com atuação centrada em espaços abertos e colaborativos em Campinas, Ribeirão Preto, São Paulo e Santos, o AptaHub irá ampliar o alcance ao conhecimento e à inovação gerados pelos Institutos de pesquisa da Apta, garantir formação e educação continuada para a geração de soluções inovadoras, além de formação e aceleração de negócios, promoção de parcerias estratégicas e acesso a investimentos que possibilitem o desenvolvimento das novas tecnologias que se transformem em novos negócios.

Siga a Gazeta Regional por meio das Redes Sociais

Acompanhe o Facebook da Gazeta, Clique aqui!

Quer ficar bem informado sobre o que acontece na sua cidade, bairro ou região? Então, siga as redes sociais da Gazeta Regional e fique por dentro das principais informações de sua região, Brasil e do mundo.

Deputa Federal Renata Abreu Visita Engenheiro Coelho
Jornal Gazeta Regional

Gazeta Regional trazendo sempre o melhor conteúdo para você.

Gostou da novidade? Então, clique aqui para receber gratuitamente os principais conteúdos da Gazeta Regional no seu celular. Tudo no conforto de suas mãos, em apenas um toque, você ficará muito bem informado. Quer saber mais sobre Notícias de Campinas e Região? Clique aqui

Continue lendo

Campinas

LBV mobiliza doações de material escolar para estudantes do Rio Grande do Sul

Publicados

em

A Legião da Boa Vontade inicia uma nova etapa de sua campanha LBV — SOS Calamidades em prol das famílias do Rio Grande do Sul. Com a retomada das aulas em algumas escolas no Estado gaúcho, agora a LBV está mobilizando doações de material escolar e de livros didáticos infantis para auxiliar as famílias e motivar os estudantes no retorno às aulas. Os kits escolares a serem entregues vão conter os seguintes itens:

 Caderno universitário de 1 matéria
 Caderno brochura
 Caderno de desenho
 Lápis preto
 Caneta esferográfica azul
 Canetas hidrográficas coloridas (12 cores)
 Giz de cera pequeno (12 cores)
 Caixa de lápis de cor grande (12 cores)
 Régua plástica 30 cm
 Tubo de cola bastão pequeno
 Apontador com depósito
 Borracha branca pequena
 Estojo

As doações podem ser feitas via Pix Solidário: e-mail: [email protected].

LEIA TAMBÉM:

Doações entregues no RS
Até o momento, a LBV já arrecadou e enviou, graças à ajuda de doadores, colaboradores, parceiros, influenciadores, voluntários e da população em geral, mais de 380 toneladas em doações para o Estado gaúcho. Os donativos estão sendo entregues diretamente a famílias, em abrigos, escolas e para entidades parceiras.

Acompanhe a entrega das doações
Acesse o site www.lbv.org.br ou @lbvbrasil no Facebook e no Instagram.

Solidariedade
A Legião da Boa Vontade também se solidariza e ora por todas as pessoas e famílias afetadas pelas chuvas e por todo povo do Rio Grande do Sul.

Siga a Gazeta Regional por meio das Redes Sociais

Acompanhe o Facebook da Gazeta, Clique aqui!

Quer ficar bem informado sobre o que acontece na sua cidade, bairro ou região? Então, siga as redes sociais da Gazeta Regional e fique por dentro das principais informações de sua região, Brasil e do mundo.

Deputa Federal Renata Abreu Visita Engenheiro Coelho
Jornal Gazeta Regional

Gazeta Regional trazendo sempre o melhor conteúdo para você.

Gostou da novidade? Então, clique aqui para receber gratuitamente os principais conteúdos da Gazeta Regional no seu celular. Tudo no conforto de suas mãos, em apenas um toque, você ficará muito bem informado. Quer saber mais sobre Notícias de Campinas e Região? Clique aqui

Continue lendo

Campinas

Feriado de Corpus Christi deve colocar 780 mil veículos nas rodovias do Corredor Dom Pedro

Publicados

em

Rota das Bandeiras realizará operação especial de tráfego durante o feriado prolongado. A indicação é para que os motoristas evitem viajar nos horários de pico, especialmente na saída para o feriado, na quarta-feira, 29

O feriado prolongado de Corpus Christi, entre os dias 29 de maio e 02 de junho, deve colocar 780 mil veículos nas rodovias do Corredor Dom Pedro e a Concessionária Rota das Bandeiras, responsável pela administração da malha rodoviária, preparou uma operação especial de tráfego para garantir uma viagem segura e tranquila aos motoristas.

LEIA TAMBÉM:

Nesse feriado, a principal novidade para os motoristas é a liberação do tráfego nas faixas adicionais da rodovia D. Pedro I (SP-065), no trecho entre os km 74 e 80. A terceira faixa de rolamento nesse trecho garante maior fluidez para o tráfego em uma região que recebe grande fluxo de veículos pesados em razão do entroncamento com a rodovia Fernão Dias (BR-381). O tráfego no local começou a ser liberado a partir do último dia 13 de maio e estará totalmente livre, em ambos os sentidos, até o próximo dia 31, após a conclusão das obras executadas pela Concessionária.

Siga a Gazeta Regional por meio das Redes Sociais

Acompanhe o Facebook da Gazeta, Clique aqui!

Quer ficar bem informado sobre o que acontece na sua cidade, bairro ou região? Então, siga as redes sociais da Gazeta Regional e fique por dentro das principais informações de sua região, Brasil e do mundo.

Deputa Federal Renata Abreu Visita Engenheiro Coelho
Jornal Gazeta Regional

Gazeta Regional trazendo sempre o melhor conteúdo para você.

Gostou da novidade? Então, clique aqui para receber gratuitamente os principais conteúdos da Gazeta Regional no seu celular. Tudo no conforto de suas mãos, em apenas um toque, você ficará muito bem informado. Quer saber mais sobre Notícias de Campinas e Região? Clique aqui



De acordo com a Rota das Bandeiras, o motorista deve programar sua viagem a fim de evitar os horários de maior fluxo de veículos, quando pontos de lentidão poderão ser registrados. A expectativa da Concessionária é de que o pico de movimento nas rodovias seja registrado na véspera do feriado, no dia 29 de maio, das 15h às 22h, e na quinta-feira, dia 30, das 7h às 12h. No domingo, dia 2, a volta para casa também deverá registrar maior fluxo de veículos a partir das 14h.

“É importante que o motorista programe sua viagem com antecedência para evitar qualquer tipo de transtorno. Além de evitar os horários de pico, esse planejamento inclui a manutenção preventiva do veículo, com a verificação da calibragem dos pneus, níveis de óleo e água, além da verificação do sistema de iluminação e palhetas”, explica o coordenador de Operações da Rota das Bandeiras, Murilo Perez.

Durante todo o feriado, guinchos e viaturas de resgate da Concessionária estarão posicionados em pontos estratégicos da malha rodoviária para garantir maior agilidade no atendimento às ocorrências. Já as obras que exigem qualquer tipo de interdição de faixas serão suspensas nos dias de saída para o feriado e volta para casa.

Continue lendo
Propaganda
Propaganda
Propaganda

Últimas Notícias