Conecte-se conosco

Entretenimento

A nova geração precisa dos adultos

Redação Gazeta Regional

Publicados

em

Rodolfo Capler
Pesquisador, teólogo e escritor

No último sábado, assisti alguns episódios de The Society, seriado voltado ao público teen, disponível no catálogo da Netflix. A série tem como sinopse um grupo de adolescentes duma pequena cidade dos Estados Unidos, que em razão de um surto viral são transportados para uma cidade maquete sem a presença de adultos. Nessa realidade, eles tentam formular uma nova estrutura social.

 O seriado tem como proposta refletir o conteúdo de “O senhor das moscas, livro clássico de autoria de Willian Golding. A capacidade de entretenimento da série é muito boa, mas o que realmente me chamou a atenção em The Society é a ideia de uma sociedade composta só por adolescentes. Fiquei imaginando a viabilidade dessa hipótese e suas implicações sociais. Como seria uma sociedade formada só pela presença de adolescentes? Haveria divisão social do trabalho e novos códigos de ética? As relações sociais seriam movidas apenas por pura paixão? Que tipo de moralidade permearia cotidiano dos mais jovens?

Penso que uma sociedade sem a presença de adultos seria um verdadeiro caos. Afirmo isso, amparando-me em constatações científicas. Em seu livro “O cérebro adolescente”, a professora e diretora do departamento de neurologia da Escola de Medicina da Universidade da Pensilvânia, Frances E. Jansen, sustenta que “o sistema cerebral de um adolescente é quase como uma Ferrari novinha: está preparada e abastecida, mas ainda não passou pelo teste de pista”.[1] Isso ocorre, porque – segundo estudos recentes da neurologia – o cérebro adolescente ainda passa por estágios de desenvolvimento. O processo de desenvolvimento do cérebro adolescente afeta áreas como aprendizado, estresse, tomada de decisões, qualidade do sono, memória e propensão ao vício. Conforme Jansen, por conta de sua estrutura cerebral circunscrita, adolescentes não são resilientes aos efeitos das drogas como se pensava e têm capacidades de concentração e assimilação prejudicadas pelas tão famosas multitarefas.

Sendo assim, reitero a minha falta de fé numa hipotética sociedade teen, sem a presença de adultos. Adolescentes são vulneráveis por natureza. Sem a presença dos mais velhos, meninos e meninas tendem a viver sem limites e sem orientação para o futuro. A presença constante dos adultos na vida dos adolescentes é condição sine qua non para o sucesso de nossos jovens. Dessa forma, não podemos superestimá-los, tampouco negligenciá-los, como muitas vezes o fazemos — essa é uma das grandes lições de The Society.

Em contrapartida, precisamos compreender que sem a presença dos adolescentes as sociedades humanas não prevalecerão. As grandes transformações sociais ocorrerão por meio deles, como sempre aconteceu no decorrer da história. Daqui a uma década, os adolescentes estarão exercendo liderança no mercado financeiro, no mundo corporativo, na política, na religião e em outras áreas importantes da sociedade. O nosso futuro depende da nova geração de jovens. Portanto, o modo como nos relacionamos com eles – a nossa ausência ou presença na vida deles – repercutirá no tipo de sociedade que teremos nos próximos anos.


[1] Jensen E. Frances. O cérebro adolescente. Rio de Janeiro: Intrínseca, 2016, p.38.

Continue lendo

Entretenimento

Dicas valiosas para sua qualidade de vida

Fabi Franco

Publicados

em

Você sabe o que é qualidade de vida? Primeiro de tudo, as pessoas associam esse conceito a vários fatores como: comer bem, praticar atividade física, cuidar da saúde mental, ter mais tempo para se cuidar ou até mesmo acordar mais cedo. Entretanto, o fato é que quando fazemos algo que nos causa bem estar já associamos a qualidade de vida.

Mas, movimentar o corpo, ter uma boa alimentação, dormir bem ajudam a manter um corpo saudável. Portanto, quero dar algumas dicas valiosas sobre qualidade de vida!

Comer bem:
Certamente, cuidar da alimentação nos faz atingir um maior resultado na questão saúde. Porém, a falta de cuidado com o que comemos pode ser um gatilho para desenvolver doenças. Assim, podemos salientar que alimentos ricos em gorduras saturadas, como sódio e açucares podem levar a:
Infarto;
Derrame;
Hipertensão;
Obesidade;
Diabetes e até câncer.

Entretanto, não é difícil incluir bons alimentos no cardápio e que podem te levar a longevidade. Cientistas da universidade PARK dos Estados unidos concluíram que consumir mais oleaginosas reduz muito os riscos de males cardíacos, entre 25% e39% quando consumidos pelo menos cinco vezes por semana.

Certamente elas são ricas em gorduras boas como ômega 3, que diminuem as taxas de colesterol ruim e evitam a formação de placas de gorduras que entopem as artérias. Assim, o centro de pesquisas médicas de Cardiff no país de Gales comprovou que vítimas de ataques cardíacos aumentaram as chances de evitar novos problemas em 29% quando passaram a comer peixe pelo menos duas vezes por semana, isso por causa da presença do ômega 3. Resumindo, alimente-se bem.

Dormir bem:
Certamente, ter boas noites de sono ajudam a repor as energias, afinal, é fundamental para o organismo. Um estudo da American Academy of Sleep confirmou que dormir bem é uns dos segredos para a longevidade. Dos 2800 participantes da pesquisa, 46% que relataram insatisfação com a saúde tinham má qualidade de sono.

Além disso, outra pesquisa da Associated Professional Sleep Societies afirma que quem sofre de insônia crônica corre três vezes mais riscos de morrer em comparação a pessoas que não sofrem com o problema. Portanto, para os pesquisadores, o ideal é pelo menos 7 horas e meia de sono por dia.

Atividade física:
Atividade física gera muitos benefícios a saúde. Mais importante, dizer não ao sedentarismo significa o afastamento de várias doenças como:
Doenças cardiovasculares;
Diabetes;
Hipertensão;
Além dar energia e disposição.

Controle de peso:
Certamente manter uma alimentação equilibrada e a prática de atividade física regular é o casamento perfeito para ficar em forma, pois o excesso de peso e obesidade pode aumentar os riscos de:
Diabetes;
Derrame;
Hipertensão;
Apneia.

Além disso, a obesidade está por trás de 30% dos casos de câncer. Portanto, a regulação da dieta e de extrema importância. Também tem uma grande melhora na saúde e a autoestima segundo pesquisas feitas pelo hospital das Clínicas.

Controle o seu estresse:
Infelizmente o estresse pode contribuir para o aparecimento de doenças psicofisiológica. Portanto, é preciso observar e monitorar, pois quanto mais alto for o seu nível de estresse maior será a deterioração física e psicológica da pessoa. Resumindo, o estresse pode ser um fator de grande risco.

Continue lendo

Entretenimento

Conheça a websérie itapirense ‘‘(IN) COMUM’’

Vanderlei Tenório

Publicados

em

Vanderlei Tenório Pereira

No YouTube Brasil, desde 2011 uma modalidade de produto audiovisual vem ganhando força. Esta modalidade são as ‘webséries’, este tipo de produto está se tornando febre pelo mundo a fora, em nosso país é um gênero que tem ocupado um espaço significativo no portfólio de produções originais no YouTube. As produções estão cada vez melhor quanto ao nível de qualidade técnica, produção e roteiro original, provando mais uma vez que a internet está mais próxima de substituir a TV. Para provar isso, convido-lhes a conhecer a websérie itapirense (In)Comum.

Bora contextualizar rapidinho a websérie (SEM SPOILER): Quando uma estranha pista sobre um caso não solucionado de desaparecimento chega até as mãos do detetive particular Willian, ele se vê obrigado a deixar de lado seu ceticismo e a juntar forças com Isaac, um consultor espiritual para encontrar uma solução alternativa para o desaparecimento. Durante o percurso eles conhecem Vasti, Melanie e Lara; 3 irmãs bruxas que foram vítimas de um furto. Conforme as investigações se aprofundam e o caso de desaparecimento começa a se conectar com o furto, Willian mergulha em um mundo novo onde sua falta de fé será provada. Ficou interessado, né!. Confira o elenco: Antonio Romano (Willian), Carol Marconi (Lillian), Daniel Silvestre (Topeira), Luane Melato (Leia), Ismael Pereira (Isaac), Rodrigo Alves (Edson), Elton Gonçalves (Bruno), Paulo Ricardo (Du), Luara Zacarioto (Larissa), Henrique Rogério (Allison), José Golçalves (Leo), Natália Emmer (Vasti), Janaina Godoy (Melanie), Luiza Picolli (Lara) e Jonathan Rafael (Juca).

‘‘Mesmo sendo amadora, a entrega tanto dos atores como da produção foi surpreendente e a história contada deixa aquele gosto de sempre querer saber um pouco mais. E as reviravoltas são dignas de uma obra de suspense’’, descreve Rodrigo Alves de Jesus, diretor e ator da série.

(In)Comum conta com a condução de Rodrigo Alves de Jesus, Cléber Luiz, da Cléber Luiz Audiovisual, e Aroldo Correa, da Reel Dreams Filmes. A pré-produção ficou a cargo da Reel Dreams Filmes, produtora independente encabeçada por Rodrigo e por Aroldo Correa, junto à parceria de Cléber Luiz, da Cléber Luiz Audiovisual. A pós-produção, além dos mesmos citados acima, ainda contou com a participação de Luiz Gustavo Silva e Vagner Machado Vieira, amigos do criador da websérie. A criação, argumento e roteiro original são do ator Rodrigo Alves de Jesus.

‘‘Em 2017, demos início às gravações de (In)Comum e terminamos em 2018. Em 2019, depois de ter lançado a primeira temporada no YouTube, conheci outras pessoas envolvidas nesse meio. Uma delas foi o cineasta e produtor, Augusto Vasconcelos do Rio de Janeiro que em 2020 me convidou para gravar algo para sua websérie ‘‘Era uma vez… Deep Web’’. E, em 2020, também, produzi e atuei em um curta chamado Acerto de Contas: Uma Crônica de Juan. Um curta-metragem baseado em uma futura produção com outros parceiros’’, conta Rodrigo Alves de Jesus, criador da websérie.

A websérie possui 9 episódios todos disponíveis no canal do YouTube da Reel Dreams Filmes. A estreia da série foi em 24 de Novembro de 2019. Algum tempo depois, pensando em melhorar alguns pontos e colocar mais dinâmica entre os episódios, (In)Comum foi relançada em 23 de Janeiro de 2021, dessa vez com a parceria da Rodrigo Produções. ‘‘Mesmo sendo amadora, a entrega tanto dos atores como da produção foi surpreendente e a história contada deixa aquele gosto de sempre querer saber um pouco mais. E as reviravoltas são dignas de uma obra de suspense’’, pontua Rodrigo Alves de Jesus.

A série foi inteiramente gravada no município de Itapira, interior de São Paulo e, conta com vários locais de gravação interna e externa. Alguns locais foram casas de amigos do produtor, casarões antigos nos arredores da zona rural do município, lugares abertos e praças da cidade.

De acordo com Rodrigo Alves de Jesus, a concepção textual foi progressiva. Conforme ele ia obtendo informações e procurando inspirações, a história começava a criar vida em sua mente. ‘‘E um fato interessante é que faço algo como uma engenharia reversa; eu imagino um pouco da história até certo ponto, e já começo a escrever como seria o final e a partir do final, eu monto o meio de um modo que chegue perto ao que imaginei com sendo o início da história. Algumas inspirações são relacionadas a séries e filmes com a temática sobrenatural e investigativa. Houve inspiração vinda também de alguns game’’, detalha Rodrigo Alves de Jesus sobre seu processo de elaboração de texto.

            ‘‘A websérie (In)Comum além de entregar um conteúdo surpreendente em termos de cinema amador, ela é a prova viva de que quando nos reunimos com pessoas com o mesmo interesse, propósito e compromisso, tudo flui de uma forma especial. Ao invés de esperarmos algum encaixe, nós criamos nosso próprio encaixe e através disso entregamos para outras pessoas entretenimento e incentivo a ponto de encorajar aqueles que ainda estão no meio da neblina do reconhecimento, a se levantar e a criar seu próprio caminho. É claro que houve pedras no caminho, mas graças a essa união, sempre havia alguém ao lado estendendo a mão para continuar. (In)Comum é sobre entretenimento diferenciado e independente, e também sobre incentivo e mãos dispostas a ajudar’’, afirma Rodrigo Alves de Jesus.

A segunda temporada já começou a ser gravada e já conta com um roteiro pronto e com uma nova parceria, a Rodrigo Produções, do produtor Rodrigo Filipe. A segunda temporada contará com elementos sobrenaturais mais tensos que a primeira temporada, além, é claro, de novos personagens.

Continue lendo

Entretenimento

Blazer cropped

Fabi Franco

Publicados

em

O clássico e atemporal blazer ganhou uma nova versão. Para 2021 ele está com uma modelagem mais curta com nome de blazer cropped.

Depois de um longo período com a peça na modelagem oversizad fomos surpreendidas com essa nova tendência que, por acaso, conversa muito bem com o nosso inverno, já que o Brasil é um País tropical e nosso inverno não é muito rigoroso.

Mas como usar essa nova trend? Essa peça é estruturada dando mais destaque aos ombros e tronco, ideal para quem tem os ombros mais estreitos que os quadris, como o biotipo ‘pera’ que por sinal é o perfil mais comum das brasileiras. A peça combina muito bem com calças de cintura alta, mas não só com calças saias, shorts, por cima de vestidos e também como terceira peça.

O blazer croppd é versátil. Eu não tenho dúvidas que é possível fazer várias composições a mais cool e com calça cintura alta e top bem curto mostrando uma pequena faixa de pele a mostra.

Continue lendo
Propaganda

Categorias

Últimas Notícias