Conecte-se conosco

Mundo

Polícia anuncia prisão de ‘supostos assassinos’ do presidente do Haiti e morte de quatro deles

Publicados

em

PORTO PRÍNCIPE — Autoridades do Haiti anunciaram a prisão dos “supostos assassinos” do presidente do Haiti, Jovenel Moïse, morto a tiros na madrugada desta quarta-feira na residência oficial, no bairro de Pelerin 5, em Porto Príncipe.

“Os supostos assassinos (de Moïse) foram interceptados pela Polícia Nacional em Pelerin pouco depois das 18h”  locais (19h de Brasília), tuitou o vice-ministro das Comunicações, Frantz Exantus, acrescentando que mais detalhes serão fornecidos em breve.

Cerca de uma hora depois do anúncio, um porta-voz da Polícia Nacional haitiana disse que as forças de segurança mataram”quatro mercenários” e capturaram dois, acrescentando, no entanto, que os criminosos teriam tomado três policiais como reféns. Também hoje à noite, o chefe da Polícia Nacional do país, Leon Charles, informou que agentes ainda estavam em confronto com os responsáveis pelo assassinato de Moïse.

— A polícia ainda está em combate com os assassinos — disse Leon em uma entrevista transmitida na televisão. — Eles serão mortos ou capturados.

Na madrugada de quarta-feira, um grupo de homens armados invadiu a residência oficial, atirando no presidente e agravando uma crise política que se prolonga há meses no país caribenho.

A primeira-dama, Martine Moïse, também foi baleada e levada para receber os primeiros socorros em um hospital da região. Ela foi em seguida transferida para tratamento em Miami, onde chegou na tarde desta quarta. Segundo o embaixador haitiano nos Estados Unidos, Bocchit Edmond, seu estado é crítico, mas estável.

Os assassinos, segundo o jornal Miami Herald, que teve acesso a vídeos filmados na vizinhança da residência oficial, se passaram por agentes da agência antidrogas dos Estados Unidos, a DEA. Na gravação, é possível ouvir um homem com sotaque americano gritando em um megafone: “Operação da DEA. Todos se afastem”. Fontes no governo haitiano disseram ao veículo que se tratavam de mercenários sem vínculos com o órgão americano.

Mais cedo, o jornal Diário Libre, da República Dominicana, noticiou que autoridades do país — que divide a mesma ilha com o Haiti — investigavam se os assasssinos tinham fugido para o seu território. Segundo a tese das autoridades dominicanas, os asssassinos podem ter agido em cumplicidade com um importante delegado que trabalhava na segurança presidencial, informou o Diário Libre.

Também há relatos de que drones teriam sido usados, ao menos uma granada teria sido disparada, e homens vestidos de preto teriam sido vistos correndo pela região. Segundo uma fonte ouvida pelo GLOBO, as ruas de Porto Príncipe ficaram praticamente vazias ao longo da quarta-feira, contrastando com sua vivacidade habitual, e a estrada que leva para o bairro de Pelerin foi bloqueada. O aeroporto da cidade foi fechado, funcionando apenas para voos diplomáticos.

A morte de Moïse, de 53 anos, cria um vácuo de poder no país mais pobre das Américas: Claude Joseph, nomeado como premier interino em abril, nunca foi ratificado e, no início da semana, o presidente havia nomeado Ariel Henry para sucedê-lo — seu sétimo primeiro-ministro em quatro anos. O médico, no entanto, seria empossado apenas no fim desta semana. 

Pela Constituição haitiana de 1987, caso o presidente fique impossibilitado de exercer suas funções, cabe ao presidente da Suprema Corte governar o país. O cargo, contudo, está vazio desde que seu antigo ocupante, René Sylvestre, morreu de Covid-19 no fim de junho.

Crise política

Desde o fim do ano passado, a oposição vinha exigindo a renúncia de Moïse, um empresário exportador de bananas que entrou na política. Segundo os críticos, seu mandato deveria ter terminado em 7 de fevereiro, exatos cinco anos após seu antecessor, Michel Martelly, deixar o cargo.

As eleições de 2015 deram a vitória a Moïse no primeiro turno, mas o voto foi anulado por denúncias de fraude. Após vencer um segundo pleito organizado no ano seguinte, Moïse tomou finalmente posse em 7 de fevereiro de 2017 — a seu ver, portanto, seu mandato só terminaria em fevereiro de 2022. Ele se recusou a deixar o poder, convocando novas eleições para 26 de setembro deste ano.

Em fevereiro, as autoridades anunciaram ter frustrado uma “tentativa de golpe”. Na época, 23 pessoas foram presas, entre eles um juiz da Suprema Corte e a inspetora geral da Polícia Nacional. A oposição negou qualquer intenção golpista, afirmando que pleiteava apenas um governo de transição.

Mundo

De bermuda e tomando café em hotel – a prisão do ‘Escobar Brasileiro’

Publicados

em

A prisão do ‘Escobar Brasileiro’ – De bermuda, descontraído e tomando café em um hotel de luxo na cidade de Budapeste, na Hungria, num dia quente e ensolarado. Assim foi preso Sérgio Roberto de Carvalho, 63, o Major Carvalho, um dos maiores narcotraficantes do mundo, procurado em três continentes.

Ele não resistiu à prisão. Mas os agentes da Interpol (Polícia Internacional), alguns disfarçados e também usando bermudas, tiveram de colocá-lo no chão para algemá-lo. Não havia muitos hóspedes no hotel no momento da detenção. Arthur, o fiel guarda-costas do Major Carvalho, tinha ido ao banheiro.

Quer saber Notícias de Engenheiro Coelho – Clique aqui

Conhecido na Europa como “Escobar Brasileiro” em alusão ao megatraficante colombiano Pablo Escobar, Carvalho, ex-major da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul, foi colocado em uma viatura descaracterizada e levado para uma unidade policial de combate ao terrorismo em Budapeste.

A prisão do ‘Escobar Brasileiro’

As imagens da prisão do narcotraficante foram divulgadas em primeira mão, hoje, pelo repórter Rodrigo Hidalgo, da Band. As autoridades brasileiras agora vão requerer a extradição do criminoso. Porém, ele também responde a processos por tráfico internacional de drogas na Espanha e em Portugal.

No hotel onde “Escobar Brasileiro” estava hospedado, foram aprendidos passaportes falsificados usados por ele. O Major Carvalho se passava por Paul, Paulo, David, Carlos Joseph, Andersen Paul, Anderson Pollus, Takev, Igor Ivanovich e Guilermo.

A trajetória de fugas do Major Carvalho terminou ali, sob os olhares atentos de curiosos, que observavam o preso, algemado e cercado por policiais armados, sendo conduzido até a viatura. Meses atrás, ele havia driblado as autoridades e fugido de um cerco em Lisboa usando aeronave própria.

A prisão do ‘Escobar Brasileiro’ – Na ocasião, o Major Carvalho deixou para trás quase 12 milhões de euros (cerca de R$ 65 milhões), escondidos em uma van estacionada em um prédio de luxo na capital portuguesa.

Agora o Major Carvalho vai ter de explicar às autoridades como conseguiu forjar a própria morte. Em agosto de 2018, ele foi preso usando o nome falso de Paul Wouter. Fora acusado de ser o dono de 1.700 kg de cocaína apreendidos em um navio na Espanha.

O narcotraficante pagou fiança de 200 mil euros e saiu livre. Quando soube que o Ministério Público da Espanha iria pedir a condenação dele a 13 anos e seis meses de prisão, simulou a própria morte. O famoso esteticista Pedro Martin Matos, de Málaga, assinou o atestado de óbito e é investigado.

A prisão do ‘Escobar Brasileiro’ – Segundo a Polícia Federal brasileira, Major Carvalho comandava uma grande organização de tráfico internacional do Brasil e enviou ao menos 45 toneladas de cocaína para a Europa, principalmente via porto de Santos (SP) e Paranaguá (PR), a partir de 2017. A droga foi avaliada em R$ 2,25 bilhões.

O Major Carvalho também vai ter de explicar à Polícia Federal do Brasil como conseguiu importar da China 10 milhões de máscaras de proteção contra o coronavírus e EPIs (Equipamentos de Proteção Hospitalar) adquiridos por meio de uma empresa de fachada ligada a ele.

A carga chegou ao Brasil em 11 de junho de 2020, em um Boeing 747-400F. A aeronave pousou no Aeroporto internacional de Florianópolis, como divulgou com exclusividade este coluna na edição de 13 de janeiro deste ano. Para a PF, não há dúvidas de que o Major importou os produtos para lavar dinheiro do tráfico internacional de cocaína.

A reportagem não conseguiu contato com os advogados do Major Carvalho, mas publicará a versão dos defensores dele na íntegra assim que houver um posicionamento.

A prisão do ‘Escobar Brasileiro’

A prisão do 'Escobar Brasileiro'
A prisão do ‘Escobar Brasileiro’ – Major Carvalho

Siga a Gazeta Regional por meio das Redes Sociais

Acompanhe o Facebook da Gazeta, Clique aqui!

Quer fica bem informado sobre o que acontece na sua cidade, bairro ou região? Então, siga as redes sociais da Gazeta Regional e fique por dentro das principais informações de sua região, Brasil e do mundo.

Rua do Bairro Universitário em Engenheiro Coelho
Gazeta Regional

Gazeta Regional trazendo sempre o melhor conteúdo para você.

Gostou da novidade? Então, clique aqui e habilite seu App gratuitamente para receber os principais conteúdos da Gazeta direto em seu celular. Tudo no conforto de suas mãos, em apenas um toque, você ficará muito bem informado.

Quer saber Mais sobre Notícias de Engenheiro Coelho e Região? Clique aqui

Continue lendo

Mundo

Tom Cruise fará HISTÓRIA com ‘Missão Impossível 8’

O elenco do novo filme conta com o retorno de Tom Cruise, Rebecca Ferguson, Simon Pegg, Ving Rhames, Vanessa Kirby e Angela Bassett.

Publicados

em

O ator veterano Henry Czerny também foi confirmado no longa-metragem e reprisará seu papel como Kittridge, 25 anos depois da última aparição na franquia.

Tom Cruise – Em entrevista ao ScreenRant, o editor Eddie Hamilton aumentou nossas expectativas para o já confirmado oitavo capítulo de ‘Missão Impossível’, revelando que o astro Tom Cruise fará história com acrobacias absolutamente insanas.

Hamilton falou sobre o tempo que passou na África do Sul, onde as filmagens ocorreram, e garantiu que os fãs irão se surpreender mais uma vez com Cruise.

“Estou novamente colaborando com Tom Cruise e Chris McQuarrie todos os dias nessa sequência, para torná-la cada vez melhor e, eu juro, algumas das coisas que ele está fazendo são históricas, cara”, ele disse. “Não estou exagerando. Vocês vão assistir e vão ver. Tom fez isso de novo. Ele fez de novo. E é incrível estar ao lado dele, honestamente”.

Quer saber Notícias de Engenheiro Coelho – Clique aqui

Lembrando que o oitavo capítulo chega aos cinemas em 28 de junho de 2024. O sétimo, intitulado ‘Missão Impossível – Acerto de Contas: Parte 1’, está programado para ser lançado em 14 de julho de 2023.

O elenco do novo filme conta com o retorno de Tom CruiseRebecca FergusonSimon Pegg, Ving Rhames, Vanessa Kirby e Angela Bassett. Klementieff e Hayley Atwell fazem parte das novas adições, ao lado de Rob Delaney (‘Deadpool 2’), Charles Parnell (‘Top Gun: Maverick’), Indira Varma (‘Game of Thrones’), Mark Gatiss (‘Sherlock’) e Cary Elwes (‘Stranger Things’).

O ator veterano Henry Czerny também foi confirmado no longa-metragem e reprisará seu papel como Kittridge, 25 anos depois da última aparição na franquia.

Tom Cruise

Tom Cruise fará HISTÓRIA com ‘Missão Impossível 8’
Tom Cruise fará HISTÓRIA com ‘Missão Impossível 8’

Siga a Gazeta Regional por meio das Redes Sociais

Acompanhe o Facebook da Gazeta, Clique aqui!

Quer fica bem informado sobre o que acontece na sua cidade, bairro ou região? Então, siga as redes sociais da Gazeta Regional e fique por dentro das principais informações de sua região, Brasil e do mundo.

Rua do Bairro Universitário em Engenheiro Coelho
Gazeta Regional

Gazeta Regional trazendo sempre o melhor conteúdo para você.

Gostou da novidade? Então, clique aqui e habilite seu App gratuitamente para receber os principais conteúdos da Gazeta direto em seu celular. Tudo no conforto de suas mãos, em apenas um toque, você ficará muito bem informado.

Quer saber Mais sobre Notícias de Engenheiro Coelho e Região? Clique aqui

Continue lendo

Mundo

Jubileu de Platina: Reino Unido inicia celebrações dos 70 anos de reinado de Elizabeth II

Publicados

em

Festas se estendem até domingo, 05, e se dividirão entre paradas, shows, corrida de cavalos e até missa em homenagem à monarca

O Reino Unido começa, nesta quinta-feira, 02, a celebrar o “Jubileu de Platina”, evento que marca as comemorações dos 70 anos de reinado da monarca britânica Elizabeth II.

A data especial foi declarada pelo Palácio de Buckingham como feriado de quatro dias – entre quinta e domingo, 05 –, e contará com festividades, que vão desde um enorme show com a presença de ídolos, como a banda Queen, até pequenas festas de rua.

Por volta das 06h45 desta quinta, 02, a família real deixou o Palácio de Buckingham, em Londres, para dar início ao Jubileu de Platina. Eles percorreram um percurso de cerca de 1 km até o Horse Guards Parade, para um desfile militar.

Multidões de simpatizantes se aglomeraram para acompanhar a saída dos membros da realeza, que se dividiu em grupos. O príncipe Charles participou da procissão real a cavalo, assim como seu filho, o príncipe William e sua irmã, a princesa Anne.

A duquesa da Cornualha, Camila, e a duquesa de Cambridge, Catherine, foram na primeira de três carruagens, com os três filhos de Catherine.

O filho mais novo da rainha, Edward, foi acompanhado por sua esposa, Sophie e seus dois filhos, Lady Louise Mountbatten Windsor e James, na segunda carruagem.

Enquanto isso, o duque e a duquesa de Gloucester e o marido de Anne, Tim Laurence, estão na retaguarda.

Durante o desfile militar, o príncipe Charles ficou ao lado de sua irmã. Charles representa a rainha neste desfile, no papel cerimonial que ela tradicionalmente desempenha.

Outros membros da realeza, entre eles a duquesa de Cambridge e a princesa Charlotte foram vistos assistindo o desfile do gabinete do major-general.

Como Coronel da Guarda Galesa, o Príncipe de Gales está vestindo a Guarda da Ordem de Honra – uma túnica escarlate e pele de urso com faixa de cardo verde.

Continue lendo
Propaganda
Propaganda
Propaganda

Últimas Notícias