Conecte-se conosco

Brasil

Livro discute a importância de líderes humanizados para formação de equipes psicologicamente seguras em ambientes corporativos

Publicados

em

Líder humano gera resultados’, escrito pela executiva Ligia Costa, dialoga sobre a urgência em transformar o atual cenário de crises no universo empresarial com uma liderança mais compassiva

O livro Líder humano gera resultados chega às livrarias no dia 6 de outubro. Escrito pela executiva Ligia Costa e publicado pela Editora Gente, este é um trabalho sem paralelo na área no Brasil. Repleto de depoimentos e cases de sucesso, o livro traz um debate inovador e profundo sobre o mundo corporativo da atualidade. A partir de um cenário real de crises, a autora discute sobre a necessidade de lideranças mais inclusivas e compassivas, com benefícios significativos para a saúde corporativa, tendo como consequência resultados positivos para as empresas.

“Por que este livro?”. A resposta para esta pergunta é embasada em pesquisas e na experiência de Ligia Costa ao longo de 20 anos no ambiente corporativo. “Existe uma crise de consciência nas lideranças. Desde 2018, a principal causa de afastamento nas empresas está relacionada a transtornos mentais. Lideres tóxicos promovem relações tóxicas. Em 2019, a Gallup Brasil, em uma pesquisa com 12 mil funcionários, já reportava que 48% dos executivos sentiam exaustão ‘às vezes ou sempre’ em seu ambiente de trabalho. A falta de equidade de gênero também impacta nestes números. Hoje, em setembro de 2021, após vinte meses de pandemia, estes números não apenas aumentaram, como a saúde mental e o retrocesso da participação da mulher no ambiente de trabalho passaram a ser temas relevantes para a sustentabilidade das empresas”, afirma. “Neste cenário, as pessoas precisam mudar e, por esta razão, existe este livro. A necessidade de transformação do líder humano é urgente”, reforça.

Segundo Ligia, as empresas chegaram ao auge da desconexão, da falta de significado e da superficialidade no mundo corporativo. No livro, a autora mostra os reflexos desta realidade. Com base na Pesquisa Nacional de Saúde realizada pelo IBGE, ela destaca que 16,3 milhões de pessoas com mais de 18 anos têm depressão no Brasil. “Somos o país com mais deprimidos na América Latina, com 5,8% da população sofrendo com a doença”, destaca. As estatísticas não param por aí. Ligia revela que o burnout, síndrome do esgotamento profissional que se instaura em situações de exaustão no ambiente profissional, afeta 32% dos trabalhadores brasileiros, de acordo com a Stress Management Association.

“Como transformar este cenário?” Para Ligia, “o primeiro passo para mudar é decidir que não se deseja permanecer onde está”. A mudança, segundo ela, passa por atitudes e escolhas e também por uma mentalidade estratégica ampliada por parte das empresas. “Para formação de líderes humanizados, precisamos da ampliação de consciência dos indivíduos.” Neste sentido, a publicação convida o leitor a refletir sobre estilos de liderança, e o desenvolvimento de novas competências do Líder Humano, como humanidade, presença, coragem, inclusão, interconexão e compaixão.

Neste livro bem construído, a autora propõe, após a leitura de cada capítulo, vários exercícios direcionados a gestores e colaboradores, que também podem ser feitos por pessoas que não estejam no dia a dia do mundo corporativo. São práticas de meditação, com instruções no próprio livro ou acessadas por QR Code no site da publicação. Há também escritas reflexivas baseadas no Journaling, técnica utilizada para escrever “sem filtros”. Como prática, Ligia propõe ainda a “multiplicação da conversa”, que consiste em dialogar com as equipes, sugerir o debate a partir das redes sociais e exercitar a mentoria.

Sobre a autora
Ligia Costa é escritora, palestrante e pesquisadora.

Fundadora do Thank God it’s Today, agência dedicada a desenvolvimento humano e promoção de Inteligência Emocional e Mindfulness para equidade de gênero, diversidade e inclusão, é precursora no Brasil do Movimento Liderar com Amor Gera Lucros.

Graduada em Marketing pela Universidade Mackenzie, com pós-graduação em Gestão Organizacional e Relações Públicas pela ECA-USP. Também é certificada em Mindfulness pelo Centro de Felicidade do Butão.

Professora na Escola de Economia de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas (FGV/ESSP), tem no currículo certificação em Neurociências, Inteligência Emocional e Mindfulness pelo instituto SIYLI, criado no Google, na Califórnia, e reconhecido em mais de 50 países com programas e eventos direcionados a dezenas de milhares de profissionais.

Com atuações destacadas na LucasArts, de George Lucas, no Vale do Silício, Estados Unidos, trabalhou durante 18 anos como executiva em multinacionais. Teve passagens por grandes empresas, como Ogilvy Mather, Neogama BBH e Brasil Telecom. Dirigiu o marketing do Yahoo para a América Latina, liderando equipes em oito países.

Em 2012, Ligia Costa foi eleita executiva em tecnologia destaque pelo jornal Valor Econômico.

Brasil

Covid-19: chega ao fim estado de emergência em saúde pública no Brasil

Publicados

em

Segundo o governo, nenhuma política pública de saúde será interrompida

Chegou ao fim, neste domingo, 22, o estado de Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional (Espin), decretado em função da pandemia de Covid-19 no Brasil.

A portaria com a decisão foi assinada pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, em 22 de abril, e previa prazo de 30 dias para que estados e municípios se adequassem à nova realidade.

A decisão do governo brasileiro foi tomada com base do cenário epidemiológico mais arrefecido e o avanço da Campanha de Vacinação no país. Segundo o Ministério da Saúde, apesar da medida, nenhuma política pública de saúde será interrompida.

“A pasta dará apoio a estados e municípios em relação à continuidade das ações que compõem o Plano de Contingência Nacional”, garantiu o governo.

Histórico
No último dia 12 de maio, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) prorrogou, a pedido do Ministério da Saúde, o prazo de validade das autorizações para uso emergencial de vacinas contra covid-19, que deixariam de ser usadas na campanha de vacinação contra a doença com o fim do Epin. A medida vale também para medicamentos que só deveriam ser usados durante a crise sanitária. Segundo a decisão da Diretoria Colegiada da Anvisa, as autorizações permanecerão válidas por mais um ano.

No mesmo dia, a Anvisa alterou a resolução que permite a flexibilização das medidas sanitárias adotadas em aeroportos e aeronaves, em virtude do encerramento do estado de emergência. Entre as mudanças, estão a retomada do serviço de alimentação a bordo e permissão para retirada de máscaras para se alimentar, durante o voo.

Segundo o Ministério da Saúde, o governo federal empenhou quase R$34,3 bilhões para a compra de cerca de 650 milhões de imunizantes contra a Covid-19.

“Por conta da vacinação, o Brasil registra queda de mais de 80% na média móvel de casos e óbitos pela Covid-19, em comparação com o pico de casos originados pela variante Ômicron, no começo deste ano. Os critérios epidemiológicos, com parecer das áreas técnicas da pasta, indicam que o país não está mais em situação de emergência de saúde pública nacional”, ressaltou o Ministério em nota.

Publicado em 22/05/2022 – 10:55 Por Karine Melo – Repórter da Agência Brasil – Brasília

Continue lendo

Brasil

Prazo de convocação de candidatos do Fies termina nesta quinta-feira

Publicados

em

Há 66,5 mil vagas no primeiro processo seletivo do ano

O prazo para a convocação dos candidatos inscritos na lista de espera para o primeiro processo seletivo de 2022 do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) termina às 23h59 (horário de Brasília) da próxima quinta-feira, 26.

No total, foram ofertadas 66,5 mil vagas no primeiro processo seletivo de 2022 do Fies e, segundo o Ministério da Educação (MEC), para todo o ano de 2022 serão 110 mil vagas. Inicialmente, a convocação seria feira até o dia 4 de maio.

De acordo com o MEC, a decisão de ampliar o prazo final de convocação da lista de espera do Fies 2022/1 tem como objetivo promover maior ocupação das vagas ofertadas pelo programa. Além disso, nesta edição não será realizado o processo de preenchimento de vagas remanescentes, o que também contribuiu para a prorrogação da data.

O que é o Fies

O Fies é um programa do MEC que concede financiamento a estudantes em cursos superiores não gratuitos ofertados em instituições de ensino que aderiram ao programa. Para concorrer a uma das oportunidades do Fies, é preciso ter participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir da edição de 2010.

Continue lendo

Brasil

6ª Edição da Feira Virtual de Estágios e Empregos oferece mais de 150 mil oportunidades em 72 horas de programação 

Publicados

em

Com a participação de grandes empresas, evento organizado pela Wyden terá lives sobre carreiras e últimas tendências do mercado de trabalho
 

Entre os dias 24 a 26 de maio, milhares de pessoas poderão participar gratuitamente de mais uma edição da Feira Virtual de Estágios e Empregos realizada pela Wyden. Durante 72 horas de evento serão ofertadas mais de 150 mil vagas em grandes empresas de todo o Brasil, em oportunidades presenciais, hibridas ou remotas e ainda oportunidades com e sem exigência de diploma. Além de alunos e ex-alunos, poderão se inscrever estudantes de outras instituições, profissionais que buscam recolocação ou quem deseja estar antenado às tendências do mercado de trabalho. Para acessar o conteúdo, os interessados devem fazer o pré-cadastro por meio deste link.
 

A programação ainda conta com temas relevantes em todas as áreas do conhecimento como: o impacto das tecnologias nas carreiras, autodesenvolvimento, diversidade e inclusão, e empreendedorismo, dentre outros. Ainda será possível ficar por dentro das tendências em processo seletivo on-line e conhecer as carreiras que estão em evidência em 2022.  Participarão dos painéis empresas como Microsoft, TIM, Delloite, Sony, DASA, Ambev, Rock in Rio.

“Nessa edição do evento queremos encorajar os nossos alunos. Mostrar que mesmo com todas as adversidades existe sim vagas e oportunidades. No evento será possível conversar com o RH de mais de 50 empresas e também assistir às 12 lives que darão ferramenta para que o aluno possa se preparar para os processos seletivos, além de ter informações sobre o mercado. Destaque aqui para as áreas de TI e saúde e estão com muitas vagas abertas”, destaca Fernanda Vio, gerente nacional de Carreiras e Parcerias da Wyden.

Durante 72 horas os participantes poderão se candidatar às vagas em uma plataforma de oportunidades profissionais que já conta com mais de 50 empresas confirmadas como Infojobs, Pepsico, IBM, Gerdau, Americanas, Banco Santander, Mcdonald’s, UnitedHealth Group, Unimed, Amazon, Sony Music, Ambev, entre outras.

 

Imagem : Fernanda Vio, gerente nacional de Carreiras e Parcerias da Wyden. Divulgação.

A Feira é a oportunidade ideal para aumentar as chances individuais no mercado de trabalho. “A iniciativa fará com que cada participante aumente seu network com as grandes organizações — companhias nacionais e multinacionais — e que possa conferir as tendências e inovações em suas áreas de atuação”, completa Fernanda.

Com 12 estandes, painéis e mais de 50 empresas participantes, a programação da 6ª edição da Feira Virtual de Estágios e Empregos da Wyden promete superar as expectativas em relação ao ano anterior, auxiliando milhares de pessoas a potencializar a carreira e obter uma vaga.

Continue lendo
Propaganda
Propaganda
Propaganda

Últimas Notícias