Conecte-se conosco

Brasil

Internado há uma semana com Covid-19, Branco é extubado em UTI de hospital do Rio de Janeiro

Redação Gazeta Regional

Publicados

em

Internado há uma semana com Covid-19, o coordenador da seleção brasileira masculina de base, da CBF, Branco, foi extubado na UTI do hospital Copa Star, na zona sul no Rio, nesta tarde de terça-feira. O ex-jogador apresentou melhora no quadro depois da necessidade de intubação no fim da semana passada.

O único boletim do hospital, divulgado na sexta passada, informava que o ex-jogador estava sedado e respirando com ajuda de aparelhos de ventilação mecânica. Nos últimos dias, o quadro de saúde de Branco se manteve estável – o que era um bom sinal de reação do ex-jogador de 56 anos.

Na medida do possível, seguindo as regras de visitação a pacientes com Covid-19, o tetracampeão do mundo em 1994 recebeu visitas de familiares nos últimos dias. Branco deu entrada no hospital no dia 16 de março, terça-feira, com sintomas de covid e foi internado, em seguida.

Como jogador, Branco foi tetracampeão mundial pela seleção brasileira em 1994, e campeão da Copa América em 1989. Pelo Fluminense, conquistou o título do Campeonato Brasileiro e foi tricampeão carioca nos anos 1980.

Continue lendo

Brasil

Santander cresce 74% em home equity no 1º trimestre

Redação Gazeta Regional

Publicados

em

O Santander Brasil fechou o primeiro trimestre de 2021 com crescimento de 74% no volume de contratações de crédito com garantia de imóvel. Líder em originação de home equity, com 25% de participação no mercado, o Santander alcançou R$ 2,6 bi de saldo em carteira. O Banco estima que, nos próximos meses, a modalidade deve seguir com crescimento.

“O crédito com garantia de imóvel oferece liberdade e facilidade ao contratante, permitindo que uma conquista já alcançada abra portas para realizar um sonho futuro. Além disso, por utilizar o imóvel como garantia, oferece as melhores condições entre as linhas e produtos de empréstimo para uso do recurso sem destinação específica”, conta o superintendente de Negócios Imobiliários para Pessoa Física do Santander Brasil, Rafael Ursaia.

Com taxas fixas a partir de 0,95% ao mês, sem correção, o crédito com garantia de imóvel do Santander permite ao cliente contratar este crédito utilizando seu imóvel próprio ou de terceiros, a partir de R$ 30 mil e até 60% do valor do imóvel, com prazo de até 20 anos. Também é possível optar por não pagar uma parcela integral no ano, quitando nesse período apenas os prêmios do seguro. “Nossa esteira é muito rápida e, com o dinheiro, o cliente pode quitar empréstimos mais caros, se reorganizar financeiramente, reformar a casa, abrir um negócio ou investir em estudos, por exemplo”, completa o executivo.

Continue lendo

Brasil

Conheça os 5 golpes cibernéticos mais comuns direcionados a adolescentes e saiba como se proteger

Redação Gazeta Regional

Publicados

em

ESET analisa cinco modelos de ameaças que os criminosos usam para induzir e roubar dinheiro e dados pessoais de adolescentes na Internet

Embora os adolescentes não sejam tão impressionáveis ​​quanto as crianças, eles ainda podem estar sujeitos a várias influências externas. Nesse sentido, é possível que eles sejam mais confiáveis ​​e por isso possam se tornar alvo de golpistas que buscam enganá-los e ficar com seu dinheiro ou dados pessoais.

A ESET, empresa líder em detecção proativa de ameaças, analisou alguns dos golpes mais comuns direcionados aos jovens e traz algumas dicas, abaixo, sobre como evitar cair nas armadilhas, mantendo a segurança no ambiente digital.

  1. Golpes nas redes sociais: como as redes sociais ocupam muito espaço na vida da maioria dos adolescentes, é natural que os golpistas tentem direcioná-los onde passam a maior parte do tempo. Um dos métodos mais comuns que os criminosos usam é vincular manchetes chamativas de celebridades. No entanto, quando o usuário clica neste link, ele é redirecionado para um site malicioso. Como alternativa, os golpistas podem tentar entrar em contato com suas vítimas diretamente por meio de mensagens convidando-as a participar de concursos ou sorteios, mas, novamente, o link compartilhado provavelmente redirecionará o adolescente para um site fraudulento que infectará seus dispositivos com malware ou tentará roubar informações confidenciais em formação.
  2. Grandes descontos em itens e produtos que geralmente são caros: para tornar suas ofertas atraentes para os adolescentes, os golpistas tentam oferecer marcas e produtos que sejam consumidos por eles, como tênis de edição limitada, roupas de marca que costumam ser muito caras para um salário médio ou emprego de meio período ou lojas online falsas. O engano consiste em criar um site de varejo falso que oferece uma grande variedade desses produtos. Assim que alguém fizer uma compra nesses sites, receberá um produto falso ou não receberá absolutamente nada. E, na pior das hipóteses, se a vítima compartilhou os detalhes do cartão de crédito, os cibercriminosos vão acumular taxas e limpar a conta bancária.
  3. Bolsa de estudos: os golpistas tentam tirar proveito dos alunos que buscam esse tipo de ajuda financeira criando bolsas de estudo falsas, que podem assumir várias formas. Por exemplo, esses falsos programas de bolsas de estudo muitas vezes exigem que o indivíduo pague uma “taxa de inscrição”. Porém, a bolsa não existe e o golpista vai acabar ficando com o dinheiro dado. Como alternativa, o golpe pode consistir em uma bolsa de estudos que a pessoa ganhou por meio de uma loteria. Nesse caso, o aluno também deverá pagar uma “taxa de processamento” ou uma “taxa de desembolso” justificando esse pagamento devido aos custos tributários, mas no final o resultado é o mesmo.
  4. Golpes de emprego: ser adolescente com múltiplos interesses, como ir a shows, viajar ou mesmo ser independente, não é fácil, principalmente porque muitas vezes você não tem dinheiro para realizar essas atividades. Para atingir os jovens que procuram emprego, os cibercriminosos criam ofertas de emprego falsas que muitas vezes parecem boas demais para ser verdade. Os golpistas publicam essas ofertas de em fóruns de empregos legítimos e, normalmente, oferecem posições que permitem que você trabalhe em casa e ganhe um salário substancial. No entanto, o objetivo final é obter informações pessoais das vítimas e, em seguida, usar esses dados em várias atividades ilícitas, como abrir contas bancárias em nome de suas vítimas ou usar suas identidades para falsificar documentos.
  5. Fraudes românticas: os aplicativos e plataformas de namoro online se tornaram locais de caça para criminosos que realizam os chamados “golpes românticos”. No entanto, esses golpistas não se limitam apenas a sites de namoro. Eles frequentemente procuram suas vítimas nas redes sociais e se comunicam com elas por meio de mensagens privadas. O engano é baseado em se passar por uma pessoa que a vítima considera atraente. Então, o golpista constrói um vínculo de confiança com sua vítima até que atinja seu objetivo final: roubar seu dinheiro. Infelizmente, em alguns casos, os cibercriminosos usam táticas de manipulação, como solicitar fotos íntimas e, em seguida, extorquir as vítimas para que paguem, ameaçando revelar essas fotos a seus entes queridos e ao público se elas não pagarem.

Embora os golpes contra adolescentes ocorram em grande escala, a ESET compartilha maneiras de se proteger contra eles:

Se você se deparar com uma oferta de emprego que lhe pareça tentadora, mas tiver dúvidas, faça uma busca rápida no site da empresa que oferece o suposto emprego para ver se surge algo suspeito. Além disso, lembre-se de fornecer informações pessoais para fins salariais somente após ter sido contratado.
Um conselho semelhante se aplica no caso de bolsas de estudo: se você estiver procurando por uma, certifique-se de verificar se a organização que oferece a bolsa é legítima fazendo uma pesquisa na web ou entrando em contato diretamente com seus escritórios. E nunca pague qualquer tipo de taxa de “processamento” ou “adiantamento” sem antes falar com o estabelecimento.
Uma das regras de ouro da Internet é: “Se parece bom demais para ser verdade, provavelmente não é verdade”. Então, quando você se depara com um produto de edição limitada a um preço surpreendentemente baixo, é muito provável que seja uma farsa. Se você ainda estiver intrigado, consulte o fabricante diretamente e investigue para verificar sua autenticidade.
Se você receber uma mensagem não solicitada de alguém que você não conhece, tome cuidado, especialmente se for uma oferta questionável ou contiver um link. Em qualquer caso, a melhor opção é ignorar a mensagem e lembrar: nunca clique em um link enviado por um estranho.
Caso um estranho esteja tentando iniciar contato e, após algumas mensagens, começar a professar seu amor, preste atenção. Uma busca rápida pelas imagens reversas dessa pessoa deve ser o suficiente para descobrir se ela está se passando por alguém ou não.

“Independentemente da idade, como usuários é importante estarmos atentos às mensagens que recebemos, não inserir nossos dados em sites desconhecidos ou acessar links suspeitos. Dedicar alguns minutos para analisar o processo, refletir e revisar os sites e as informações solicitadas é essencial. Conhecer os riscos a que está exposto, atualizar os aplicativos, ter uma solução de segurança nos diversos dispositivos e aplicar o bom senso na interação online permitirá que você evite cair em qualquer tipo de engano”, comenta Cecilia Pastorino, pesquisadora do Laboratório da ESET na América Latina.

Sobre a ESET
Desde 1987, a ESET® desenvolve soluções de segurança que ajudam mais de 100 milhões de usuários a aproveitar a tecnologia com segurança. Seu portfólio de soluções oferece às empresas e consumidores de todo o mundo um equilíbrio perfeito entre desempenho e proteção proativa. A empresa possui uma rede global de vendas que abrange 180 países e possui escritórios em Bratislava, San Diego, Cingapura, Buenos Aires, Cidade do México e São Paulo. Para mais informações, visite www.eset.com/br ou siga-nos no LinkedIn, Facebook e Twitter.

Continue lendo

Brasil

Caixa anuncia redução das parcelas de financiamento habitacional para auxiliar clientes na crise

Redação Gazeta Regional

Publicados

em

Clientes que solicitarem poderão ter até 75% de redução da parcela mensal por período determinado. Beneficiários do Auxílio Emergencial ou do Seguro Desemprego poderão suspender temporariamente o pagamento das parcelas

O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, anunciou nesta segunda-feira, 07, que o banco irá oferecer redução de até 75% no valor das parcelas de financiamento habitacional, por prazo limitado, para auxiliar os clientes em meio à atual crise financeira. Além disso, beneficiários do Auxílio Emergencial ou do Seguro Desemprego poderão contar com uma “pausa” no pagamento das parcelas.

De acordo com Guimarães, a solicitação de redução da parcela deverá ser feita pelo App Habitação Caixa. O desconto será concedido por prazo determinado, conforme o percentual concedido:

redução de até 25% da prestação por até 6 meses;
redução de 25% a 74,99% da prestação por até 3 meses;
e redução acima de 75% da prestação, mediante comprovação da perda de renda e avaliação pela Caixa.

Para ter acesso a até 74,99% de desconto por até 3 meses não será necessário qualquer tipo de comprovação ou análise. Já os clientes que desejarem mais de 75% de desconto precisarão comprovar que perderam renda e serão submetidos a uma avaliação.

Ao final do prazo estabelecido, a cobrança volta ao valor normal e os desconto concedidos serão cobrados, proporcionalmente, até o final do contrato. O banco enfatizou que “a taxa de juros e o prazo contratados inicialmente não sofrem alteração” mediante a concessão do desconto nas parcelas.

Suspensão de parcelas
Já a suspensão do pagamento das parcelas para quem estiver recebendo o Auxílio Emergencial em 2021 ou o Seguro Desemprego deverá ser solicitada pelo App Habitação Caixa ou por meio do telefone 0800-104-0104.

A pausa da cobrança será feita pelo prazo de até 6 meses. “Essas medidas proporcionam às famílias a possibilidade de se reorganizarem para voltar a pagar integralmente a prestação mensal”, destacou a Caixa em comunicado à imprensa.

Continue lendo

Últimas Notícias