Conecte-se conosco

Campinas

Fiscalizações em Campinas geram interdição, multa e estabelecimentos fechados

Redação Gazeta Regional

Publicados

em

Em ações de fiscalização do Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa) de Campinas, na tarde e na noite de sexta-feira, 26, uma clínica médica foi multada, e um bar e tabacaria foi interditado. Mais de 20 estabelecimentos foram fiscalizados na cidade para o controle e prevenção da Covid-19. De acordo com a Prefeitura, as ações ocorreram a partir de denúncias.

Mais sobre as ações
As equipes percorreram o distrito de Nova Aparecida, na região Norte da cidade, para verificar denúncias em serviços de saúde, como clínicas médicas. Também realizaram uma ronda para identificar Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs) que não estariam regularizadas e/ou cadastradas nos órgãos municipais.

Uma clínica médica popular foi autuada por não manter o distanciamento preconizado entre os guichês de atendimento. Não foi identificado local de abrigamento de idosos desconhecido.

A Vigilância em Saúde ressalta que a população pode ajudar na identificação de entidades que abrigam idosos e que ainda não receberam uma equipe de vacinação. As informações podem ser fornecidas pelo telefone 156.

Já na ação noturna, foram fiscalizados 19 estabelecimentos com atividades distintas, como lanchonetes, mercados, lojas de sapatos e de roupas, cafeterias, lojas de suplementos alimentares e de produtos naturais, bares, food trucks e pet shop.

Um bar e tabacaria foi interditado por desrespeitar a regra que estabelece o funcionamento apenas de serviço essencial e também infringir as regras por falta de uso de máscaras por funcionários e clientes, compartilhamento de narguilé entre clientes e aglomeração de pessoas. O local apresentava alto risco de transmissão da Covid-19.

Na ação noturna, os fiscais percorreram os bairros Nova Europa, Swiss Park, Jardim do Trevo e Jardim Campos Elíseos. A força-tarefa começou com as equipes da Vigilância Sanitária e Guarda Municipal e, após as 20h, houve o reforço da equipe da Secretaria Municipal de Planejamento e Urbanismo.

As ações foram planejadas para atender denúncias recebidas pelo Sistema 156 e pelo 0800-771 3541, canal de denúncias Estadual. Além disso, também foram fiscalizados outros estabelecimentos no trajeto.

Com a inclusão de Campinas na fase emergencial do Plano São Paulo, as ações da Vigilância Sanitária e demais órgãos de fiscalização têm sido intensificadas no município. Mas a Prefeitura ressalta que é fundamental a participação da população nas denúncias. Festas e eventos estão proibidos. É importante ficar em casa o maior tempo possível e só sair para atividades essenciais.

Toque de recolher
Nas fiscalizações do toque de recolher, determinado das 20h às 5h, os agentes de segurança abordaram 340 veículos na noite de sexta-feira, 26. Na ação, também houve fiscalização de 93 estabelecimentos comerciais, sendo que 11 foram fechados e três foram lacrados. Também foi feita orientação a 351 pessoas.

A ação foi realizada nas avenidas Andrade Neves e Francisco Glicério, na rua Benjamin Constant, avenidas Orozimbo Maia e Lix da Cunha. Participaram da operação a Guarda Municipal, a Polícia Militar e a Emdec.

A medida vale até o final da fase emergencial, que foi prorrogada até dia 11 de abril. Durante este período, só é permitida a circulação de pessoas que comprovem atuar em atividades essenciais como hospitais e farmácias.

Continue lendo

Campinas

Prefeitos da RMC decidem liberar entrega rápida para o comércio

Redação Gazeta Regional

Publicados

em

Os prefeitos da Região Metropolitana de Campinas (RMC) decidiram nesta sexta-feira, 09, liberar o uso do sistema “takeaway”, ou seja, a entrega rápida de produtos nos restaurantes e lojas de todo o comércio nas 20 cidades que compõem o bloco regional. A decisão foi tomada, por unanimidade, durante reunião virtual do Conselho.

“O comércio tem sofrido muito durante esse período de maior restrição da pandemia e ele não é o responsável pela maior disseminação do coronavírus, e sim as grandes aglomerações provocadas por festas clandestinas. Por isso, essa decisão dos prefeitos no Conselho da RMC é muito importante pra ajudar a reduzir o impacto financeiro para todo o comércio das cidades”, explica o prefeito de Jaguariúna, Gustavo Reis, que é o presidente do Conselho de Desenvolvimento.

Durante a reunião, os prefeitos relataram uma redução considerável nos números de casos e internações por Covid-19, com consequente diminuição da pressão sobre a ocupação de leitos, inclusive os de UTI. “O cenário, no entanto, ainda é de preocupação e requer cuidados”, diz Gustavo Reis. Os chefes do Executivo também cobraram do Estado uma distribuição mais equânime das doses de vacina aos municípios da região, que leve em conta o número de habitantes das cidades.

Continue lendo

Campinas

Fila de espera por leitos Covid-19 em Campinas diminui 56% em uma semana

Redação Gazeta Regional

Publicados

em

Metrópole registra 78 pacientes à espera de leitos de UTI e enfermaria nesta terça, enquanto total era de 181 no dia 30 de março

A fila de espera por leitos Covid-19 em Campinas diminuiu 56% em uma semana, segundo a prefeitura. Dados divulgados na tarde desta terça-feira, 06, mostram que 78 moradores aguardam transferência para leitos de UTI e enfermaria, enquanto que em 30 de março o total era de 181.

Durante uma transmissão por redes sociais, a Secretaria de Saúde apresentou dados que mostram redução da circulação do vírus na metrópole, o que reflete efetividade das medidas restritivas para elevar o distanciamento social. O índice que estava estimado no dia 7 de março em 1,15 (oscilação entre 1,04 e 1,26) diminuiu gradativamente até 28 de março e foi para 0,82 (variação entre 0,65 e 1,02).

Valores maiores que 1 indicam que o número de novos casos está em expansão, e neste caso a prefeitura considera a evolução da curva para avaliar que o patamar de 1, dentro do intervalo de confiança, pode ser interpretado como “lento declínio”, em vez de uma expansão da pandemia.

“Os números dos atendimentos nas unidades básicas [pacientes com sintomas gripais] também diminuíram e isso prova que as medidas adotadas foram amargas, difíceis, mas efetivas. Nós não podemos comemorar, não podemos soltar foguetes, mas a situação está menos pressionada que há uma, duas semanas atrás”, destaca o prefeito, Dário Saadi (Republicanos).

A avaliação ocorreu após a prefeitura também publicar um novo boletim epidemiológico e indicar 69 novas mortes por Covid-19, recorde para uma divulgação em 24 horas, o que elevou o total para 2.526 desde o início da pandemia. Foram indicados mais 313 infectados, e soma em 83.159.

A administração, contudo, ressalta que as pessoas foram infectadas, em média, há 35 a 40 dias. “Estamos começando a equilibrar o jogo”, afirma o secretário de Saúde, Lair Zambon, ao reiterar que todos os esforços preventivos devem ser mantidos por mais algum tempo para melhoria do quadro.

Continue lendo

Campinas

Falece o proprietário da rede PetCamp

Redação Gazeta Regional

Publicados

em

Ciro deixa sua esposa, dona Sonia, os filhos Luana, Vitor e Bruno e netos

Faleceu nesta segunda-feira, 05, o proprietário da rede PetCamp, Ciro Leite. Ciro começou como empresário com uma distribuidora de ração e, depois, abriu a loja Só Ração, na Av. Aquidabã. Nascia ali a PetCamp, hoje uma das maiores redes regionais do setor, com quase 20 lojas em várias cidades.

De acordo com a assessoria da rede, Ciro faleceu de Covid-19.

Continue lendo

Últimas Notícias