Conecte-se conosco

São Paulo

Haddad, Tarcísio e Rodrigo trocam acusações em 1º debate para o Governo de SP

Publicados

em

Candidatos a governador nacionalizaram embate na Band com provocações sobre Lula e Bolsonaro

O primeiro debate na TV da eleição para o Governo de São Paulo opôs os três candidatos mais bem colocados nas pesquisas, Fernando Haddad (PT), Tarcísio de Freitas (Republicanos) e Rodrigo Garcia (PSDB), e teve trocas de acusações sobre histórico de atuação e padrinhos políticos.

Promovido pela Band neste domingo, 07, o programa combinou discussões sobre questões estaduais e tentativas de associação aos favoritos da corrida presidencial, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o presidente Jair Bolsonaro (PL) —aliados, respectivamente, de Haddad e Tarcísio.

O petista e o bolsonarista trocaram ataques logo no início, depois que Tarcísio se referiu ao rival como pior prefeito da história de São Paulo. Haddad retrucou com uma associação do adversário a Bolsonaro. Ele sugeriu que o presidente tenha sido um genocida por sua atuação na pandemia de Covid-19.

O clima alternou instantes de maior tensão entre os postulantes, alguns acompanhados por gritos e aplausos da plateia, e momentos de debate sobre propostas. Haddad, um dos mais interrompidos, chegou a pedir respeito do auditório e criticar o “tom de agressividade” de Tarcísio.

Os outros dois candidatos do debate, Vinicius Poit (Novo) e Elvis Cezar (PDT), usaram o espaço para se apresentarem ao eleitorado. Poit reforçou sua imagem de defensor do liberalismo e antipetista, enquanto Cezar frisou sua experiência como prefeito de Santana de Parnaíba (SP).

De acordo com a última pesquisa Datafolha, do fim de junho, Haddad lidera a corrida ao Palácio dos Bandeirantes com 34%. Em seguida, há um empate entre Tarcísio e Rodrigo, ambos com 13%. Poit e Cezar têm 1% cada um.

Dando o tom nacional que a campanha paulista promete assumir, o principal embate se deu entre Haddad e Tarcísio.

Ao fim de uma pergunta, no primeiro bloco, Tarcísio pediu que o telespectador procurasse no Google “quem foi o pior prefeito de São Paulo”, em uma provocação a Haddad.

Em julho de 2016, o Datafolha mostrou que Haddad teve a pior avaliação para o momento desde Celso Pitta, com 48% de rejeição, 14% de aprovação e 35% de regular. Pitta tinha 7% de aprovação com o mesmo tempo de governo.

O petista então pediu que as pessoas procurassem “genocida”, numa referência a Bolsonaro e ao negacionismo científico do presidente na crise de saúde.

“Quem matou mais de 600 mil brasileiros por não ter comprado a vacina”, rebateu Haddad, criticando o adversário, que mencionara Deus em sua primeira fala.

“Eu lamento você na sua primeira resposta já vir com esse tom de agressividade, falando em Deus. Deus é paz, é amor. Deus é vida e proteção da vida. Você está chegando agora em São Paulo e eu te dei as boas-vindas. […] Mas se adeque ao nosso padrão de civilidade”, disse o petista. Tarcísio é criticado por ser nascido no Rio de Janeiro e ter atuação fora de São Paulo.

Para se caracterizar como um candidato conservador, Tarcísio iniciou o debate agradecendo a Deus pela vida e expressando gratidão à sua família pelo suporte.

Ele também mencionou Bolsonaro ao responder sobre educação, lembrando que o governo federal perdoou dívidas do Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies).

Já Rodrigo, que é o atual governador e busca a recondução, mencionou sua atuação com Mário Covas (PSDB) e outros ex-governadores —mas sem citar João Doria (PSDB), de quem herdou a cadeira —o tucano renunciou ao cargo em março com a intenção de disputar a Presidência, plano que acabou frustrado.

O candidato à reeleição reagiu às associações de seu nome a Doria, explorada pelos adversários por causa da rejeição ao ex-governador.

Tarcísio disse: “Vou fazer minha pergunta para o candidato do Doria, Rodrigo Garcia: e o Doria, seu padrinho, onde ele está?”.

“Tarcísio, quem precisa de padrinho aqui é você. Eu sou candidato da minha história. Eu tenho mais de 24 anos dedicados a São Paulo […]. Até ano passado vocês estavam escolhendo o estado em que você iria disputar a eleição, que teu chefe queria Mato Grosso ou Goiás”, rebateu Rodrigo, em referência a Bolsonaro.

Haddad e Tarcísio repetiram críticas idênticas a Rodrigo, falando de aumento de impostos na pandemia e de obras paradas no metrô. O governador passou a responder que “São Paulo ainda tem desafios, mas é o melhor estado do Brasil”.

O governador ainda criticou a falta de investimentos de Tarcísio como ministro da Infraestrutura em São Paulo. E voltou a fugir da polarização nacional: “São Paulo não quer ir para esquerda ou direita, quer ir para frente”.

Rodrigo, porém, evitou citar Doria. Ele mencionou governadores tucanos passados, como Covas, Geraldo Alckmin e José Serra, mas se referia a “nosso governo” em vez de falar o nome de Doria. Alckmin, aliás, agora no PSB e aliado de Haddad, foi lembrado tanto pelo petista como por Rodrigo.

“Em 28 anos governado São Paulo, é impossível não fazer”, disse Haddad a respeito das obras tucanas elencadas pelo governador.

Haddad tampouco citou Lula, mas fez alusões à sua atuação como ministro da Educação no governo do ex-presidente e como prefeito de São Paulo, assim como o pedetista Cezar exaltou sua experiência como prefeito de Santana de Parnaíba.

Haddad questionou Rodrigo sobre a saúde em São Paulo e disse que o Corujão da Saúde, de Doria, “é coisa de marketing”. O petista também afirmou que Rodrigo votou em Bolsonaro em 2018.

O ex-prefeito de São Paulo centrou suas falas na questão do emprego e da fome, criticando Bolsonaro e Rodrigo pelo salário-mínimo abaixo da inflação e prometendo fixá-lo em R$ 1.580 caso vença. “Para a economia rodar, tem que ter comida na mesa do trabalhador.”

Elvis enfatizou propostas para as mulheres empreendedoras, tema que também ganhou destaque na fala de Poit. O candidato do Novo fez questão de mencionar a vice Doris Alves, que foi guarda municipal.

Poit buscou se diferenciar dos demais ao dizer que não usa verba do fundo eleitoral em sua campanha e que é contra o toma lá, dá cá.

Em aceno ao eleitorado lavajatista, fez a promessa de “botar político corrupto na cadeia”. Também foi o que, num primeiro momento, mais atacou Lula e o PT, lembrando escândalos de corrupção e sugerindo conivência com a violência.

Sem citar nominalmente o ex-presidente, Poit se referiu a ele como ex-presidiário.

O candidato do Novo usou o espaço para reforçar propostas em torno do ideário liberal, do enxugamento de gastos públicos, do empreendedorismo e da busca de eficiência na administração. Durante o debate, seu nome foi o mais procurado entre os cinco candidatos no Google.

Poit foi duro com Tarcísio ao perguntar por que ele anda na companhia de “bandidos”, citando os aliados do bolsonarista Eduardo Cunha (PTB) e Valdemar Costa Neto (PL).

O bolsonarista não falou nos nomes dos apoiadores, apenas respondeu que terá um governo técnico e elencou feitos seus no governo federal.

“A gente vai montar um time técnico, não vai ter espaço para apadrinhamento político desqualificado. Vamos montar um time que vai fazer a diferença, com secretariado técnico, como eu aprendi com o presidente Bolsonaro, como eu fiz no Ministério da Infraestrutura”, disse.

Rodrigo aproveitou o embate entre Tarcísio e Haddad para reforçar seu mote contra a polarização. “Vocês observaram aqui que um fica batendo boca com o outro, é a briga ideológica, a briga política que só está prejudicando a sua vida. Eu não quero essa briga política para São Paulo, eu quero proteger São Paulo.”

Mas o governador também entrou em embates. Ao questionar Haddad sobre o Poupatempo, programa criado por Covas, ouviu do petista que o programa era bom, mas nada tinha a ver com o tucano, já que ele havia rompido com Covas para apoiar Paulo Maluf e Celso Pitta na eleição municipal de 1996.

“Quem foi lamber as botas do Maluf para se candidatar a prefeito de Rio Preto [quis dizer São Paulo, em 2012] foi você e o Lula, que visitaram Maluf na casa dele para pedir o apoio”, rebateu Rodrigo.

Atual ocupante do cargo, o tucano recebeu cobranças sobre políticas em andamento no estado, que é administrado pelo PSDB desde 1995.

Um dos principais temas do debate foi a segurança pública, o que engloba a cracolândia. De modo geral, os candidatos defenderam políticas públicas integradas. Poit criticou a alta ocorrência de roubos de celular, e Elvis citou o feminicídio, que está em queda na verdade.

Haddad lembrou de seu programa para a cracolândia, o Braços Abertos, enquanto Rodrigo exaltou sua Operação Sufoco que, segundo ele, deixou os indicadores de violência abaixo dos vistos em 2019, antes da pandemia.

Haddad e Tarcísio também divergiram sobre a privatização da Sabesp. O petista se disse contrário à proposta para a empresa de saneamento, mas afirmou que não se pode ter visão dogmática ao falar de privatização e estatização. “Tem empresas que podem e devem ser privatizadas”, disse.

Haddad afirmou que “a Sabesp não vai ganhar nada [com a privatização] e o consumidor vai ganhar menos ainda, porque vai ver a conta de água subir”.

Ele sugeriu aos eleitores que refletissem sobre o aumento de preços depois que as empresas de energia elétrica e telefonia passaram para a iniciativa privada no país.

Tarcísio foi evasivo sobre a privatização e disse que a questão precisa ser analisada “com cautela”, levando em conta parâmetros de desempenho e eficiência para medir o impacto na tarifa.

O bolsonarista afirmou que “a Sabesp é um patrimônio do estado de São Paulo” e prometeu antecipar de 2033 para 2027 a universalização do saneamento básico no estado.

Haddad teve ainda um embate direto com Rodrigo sobre obras inacabadas no estado. O tucano aproveitou o tema para associar o PT à Operação Lava Jato e ao sufocamento econômico de empreiteiras, que, segundo ele, passaram a abandonar obras em andamento, algumas em parceria com prefeituras.

“Estamos até hoje pagando o preço da crise que o PT deixou lá no governo federal, o Brasil afundando, e infelizmente a Covid também acelerou esse processo”, disse o candidato à reeleição.

Ele também criticou o petista por ter deixado “muitos esqueletos aqui na cidade” de São Paulo quando era prefeito, como hospitais e outras unidades de saúde.

Haddad afirmou que o governo estadual tem dinheiro em caixa e é inexplicável não concluir obras. Ele aproveitou o tema para criticar o ex-governador Doria, de quem Rodrigo era vice até assumir o governo, pelo aumento de impostos durante a pandemia.

No enfrentamento, o tucano resgatou a derrota que Haddad sofreu em 2016 ao concorrer à reeleição para a prefeitura e disse que o petista perdeu a disputa não só para Doria, mas também para o total de votos nulos e brancos.

Os candidatos estavam acompanhados no estúdio por assessores e aliados. A vice de Haddad, Lúcia França (PSB), e o marido dela, o ex-governador Márcio França (PSB), que concorrerá ao Senado na chapa, estavam na plateia, assim como a candidata a deputada federal Marina Silva (Rede).

O ex-ministro Marcos Pontes (PL), candidato a senador na chapa de Tarcísio, também compareceu. O ex-ministro Fábio Wajngarten, um dos integrantes da campanha de Bolsonaro, estava na emissora.

Filho do ex-prefeito Bruno Covas (PSDB), Tomás Covas se uniu à equipe de Rodrigo, assim como o prefeito da capital, Ricardo Nunes (MDB). Poit estava acompanhado do presidenciável do Novo, Felipe D’Avila.

A claque de apoio a Rodrigo aplaudiu e se manifestou ao longo do debate, apesar do pedido do apresentador Rodolfo Schneider para que não interferisse no andamento do programa. A certa altura, uma vaia dos tucanos a Haddad incomodou o petista, que pediu para ter seu tempo respeitado.

“O pessoal do Rodrigo toda hora tá…”, reagiu o ex-prefeito, em queixa ao mediador. “Eu gostaria que o Rodrigo falasse com a sua claque para respeitar as regras do debate”, disse, acrescentando que o grupo atrapalhava o andamento e prejudicava o eleitor interessado em ouvir as propostas.

Fonte: https://www1.folha.uol.com.br/poder/2022/08/haddad-tarcisio-e-rodrigo-trocam-acusacoes-em-1o-debate.shtml

Siga a Gazeta Regional por meio das Redes Sociais

Acompanhe o Facebook da Gazeta, Clique aqui!

Quer fica bem informado sobre o que acontece na sua cidade, bairro ou região? Então, siga as redes sociais da Gazeta Regional e fique por dentro das principais informações de sua região, Brasil e do mundo.

Taça Guaiquíca fase semifinal
Gazeta Regional

Gazeta Regional trazendo sempre o melhor conteúdo para você.

Gostou da novidade? Então, clique aqui para receber gratuitamente os principais conteúdos da Gazeta Regional no seu celular.

São Paulo

Save the Children expande seu programa para crianças em situação de vulnerabilidade com novo escritório no Brasil

Publicados

em

Organizações já apoiadas há 28 anos serão lideranças na luta pelos direitos básicos de crianças e adolescentes

A organização internacional de direitos das crianças Save the Children abre o seu primeiro escritório no Brasil, trabalhando com parceiros locais para levar a luta por direitos infantis ao topo da agenda nacional e melhorar as vidas impactadas pela violência, pobreza e mudanças climáticas.

LEIA TAMBÉM:

O novo escritório brasileiro, em São Paulo, irá se apoiar no trabalho já iniciado no Brasil pela Save the Children há mais de 20 anos, dando continuidade às suas colaborações com organizações nacionais para aprimorar o conhecimento local e implementar soluções para as crianças no país. O trabalho da Save the Children prioriza questões críticas como migração, educação, crise climática, segurança alimentar, desigualdade racial e de gênero e proteção.

Alessandro Tuzza, diretor do Save the Children Brasil, diz:
“Estabelecer este escritório é um empolgante marco para o nosso trabalho na América Latina e no Caribe. Save the Children tem apoiado organizações locais no Brasil por mais de 20 anos. Este novo escritório nos permitirá incrementar nossa colaboração com parceiros brasileiros e nossos esforços em advocacy. O Brasil, ranqueado como o sétimo país mais populoso do mundo, infelizmente também está entre os lugares mais violentos para crianças. Milhões de crianças estão expostas à pobreza e violência, assim como à evasão escolar, e vivem em áreas vulneráveis a riscos climáticos e ambientais. Ao colaborar com parceiros, governos e comunidades locais, buscamos realizar uma transferência de poder àqueles com conhecimento local e experiência prática nas comunidades. Juntos, podemos construir um ambiente mais eficaz para essas crianças, nos assegurando de que elas poderão prosperar e alcançar todo o seu potencial”.

As crianças no Brasil estão crescendo em meio a altos níveis de pobreza e violência, limitando seu acesso a serviços cruciais como saúde, educação e proteção, com o país classificado como o sexto mais violento do mundo, de acordo com dados recentes da ACLED.

Além desses desafios, a crise climática exerce forte impacto sobre as crianças brasileiras. Aproximadamente três em cada quatro crianças do país – que somam o impressionante número de 40 milhões de jovens – estão classificadas como vulneráveis à degradação ambiental e às mudanças climáticas.

Save the Children trabalha com parceiros locais no país desde o início dos anos 90 para ajudar a promover e defender os direitos das crianças. Ao reforçar e incrementar a sua presença local no Brasil, Save the Children busca fornecer ainda mais apoio e auxílio aos seus parceiros brasileiros enquanto constroem novas alianças para enfrentar os persistentes desafios encarados diariamente pelas crianças no país.

Siga a Gazeta Regional por meio das Redes Sociais

Acompanhe o Facebook da Gazeta, Clique aqui!

Quer ficar bem informado sobre o que acontece na sua cidade, bairro ou região? Então, siga as redes sociais da Gazeta Regional e fique por dentro das principais informações de sua região, Brasil e do mundo.

Deputa Federal Renata Abreu Visita Engenheiro Coelho
Jornal Gazeta Regional

Gazeta Regional trazendo sempre o melhor conteúdo para você.

Gostou da novidade? Então, clique aqui para receber gratuitamente os principais conteúdos da Gazeta Regional no seu celular. Tudo no conforto de suas mãos, em apenas um toque, você ficará muito bem informado. Quer saber mais sobre Notícias de Campinas e Região? Clique aqui

Continue lendo

São Paulo

Brew Festival celebra nove anos com edição especial St. Patrick’s Day em Valinhos

Publicados

em

Grande festa da cerveja artesanal acontece nos dias 02 e 03 de março, sábado e domingo, das 11h às 22h, no Parque Municipal “Monsenhor Bruno Nardini”; entrada é um quilo de alimento não-perecível

O Brew Festival está de volta a Valinhos, sua cidade de origem, para celebrar nove anos de sucesso. Um dos mais importantes, tradicionais e consagrados eventos de cerveja artesanal do interior do Estado de São Paulo, acontece nos dias 02 e 03 de março, sábado e domingo, no Parque Municipal “Monsenhor Bruno Nardini”. O espaço é conhecido por receber anualmente as tradicionais Festa do Figo e Expogoiaba.

A edição histórica que comemora quase uma década de atividade do festival traz uma iniciativa solid&aa cute;ria. Para entrar no parque basta doar um quilo de alimento não-perecível. Toda arrecadação será revertida para o Fundo Social de Solidariedade de Valinhos.

A programação começa no sábado, 02, às 11h. As atrações prosseguem até as 22h. No domingo, 03, o Brew Festival também recebe o público das 11h às 22h. Quem é apaixonado pelas artesanais tem a chance de degustar diferentes estilos de cerveja oferecidos por 15 cervejarias. São rótulos de qualidade produzidos com puro malte, sem processos industriais.

Brew Especial St. Patrick’s Day
O Brew Festival aproveita o retorno a Valinhos para antecipar o brinde a Saint Patrick (São Patrício), um dos mais famosos santos padroeiros da Irlanda. Em vários cantos do mundo, inclusive no Brasil, o St. Patrick’s Day é comemorado em março, mais precisamente no dia 17.

LEIA TAMBÉM:

Na festa, é comum as pessoas se vestirem com extravagantes trajes verdes em homenagem às cores do país europeu, propulsor do evento. O Brew, em Valinhos, promove a edição St. Patrick’s Day, com muita cerveja verde e surpresas para os visitantes.

Além disso, quem visitar o amplo parque cervejeiro tem a chance de acompanhar ao vivo a etapa inicial para a fabricaç&ati lde;o de cerveja, processo conhecido como brassagem. O procedimento transforma o amido dos grãos em açúcares e é um dos segredos para se chegar a uma bebida de qualidade.

E tem muito mais
Além da diversidade de rótulos e sabores de cerveja e toda a programação direcionada ao universo cervejeiro, o Brew Festival traz a Valinhos uma completa área food, que oferece pratos diversificados além de iguarias da chamada gastronomia de rua. O parque também recebe a alameda dos doces com opções de sobremesas que farão a alegria de crianças e dos adultos.

Outra atração do Brew é a exposição de produtos alimentícios, como cachaças e queijos, acessórios, artesanato e vestuário. É possível até aproveitar a festa para fazer tatuagem ou colocar um piercing. O evento ainda conta com área kids para diversão das crianças. Se a preocupação são os animais de estimação, o festival é pet friendly, ou seja, todos estão convidados para a festa.

“Para celebrar os nove anos do Brew Festival preparamos uma edição especial para Valinhos e toda a região. O público vai encontrar tudo o que há de melhor e as principais novidades no mercado cervejeiro. Será uma festa divertida no melhor estilo St. Patrick’s Day, com cerveja gelada, gastronomia variada e shows ao vivo. Nossa intenção é proporcionar momentos inesquecíveis de lazer em um ambiente em que se preza a família e sua segurança”, diz o responsável pela organização do Brew Festival, Túlio Henrique Waetge, proprietário da WB Produções, empresa referência na organização de eventos, festas corporativas, feiras e festivais.

Shows de rockn’roll agitam o parque
Para incrementar o espaço durante o Brew Festival, em Valinhos, seis shows estão confirmados entre o sábado, 02, e o domingo, 03, com repertórios que enfatizam sucessos do rock nacional e internacional. Para abrir a programação, no sábado, 02, o público vai conferir o Especial Skank e Barão Vermelho, às 13h.

Depois, às 16h, sobe ao palco a banda Runaway, com o som de Bon Jovi. Para fechar o primeiro dia de atrações, Rockomotion faz o Especial Led Zeppelin.

No domingo, 03, a grade de shows começa às 12h30, com Capital Inicial cover. Ainda passam pelo palco a banda Eruption, com Van Halen Tribute, às 16h, e o grupo Legendary com Guns N’ Roses Tribute, a partir das 19h.

Siga a Gazeta Regional por meio das Redes Sociais

Acompanhe o Facebook da Gazeta, Clique aqui!

Quer ficar bem informado sobre o que acontece na sua cidade, bairro ou região? Então, siga as redes sociais da Gazeta Regional e fique por dentro das principais informações de sua região, Brasil e do mundo.

Deputa Federal Renata Abreu Visita Engenheiro Coelho
Jornal Gazeta Regional

Gazeta Regional trazendo sempre o melhor conteúdo para você.

Gostou da novidade? Então, clique aqui para receber gratuitamente os principais conteúdos da Gazeta Regional no seu celular. Tudo no conforto de suas mãos, em apenas um toque, você ficará muito bem informado. Quer saber mais sobre Notícias de Campinas e Região? Clique aqui

Continue lendo

São Paulo

Conheça 20 municípios paulistas com festas que destacam o legado da cultura italiana

Publicados

em

Festivais gastronômicos e culturais, como a festa de Quiririm, de Taubaté, e a Festa Di San Genaro, em Batatais, Estado se destaca pelas atrações temáticas em comemoração aos 150 anos da imigração italiana

São Paulo é um dos estados que mais recebeu imigrantes italianos no Brasil. Essa presença é vista tanto na capital, quanto em vários municípios do estado.

Pensando nisso, a Secretaria de Turismo e Viagens de SP (Setur-SP) listou 20 municípios que trazem a cultura italiana em seu DNA, possuem diversos atrativos, contam com eventos para lá de especiais, e estão no guia temático que a Setur-SP está preparando. Confira!

Barretos
A famosa cidade de Barretos dista 233,7 km de São Paulo e se destaca por seus eventos de grande porte, como a Festa do Peão de Barretos.

Além disso, entre os atrativos da cidade há o Parque do Peão Os Independentes, onde ocorre a Festa do Peão de Barretos; Barretos Country Park; a Catedral do Divino Espírito Santo; e o Museu Histórico, Artístico e Folclórico Ruy Menezes; o Teatro Jorge Andrade, o Sítio Paraíso, entre outros.

LEIA TAMBÉM:

Por sua vez, a relação de Barretos com a cultura italiana é que, entre 1910 e 1920, a cidade recebeu uma grande quantidade de imigrantes italianos. Eles vieram trabalhar nas fazendas de café, que era o principal produto exportado na época.

Dito isso, atualmente, há a Festa Italiana, que acontece em maio. A Festa Italiana de Barretos é uma celebração anual que conta com comidas típicas da culinária italiana, além de apresentações de danças folclóricas, música tradicional italiana e atividades culturais.

A festa é realizada no Santuário Diocesano de Nossa Senhora do Rosário e atrai milhares de visitantes. É um evento festivo que destaca a influência e a tradição italiana na cidade de Barretos.

Americana
Localizada a cerca da 150 km da capital paulista, Americana é conhecida por seu aspecto histórico e sua gastronomia. Então, a cidade possui atrativos como a Casa Hermann Müller, a Basílica de Santo Antônio de Pádua, a Estação Cultura de Americana Estação Ferroviária, o Museu Histórico Pedagógico Municipal Doutor João da Silva Carrão, entre outros.

Além disso, uma grande parte da população americanense tem antepassados de origem italiana por conta da vinda de imigrantes para trabalhar na indústria têxtil local.

Um dos eventos temáticos da cidade é o Festival Italiano, que acontece entre os dias 13 e 14 de abril, na Feira Industrial de Americana FIDAM.

O Festival é um evento gastronômico que tem o objetivo de preservar as origens dos antepassados italianos, além de valorizar a contribuição deles no progresso da cidade. Então, com bebidas e comidas típicas, o Festival também traz uma programação de apresentações artísticas que privilegia a cultura italiana.

Mogi Mirim
Em 1886, os fazendeiros de Mogi Mirim começaram a angariar o trabalho de imigrantes estrangeiros para suas lavouras de café e algodão. Entre esses imigrantes, estavam os italianos.

Além disso, a cidade de Mogi Mirim é um encanto pelos seus atrativos naturais. Entre os pontos turísticos, estão: o Complexo Lava Pés, o Horto Florestal e o Zoológico Municipal Luís Gonzaga Amoedo Campos.

Ainda, entre os dias 09 de maio até 19 de maio, há a Festa Della Mamma no Espaço 250 anos “Jornalista Valter Abrucez” – Av. Santo Antônio, 296 – Centro.

Essa é uma tradicional festa italiana realizada desde 1999 que faz parte do Calendário Estadual de Turismo desde 2001 e é realizada pela Società Emilia-Romagna Baixa Mogiana.

O evento reúne música, dança, bebidas e comidas típicas em dois fins de semana, do Dia das Mães e o seguinte. Neste ano, contará também com exposições de quadros e apresentações teatrais sobre a Imigração Italiana.

Jundiaí
Localizada a cerca de 59 km da capital paulista, Jundiaí é conhecida por fazer parte do Circuito das Frutas e por realizar a Festa da Uva. Inclusive, Jundiaí é chamada de “terra da uva” e é um destino de enoturismo.

Atualmente, mais de 75% da população de Jundiaí é descendente da imigração italiana, o que faz de Jundiaí uma das maiores colônias italianas do Brasil. Na primeira metade do século XX, a cidade também sua vocação industrial. Além disso, a cidade oferece atrativos como o Jardim Botânico de Jundiaí, a Rota da Uva, o café Colonial Bella Mattina.

LEIA TAMBÉM:

Um dos eventos temáticos da cidade é a Festa Italiana di Jundiaí, que acontece de 18 de maio a 09 de junho, na Rua Humberto Primo, 103 – Colônia.

A Paróquia Sagrado Coração de Jesus, no bairro da Colônia, em Jundiaí, promove anualmente a Festa Italiana di Jundiaí. A festa começou a ser realizada em 1988 para marcar o centenário da imigração italiana em Jundiaí.

Com a promoção do evento anualmente, a importância da imigração é relembrada, assim como os valores, costumes, tradição, cultura, culinária e origem.

Amparo
Se o turista procura por turismo histórico, religioso, gastronômico e até mesmo aquático, Amparo é o lugar certo. Isso porque Amparo é a capital histórica do Circuito das Águas e possui antigas fazendas de café transformadas em destinos turísticos. A mais famosa delas é a Fazenda Benedetti.

Além disso, a cidade oferece atrativos como o Polo Gastronômico de Amparo; a Catedral Nossa Senhora de Amparo; o Polo Astronômico de Amparo; a Vinícola Terassos, entre outros. Um outro ponto imperdível é a Casa do Artesanato, uma antiga estação de trem que deu lugar para o Espaço Cultural Edu Bastos. O lugar reúne os artesanatos produzidos pelos moradores de Amparo, como as bonecas de pano, que são muito utilizadas na região.

Para quem deseja conhecer mais sobre a cultura italiana na cidade, há a Festa Italiana, que acontece de 01 à 09 de junho, na Praça Pádua Salles. Também conhecido como Festival da Gastronomia e Música Italiana, o evento está em sua 15ª edição e é uma tradição de uma das maiores colônias que fizeram parte da formação do Município de Amparo.

Jarinu
Localizada a cerca de 50 km de São Paulo, a cidade de Jarinu oferece diversos atrativos. Entre eles, há o Parque do Morango Duílio Maziero. Esse é um local ideal para caminhadas, piqueniques e passeios guiados pelas plantações de Morango.

Além disso, o empresário Duílio Maziero, descendente de italianos, começou o plantio de morangos em 1969, em Jarinu. Assim, ele foi pioneiro do Morango da raça italiana em Jarinu. Outro atrativo imperdível para quem ama história e arquitetura é a Matriz Nossa Senhora da Paciência.

Ainda em Jarinu, um dos principais atrativos é o passeio pelas tradicionais vinícolas. Lá, é possível saborear algumas das melhores uvas da região. Depois, vale conferir os pratos simples, como frango e polenta da região. O Campo de Golf da cidade também merece uma visita.

Agora, para experimentar um evento na cidade, há a 40° Festa do Morango Jarinu e Atibaia, que acontece de 28 de junho a 14 de julho, na Rodovia Edgard Máximo Zambotto, Km 77.

Neste ano, a tradicional Festa do Morango está na sua 40ª edição, tendo início em 28 de junho, no Parque do Morango Duílio Maziero, com diversos atrativos. Como, por exemplo, a venda e exposição de morangos, praça de alimentação, artesanato, minishopping e apresentações culturais. A entrada é gratuita.

Itupeva
Distante 60 km da cidade de São Paulo, a cidade de Itupeva tem vocação para o turismo gastronômico; turismo natural; enoturismo; lazer; turismo de aventura; e turismo de compras. Entre os atrativos locais, há o Apiário; o Wet’n Wild; o Iutlet Premium; e a Quinta Nossa Senhora Aparecida. Ainda, a cidade faz parte do Circuito das Frutas.

Em 1870, com a cultura do café, os primeiros imigrantes italianos se estabeleceram em Itupeva. Um dos principais eventos de Itupeva é a Expo Uva, que acontece de 13 a 15 de dezembro, no Parque da Cidade.

Durante os dias de atividades, estão previstos shows musicais, apresentações típicas e culturais, além da exposição de frutas, artesanato local e premiação e leilão de uvas. Ainda, há além de praça de alimentação.

Serra Negra
Localizada a 143 km de São Paulo, a cidade de Serra Negra tem como foco o turismo de lazer; o turismo rural; o cicloturismo; turismo de compras e gastronomia.

Entre os atrativos da cidade, há a réplica da Fontana di Trevi; o Alto da Serra Clube de Voo; o Parque Macaquinhos Turismo; o teleférico e Mirante Cristo Redentor, entre outros.

Além disso, a relação da cidade com a Itália vai além da réplica da Fontana. Isso porque os imigrantes italianos chegaram na cidade em 1880 para trabalhar nas lavouras de café.

Atualmente, acontece um evento temático da cultura italiana, em setembro, na Praça Jhon F. Kennedy. Esse é um evento anual que tem o objetivo de mostrar aspectos da gastronomia, música e cultura italiana.

Santa Rita do Passa Quatro
Com geografia privilegiada e clima agradável, Santa Rita do Passa Quatro é uma estância climática e oferece contato com a natureza, tranquilidade ou aventura.

Entre os atrativos da cidade, há a Cachoeira Três Quedas; o Museu Histórico e Pedagógico Zequinha de Abreu; o Santuário Santa Rita de Cássia; o Teatro Ivonaldo Rodrigues; o Deserto do Alemão, skatepark, entre outros.

LEIA TAMBÉM:

Além disso, a cidade recebeu vários imigrantes italianos durante a 2ª Guerra Mundial, o que fez com que 75% da população da cidade seja descendente de italianos, que vieram da região de Veneto e Lombardia, na Itália.

Ainda, um dos principais eventos da cidade é o Festival de Tradições Italianas, que ocorre de 05 a 08 de julho, na Praça Poeta Mario Mattoso (praça da Estação).

O evento é marcado pela grande participação da população e conta com apresentações de músicas e de danças típicas. Barraquinhas com comidas tradicionalmente italianas também fazem parte do evento.

O Festival é uma homenagem à presença majoritária de descendentes italianos no município. Ainda, o evento é sucesso na cidade, que está em seu 32º ano de realização em 2024.

Batatais
A cidade de Batatais fica a 354,6 km de São Paulo e se destaca pelo seu rico turismo cultural. Entre os pontos turísticos locais, há obras de Cândido Portinari na Igreja Matriz da cidade. Além disso, houve Centro Cultural Professor Sérgio Laurato; a Galeria Con Silva Naif; o Museu Histórico e Pedagógico Doutor Washington Luiz; a Estação Cultura Editor José Olímpio; o Lago Artificial Ophelia Borges Silva Alves.

Já a relação da cidade de Batatais com a Itália é a vinda de cerca de 8 mil imigrantes italianos para a cidade, durante a grande imigração, que ocorreu entre 1880 a 1930. A maioria dos imigrantes trabalharam na lavoura cafeeira em expansão.

Atualmente, um dos principais eventos de Batatais é o Festival Gastronômico e Cultural di San Gennaro, que ocorre de 05 a 15 de setembro. O evento acontece no Centro de Eventos Antônio Carlos Prado Baptista Avenida Moacir Dias de Moraes, S/N. Esse é um evento de grande importância no calendário do município, que ocorre anualmente contando com variados shows italianos e de outros estilos musicais.

Além disso, há exposições de carros antigos, encontro de motociclistas, exposições de artes e artesanatos e típica comida italiana regada a bons vinhos. Ainda, a festa reúne um público de aproximadamente 80 mil pessoas, sendo em grande parte turistas de todos os estados brasileiros.

Pedrinhas Paulista
A cidade de Pedrinhas Paulista está a 482 km da capital paulista e está localizada as margens do Rio Paranapanema. Além disso, a cidade é quase uma “Itália brasileira”, pois a cidade foi construída quase que exclusivamente por italianos, que chegaram entre 1951 e 1952. Naquela época, cada imigrantes recebia uma casa. Eles cultivavam grãos, como milho, arroz, amendoim, entre outros, e criavam gado.

Já entre os atrativos da cidade, há o Memorial do Imigrante; a Paróquia São Donato; o Teatro Municipal; e os eventos culturais, como a Festa de São Donato; o Festival de Rock; a Cavalgada com Grupo de Tropeiros; Encontro de Motociclistas, entre outros.

Dentre esses eventos, um dos principais é a XXXIII – Festa Italiana de Pedrinhas Paulista, que acontecerá no dia 14 de setembro, no Salão de Festas da Praça Mons. Ernesto Montagner, s/n. Essa é uma tradicional festa realizada pela Associação Assistencial Maternidade e Infância São Domingos Sávio (Jardim da Infância), uma escola de educação infantil, a festa reúne cerca de 600 participantes, entre locais e visitantes.

Ribeirão Pires
Distante 40 km de São Paulo, a cidade de Ribeirão Pires é uma Estância Turística e tem atrativos para todos os gostos: religioso, ecológico, rural e de compras. Com clima serrano, a principal atração é a represa Biellings. No local, e possível praticar esportes náuticos, velejar, entre outros.

Além disso, há atrativos como o Mirante Santo Antônio, que oferece uma vista panorâmica da represa e da região; a Capela Nossa Senhora do Pilar, que é uma referência no turismo religioso; e a Vila do Doce, espaço de artesanato e alimentação.

Por sua vez, a relação da cidade com os imigrantes italianos começou com a inauguração da parada do trem de Ribeirão Pires em 1885 pela São Paulo Railway. Assim, os italianos puderam chegar na cidade e se estabelecer.

Diante disso, um dos eventos que movimenta a cidade atualmente é a Festa Italiana, que acontece 14 a 22 de setembro. A gastronomia é a principal atração da Festa, com opções de pizza, panqueca, caponata de beringela, risoto e lanches. Nesse caso, há lanches de linguiça, calabresa e mortadela. Para quem prefere outros pratos, há porpeta com macarrão penne, polenta e frango frito, fogazza, macarronada, minestrone e muitos outros.

Jaboticabal
Localizada a 342 km da capital paulista, a cidade de Jaboticabal tem como foco o turismo histórico e cultural. Entre os atrativos da cidade, destacam-se a Pinacoteca Municipal; o Museu Histórico Aloísio de Almeida; o Jaboticabal Shopping; o Mercado Municipal e a Casa do Artesão, entre outros.

Além disso, a cidade atraiu imigrantes italianos no início do século XX para trabalho na agricultura local. Dentre os principais eventos de Jaboticabal, há a Noite Italiana Jaboticabalense, que acontecerá no dia 14 de setembro.

Neste ano, a Noite Italiana Jaboticabalense celebra os 150 anos de imigração. A festa oferece ao público pratos como nhoque, macarrão, tábua de frios com pão italiano, raviole, fetucine, farfole, capeleti, polpetone, polenta com frango. Além de doces e outras delícias típicas da culinária italiana.

Taubaté
Local de nascimento do autor Monteiro Lobato, Taubaté é uma cidade conhecida por seu lado histórico e natural. Alguns dos atrativos da cidade são: Museu Monteiro Lobato, que oferece atividades interativas para todas as idades; o Museu Amancio Mazzaropi, que traz informações e itens originais de um dos principais dramaturgos brasileiros.

Além disso, há o Museu da Imigração Italiana Quirimirim, que é destinado ao estudo da língua e da cultura italiana e traz documentos referentes à imigração. Há também o Parque do Itaim, local imperdível para os amantes da natureza; e a Feira de Artesanato de Taubaté, que é um prato cheio para quem ama comprar.

Ainda, há a Festa Italiana de Quiririm, que acontece de 26 de abril à 01 de maio. A festa acontece na Av. Cel. Marcondes de Mattos, no Distrito de Quiririm. A festa reúne diversas atrações musicais e comidas típicas. Entre as opções de alimentação, há iguarias típicas como polenta frita, macarrão, pizza e frango. Além disso, a entrada no evento e os shows são gratuitos.

Canas
Localizada a leste do Estado de SP, na região do Alto Vale do Paraíba, ás margens do Rio Paraíba do Sul e entre as Serras do Quebra Cangalha (do Mar, Mantiqueira), a cidade de Canas dista 190 km de São Paulo.

O nome da cidade “Canas” se deu por uma desapropriação do governo para assentamento de família de imigrantes italianos, com a finalidade de plantar cana e abastecer o engenho central de Lorena.

Atualmente, a cidade está incluída em um programa de turismo histórico do Vale do Rio Paraíba e participa da Rota da Estrada Real. Também oferece atividades como eventos culturais, pesca esportiva, visita às cachoeiras, passeios de bicicleta, visita às vinícolas e visita ao Museu Municipal, entre outras.

Ainda, um dos principais eventos da cidade é a Festa Italiana, que acontece de 25 a 28 de julho. A Festa Italiana de Canas celebra a chegada dos primeiros imigrantes italianos em 1887. Assim, a principal atração da festa é a culinária típica italiana, pois o evento reúne restaurantes de renome da região. Além disso, a Festa conta com shows no palco principal e apresentação de danças típicas.

São Sebastião
Conhecida por suas belas praias; pelo turismo de aventura e pelo turismo histórico, a cidade de São Sebastião fica a 200 km da capital paulista e oferece amplo contato com a natureza. Entre os principais atrativos, estão: mais de 30 praias para curtir, com infraestrutura e pé na areia; cachoeiras como as de Toque-Toque, Calhetas e Camburi; diversas opções de trilhas; o Centro Histórico, que é tombado desde 1969; a Capela de São Gonçalo; entre outros.

Além disso, os primeiros imigrantes italianos chegaram em São Sebastião em 1885. Inclusive, uma das famílias imigrantes se hospedaram em uma casa e fundaram um comércio, que tornaram o local conhecido como Casa da Esperança.

Atualmente, um dos principais eventos da cidade é o Festival Italiano, que acontece de 12 a 15 de setembro, na Avenida Doutor Altino Arantes, s/n Complexo Turístico da, R. da Praia.

Esse é um evento que celebra a gastronomia e cultura Italiana e conta com programação especial. No festival, há intervenções artísticas, culturais e musicais, além de praça de alimentação com mais de 40 restaurantes. Eles oferecem diversas opções gastronômicas e bebidas tradicionais da Itália.

Guaratinguetá
Lar do primeiro santo brasileiro, Santo Antônio de Sant’Anna Galvão, o Frei Galvão, a cidade está a 173,7 km de São Paulo e tem como foco o turismo religioso. Entre os atrativos, está o Santuário Frei Galvão; a Casa Frei Galvão; o Museu Frei Galvão e o Arquivo da Memória de Guaratinguetá.

Além disso, na metade do século XIX e no início do século XX, imigrantes italianos chegaram a Guaratinguetá e suas famílias se estabeleceram, a princípio, no Núcleo Colonial do Piagui, criado para receber famílias imigrantes para lavoura.

Nesse sentido, uma das principais festividades que acontece na cidade é a Festa Italiana do Piagui, que ocorre de 14 a 18 de setembro, no Pátio da Igreja São João Batista, na Estrada Vicinal Césare Zangrandi, Colônia do Piagui.

A Festa Italiana traz diversas atrações e os mais deliciosos pratos típicos preparados pelas famílias de descendentes de italianos, que se instalaram em Guaratinguetá há mais de 100 anos. Durante os quatro dias de evento, os visitantes poderão degustar diversos pratos da cultura italiana enquanto assistem a apresentações.

Itu
Localizada a 104 km de São Paulo, Itu é uma cidade conhecida por sua gastronomia e por seus atrativos em “grande escala”.

Entre os atrativos da cidade, estão: a Fazenda Chocolate; Parque de Maeda; Parque Geológico Varvito; Igreja Matriz de Nossa Senhora da Candelária; a Praça do Exageros, que abriga itens como o orelhão e o semáforo gigante; o Museu de Energia; o Espaço Cultural Alemida Júnior, entre outros. Além disso, no âmbito gastronômico, um dos destaques vai para o delicioso bife á parmegiana do Bar do Alemão;

Já a relação de Itu com a cultura italiana começou no final do século XIX, quando o Brasil aboliu a escravatura e precisava de mão-de-obra para trabalhar nas fazendas de café que despontavam no País. Então, fazendeiros de São Paulo e de Itu ofereciam passagens de navio para que famílias inteiras migrassem para o Brasil. Com a ferrovia inaugurada em 1873, mais imigrantes italianos chegaram a Itu para trabalhar nas lavouras de café.

Atualmente, um dos eventos temáticos de Itu é a Festa Italiana. De 20 a 28 de janeiro deste ano o evento aconteceu Praça Padre Miguel, reunindo atrações musicais e comidas típicas, como polenta frita, macarrão, pizza e frango. A entrada para o evento e os shows são gratuitos.

Salto
Famosa pelo turismo natural, histórico e religioso, Salto é uma cidade que possui diversos atrativos. Entre eles, estão: Monumento a Nossa Senhora do Mont Serrat; o Memorial do Tietê; o Marco Zero; as Tecelagens e Vilas Operárias, entre outros.

Além disso, Salto tem uma posição estratégica próxima à margem direita do Rio Tietê. Isso permitiu que o empresário Galvão da França Pacheco Júnior inaugurais a primeira fábrica de tecidos do município, em 1873. Essa fábrica tornou-se a maior empregadora da cidade e foi responsável pelo surgimento das Vilas Operárias, que atraíram os imigrantes italianos para a cidade, em 1980.

Atualmente, um dos eventos da cidade é a Festa Ítalo Saltense, que acontece de 31 de maio a 02 de junho, no Pavilhão das Artes. Promovida pela Prefeitura da Estância Turística de Salto, através da Secretaria Municipal de Cultura, o evento resgata a cultura italiana na cidade. Para isso, conta com apresentações culturais, shows e comida típica. A entrada para o evento é franca.

São Roque
Famosa pelo enoturismo e pelo turismo de compras, a cidade de São Roque está a 70km de São Paulo. Entre os atrativos da cidade, há as vinícolas; o Catarina Fashion Outlet; trilhas para caminhada; a Igreja Matriz de Nossa Senhora; o Centro Cultural Brasital, entre outros.

Além disso, em 1890 chegaram os primeiros italianos em São Roque, atraídos pelo clima montanhoso, que se assemelhava ao de algumas regiões da Itália. No mesmo ano, o empresário Enrico Dell’Acqua fundou a Brasital, uma das primeiras indústrias têxteis brasileiras, que funcionou até meados dos anos 1970.

Atualmente, faz parte do patrimônio público municipal e abriga um Centro Cultural, Educativo e Turístico, assim como a Biblioteca Municipal. Um dos principais eventos que acontecem na cidade é a Festa da Alcachofra, que ocorre em outubro, no Recanto da Cascata.

O evento é dedicado a venda e consumo da flor da alcachofra. Além disso, a festa possui um empório de vinho, parque de brinquedos e oferece artesanatos e variedades gastronômicas.

Siga a Gazeta Regional por meio das Redes Sociais

Acompanhe o Facebook da Gazeta, Clique aqui!

Quer ficar bem informado sobre o que acontece na sua cidade, bairro ou região? Então, siga as redes sociais da Gazeta Regional e fique por dentro das principais informações de sua região, Brasil e do mundo.

Deputa Federal Renata Abreu Visita Engenheiro Coelho
Jornal Gazeta Regional

Gazeta Regional trazendo sempre o melhor conteúdo para você.

Gostou da novidade? Então, clique aqui para receber gratuitamente os principais conteúdos da Gazeta Regional no seu celular. Tudo no conforto de suas mãos, em apenas um toque, você ficará muito bem informado. Quer saber mais sobre Notícias de Campinas e Região? Clique aqui

Continue lendo
Propaganda
Propaganda
Propaganda

Últimas Notícias