Conecte-se conosco

Campinas

Febre maculosa: RMC terá comitê de combate à doença após 4 mortes por infecção em festa com 3,5 mil pessoas

Publicados

em

Quatro pessoas que estiveram no evento em Campinas morreram com a doença. Há ainda dez casos suspeitos em todo o estado

A Região Metropolitana de Campinas (RMC) terá um comitê de enfrentamento à febre maculosa, após a cidade registrar um surto da doença na Fazenda Santa Margarida, no distrito de Joaquim Egídio. Quatro pessoas, que estiveram em uma festa com 3,5 mil pessoas no local no fim do mês passado, morreram pela infecção. Há, ainda, outros dez casos suspeitos em todo o estado de pessoas que estiveram em eventos no local.

A criação do comitê foi definida em uma reunião do Conselho da RMC na manhã desta sexta-feira, 16, com os prefeitos das 20 cidades. A ideia é trabalhar ações conjuntas entre os municípios, considerando que toda a região de Campinas é endêmica para febre maculosa.

LEIA TAMBÉM:

As medidas de combate à doença serão as mesmas definidas pela Prefeitura de Campinas após a confirmação do surto na fazenda. Profissionais de saúde da rede pública e privada receberão orientações para fazer o diagnóstico precoce da febre maculosa e iniciar o tratamento. Além disso, a comunicação em locais de risco será intensificada com a colocação de placas de aviso.
As quatro pessoas que estiveram na Feijoada do Rosa, um tradicional evento de Campinas, e morreram depois de terem contraído febre maculosa são:

a professora Evelyn Santos, de 28 anos;
a dentista Mariana Giordano, de 36 anos;
o namorado da dentista, o empresário e piloto de Fórmula C300 Douglas Costa, de 42 anos;
a estudante Erissa Nicole Santana, de 16 anos, que esteve na festa para acompanhar o trabalho do pai.

Campinas contabiliza, ainda, dois casos suspeitos de pessoas que estão internadas. Uma mulher de 38 anos, que esteve na Fazenda Santa Margarida para um show do cantor Seu Jorge, no dia 3 de junho, e a modelo Rosangela Davelli, de 40 anos, que também foi à Feijoada do Rosa e está internada no Hospital Vera Cruz. Ela disse que só procurou ajuda após amigos alertarem sobre o surto e teve muito medo de morrer. Leia o relato dela.

Nas outras cidades do estado, há dois casos suspeitos em Jundiaí, dois em Itupeva e quatro em Santa Isabel, sendo que duas pessoas estão internadas.

▶️ O que é a febre maculosa? Segundo o Ministério da Saúde, “a febre maculosa é uma doença infecciosa, febril aguda e de gravidade variável”, ou seja: há formas leves e formas graves, “com elevada taxa de letalidade”. Os sintomas podem ser facilmente confundidos com os de outras doenças que causam febre alta.

▶️ O que causa a doença? A doença é causada, no Brasil, por duas bactérias do gênero Rickettsia, e a transmissão ocorre por picada de carrapato. A Rickettsia rickettsii causa a versão grave e é encontrada no norte do Paraná e no Sudeste. A Rickettsia parkeri leva a quadros menos severos e é encontrada em áreas da Mata Atlântica no Rio Grande do Sul, em Santa Catarina, na Bahia e no Ceará.

▶️ Quais carrapatos transmitem? No país, são os carrapatos do gênero Amblyomma, principalmente aquele conhecido como carrapato estrela. Mas o ministério alerta que qualquer espécie pode transmitir a febre maculosa, inclusive o carrapato do cachorro.

▶️ Dá para transmitir de pessoa para pessoa? Não. A transmissão por contato humano é impossível.

▶️ Quais são os principais sintomas? Febre; dor de cabeça intensa; náuseas e vômitos; diarreia e dor abdominal; dor muscular frequente; inchaço e vermelhidão nas palmas das mãos e sola dos pés; gangrena nos dedos e orelhas; e paralisia dos membros que começa nas pernas e vai subindo até os pulmões, causando problemas respiratórios.

▶️ Mas e as manchas? O Ministério da Saúde alerta que, com a evolução do quadro, “é comum o aparecimento de manchas vermelhas nos pulsos e tornozelos, que não coçam, mas que podem aumentar em direção às palmas das mãos, braços ou solas dos pés”.

▶️ Tem tratamento? Sim, com um antibiótico específico. O paciente deve começar a tomar assim que o médico suspeitar da contaminação por febre maculosa, antes mesmo da confirmação do resultado do exame.

Campinas descartou proibir eventos em geral no município após o surto de febre maculosa em pessoas que estiveram na Fazenda Santa Margarida.

A metrópole é uma área endêmica para a infecção e tem mapeada pelo menos 12 áreas de risco, entre elas a região da Fazenda Santa Margarida.

Em vez de proibir eventos pela cidade, Campinas quer intensificar a comunicação de risco. Segundo o o Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa), é preciso que os organizadores garantam que todos os frequentadores sejam avisados que estão em uma área que pode ter incidência de febre maculosa.

“A gente não vai deixar de fazer eventos em Campinas inteira, senão teria que mudar Campinas geograficamente de local. Não tem como mudar a Amazônia de lugar, e lá tem malária. O importante é que locais com grande circulação de pessoas estejam preparados, fazendo, sim, manejo para diminuir chance de contágio, mas principalmente informando às pessoas os riscos”, explica Valéria Almeida, médica infectologista do Devisa. Fonte: g1

Siga a Gazeta Regional por meio das Redes Sociais

Acompanhe o Facebook da Gazeta, Clique aqui!

Quer ficar bem informado sobre o que acontece na sua cidade, bairro ou região? Então, siga as redes sociais da Gazeta Regional e fique por dentro das principais informações de sua região, Brasil e do mundo.

Deputa Federal Renata Abreu Visita Engenheiro Coelho
Jornal Gazeta Regional

Gazeta Regional trazendo sempre o melhor conteúdo para você.

Gostou da novidade? Então, clique aqui para receber gratuitamente os principais conteúdos da Gazeta Regional no seu celular. Tudo no conforto de suas mãos, em apenas um toque, você ficará muito bem informado. Quer saber mais sobre Notícias de Campinas e Região? Clique aqui

Campinas

2º turno do Campeonato San Marino Fuzzy Açaí começa dia 24 de agosto

Publicados

em

Sexta etapa será realizada no Kartódromo San Marino, em Paulínia, após pausa no calendário em julho para as disputas da Copa Brasil

O segundo turno do Campeonato San Marino Fuzzy Açaí terá início no próximo dia 24 de agosto, com a realização da sexta etapa da competição, no Kartódromo Internacional San Marino, em Paulínia. A pausa no calendário é para que pilotos e equipes possam participar da Copa Brasil de Kart, segunda principal competição nacional, que acontecerá entre os dias 17 e 27 de julho, no Circuito Internacional Paladino (PB).

Em dezembro, o San Marino será sede do Grupo 3 do 59º Campeonato Brasileiro de Kart, do 8º Campeonato Brasileiro de Kart Rotax e do 7º Campeonato Brasileiro de Kart Endurance. É a primeira vez em sua história que o complexo sediado em Paulínia receberá competições oficiais de kart promovidas pela CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo), entidade máxima do esporte.

LEIA TAMBÉM:

O Campeonato San Marino Fuzzy Açaí é a principal competição do interior do Estado com chancela e supervisão da FASP (Federação de Automobilismo de São Paulo) e conta com ampla estrutura profissional, com transmissões ao vivo, fotografia e divulgação de todas as etapas, além de premiações que somam mais de R$ 200 mil.

A competição é disputada em nove etapas, divididas em dois turnos. A grande final (9ª etapa) será no dia 30 de novembro, valendo pontuação dobrada. Assim, o título do campeonato permanece em aberto e todos os pilotos ainda têm chances de melhorar na classificação e até mesmo ser campeões ao final da competição.

Estão em disputa as categorias Mirim, Cadete, F4 Sprinter, F4 Graduados, F4 Sênior, F4 Super Sênior, F4 Master, X30 Sênior, X30 Graduados e Shifter. São premiados com troféus os cinco pilotos mais bem colocados em cada etapa e nos dois turnos, além do autor da pole position nas etapas. O campeão do campeonato será conhecido ao final da somatória das nove etapas.

O campeonato tem patrocínio de Fuzzy Açaí – uma das principais fabricantes de sorvete de açaí do Brasil, que pertence à Sorvetes Jundiá – e das fabricantes de chassi Mega Kart, Concept Kart, Kart Mini, Bravar e Thunder, além de Roger Designs, Gandolfo Estúdio e FineArt Studios, empresas especializadas na personalização de capacetes. Também apoiam o campeonato as empresas Toykids, DieselDias e Kartmachine.

Foto: Fernando Camargo

Siga a Gazeta Regional por meio das Redes Sociais

Acompanhe o Facebook da Gazeta, Clique aqui!

Quer ficar bem informado sobre o que acontece na sua cidade, bairro ou região? Então, siga as redes sociais da Gazeta Regional e fique por dentro das principais informações de sua região, Brasil e do mundo.

Deputa Federal Renata Abreu Visita Engenheiro Coelho
Jornal Gazeta Regional

Gazeta Regional trazendo sempre o melhor conteúdo para você.

Gostou da novidade? Então, clique aqui para receber gratuitamente os principais conteúdos da Gazeta Regional no seu celular. Tudo no conforto de suas mãos, em apenas um toque, você ficará muito bem informado. Quer saber mais sobre Notícias de Campinas e Região? Clique aqui

Continue lendo

Campinas

ADEACAMP volta as atenções para o Regional Paulista em Ribeirão Preto

Publicados

em

Torneio de Rugby em Cadeira de Rodas será realizado de 12 a 14/07 e garante vaga para a Copa dos Campeões

Ansiedade e responsabilidade em dose dupla marcam o Torneio Regional Paulista de Rugby em Cadeira de Rodas, que será disputado na cidade de Ribeirão Preto, entre os dias 12 e 14 de julho, no Centro de Referência Paralímpico. A competição é bastante esperada pelas equipes paulistas, porque garante ao vencedor uma vaga na Copa dos Campeões.

As atenções da ADEACAMP estão voltadas para esse torneio, que é o último antes dos Jogos Paralímpicos de Paris. Para Ademir Souza, presidente da ADEACAMP, é uma grande responsabilidade participar de uma competição como essa às vésperas de um dos maiores eventos esportivos do mundo. “Além de buscarmos a classificação para a Copa dos Campeões, estamos apresentando os nossos atletas e a nossa forma de jogar. É uma vitrine para a seleção”, garante o presidente.

LEIA TAMBÉM:

A ADEACAMP é a atual vice-campeã do Torneio Regional Paulista de Rugby em Cadeira de Rodas. O segundo lugar foi conquistado num momento importante para a equipe que, além de ser anfitriã do evento, estava reestruturando o time e apresentando reforços importantes, como o técnico Rafael Botelho Gouvêa. Para essa edição do torneio, a ADEACAMP vem ainda mais preparada, apostando no entrosamento do time e contando com a experiência de Erick Arthur de Souza em competições. “Estamos com um time bastante preparado e maduro. Temos reforços importantes e seguimos em busca de uma boa colocação”, reforça o técnico.

Além da ADEACAMP, participam desta edição do Torneio Regional Paulista os times Ronins, Gigantes, MSB e Drakkar. Essa é a segunda vez que a competição acontece fora do Centro Brasileiro de Treinamento Paralímpico, aproximando ainda mais as equipes da disputa. Neste ano, também haverá curso de formação em Arbitragem para Rugby em Cadeira de Rodas. O Torneio Regional Paulista é realizado pela ABRC, a Associação Brasileira de Rugby em Cadeira de Rodas.

Sobre a ADEACAMP:
A Associação dos Esportes Adaptados de Campinas (ADEACAMP) é uma sociedade civil sem fins lucrativos, que busca propiciar a participação de pessoas com deficiência em práticas esportivas, promovendo qualidade de vida e incentivando a prática de esportes adaptados em Campinas e região. A associação, fundada em agosto de 2008, oferece três modalidades em cadeiras de rodas, o Handebol, a Bocha e o Rugby, sendo essa última uma modalidade paralímpica. A equipe da ADEACAMP é tetracampeã brasileira na modalidade Rugby em Cadeira de Rodas e realiza os treinamentos no Ginásio da Faculdade de Educação Física da PUC-Campinas.

Siga a Gazeta Regional por meio das Redes Sociais

Acompanhe o Facebook da Gazeta, Clique aqui!

Quer ficar bem informado sobre o que acontece na sua cidade, bairro ou região? Então, siga as redes sociais da Gazeta Regional e fique por dentro das principais informações de sua região, Brasil e do mundo.

Deputa Federal Renata Abreu Visita Engenheiro Coelho
Jornal Gazeta Regional

Gazeta Regional trazendo sempre o melhor conteúdo para você.

Gostou da novidade? Então, clique aqui para receber gratuitamente os principais conteúdos da Gazeta Regional no seu celular. Tudo no conforto de suas mãos, em apenas um toque, você ficará muito bem informado. Quer saber mais sobre Notícias de Campinas e Região? Clique aqui

Continue lendo

Campinas

Corredor Dom Pedro de rodovias tem feriado sem mortes, com passagem de 813 mil veículos

Publicados

em

Movimento nas rodovias administradas pelas Concessionária Rota das Bandeiras foi 3% acima do projetado

As rodovias que compõem o Corredor Dom Pedro tiveram a passagem de 813.407 veículos durante os cinco dias de Operação Especial da Concessionária Rota das Bandeiras por conta do feriado prolongado da Revolução Constitucionalista.

O movimento, 3% acima do esperado inicialmente pela Concessionária, foi verificado entre a 0h de sexta-feira, 05, e o fim de terça-feira, 09. O maior volume de tráfego foi verificado na saída para o feriado, com registro de dois pontos de lentidão na pista Sul (sentido Jacareí) da D. Pedro I (SP-065), em Jarinu e Atibaia. O retorno do feriado teve trânsito diluído ao longo dos dias, sem registro de congestionamentos, apesar do tempo chuvoso. Também durante o período, foram registrados 28 acidentes, nenhum deles com vítimas fatais.

LEIA TAMBÉM:

Como previsto, o maior volume de tráfego ocorreu na rodovia D. Pedro I (SP-065), com a passagem de 559 mil veículos, equivalente a quase 69% do movimento total ao longo do Corredor Dom Pedro. Na rodovia Prof. Zeferino Vaz (SP-332), a Concessionária registrou um fluxo de 123 mil usuários, enquanto na região de Jundiaí houve a passagem de 104 mil motoristas na Eng. Constâncio Cintra (SP-360) e 26,7 mil na rodovia Romildo Prado (SP-063).

Durante a Operação Especial, guinchos e ambulâncias da Concessionária permaneceram posicionados em pontos estratégicos do Corredor Dom Pedro, para garantir a agilidade nos atendimentos. O monitoramento ininterrupto contou com as câmeras do Centro de Controle Operacional (CCO) da Concessionária. Além disso, oito viaturas percorreram as rodovias, para prestar auxílio aos motoristas.

O atendimento no Corredor Dom Pedro ocorre de forma permanente. Os motoristas que precisarem de auxílio ou informações devem entrar em contato com a Rota das Bandeiras por meio do telefone 0800-770-8070. A ligação é gratuita e o Serviço de Atendimento do Usuário (SAU) da Concessionária funciona 24 horas.

Siga a Gazeta Regional por meio das Redes Sociais

Acompanhe o Facebook da Gazeta, Clique aqui!

Quer ficar bem informado sobre o que acontece na sua cidade, bairro ou região? Então, siga as redes sociais da Gazeta Regional e fique por dentro das principais informações de sua região, Brasil e do mundo.

Deputa Federal Renata Abreu Visita Engenheiro Coelho
Jornal Gazeta Regional

Gazeta Regional trazendo sempre o melhor conteúdo para você.

Gostou da novidade? Então, clique aqui para receber gratuitamente os principais conteúdos da Gazeta Regional no seu celular. Tudo no conforto de suas mãos, em apenas um toque, você ficará muito bem informado. Quer saber mais sobre Notícias de Campinas e Região? Clique aqui

Continue lendo
Propaganda
Propaganda
Propaganda

Últimas Notícias