Conecte-se conosco

São Paulo

O Programa Novas Estradas Vicinais, lançado pelo Governo do Estado, leva maior desenvolvimento ao interior de São Paulo

Redação Gazeta Regional

Publicados

em

O desenvolvimento regional do estado contará com recursos para melhoria de mais de 1500 km, beneficiando 161 cidades; 12 vias da região de Campinas serão beneficiadas

O Governador João Doria, o Vice-Governador Rodrigo Garcia e os Secretários estaduais de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, e de Logística e Transportes, João Octaviano Machado Neto, lançaram nesta semana o Programa Novas Estradas Vicinais, que beneficiará 161 cidades e 139 estradas vicinais em todo o estado.

“Só nestas fases 1 e 2, haverá investimento de R$ 1,2 bilhão e 1,5 mil quilômetros de novas vicinais aqui no estado de São Paulo. O efeito não é só a recuperação física das vicinais, e sim o que elas representam de fato para a vida dos municípios no campo e na cidade. É uma grande transformação. “Nas quatro fases do projeto serão R$ 2,5 bilhões de investimentos e 3 mil quilômetros de novas estradas vicinais.”, afirma o Governador João Doria.

A manutenção e recuperação de estradas vicinais são de responsabilidade dos municípios, no entanto, o Estado auxilia as prefeituras e anuncia um amplo programa de melhoria para manterem suas vicinais. O Governo de São Paulo inicia a contratação das duas primeiras fases do programa Novas Estradas Vicinais, que irá recuperar e modernizar mais de 1.500 kms de estradas.

A iniciativa prevê obras para recuperação da pista, pavimentação de estradas em terra e melhorias em sinalização e sistema de drenagem. “O programa é um marco para os municípios, que têm dificuldade na manutenção dessas estradas tão importantes. As obras vão gerar empregos e quando ficarem prontas trarão ainda mais desenvolvimento para as regiões”, afirma o Vice-Governador Rodrigo Garcia, que também é Secretário de Governo.

Em todo o Estado, a primeira fase do programa soma 66 vicinais (divididas em 53 lotes de obras) e 76 cidades, totalizando 745 quilômetros e R$577 milhões. Já a segunda fase, são 73 estradas (divididos em 58 lotes) e 85 municípios, somando 818 quilômetros de recuperação e R$634,5 milhões em investimentos estimados.

“As vicinais têm papel relevante para a logística do Estado, elas colaboram para o escoamento agrícola e industrial e dão acesso às regiões turísticas. O transporte ganhará agilidade e segurança em todas as regiões, desenvolvendo as economias regionais”, afirma o Secretário Marco Vinholi.

Só a região de Campinas receberá investimentos e modernização em 12 estradas, o que beneficiará 12 municípios:

FASE 1

Estrada vicinal MOR 354 (999) e estrada do Rio Acima, ligação entre Monte Mor e Viracopos, em Campinas, extensão total de 21,1 kms.

Estrada vicinal Constante Pavan: ligação entre a SP-332 e Paulínia Industrial, localizada no município de Paulínia. E estrada vicinal SMR-334, estrada Mineko Ito: ligação de Sumaré à Honda Automóveis, localizada no município de Sumaré. Extensão total de 8,9 kms.

Estrada vicinal Fioravante Carlotti: ligação da SP-095 ao Distrito Industrial, localizada no município de Pedreira. Extensão total de 5,3 kms.

Estrada vicinal VLH-374: ligação entre a rua Clark / SP-330 e o Bairro dos Macucos, localizada no município de Valinhos. Extensão total de 3,8 kms.

FASE 2

Vicinal Murilo de Almeida Passos, ligação entre o Distrito Industrial e a SP-065, em Bom Jesus dos Perdões, totalizando 2,3 km de melhorias

Vicinal Marginal do Rio Jundiaí (trecho duplicado), ligação de Campo Limpo Paulista a Várzea Paulista, com 3 kms de melhorias

Estrada Municipal de Varjão, liga a SP 330 ao bairro do Poste, em Jundiaí, totalizando 6 kms

Vicinal Marginal do Rio Jundiaí, ligação de Várzea Paulista a Jundiaí, totalizando 12 kms de melhorias

Estrada Túnel das Águas Claras (Rio Acima), ligação entre os municípios de Nazaré Paulista e Mairiporã, totalizando 12 kms de melhorias

Vicinal Piracaia Marginal do Rio Cachoeira, ligação entre a rodovia Aldo Bolini e a SP 036, em Piracaia, totalizando 3 kms

Com esta importante iniciativa, o Governo do Estado tira mais uma promessa de campanha do papel. Com investimentos totais que podem superar R$1 bilhão, haverá melhoria da qualidade de dezenas de vias que cortam o território paulista, facilitando o escoamento da produção, oferecendo segurança para os viajantes e levando desenvolvimento ao interior.

A prioridade do programa, que abrange obras para recuperação da pista, pavimentação dos leitos em terra e melhorias em sinalização e sistema de drenagem, será para vias que ligam polos geradores de serviços e rodovias estaduais. A ação foi concebida para compor uma matriz logística rodoviária integrada no estado.

Para que as obras nas estradas vicinais sejam realizadas, é necessária a formalização de convênios entre o Governo do Estado e as Prefeituras. Após o convênio, o cronograma de contratação das intervenções será programado e monitorado pelo Departamento de Estradas de Rodagens (DER).

O programa foi desenvolvido pela Secretaria de Governo, conta com a gestão da Secretaria de Logística e Transportes, por meio do DER e a Secretaria de Desenvolvimento Regional faz a interlocução com os municípios. O Novas Estradas Vicinais foi tem o objetivo estratégico de compor uma matriz logística rodoviária integrada no Estado. “Não basta termos as melhores rodovias do país, nossa proposta é melhorar toda a malha estadual”, disse o Secretário João Octaviano.

Continue lendo

São Paulo

Cruzeiro do Sul Virtual abre Processo Seletivo para os cursos de graduação do segundo semestre

Redação Gazeta Regional

Publicados

em

São mais de 120 opções de cursos de graduação a distância oferecidos em mais de 1.000 polos espalhados pelo País

Reconhecida pela qualidade em Educação a Distância (EAD) há 20 anos, a Cruzeiro do Sul Virtual está com está com as inscrições gratuitas abertas para o Processo Seletivo válido para o segundo semestre de 2021 nos cursos de graduação, com a primeira mensalidade isenta*.

Os interessados poderão ingressar na Cruzeiro do Sul Virtual de cinco formas: via Prova on-line; via ENEM; via Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (ENCCEJA); via Prova Agendada Digital; e via Retorne ao Curso. Os interessados ainda concorrerão a bolsa de estudos que podem chegar a até 100% de desconto durante todo o curso, como no caso do Ingresso Via Enem.

Dentre os diversos cursos oferecidos pela Cruzeiro do Sul Virtual, destacam-se: Administração PúblicaCiências EconômicasDesign de ModaEngenharia MecatrônicaFísica –BachareladoGerontologiaGestão de CooperativasGestão de TurismoMatemática – BachareladoRadiologiaRelações Internacionais e Segurança no Trânsito.

A Cruzeiro do Sul Virtual oferece mais de 120 cursos de ensino a distância, entre graduação, pós-graduação, cursos técnicos, curso de idiomas e cursos livres. Os alunos contam com um tutor on-line disponível de segunda a sábado e também com as mais modernas plataformas de estudos do Brasil. Além das aulas on-line, é possível aproveitar um dentre os mais de 1.000 polos espalhados pelo país, os quais dispõem de profissionais altamente capacitados e infraestrutura para atender as necessidades dos estudantes. Confira aqui a lista completa dos polos: https://www.cruzeirodosulvirtual.com.br/nossos-polos/

Os cursos a distância da Cruzeiro do Sul Virtual contam com as certificações das instituições: Universidade Cruzeiro do Sul, Unicid, Unipê, Unifran, FSG, Braz Cubas e Universidade Positivo.

Para consultar e conhecer todas as opções de cursos de graduação a distância oferecidas e conferir o regulamento completo, acesse para mais informações: Cursos de Graduação EAD.

Está chegando! Fepro On da Cruzeiro do Sul Virtual
Para os interessados em concorrer a bolsas de 100% em cursos, e conhecer mais detalhes da Cruzeiro do Sul Virtual, instituição que integra a Cruzeiro do Sul Educacional, será realizado nos dias 06 e 07 de outubro, de forma remota devido ao cenário de pandemia, a 1ª edição da Feira de Profissões, Fepro On. A ação tem por objetivo auxiliar os participantes no processo de decisão sobre qual carreira pretendem seguir, contextualizar um pouco como funciona a vida universitária e mostrar a realidade do mercado de trabalho.

De forma virtual, a primeira edição da Fepro On disponibilizará conteúdos para estudantes de todo o Brasil, como um teste vocacional para quem ainda não sabe qual graduação cursar, atividades culturais, palestras com profissionais e empresas renomadas do mercado, e tour virtual pelas instituições. O visitante também poderá explorar todas as opções de cursos, pois este será um espaço para experimentar e vivenciar possibilidades.

Para conferir todas as informações e fazer a inscrição, basta acessar o site da Fepro On: https://fepro.cruzeirodosulvirtual.com.br/

Continue lendo

São Paulo

Governo do Estado prorroga mais uma vez a fase de transição do Plano SP

Redação Gazeta Regional

Publicados

em

Todo o estado permanece na mesma etapa do programa que define o funcionamento dos setores econômicos durante a pandemia da Covid-19

Nesta quarta-feira, 23, o governo estadual anunciou a prorrogação da fase de transição do Plano SP até 15 de julho. A medida inclui o Departamento Regional de Saúde 7 (DRS-7), com sede em Campinas, mas algumas cidades adotam regras mais restritivas por conta da pressão no sistema de saúde.

A própria Prefeitura de Campinas ampliou o toque de recolher para o período entre 19h e 5h e fechou o cerco contra as aglomerações. A medida vale até 30 de junho, em princípio. Outros municípios, como Mogi Guaçu e Mogi Mirim, também adotaram regras semelhantes.

Doria fez o anúncio durante a coletiva de imprensa e afirmou que a decisão se deve aos números da pandemia, que continuam altos, e após recomendação do Centro Estadual de Contingência da Covid-19. As regras de funcionamento das atividades econômicas não mudam. “Devido aos índices ainda elevados de casos, internações e óbitos da pandemia em São Paulo, o governo do estado vai seguir, mais uma vez, a recomendação do centro de contingência”, informa.

Regras da fase de transição

Atividades comerciais: atendimento presencial entre 6h e 21h;

Atividades religiosas: atividades presenciais individuais e coletivas;

Serviços gerais (restaurantes, cultura, salões de beleza, academias);

Atendimento presencial entre 6h e 21h – até 40% da capacidade de ocupação dos estabelecimentos;

Toque de recolher de 21h às 5h.

Continue lendo

São Paulo

Ipem-SP fiscaliza botijões de gás de cozinha no Estado de SP

Redação Gazeta Regional

Publicados

em

Fiscais encontraram até 264 gramas a menos do produto; operação examinou 3.229 botijões em 29 estabelecimentos 

O Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo (Ipem-SP), autarquia do Governo do Estado, vinculada à Secretaria da Justiça, e órgão delegado do Inmetro, que tem como objetivo defender o consumidor, realizou na quarta-feira, 16, mais uma etapa da operação denominada GLP, em depósitos de distribuição de gás de cozinha na capital e nas cidades de Araçatuba, Araraquara, Barueri, Bauru, Campinas, Capivari, Diadema, Guarulhos, Praia Grande e Sorocaba. 

“Temos intensificado as operações especiais neste tipo de produto, o gás de cozinha, que também integra as fiscalizações diárias do instituto, pois, trata-se de um produto usado diariamente nos lares das famílias dos 645 municípios que compõem o Estado de São Paulo. Desta maneira, o Ipem-SP, enquanto órgão de defesa do consumidor, está presente e atuante no dia a dia da população para que tenha a garantia de que não está sendo lesada na quantidade do produto que está adquirindo. A presença do Ipem-SP é essa garantia”, explica o superintendente do Ipem-SP, Ricardo Gambaroni. 

Ao todo foram fiscalizados 3.229 botijões de GLP, popularmente conhecidos como botijões de gás de cozinha, com 1% de reprovação, em 29 estabelecimentos entre envasadoras e distribuidoras, das marcas Consigaz, Liquigás, Nacional Gás Butano, Servgas, Supergasbrás e Ultragaz.   

O problema foi encontrado em botijões da marca Consigaz em Barueri, cidade da Região Metropolitana de São Paulo, localizada a 26 km da capital. O maior erro encontrado foi num botijão analisado, que deveria ter peso de 13kg, e tinha 264 gramas a menos.  

Conheça os locais vistoriados e as irregularidades encontradas pelos fiscais. Acesse https://www.ipem.sp.gov.br/images/07imprensa/ipem_na_midia/ipem_na_midia_2021/IpemSP_OpGLP_16062021.pdf 

Durante a fiscalização, as equipes do Ipem-SP coletam, de cada estabelecimento inspecionado, amostras de botijões, que variam de acordo com a quantidade à venda no local. Após a coleta, é feita uma verificação do peso de cada botijão para verificar se o peso de 13kg, estipulado para a comercialização, está sendo respeitado. Se o peso estiver em desacordo com o estabelecido, a empresa é autuada e o produto deve ser regularizado antes da venda.

Em caso de autuação, as empresas têm dez dias para apresentar defesa junto ao instituto. De acordo com a lei federal 9.933/99, as multas podem chegar a R$1,5 milhão.   

Ipem-SP  
O Ipem-SP é uma autarquia vinculada à Secretaria da Justiça e Cidadania do Governo do Estado de São Paulo e órgão delegado do Inmetro. Com uma equipe de fiscalização formada por especialistas e técnicos, realiza diariamente, em todo o Estado de São Paulo, operações de fiscalizações rotineiras em balanças, bombas de combustíveis, medidores de pressão arterial, taxímetros, radares, capacetes de motociclistas, brinquedos, cadeiras de carro para crianças, peças de roupa, cama, mesa e banho, botijões de gás, entre outros materiais e instrumentos. É seu papel também defender o consumidor para que este leve para casa a quantidade exata de produto pela qual pagou. Quem desconfiar ou encontrar irregularidades pode recorrer ao serviço da Ouvidoria, pelo telefone 0800 013 05 22, de segunda a sexta, das 8h às 17h, ou enviar e-mail para: [email protected].   

Continue lendo
Propaganda

Categorias

Últimas Notícias