Conecte-se conosco

Jaguariúna

Alea inaugura uma das mais produtivas fábricas de woodframe do mundo

Publicados

em

Com 18 mil metros quadrados e capacidade produtiva de 10 mil unidades por ano, a fábrica em Jaguariúna é dedicada ao modelo de construção off-site e utiliza tecnologia adotada em larga escala na Europa e Estados Unidos

Alea, startup da construtora Tenda dedicada à construção de casas em condomínio fechado, inaugura em Jaguariúna, no interior paulista, uma das mais produtivas fábricas de woodframe do mundo, com capacidade de fabricar uma casa a cada 36 minutos. Com esse modelo de construção off-site, os imóveis são produzidos em ambiente fabril para, em seguida, serem transportados para os canteiros de obra apenas para montagem e acabamento. 

Amplamente adotada em países como Estados Unidos, Alemanha e Japão, a tecnologia woodframe, que foi a escolhida por Alea, consiste na fabricação de painéis formados por multicamadas. O método garante casas com maior conforto térmico e acústico, o que proporciona um menor consumo de energia e mais qualidade de vida para os clientes.

O Brasil tem características únicas que permitem uma fábrica com essa tecnologia superior, com tamanha produtividade, destinada para o público de segmento econômico. “A demografia do Brasil é continental e possibilita a existência de incorporadoras com produção acima de 10 mil unidades por ano. Além disso, tem farta disponibilidade de madeira de reflorestamento, que é a principal matéria-prima do woodframe. A baixa densidade demográfica do país torna “casas” o produto natural para 70% das famílias formadas anualmente,” diz Rodrigo Osmo, CEO da Tenda.

A tecnologia woodframe é inigualável do ponto de vista ambiental, invertendo a alta pegada de carbono da construção civil. Numa casa de parede de concreto os principais componentes são aço e concreto, os dois materiais industriais de maior pegada de carbono. A madeira, por outro lado, é o único material estrutural com pegada de carbono negativa, pois sequestra CO2 do ar para crescer, estocando-o dentro das paredes da casa. “Estimamos que uma casa de woodframe da Alea reduza em 15 toneladas a pegada de carbono de uma casa de parede de concreto” informa Osmo. 

A fábrica tem 18 mil metros quadrados e a previsão é continuar produzindo em escala piloto em 2022, acelerando a produção em 2023 até chegar à capacidade máxima de 10 mil unidades/ano em 2026.

Para atingir esse volume de produção em 2026, a Alea tem o desafio de desenvolver a cadeia de suprimentos de woodframe no Brasil. “Estamos realizando diversos estudos para tropicalizar insumos importados, internalizar a fabricação de alguns materiais e estabelecer parcerias com fornecedores estratégicos”, sinaliza Osmo.

Segundo Osmo, a empresa já realizou 4 projetos piloto usando a tecnologia de woodframe, sendo que 2 deles já foram lançados com a marca oficial da startup Alea. Nos próximos meses está previsto o lançamento de mais um projeto no interior de São Paulo. “Estamos testando o modelo em cidades de tamanhos e rendas diferentes para entender o comportamento do consumidor em relação ao produto. Acreditamos que a proposta dos empreendimentos Alea é única no País e deve revolucionar o mercado de habitação”. 

Um dos maiores desafios da empresa para os próximos anos está no crescimento da operação. Alea está iniciando a construção de seu banco de terrenos e seus projetos precisam passar por um demorado período de aprovação de loteamentos e incorporações. A empresa está, no momento, empenhada na busca de áreas acima de 100 mil m2 próximas às cidades do interior de São Paulo.

A oportunidade que Alea está indo atrás é um mar azul. A maior demanda por moradias no Brasil é por casas. Paradoxalmente, praticamente todas as grandes incorporadoras focam em prédios. A dificuldade em atender esse mercado está na incompatibilidade entre o tamanho dos mercados e o tamanho das obras. As oportunidades estão em cidades médias e pequenas, enquanto as obras precisam ser grandes para que o projeto seja rentável. 

Alea busca solucionar esse paradoxo por meio da industrialização da construção civil, utilizando o modelo de fabricar as casas e somente montá-las no canteiro, conseguindo assim rentabilizar projetos menores. 

“A Tenda acredita que a industrialização seja a força de maior potencial transformador da construção civil e somos os líderes indiscutíveis desse movimento. Apostar em um modelo de negócio tão transformacional quanto Alea, requer uma empresa com um DNA na abordagem industrial como a nossa”, conclui Osmo.

Sobre Alea 
Alea é a marca da construtora Tenda dedicada à construção de casas em condomínio fechado. Com tecnologia e cuidado urbanístico únicos, os condomínios Alea têm uma proposta diferenciada de habitação, buscando a integração com a natureza, por meio de alamedas arborizadas e espaços de convivência para toda a família.  

Sobre a Tenda
A Tenda (B3: TEND3) é uma das principais construtoras do Brasil e está listada no Novo Mercado, o mais alto nível de governança corporativa da B3. Com foco em habitação econômica, atua em dez regiões metropolitanas do Brasil, com empreendimentos voltados para o grupo 2 do Programa Casa Verde e Amarela. Ao longo de sua bem-sucedida trajetória, a companhia já propiciou a mais de 120 mil famílias a conquista da casa própria. 

Jaguariúna

Sistema de câmeras OCR de Jaguariúna soluciona duas ocorrências com veículos nesta terça

Publicados

em

Nesta terça-feira, 23, duas ocorrências policiais comprovaram mais uma vez a eficiência do novo sistema de câmeras de monitoramento de Jaguariúna, com tecnologia OCR, que possibilita o reconhecimento óptico de imagens e placas de veículos e o cruzamento de informações.

Numa das ocorrências, uma caminhonete com as placas clonadas foi identificada pelo sistema e apreendida pelos agentes da Ronda Ostensiva Municipal (ROMU) da Guarda Municipal de Jaguariúna. Tudo em menos de duas horas da notificação da ocorrência.

LEIA TAMBÉM:

Segundo o secretário de Segurança Pública de Jaguariúna, Edgard Mello do Prado Filho, o veículo foi apreendido e um homem foi preso em flagrante pelo crime.

Em outra ocorrência, um veículo SUV, que havia sido furtado, também foi identificado pelas câmeras OCR de Jaguariúna. O carro acabou sendo abandonado na Rua Amazonas, sendo em seguida devolvido ao seu proprietário.   

“Esses casos comprovam a efetividade do sistema OCR, que facilita a identificação de práticas criminosas e de possíveis suspeitos, agilizando a recuperação dos produtos de crimes”, completa o secretário de Segurança.

Com o novo sistema OCR (sigla em inglês para Optical Character Recognition), Jaguariúna também passou a integrar os sistemas de “Muralha Digital” regional, Cortex (do Ministério da Justiça) e da Polícia Rodoviária Federal (PRF), garantindo assim mais agilidade e eficiência na comunicação entre as forças de segurança.

Siga a Gazeta Regional por meio das Redes Sociais

Acompanhe o Facebook da Gazeta, Clique aqui!

Quer ficar bem informado sobre o que acontece na sua cidade, bairro ou região? Então, siga as redes sociais da Gazeta Regional e fique por dentro das principais informações de sua região, Brasil e do mundo.

Deputa Federal Renata Abreu Visita Engenheiro Coelho
Jornal Gazeta Regional

Gazeta Regional trazendo sempre o melhor conteúdo para você.

Gostou da novidade? Então, clique aqui para receber gratuitamente os principais conteúdos da Gazeta Regional no seu celular. Tudo no conforto de suas mãos, em apenas um toque, você ficará muito bem informado. Quer saber mais sobre Notícias de Campinas e Região? Clique aqui

Continue lendo

Jaguariúna

Sábado tem espetáculo musical “Pararatimbum” no Teatro Municipal

Publicados

em

A entrada é gratuita

Neste sábado, 27, Jaguariúna recebe o espetáculo musical “Pararatimbum – Um Reino pela Música”. A peça será apresentada no Teatro Municipal Dona Zenaide, às 19h, e tem entrada gratuita.  

LEIA TAMBÉM:

Os ingressos já podem ser retirados pelo site: https://www.dcolor.art.br/site/vale-ingresso/859/2024/07/espetaculo-teatral–pararatimbum—um-reino-pela-musica–jaguariuna—sp/

Na trama, uma princesinha assume o reino de seu pai e proíbe todo som. Arrependida diante das consequências, busca ajuda em Pararatimbum, o mundo colorido onde vivem as Notas Musicais. Propondo desafios, com instrumentos musicais tradicionais e inventados, elas vão transformar a princesa por meio da música e da alegria dos ritmos brasileiros.

O espetáculo para toda família tem direção de Douglas Novais, direção musical de Everton Gennari e adaptação de Júlia Cavalcanti e é viabilizado pelo Ministério da Cultura, por meio da Lei de Incentivo à Cultura, e patrocinado pela empresa Brascabos.

Siga a Gazeta Regional por meio das Redes Sociais

Acompanhe o Facebook da Gazeta, Clique aqui!

Quer ficar bem informado sobre o que acontece na sua cidade, bairro ou região? Então, siga as redes sociais da Gazeta Regional e fique por dentro das principais informações de sua região, Brasil e do mundo.

Deputa Federal Renata Abreu Visita Engenheiro Coelho
Jornal Gazeta Regional

Gazeta Regional trazendo sempre o melhor conteúdo para você.

Gostou da novidade? Então, clique aqui para receber gratuitamente os principais conteúdos da Gazeta Regional no seu celular. Tudo no conforto de suas mãos, em apenas um toque, você ficará muito bem informado. Quer saber mais sobre Notícias de Campinas e Região? Clique aqui

Continue lendo

Jaguariúna

Edição julina do Baile da Terceira Idade de Jaguariúna é nesta quinta

Publicados

em

Preparem suas roupas caipiras e ensaiem os passos de dança. Está chegando a edição especial do Baile da Terceira Idade, um dos eventos mais aguardados do ano. O Baile Julino acontece nesta quinta-feira, 25, no Salão Multimodal do Parque Serra Dourada. A entrada é gratuita.

LEIA TAMBÉM:

Com início marcado para as 15h e término às 18h, o evento promete animar a tarde dos dançarinos da melhor idade com muita música, dança e alegria. “O Baile da Terceira Idade é uma tradição em nossa cidade, e a edição julina é sempre muito especial. É uma oportunidade para nossos idosos se divertirem, socializarem e manterem a saúde em dia com a dança”, disse a secretária de Assistência Social de Jaguariúna, Andréa Lizun.

Não perca essa oportunidade de dançar quadrilha, saborear comidas típicas e desfrutar de uma tarde repleta de diversão e confraternização. Venha se divertir e celebrar a vida no Baile Julino da Terceira Idade de Jaguariúna.

O Parque Serra Dourada fica na Rua Holambra, s/nº, no bairro João Aldo Nassif.

Foto: Ivair Oliveira

Siga a Gazeta Regional por meio das Redes Sociais

Acompanhe o Facebook da Gazeta, Clique aqui!

Quer ficar bem informado sobre o que acontece na sua cidade, bairro ou região? Então, siga as redes sociais da Gazeta Regional e fique por dentro das principais informações de sua região, Brasil e do mundo.

Deputa Federal Renata Abreu Visita Engenheiro Coelho
Jornal Gazeta Regional

Gazeta Regional trazendo sempre o melhor conteúdo para você.

Gostou da novidade? Então, clique aqui para receber gratuitamente os principais conteúdos da Gazeta Regional no seu celular. Tudo no conforto de suas mãos, em apenas um toque, você ficará muito bem informado. Quer saber mais sobre Notícias de Campinas e Região? Clique aqui

Continue lendo
Propaganda
Propaganda
Propaganda

Últimas Notícias