Conecte-se conosco

Brasil

Com o preço da gasolina nas alturas, vendas de etanol sobem 20% em fevereiro

Publicados

em

Vantagem do preço do etanol não deve durar muito, já que o álcool também sofre pressão com o aumento do diesel

Com o preço da gasolina nas alturas, a venda de etanol subiu mais de 20% em fevereiro. Só que essa vantagem de preço do etanol não deve durar muito, já que o álcool também sofre pressão com o aumento do diesel.

Do combustível mais puro ao popular, a inflação não poupa ninguém. Fica cada vez mais difícil acompanhar o giro da bomba de combustível. O motorista está perto de desistir.

O que dá pra fazer por perto, eu vou a pé e evito usar o carro. Completar o tanque do carro acho que já faz anos que eu não chego e falo ‘Completa!’. Está um absurdo, não dá”, diz o advogado Paulo Eduardo Martin Pavanelli.

Para ganhar fôlego, ele escolheu o etanol. É que no último mês, o biocombustivel ganhou vantagem competitiva. Na média do país, passou a custar 67,9% do valor da gasolina. Uma queda superior a 1 ponto percentual de janeiro a março e de quase 10 pontos percentuais em seis meses, nas contas da União da Indústria de Cana-de-Açúcar.

Afogado pelas altas recentes, o consumidor respondeu depressa. A venda do etanol hidratado nas usinas do Centro-Sul bateu 1,11 bilhão de litros em fevereiro, 26,2% a mais que em janeiro.

“O bonito desse mercado é o consumidor, ele que domina esse mercado. Sempre ele vai buscar o combustível mais barato. Em alguns momentos, o combustível mais barato para ele é o etanol, e em outros momentos, o combustível mais barato é a gasolina”, explica o diretor técnico da União de Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica), Antônio de Pádua Rodrigues.

Essa discussão extrapola o mercado de gasolina e etanol. Porque, segundo economistas, o custo do transporte tem impacto em todos os setores da economia. Os combustíveis já estavam caros no Brasil quando a guerra na Ucrânia elevou o preço do petróleo no mercado internacional. E a queda recente de movimento nos postos é um indicador claro de queda na atividade econômica.

“Porque a gente usa muito produto para transporte e para entrega de mercadorias. Então caiu aqui, cai tudo”, afirma José Alberto Gouveia, presidente do Sincopetro.

E a vantagem do preço do etanol pode durar pouco porque não escapa da pressão sobre o diesel, que move o transporte da cana de açúcar.

“É só pensar que parte importante da mercadoria que roda no Brasil é transportada por caminhões que usam óleo diesel. Então, dessa maneira, você consegue pensar que o custo do transporte das mercadorias do Sul para o Norte, por exemplo, vai ser afetado pelo aumento do custo do combustível. Ver o preço do petróleo aumentar, você vai ver, inevitavelmente, uma série de setores sendo afetados por isso, e aí o consumidor, no final das contas, é quem vai pagar a conta”, explica o economista e professor da FGV Mauro Rochlin.

O que dá pra fazer por perto, eu vou a pé e evito usar o carro. Completar o tanque do carro acho que já faz anos que eu não chego e falo ‘Completa!’. Está um absurdo, não dá”, diz o advogado Paulo Eduardo Martin Pavanelli.

Brasil

6ª Edição da Feira Virtual de Estágios e Empregos oferece mais de 150 mil oportunidades em 72 horas de programação 

Publicados

em

Com a participação de grandes empresas, evento organizado pela Wyden terá lives sobre carreiras e últimas tendências do mercado de trabalho
 

Entre os dias 24 a 26 de maio, milhares de pessoas poderão participar gratuitamente de mais uma edição da Feira Virtual de Estágios e Empregos realizada pela Wyden. Durante 72 horas de evento serão ofertadas mais de 150 mil vagas em grandes empresas de todo o Brasil, em oportunidades presenciais, hibridas ou remotas e ainda oportunidades com e sem exigência de diploma. Além de alunos e ex-alunos, poderão se inscrever estudantes de outras instituições, profissionais que buscam recolocação ou quem deseja estar antenado às tendências do mercado de trabalho. Para acessar o conteúdo, os interessados devem fazer o pré-cadastro por meio deste link.
 

A programação ainda conta com temas relevantes em todas as áreas do conhecimento como: o impacto das tecnologias nas carreiras, autodesenvolvimento, diversidade e inclusão, e empreendedorismo, dentre outros. Ainda será possível ficar por dentro das tendências em processo seletivo on-line e conhecer as carreiras que estão em evidência em 2022.  Participarão dos painéis empresas como Microsoft, TIM, Delloite, Sony, DASA, Ambev, Rock in Rio.

“Nessa edição do evento queremos encorajar os nossos alunos. Mostrar que mesmo com todas as adversidades existe sim vagas e oportunidades. No evento será possível conversar com o RH de mais de 50 empresas e também assistir às 12 lives que darão ferramenta para que o aluno possa se preparar para os processos seletivos, além de ter informações sobre o mercado. Destaque aqui para as áreas de TI e saúde e estão com muitas vagas abertas”, destaca Fernanda Vio, gerente nacional de Carreiras e Parcerias da Wyden.

Durante 72 horas os participantes poderão se candidatar às vagas em uma plataforma de oportunidades profissionais que já conta com mais de 50 empresas confirmadas como Infojobs, Pepsico, IBM, Gerdau, Americanas, Banco Santander, Mcdonald’s, UnitedHealth Group, Unimed, Amazon, Sony Music, Ambev, entre outras.

 

Imagem : Fernanda Vio, gerente nacional de Carreiras e Parcerias da Wyden. Divulgação.

A Feira é a oportunidade ideal para aumentar as chances individuais no mercado de trabalho. “A iniciativa fará com que cada participante aumente seu network com as grandes organizações — companhias nacionais e multinacionais — e que possa conferir as tendências e inovações em suas áreas de atuação”, completa Fernanda.

Com 12 estandes, painéis e mais de 50 empresas participantes, a programação da 6ª edição da Feira Virtual de Estágios e Empregos da Wyden promete superar as expectativas em relação ao ano anterior, auxiliando milhares de pessoas a potencializar a carreira e obter uma vaga.

Continue lendo

Brasil

Informalmente, MDB, PSDB e Cidadania definem Tebet como a pré-candidata da terceira via

Publicados

em

Lideranças partidárias de MDB, PSDB e Cidadania sacramentaram na reunião desta quarta-feira, 18,) o nome da senadora Simone Tebet (MDB-MS) como a pré-candidata do grupo à Presidência da República. A decisão foi tomada após a apresentação de uma pesquisa encomendada pelos partidos que apontou “maior potencialidade” da pré-candidatura da senadora.

Mas o nome dela só será oficialmente anunciado após aprovação das comissões executivas dos partidos, em reuniões separadas marcadas para a próxima terça-feira, 24, e após a resolução das divergências internas do PSDB.

Entre os dirigentes partidários, houve consenso de que Simone Tebet é mais competitiva porque, segundo apontou a pesquisa, tem menor rejeição; baixa taxa de conhecimento — o que significa maior potencial para conquistar eleitores; e forte identificação com o eleitorado feminino.

Além disso, avaliam como um “trunfo” o fato de Tebet ser a única pré-candidata mulher entre os grandes partidos — a outra é Vera Lúcia, mas do pequeno PSTU.

A pressa agora será para fechar rapidamente a aliança a fim de que Tebet possa ser apresentada publicamente como a alternativa a Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Jair Bolsonaro (PL), que lideram, respectivamente, as pesquisas de intenção de voto.

Antes disso, porém, será necessário resolver o impasse no PSDB. João Doria, escolhido nas prévias de novembro do ano passado, rejeita desistir da pré-candidatura.

Para o ex-governador, a pesquisa avaliada nesta quinta pelos dirigentes dos três partidos é somente um “pretexto” para afastá-lo da disputa. Ele também reclamou por não ter sido convidado para a reunião da cúpula e das bancadas do PSDB nesta terça em Brasília.

“Não fui convidado para a reunião da Executiva do PSDB. Fizeram isso sem o resultado da pesquisa. Como fazer uma reunião antes de ter a pesquisa?”, questionou.

Em caso de confirmação do nome de Tebet como a pré-candidata da terceira via, o nome preferido para ocupar a posição de vice é o do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE).

Fonte: https://g1.globo.com/politica/blog/gerson-camarotti/post/2022/05/18/informalmente-mdb-psdb-e-cidadania-definem-tebet-como-a-pre-candidata-da-terceira-via.ghtml

Continue lendo

Brasil

Inscrições para o Enem 2022 terminam no sábado

Publicados

em

Provas serão aplicadas nos dias 13 e 20 de novembro

Os interessados em participar do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) têm até o próximo sábado, 21, para fazer a inscrição, habilitando-se para as provas que serão aplicadas nos dias 13 e 20 de novembro.

As inscrições para o Enem 2022, tanto para a edição impressa como para a digital, devem ser feitas na Página do Participante. Para acessá-la, clique aqui. A taxa é de R$85, e poderá ser paga via PIX, cartão de crédito ou por boleto bancário até o dia 27 deste mês.

No momento da inscrição, o candidato escolhe se quer fazer a prova de língua estrangeira em inglês ou espanhol. Ele escolhe também se quer o exame impresso ou digital e informa se precisa de algum atendimento especial (acessibilidade, por exemplo).

O estudante também preenche um questionário socioeconômico informando se já concluiu o ensino médio e outras informações cadastrais.

Provas
As provas serão nos dias 13 e 20 de novembro. Pela primeira vez, o candidato poderá apresentar a versão digital de documento de identificação no dia da prova. Serão aceitos e-título, Carteira de Habilitação Digital ou RG Digital. O candidato deverá abrir o aplicativo e apresentar o documento ao fiscal. Capturas de tela não serão aceitas.

O exame terá quatro provas objetivas e uma redação em língua portuguesa. Cada prova objetiva terá 45 questões de múltipla escolha.

No primeiro dia do exame, serão aplicadas as provas de linguagens, códigos e redação (língua portuguesa, literatura, língua estrangeira, artes, educação física e tecnologias da informação e comunicação) e de ciências humanas e suas tecnologias (história, geografia, filosofia e sociologia).

O tempo para realização da prova é de cinco horas e 30 minutos, contadas a partir da autorização do chefe de sala para o início das provas.

No segundo dia do exame, serão aplicadas as provas de ciências da natureza (química, física e biologia) e matemática e suas tecnologias. No segundo dia, o tempo para realizar o exame é de cinco horas, contadas a partir da autorização do chefe de sala para o início das provas.

Os gabaritos das provas objetivas serão divulgados no Portal do Inep até o terceiro dia útil após a última prova.

Fonte: Publicado em 16/05/2022 – 11:25 Por Pedro Peduzzi – Repórter da Agência Brasil – Brasília

Continue lendo
Propaganda
Propaganda
Propaganda

Últimas Notícias