Conecte-se conosco

Mundo

Avião com 132 a bordo cai na China

Publicados

em

Um Boeing 737, da China Eastern Airlines, ia de Kunming e Guangzhou e caiu na região montanhosa de Guangxi, no sul. Ainda não há informações sobre vítimas.

Um avião do modelo Boeing 737-800 da China Eastern Airlines caiu nesta segunda-feira (21) no sul da China, segundo a agência de aviação civil do país. A aeronave transportava 132 pessoas de Kunming para Guangzhou. Ainda não há informação sobre o número de vítimas.

A queda aconteceu em Guangxi, região montanhosa no sul da China, e provocou um incêndio nas montanhas, segundo a TV estatal chinesa. A agência de aviação civil da China confirmou o episódio e informou que o voo fazia a rota entre as cidades de Kunming e Guangzhou.

A aeronave, um Boeing 737-800, tem bom histórico de segurança de voo. A Boeing informou que está coletando mais informações com autoridades locais para iniciar uma investigação sobre o caso.

A TV estatal chinesa informou que a operação de resgate está a caminho do local (veja vídeo no início da reportagem). A emissora havia divulgado inicialmente que o avião transportava 133 pessoas, mas depois corrigiu para 132. Desse total, nove fazem parte da tripulação da aeronave. Não havia estrangeiros no voo, segundo a companhia. A queda aconteceu por volta das 14h30 no horário local.

China Eastern Airlines colocou seu site em preto e branco, como costuma fazer quando há acidentes envolvendo seus aviões.

Boeing 737-800

A aeronave, um Boeing 737-800, tinha seis anos, de acordo com o site Flight Radar, que monitora voos em todo o mundo. Ainda segundo o site, o avião perdeu contato com as torres quando sobrevoava a cidade de Wuzhou, no sul do país.

Altitude do voo despencou 6.000 metros em 15 segundos

O voo estava a uma altitude de aproximadamente 8.870 metros. Apenas 15 segundos mais tarde, a altitude registrada pelo Flight Radar caiu para 2.766 metros e, 20 segundos depois, para apenas 900 metros.

A aviação civil da China é considerada uma das mais seguras do mundo, e o último acidente no país ocorreu em 2010, quando 44 pessoas morreram na queda de um Embraer E-190, da Henan Airlines, quando o voo se aproximava do aeroporto de Yichun.

As ações da Boeing caíram 8% nesta segunda-feira (21) após a notícia.

Mundo

Passageiro pousa avião após piloto desmaiar

Em gravações de bordo, o passageiro diz que “não tinha ideia de como parar o avião”.

Publicados

em

Em gravações de bordo, o passageiro diz que “não tinha ideia de como parar o avião”.

Passageiro pousa avião após piloto desmaiar – Um passageiro nos Estados Unidos conseguiu pousar um avião monomotor com ajuda de instruções passadas por rádio por um controlador de voo depois que o piloto da aeronave desmaiou durante a viagem. O incidente aconteceu na tarde de terça-feira (10/5) em Palm Beach, na Flórida (EUA).

Quer saber Notícias de Engenheiro Coelho – Clique aqui

Em gravações feitas na cabine, é possível ouvir a voz do homem dizendo à torre do aeroporto que ele “não tinha ideia de como parar o avião”.

“Tenho uma situação grave aqui. Meu piloto não está em condições”, o homem diz pelo rádio, quando o avião voava em altitude de 2.750 metros. “Ele está apagado.”

Questionado sobre sua posição, ele respondeu: “Não faço ideia”. Ele disse que conseguia ver o litoral da Flórida à sua frente.

“Mantenha as asas retas e tente seguir a costa, seja para o norte ou para o sul”, disse o controlador de tráfego aéreo. “Estamos tentando localizar você.”

Aeronave Cessna 208 — Foto: Wikimedia Commons
Passageiro pousa avião após piloto desmaiar – Aeronave Cessna 208 — Foto: Wikimedia Commons

“Não consigo nem ligar minha tela de navegação”, disse o homem. “Tem todas as informações ali. Vocês têm alguma ideia sobre isso? Eu não tenho ideia de como parar o avião. Eu não sei fazer nada.”

Robert Morgan, um controlador de tráfego aéreo que trabalha como professor de aviação, ajudou o homem a pousar no Aeroporto Internacional de Palm Beach.

Mesmo experiente, Morgan nunca havia pilotado aquele modelo — um monomotor Cessna 208 —, mas conseguiu usar um mapa da cabine da aeronave para dar instruções ao piloto.

Passageiro pousa avião após piloto desmaiar

“Eu sabia que o avião estava voando como qualquer outro avião. Eu sabia que tinha que mantê-lo [o passageiro] calmo, indicar o caminho para a pista e ensinar como reduzir a potência para que ele pudesse pousar”, disse Morgan à rede de TV local WPBF-TV.

Na gravação de áudio, Morgan ensina o homem a “mexer nos controles e descer a uma velocidade bem lenta” enquanto se aproxima para o pouso.

“Antes que eu me desse conta, ele disse: ‘Estou no chão. Como faço para desligar essa coisa?'”, conta Morgan.

O passageiro e Morgan se encontraram na pista, onde se abraçaram e tiraram uma foto. Mas em meio à euforia, Morgan não ouviu o nome do homem, disse um repórter da WPBF à BBC News.

O nome também não foi registrado no áudio do rádio.

“Eu senti que ia chorar, porque era muita adrenalina”, disse Morgan à CNN. “Foi um momento emocionante. Ele disse que só queria ir para casa encontrar sua esposa grávida… E isso me fez sentir melhor ainda.”

“Para mim, ele foi o herói”, continuou. “Eu estava apenas fazendo o meu trabalho.”

Depois que o avião pousou, Morgan elogiou o passageiro, falando a outros pilotos na pista.

“Você acabou de testemunhar um passageiro pousando aquele avião”, disse ele a outro piloto esperando para decolar. “Você disse que os passageiros pousaram o avião?” o piloto respondeu. “Oh, meu Deus. Ótimo trabalho”, completou.

A Administração Federal de Aviação disse que o avião está registrado em um endereço privado no Estado de Connecticut.

Ele havia decolado cerca de uma hora antes de Marsh Harbour, nas Bahamas, de acordo com o rastreador de voo FlightAware.

O piloto foi levado ao hospital. O nome e o estado do piloto não foram divulgados.

Passageiro pousa avião após piloto desmaiar
Passageiro pousa avião após piloto desmaiar – Avião Cessna 208 no aeroporto da Flórida — Foto: CBS/via BBC

Siga a Gazeta Regional por meio das Redes Sociais

Acompanhe o Facebook da Gazeta, Clique aqui!

Quer fica bem informado sobre o que acontece na sua cidade, bairro ou região? Então, siga as redes sociais da Gazeta Regional e fique por dentro das principais informações de sua região, Brasil e do mundo.

Além disso, a Gazeta tem uma super novidade para você! Que tal receber as receber as principais notícias que são veiculadas no Portal da Gazeta Regional direto no seu WhatsApp, totalmente gratuito?

xangai, covid-19
Gazeta Regional

Gostou da novidade? Então, clique aqui e habilite seu App gratuitamente para receber os principais conteúdos da Gazeta direto em seu celular. Tudo no conforto de suas mãos, em apenas um toque, você ficará muito bem informado.

Gazeta Regional trazendo sempre o melhor conteúdo para você.

Quer saber Mais sobre Notícias de Engenheiro Coelho e Região? Clique aqui

Continue lendo

Mundo

Megan Fox e MGK são notificados por comunidade de vampiros

Publicados

em

Belfazaar Ashantison, co-fundador da Associação dos Vampiros de Nova Orleans, pediu que “tomem precauções antes de beber sangue do amante”.


Megan Fox e Machine Gun Kelly chamaram a atenção de uma comunidade de vampiros de Nova Orleans ao confessarem que beberam o sangue um do outro após noivado. De acordo com o TMZ, integrantes do grupo New Orleans Vampire Association enviaram um aviso com medidas de precaução antes do ritual inusitado.

Alunos do Unasp de Engenheiro Coelho, conhecem a Galáxia de Gutenberg – Leia mais – Clique aqui

Belfazaar Ashantison, co-fundador da Associação dos Vampiros de Nova Orleans, pediu que “tomem precauções antes de beber sangue do amante”.

A atriz Megan Fox contou sobre a prática ao revelar o noivado com o músico. “Assim como em todas as vidas anteriores a esta, e como em todas as vidas que se seguirão, eu disse sim. E então bebemos o sangue um do outro”, compartilhou ela em janeiro deste ano.

Segundo o site oficial da comunidade, a instituição reúne aqueles que enxergam “o estado vampírico como uma questão de energia, biologia, espiritualidade e identidade racial”.

A testagem para descobrir doenças e infecções transmitidas pelo sangue está entre os cuidados dos “vampiros” em questão. Para Ashantison, nem os seres imortais têm total imunidade contra problemas de saúde.

Megan Fox

Megan Fox 
Machine Gun Kelly e Megan Fox no Fashion Los Angeles Awards, em 2022. Foto: Stefanie Keenan/Getty Images

Siga a Gazeta Regional por meio das Redes Sociais

Acompanhe o Facebook da Gazeta, Clique aqui!

Quer fica bem informado sobre o que acontece na sua cidade, bairro ou região? Então, siga as redes sociais da Gazeta Regional e fique por dentro das principais informações de sua região, Brasil e do mundo.

Além disso, a Gazeta tem uma super novidade para você! Que tal receber as receber as principais notícias que são veiculadas no Portal da Gazeta Regional direto no seu WhatsApp, totalmente gratuito?

Megan Fox admite que ela e o noivo bebem sangue um do outro em rituais
Gazeta Regional

Gostou da novidade? Então, clique aqui e habilite seu App gratuitamente para receber os principais conteúdos da Gazeta direto em seu celular. Tudo no conforto de suas mãos, em apenas um toque, você ficará muito bem informado.

Gazeta Regional trazendo sempre o melhor conteúdo para você.

Quer saber Mais sobre Notícias de Engenheiro Coelho e Região? Clique aqui

Continue lendo

Mundo

Rússia: 5 anos de perseguição sistemática e desrespeito aos direitos humanos

Publicados

em

Valentina Baranovskaya, 70 anos, é uma aposentada que gosta de cozinhar e escrever música e poesia. Em fevereiro de 2021, recebeu uma sentença sem precedentes e foi condenada a 2 anos de prisão. Qual o crime de Valentina? Acreditar em Deus, falar de sua fé com outros e se reunir com amigos.

Infelizmente, esse caso não é o único — muitos outros cidadãos russos pacíficos estão sendo detidos por causa de sua fé. Há 5 anos, as Testemunhas de Jeová são alvo de perseguição cruel e implacável pelas autoridades na Rússia.

Até 22 de abril de 2022, 620 membros desse grupo foram acusados criminalmente; 88 estão presos; 24 estão em prisão domiciliar; e mais de 1.750 buscas foram realizadas por autoridades fortemente armadas nas casas de Testemunhas de Jeová. Em muitas dessas buscas os oficiais apontam armas para as cabeças delas — inclusive crianças e idosos — e utilizam de violência e tortura.

As acusações contra as Testemunhas de Jeová têm sido feitas com base no artigo 282.2 do Código Penal da Federação Russa, aplicado a atividades extremistas e terroristas. Nos processos, porém, não há crimes de ódio nem vítimas. Mesmo assim, severas penas continuam a ser aplicadas a essas pessoas inofensivas.

Condenações duríssimas contra pessoas pacíficas

Algo que tem sido muito questionado é a rigidez e a dureza com que cidadãos comuns e pacíficos estão sendo tratados em solo russo. Pessoas honestas, que colaboram com a comunidade são condenadas como criminosos da pior espécie.

Por exemplo, Anna Safronova (56 anos), que antes de sua prisão, era o único apoio para sua mãe de 80 anos, recebeu uma condenação de 7 anos por ser Testemunha de Jeová. Para comparação, o Código Penal da Federação Russa prevê de 3 a 6 anos de prisão por estupro e 6 anos de prisão por assassinato premeditado.

Oficiais tentam justificar suas ações com base na proibição da entidade jurídica das Testemunhas de Jeová, que ocorreu em abril de 2017. A decisão que se refere às organizações jurídicas, não deveria afetar o direito de adoração individual e coletiva, assegurado pela Constituição da Federação Russa. O próprio plenário do Supremo Tribunal da Federação Russa, em 28 de outubro de 2021, decidiu que os serviços divinos das Testemunhas de Jeová, sua realização conjunta de ritos e cerimônias, por si só, não constituem crime nos termos do art. 282.2 do Código Penal da Federação Russa, apesar da liquidação de suas entidades legais.

De que forma a comunidade mundial vê a situação?

Diversas organizações internacionais1 tem expressado sua repulsa e desaprovação contra os atos de violação básica do direito à liberdade de crença praticados por autoridades na Rússia.

Em 22 de fevereiro de 2022, a Corte Europeia dos Direitos Humanos2 emitiu duas decisões a favor de quinze Testemunhas de Jeová e condenou a Rússia por violar direitos fundamentais à liberdade de religião.

Em março de 2020 3, o Conselho Permanente da Organização de Segurança e Cooperação na Europa (OSCE) e a União Europeia emitiram uma declaração conjunta condenando as autoridades russas: “A União Europeia continua profundamente preocupada com a situação das Testemunhas de Jeová, que enfrentam perseguição sistemática na Rússia . . . Estamos muito preocupados com os recentes relatos específicos de tortura e outros maus-tratos de várias Testemunhas de Jeová que estão na prisão.”

Sem lutar, as Testemunhas de Jeová continuam a suportar perseguição com coragem

Andrey Andreyev, um pai de família que cumpre 4 anos e 6 meses de prisão, disse em suas últimas palavras no tribunal: “Um ano e 7 meses em um centro de detenção preventiva não me endureceu. Orei diariamente para que eu pudesse manter o amor a Deus e ao próximo. Não tenho ressentimento, nem raiva, muito menos ódio por ninguém.”

Nataliya Prilutskaya, da Anistia Internacional, reforça a importância da população mundial tomar conhecimento do que tem acontecido na Rússia. “Nestes cinco anos, esses religiosos demonstraram sua força, coragem e paz diante da perseguição em curso. Suas histórias precisam ser divulgadas mais amplamente fora da Rússia: nas câmaras de debate dos parlamentos e das organizações internacionais, nos programas de TV e no cinema, nas redes sociais e nas páginas de livros”, defende Nataliya. “Compartilhem as suas histórias com a sua família e seus amigos, abordem-nas com o seu representante político local, escreva sobre elas nas suas redes sociais — tudo isso poderia contribuir para restabelecer a justiça e ajudar a parar a acusação contra as Testemunhas de Jeová na Rússia”, completa.

As Testemunhas de Jeová são uma religião cristã composta por mais de 8,5 milhões de pessoas no mundo e legalmente reconhecidas em mais 200 países. Na Rússia, em 2017, havia 175 mil Testemunhas de Jeová. Por detrás dos dados não se vê apenas um número — mas sim pessoas que perderam o direito de praticar sua religião e passaram a conviver com o medo diário de repressão. Esses cidadãos esperam que seus direitos individuais sejam respeitados. Esse é um desejo partilhado por qualquer ser humano livre do século 21.

Em julho de 2020, Valentina, citada no início, sofreu um derrame. Ela conta: “Quando minha saúde piorou, ficou bem claro para mim que Jeová4 estava do meu lado. Eu fazia muita oração e era como se Jeová me carregasse em seus braços. Senti uma paz e uma calma muito grande. É difícil até de explicar.” Depois de tudo que Valentina passou, ela diz: “Estou decidida a servir ao nosso Pai por toda a eternidade e a continuar fiel a ele não importa o que aconteça em minha vida.”

Passados 5 anos, as Testemunhas de Jeová russas continuam determinadas a continuar enfrentando a opressão com coragem e paciência. Elas confiam na promessa de Deus, registrada no livro bíblico de Isaías, capítulo 54, versículo 17: “Nenhuma arma fabricada contra você será bem-sucedida.”

Informações citadas no artigo:

World community reacts to the persecution of Jehovah’s Witnesses in Russia? (jw-russia.org)

2 CEDH diz que a Rússia violou direitos e liberdades das Testemunhas de Jeová (jw.org)

3 Autoridades europeias condenam a perseguição às Testemunhas de Jeová na Rússia (jw.org)
4 O nome de Deus, segundo a Bíblia, é Jeová. — Salmo 83:18

Juliano Jose Rinaldo – Porta-voz Local das Testemunhas de Jeová

Continue lendo
Propaganda
Propaganda
Propaganda

Últimas Notícias