Conecte-se conosco

Jaguariúna

Março registra recorde de mortes e casos confirmados de Covid em Jaguariúna

Redação Gazeta Regional

Publicados

em

Março foi, disparado, o mês com mais mortes e casos confirmados de Covid-19 em Jaguariúna desde o início da pandemia de coronavírus. Segundo boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde, apenas em março deste ano foram registrados 38 óbitos de pacientes por Covid, superando em quase quatro vezes o recorde registrado em fevereiro, de 10 mortes.

O número de casos confirmados da doença no município no último mês (700 casos) também superou em 108% o pico registrado até então, no mês de agosto do ano passado (336 casos). Março também registrou o recorde absoluto no número de pessoas atendidas na Unidade de Campanha, Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) 24h e Pronto-Socorro, com um total de 13.922 atendimentos – o equivalente a um quarto da população de Jaguariúna. Foram 5.577 pessoas atendidas na Unidade de Campanha, 6.029 na UPA e outras 2.316 no PS.

Jaguariúna também permanece com superlotação de leitos tanto de UTI quanto de enfermaria, situação que ainda obriga o município a redobrar as atenções na luta contra o coronavírus. Até domingo, 04, Jaguariúna havia registrado 90 mortes por complicações da Covid-19. A taxa de letalidade na cidade subiu para 2,5%, a mesma registrada no País e inferior à do Estado, de 3%.

“Março registrou o novo pico de casos e mortes em nosso município, seguindo a tendência do que está ocorrendo em todo o País e no Estado de São Paulo. Por isso, temos que manter todas as medidas de contingenciamento e os cuidados para evitarmos a proliferação da Covid”, diz a secretária de Saúde de Jaguariúna, Maria do Carmo de Oliveira Pelisão.

Jaguariúna

Prefeitura de Jaguariúna adota PPPs para gerar economia e aumentar eficiência na administração

Redação Gazeta Regional

Publicados

em

A Prefeitura de Jaguariúna vai implementar o Programa de Parcerias Público-Privadas (PPPs) no âmbito do município. O Projeto de Lei nº 005/2021, de autoria do Executivo Municipal, que institui o programa, foi aprovado por 11 votos a 2 na sessão de terça-feira, 06, da Câmara Municipal e será sancionado pelo prefeito Gustavo Reis.

Com o projeto, o foco da Administração em um primeiro momento é viabilizar a realização de três obras: construção do novo terminal rodoviário, instalação de iluminação de LED em toda a cidade e a construção do novo Paço Municipal.

As parcerias público-privada existem desde 2004 e são reguladas pela Lei Federal nº 11.079. Por esse modelo, o contrato administrativo de concessão é celebrado entre a Administração Pública e entidades privadas, por meio do qual o agente privado participa da implantação e do desenvolvimento da obra, serviço ou empreendimento público, bem como da exploração ou da gestão, total ou parcial, das atividades dele decorrentes, cabendo-lhe contribuir com recursos financeiros, materiais e humanos.

Para o município, as vantagens desse tipo de contratação são muitas: redução das despesas orçamentárias, profissionalização da gestão do serviço, poder fiscalizatório, remuneração do parceiro privado de acordo com seu desempenho e transparência são as principais. “Decidimos votar e aprovar esse importante projeto agora porque entendemos que a cidade precisa voltar a crescer quando a pandemia de coronavírus for vencida. As PPPs darão a possibilidade de aumento dos investimentos privados em Jaguariúna, o que é fundamental para esse processo”, explica o vereador Walter Tozzi, líder do governo na Câmara.

Segundo o Projeto de Lei nº 005/2021, o programa de parcerias público-privadas municipal observará algumas diretrizes como eficiência na execução e no uso dos recursos públicos, responsabilidade fiscal na celebração e execução das parcerias, responsabilidade social e ambiental, transparência dos procedimentos e das decisões, sustentabilidade financeira e promoção da participação popular mediante realização de consultas e audiências públicas.

Nas PPPs também serão previstos os resultados e metas a serem atingidos, o cronograma de execução e os critérios objetivos de avaliação de desempenho a serem utilizados, as penalidades aplicáveis aos parceiros em caso de inadimplemento contratual, o prazo de vigência (no mínimo cinco e no máximo de 35 anos), entre outros critérios.

Exemplos de sucesso
No Brasil, várias PPPs foram concretizadas com sucesso, com uma grande variação de objetivos, envolvendo desde hospitais públicos (Bahia) e estradas e saneamento básico (São Paulo) até presídios e iluminação pública (Minas Gerais).

Continue lendo

Jaguariúna

Vacinação contra Covid-19 será exclusiva para pessoas de 67 anos na segunda-feira, 12, em Jaguariúna

Redação Gazeta Regional

Publicados

em

A vacinação contra a Covid-19 para pessoas com 67 anos de idade vai começar nesta segunda-feira, 12, em Jaguariúna. Devido ao baixo estoque de vacinas, excepcionalmente nesta segunda, a vacinação será realizada apenas para esse público de 67 anos, das 8h às 15h, ou até acabarem as doses.

Os locais de vacinação são os mesmos: UBS Fontanella, de forma tradicional, e UBS Nova Jaguariúna, no sistema drive-thru (em que as pessoas não precisam descer dos veículos para serem vacinadas). A Secretaria Municipal de Saúde ressalta que, para a vacinação, é obrigatória a apresentação de um documento com foto e de um comprovante de residência. Para dar mais agilidade no atendimento, a Secretaria de Saúde também solicita que as pessoas levem o Cartão Cidadão.

Foto: Ivair Oliveira

Continue lendo

Jaguariúna

Programa Patrulha Agrícola apoia pequenos produtores rurais de Jaguariúna

Redação Gazeta Regional

Publicados

em

Para atender os pequenos produtores rurais de Jaguariúna que precisam de apoio técnico e operacional, a Prefeitura oferece subsídio por meio do Programa Municipal Patrulha Agrícola com valores abaixo do mercado. Com isso, mesmo durante a pandemia, o setor tem até prosperado na cidade.

Coordenado e executado pelo Departamento Municipal de Agropecuária e Meio Ambiente, o programa disponibiliza os seguintes equipamentos: trator, grade aradora, grade niveladora, distribuidor de calcário, ensiladeira e subsolador. Com isso, o produtor não precisa alugar e diminui os custos da produção.

A secretária municipal de Meio Ambiente, Rita Bergamasco, destaca que a Prefeitura conta com um quadro de funcionários para a execução dos serviços, bem como um Engenheiro Agrônomo, que realiza a gestão do Programa e isso faz toda a diferença no auxílio aos pequenos produtores da cidade. “As operações de preparo de solo e plantio, bem como a manutenção e conservação do solo dentro das propriedades, representam para o pequeno produtor rural, que não possui máquinas e implementos agrícolas, uma parte significativa dos custos de produção”, explica a secretária.

COMO CONSEGUIR O AUXÍLIO
Os produtores rurais interessados no Programa Municipal Patrulha Agrícola devem ligar para o Departamento de Agropecuária e Meio Ambiente no telefone: (19) 3867-3073. Após protocolar o requerimento de “Patrulha Agrícola”, o técnico do Departamento de Agropecuária e Meio Ambiente, entrará em contato com o agricultor.

Continue lendo

Últimas Notícias