Conecte-se conosco

Amparo

Em meio à crise, a lição do empreendedorismo

Publicados

em

A decisão de empreender é árdua, mas valeu a pena para Keila Dispatto

Keila Dispatto e seu marido, Jaime Barbosa da Cunha Junior, tinham um café no centro de Amparo, Rosario Caffe, mas, quando começou a pandemia, tudo foi ficando muito difícil para os empreendedores. Primeiro, eles tiveram que fechar as portas e trabalhar somente com o delivery. Neste momento, a venda das marmitas, principalmente, foi o que manteve o estabelecimento.

Logo depois veio a Páscoa, que também foi muito boa, pois bolos caseiros são a especialidade de Keila. “Então investi nisso. Fiz cursos on-line gratuitos. Todos que apareciam sobre isso eu fazia. Fiz também curso de marketing e como superar enfrentar a pandemia e fomos tentando segurar”, conta.

Embora os proprietários do café não tenham medido esforços para manter a engrenagem funcionando, a renda caiu em 85%. Keila conta que mesmo sem funcionários os empresários não estavam conseguindo se manter de jeito nenhum. “Vieram clientes novos sim, mas só para as marmitas. Eram mensais, mas ainda não dava! Conta de luz alta, aumento de tudo que precisávamos e não tivemos acordo no aluguel”. Com isso, eles decidiram fechar o Café para não acumular mais contas, pois acreditavam que a situação poderia virar uma bola de neve.

Em cinco meses de pandemia as portas do Rosario Caffe foram fechadas. A partir daí, Keila decidiu fazer o que a grande maioria das pessoas estavam fazendo naquele momento: trabalhar em casa. “Comecei a trabalhar em casa com as mesmas coisas que fazia no Café, até mesmo porque tínhamos clientes mensais de marmitas e não poderíamos abandonar”, conta.

Seu marido, Jaime, também recomeçou. Ele começou a trabalhar com transporte de aplicativo um mês depois. A alternativa que os dois escolheram naquele momento foi feita na esperança de que tudo estivesse melhor neste ano.

E foi dessa maneira que Keila recomeçou. Com o intuito de abrir uma coisa menor em sua garagem ela continuou fazendo o que fazia no Café, mas agora sua cozinha. “Abrir uma coisa menor na minha garagem implicava em mudar o portão, encanamento, pia, umas coisas ali e outras ali. Então fui com calma, com paciência, fazendo muitas cotações para tudo o que eu queria fazer”.

Keila conta que desanimou muitas vezes, que teve vontade de procurar um emprego formal, fazer curso, quis desistir mais uma vez. “Mas quando você acredita e ama o que faz, não tem caminho que te levo para outro lugar. É aquele o seu lugar e ponto”, afirma.

Assim, Keila foi ajeitando a garagem que agora é sua loja. No dia 08 de fevereiro, quando tudo estava em ordem, ela viu seu projeto realizado. A loja de bolos doces e salgados é um sucesso, conta. “Tantos clientes que iam no Café vieram me prestigiar. Meus clientes são fiéis demais”, comemora.

Mas, depois de trabalhar com as portas abertas por todo o mês de fevereiro, um novo decreto estadual fez com que Keila parasse. “E de novo a Páscoa me salvou”, diz. Agora, a empreendedora espera, com esperança, a decisão do Estado para poder reabrir.

Trabalhando como consegue na modalidade delivery, Keila tem uma ajuda especial de seu filho mais novo, Jaime Barbosa da Cunha Neto, que quando não está na aula on-line lhe ajuda com as entregas. Em todo o processo de vendas sua maior propaganda foi e é o boca a boca e a internet. Seu WhasApp é seu trabalho.

Ela afirma que fácil não foi e nem está sendo. Para ela, insegurança é a palavra do momento, pois não se sabe como as coisas vão ficar. “Mas o importante é confiar, é amar o que faz e acreditar em você mesma”, diz.

Lá atrás, Keila achava que era um erro fechar seu comércio, que ela nunca mais seria dona do próprio negócio. “Mas hoje não. A pandemia nos trouxe novas oportunidades. Meu marido tem uma grande cartela de clientes que muitos são do Café e vieram novos também, graças a Deus. E eu administro minha lojinha do meu jeito, com o meu tempo, entre ser dona de casa, empresária, mãe e esposa”, finaliza.

Amparo

Amparo tem primeiro caso confirmado de Varíola dos Macacos

Publicados

em

O caso é de um homem que esteve recentemente no Rio de Janeiro

A Secretaria Municipal de Saúde de Amparo confirmou nesta sexta-feira, 05, o primeiro caso de varíola dos macacos na cidade de Amparo. Trata-se de um homem de 29 anos, que esteve recentemente na cidade do Rio de Janeiro. Ele está isolado, com quadro clínico estável e está sendo monitorado pela Vigilância Epidemiológica, e pelas Secretarias de Saúde do Estado e do Município.

A varíola dos macacos é uma doença infectocontagiosa transmitida por meio de contato direto com uma pessoa infectada que apresente lesões na pele, por gotículas de saliva ou fluidos corporais.

Os sintomas iniciais são semelhantes aos da gripe, como febre, calafrios, exaustão, dor de cabeça e fraqueza muscular, seguidos de inchaço nos gânglios linfáticos.

A Prefeitura de Amparo orienta à população medidas de prevenção como uso de máscara e higienização das mãos e, em caso de sintomas característicos da varíola dos macacos, procurar imediatamente o atendimento de saúde.

Siga a Gazeta Regional por meio das Redes Sociais

Acompanhe o Facebook da Gazeta, Clique aqui!

Quer fica bem informado sobre o que acontece na sua cidade, bairro ou região? Então, siga as redes sociais da Gazeta Regional e fique por dentro das principais informações de sua região, Brasil e do mundo.

Taça Guaiquíca fase semifinal
Gazeta Regional

Gazeta Regional trazendo sempre o melhor conteúdo para você.

Gostou da novidade? Então, clique aqui para receber gratuitamente os principais conteúdos da Gazeta Regional no seu celular.

Continue lendo

Campinas

Casos de varíola dos macacos sobem em Campinas e mais 3 cidades registram infectados

Publicados

em

Hortolândia, Amparo e Jaguariúna entraram na lista de municípios com registros. Campinas já acumula 20 moradores que foram infectados pelo vírus monkeypox. Veja mapa com todos os casos na região.

Casos de varíola dos macacos -Subiu para 29 o número de casos de varíola dos macacos na região de Campinas (SP). Nesta sexta-feira (5), o boletim da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo aponta mais dois registros de infectados na metrópole, que soma 20, e outras três cidades entraram para a lista: Hortolândia, Amparo e Jaguariúna.

Casos de varíola dos macacos
A coceira da varíola dos macacos passa por diferentes estágios até a formação de lesões de pele — Foto: UKHSA

A principal forma de transmissão tem sido via contato íntimo e sexual. O período de incubação desta doença varia de 5 a 21 dias.

LEIA TAMBÉM:

“O atual surto não tem a participação de macacos na transmissão para seres humanos. O vírus da Monkeypox, que faz parte da mesma família da varíola, é transmitido entre pessoas e o atual surto tem prevalência de transmissão de contato íntimo e sexual”, disse a Saúde de SP, em nota.

Casos de varíola dos macacos estão em 8 cidades da região

  • Campinas: 20
  • Indaiatuba: 2
  • Paulínia: 2
  • Americana: 1
  • Hortolândia: 1
  • Vinhedo: 1
  • Amparo: 1
  • Jaguariúna: 1

Casos de varíola dos macacos

No estado, o total chega a 1.404 casos positivos da doença nesta sexta, que se manifesta por lesões na pele, podendo estar associadas a febre e gânglios inflamados.

O avanço da varíola tem sido classificado como de “crescimento exponencial”, segundo a infectologista da Unicamp e membro da Sociedade Brasileira de Infectologia, Raquel Stucchi, disse.

Até a última quarta-feira (3), a região tinha 22 casos confirmados em cinco cidades, e o estado inteiro computava 1.184, uma diferença de 220 casos a menos em dois dias.

“Continuaremos tendo ainda um crescimento exponencial porque falhamos muito na comunicação com os grupos que têm maior risco de exposição e adoecimento. Falhamos nas orientações para divulgar quem são esses grupos e o que eles devem fazer para diminuir o risco de adoecimento, o que eles devem fazer para não transmitir”, avaliou a infectologista na quarta.

LEIA TAMBÉM:

Casos de varíola dos macacos

20 Casos de varíola dos macacos em Campinas

Após confirmar a segunda mulher com o vírus monkeypox nesta quinta (4), a metrópole contabiliza dois novos casos nesta sexta. O total é de 20 diagnósticos positivos.

Procuramos a Secretaria de Saúde de Campinas para ter mais detalhes dos dois novos infectados, e aguardamos retorno.

Gráfico: g1 Campinas  Fonte: Prefeitura de Campinas e Secretaria de Saúde de SP

1º caso em 3 cidades

A Prefeitura de Jaguariúna informou que o paciente infectado é um homem de 23 anos. Apresentou poucas lesões no rosto, no braço e na palma da mão. Ele havia viajado para o Rio de Janeiro antes do início dos sintomas. O jovem está em isolamento.

A Secretaria de Saúde de Amparo disse que o morador que contraiu o vírus monkeypox é um homem de 29 anos também com histórico de viagem para o Rio de Janeiro. Ele está em isolamento domiciliar e passa bem.

A Prefeitura de Hortolândia ainda não divulgou detalhes do paciente infectado com varíola dos macacos.

Imagem de pessoa infectada pela varíola dos macacos — Foto: Reprodução/TV Anhanguera
Imagem de pessoa infectada pela varíola dos macacos — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Como se dá a verificação de casos suspeitos

  • Paciente deve observar:
  • aparecimento súbito de erupção cutânea única ou múltipla, em qualquer parte do corpo;
  • pode ter ou não febre;
  • pode ter ou não crescimento dos gânglios (linfonodos);
  • apuração de vínculos: contato íntimo ou contato com sintomáticos de monkeypox ou histórico de viagem para país com casos positivos ou contato com pessoas que estiveram em país com infectados.
  • No atendimento médico:
  • procurar quando notar a lesão no corpo;
  • o profissional de saúde deve levantar a suspeita já na triagem;
  • paciente passa por avaliação médica;
  • colhe amostras para exame, enviado ao Instituto Adolfo Lutz em SP;
  • Vigilância Sanitária é comunicada;
  • apuração sobre contatos conhecidos do paciente;
  • paciente recebe orientações sobre isolamento e segue em acompanhamento.
  • Se for necessário, é internado em isolamento.

Além do contato sexual, o Ministério da Saúde informa sobre transmissão do vírus por meio de secreções respiratórias e objetos recentemente contaminados. O período de infecção só termina quando as lesões em forma de crostas desaparecem da pele, que volta a ficar íntegra.

Ainda não há previsão para vacinação contra a varíola dos macacos.

Fonte: G1

Siga a Gazeta Regional por meio das Redes Sociais

Acompanhe o Facebook da Gazeta, Clique aqui!

Quer ficar bem informado sobre o que acontece na sua cidade, bairro ou região? Então, siga as redes sociais da Gazeta Regional e fique por dentro das principais informações de sua região, Brasil e do mundo.

Gazeta Regional o seu jornal Online

Gazeta Regional trazendo sempre o melhor conteúdo para você.

Gostou da novidade? Então, clique aqui para receber gratuitamente os principais conteúdos da Gazeta Regional no seu celular. Tudo no conforto de suas mãos, em apenas um toque, você ficará muito bem informado. Quer saber mais sobre Notícias de Campinas e Região? Clique aqui

Continue lendo

Amparo

Amparo abre Chamamento Público para atendimento educacional

Publicados

em

Organizações da Sociedade Civil podem se inscrever até o dia 05 de setembro

A Prefeitura de Amparo abriu Chamamento Público, visando à seleção de Organização da Sociedade Civil, interessada em celebrar Termo de Colaboração que tenha por objeto a execução de atividade em atendimento educacional, em período integral, na Educação Infantil, primeira etapa da Educação Básica, a 450 crianças, em idade de Creche, em complementação à Rede Municipal de Ensino do Município de Amparo, pelo prazo de 12 meses.

As propostas de Plano de Trabalho devem ser entregues até o dia 05 de setembro, às 15h, no Paço Municipal, na Avenida Bernardino de Campos, 705, Ribeirão, direcionadas para a Secretaria Municipal de Educação.

O Edital na íntegra esta disposição dos interessados na Secretaria Municipal de Educação de Amparo para consulta, no site ofícial do Município (www.amparo.sp.gov.br) e na plataforma eletrônica de gestão do SICONVINHO (http://lei13019.com.br/sp/amparo).

Siga a Gazeta Regional por meio das Redes Sociais

Acompanhe o Facebook da Gazeta, Clique aqui!

Quer fica bem informado sobre o que acontece na sua cidade, bairro ou região? Então, siga as redes sociais da Gazeta Regional e fique por dentro das principais informações de sua região, Brasil e do mundo.

Taça Guaiquíca fase semifinal
Gazeta Regional

Gazeta Regional trazendo sempre o melhor conteúdo para você.

Gostou da novidade? Então, clique aqui para receber gratuitamente os principais conteúdos da Gazeta Regional no seu celular.

Continue lendo
Propaganda
Propaganda
Propaganda

Últimas Notícias