Conecte-se conosco

Uncategorized

Jovem com leucemia tem rede de apoio nas redes sociais

Paula Partyka

Publicados

em

Thais Camargo foi diagnosticada com Leucemia Linfoide Aguda (LLA) e encara o momento como um propósito de Deus

Paula Partyka – [email protected]

“Nunca vi como uma doença. Eu disse que não ia chamar de doença, desde o começo, eu chamo de propósito. Tem dia que é difícil, parece que não vou conseguir. A quimio é muito forte e tem exame que a minha mãe até segura minha mão”, conta a jaguariunense Thais Camargo, diagnosticada em novembro de 2019, com Leucemia Linfoide Aguda (LLA).

A Thais foi três vezes ao hospital com uma dorzinha na lateral da barriga, tomava remédio e era mandada para casa. No quarto dia, com a dor ainda persistente, sua mãe avisou que não iria trabalhar e levou a filha em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do município. “Eu pedi para Deus que colocasse um médico que mostrasse o que a Thais tinha. Na minha cabeça era uma infecção de urina”, conta a mãe, Luciana Camargo.

Após ultrassom, raio x, hemograma e demais exames, o médico disse que os resultados estavam muito alterados e pediu para refazê-los e com isso veio a confirmação de que as plaquetas estavam muito baixas. “Estavam 38 mil e o normal é 150 mil”.

Com isso, Thais foi encaminhada para o internamento e a médica do hospital, de acordo com a mãe, disse que pelos exames era leucemia, mas é necessário um exame específico para confirmar. “Já bateu um desespero. Ela ficou internada quinta, sexta, sábado e domingo. Na segunda-feira conseguimos uma vaga no Hospital de Clínicas da Unicamp para fazer esse exame específico. Ela já ficou internada, na terça foi feita a biopsia e na quarta-feira saiu o confirmação da Leucemia Linfoide Aguda (LLA). Foi tudo bem rápido”.

Thais conta que no começo foi difícil. “Bagunçou muito a cabeça pois eu tinha acabado de passar o vestibular para Psicologia no Centro Universitário de Jaguariúna (UniFaj). Era a semana que eu ia fazer a matricula e tive que internar”, conta.

“Somos evangélicos e eu creio que Deus tem um propósito. Desde o primeiro dia eu nunca perguntei o ‘por que?’ e sim o ‘pra que?’. Eu creio que vai ser para o testemunho dela, para ganhar muitas almas. Alguma coisa Deus tem. Muitas pessoas vão pensar que é ruim, mas eu creio que é para a honra e gloria então estou muito em paz”, diz a mãe.

De acordo com ela, a rotina da Thais, de segunda a sexta-feira, é ir para o hospital da Unicamp. Ela recebe sangue, toma remédios e faz quimioterapia.

Com a LLA, Thais não pode sair de casa devido a imunidade baixa, a alimentação é regrada entre outras coisas. Ela precisa ser acompanhada ao caminhar também, pois está muito fraca.

São 52 sessões de quimioterapia, que foram iniciadas em novembro. Todos os dias ela recebe uma injeção por conta da imunidade. Tomava 30 comprimidos no início e agora toma 12.

Thais precisa do transplante da medula. Nos próximos dias os irmãos tem o resultado de compatibilidade e caso seja negativo os pais devem fazer o teste também. Thais tem 19 anos, faz 20 em fevereiro e espera o resultado positivo da medula como presente.

“Ela já fez quatro biopsias da medula e toda vez eu estou segurando a mão dela. É só Deus para dar força. E só temos a agradecer, pois Deus colocou muita gente no nosso caminho para dar força”, conta Luciana.

Thais revela que sempre escreveu textos sobre seus sentimentos, mas deixava guardado. Com a situação, ela resolveu postar seu Instagram sobre esse momento que tem vivido e muitas pessoas começaram a chamá-la para contar suas histórias. “Eu posso pelo menos confortar outras pessoas. Então eu escrevo”.

A mãe lembra que Thais teve síndrome do pânico e depressão. “Ela sempre achava que ninguém gostava dela e não adiantava falar. Agora ela vê o quanto é amada”.

Nesta semana, a cantora Julia Vitória, de quem Thais é muito fã, mandou um recado de força para ela. “Não tem palavras para agradecer. É um gesto. Uma mensagem simples com um amor tão grande, pois não conhece a pessoa, não tem vínculo, então só temos a agradecer”, diz a mãe.

Continue lendo

Uncategorized

Com novas regras de agendamento e acesso, Holambra recebe 49 excursões durante feriado

Redação Gazeta Regional

Publicados

em

Holambra recebeu entre os dias 04 e 07 de setembro 49 ônibus de fretamento turístico – todos eles devidamente identificados e com agendamento prévio confirmado através de plataforma eletrônica implementada pelo Departamento Municipal de Turismo e Cultura. O sistema põe em prática as novas regras de acesso e permanência de excursões na cidade, estabelecidas por meio de Decreto no dia 26 de agosto.

O documento, que revoga a proibição instituída em junho de 2021 em função da pandemia, determina que esses veículos passem a ser cadastrados pelo Portal do Governo, em www.holambra.sp.gov.br, na aba de Serviços, Cadastro para Excursões.

Apenas os 20 primeiros ônibus inscritos têm, desde então, o ingresso liberado mediante autorização prévia, que deve ser impressa e afixada nos veículos em local visível para possibilitar o serviço de fiscalização. Ainda de acordo com a nova normativa, cadastros adicionais serão aceitos em caráter excepcional com apresentação de reservas de hotéis ou pousadas em Holambra ou em um raio de 70 km.

No sábado, 04, 12 excursões passaram pela Capital Nacional das Flores, com crescimento gradual no domingo, 17, e na terça-feira, 20.

De acordo com a diretora da pasta, Alessandra Caratti, a avaliação dos primeiros dias com nova normativa é positiva. “Acompanhamos de perto a chegada das excursões agendadas e o cumprimento das novas regras de circulação desses veículos. Foi um trabalho de muito êxito, sem qualquer ocorrência durante todo o feriado”, diz.

Segundo ela, a liberação restrita a ônibus previamente inscritos e autorizados tem por objetivo organizar o crescente fluxo de visitantes, assegurando experiências turísticas que sejam boas e adequadas à estrutura da cidade. “Queremos receber bem as pessoas que escolhem Holambra como destino. Pra isso, é preciso conduzir com muita organização o esquema de excursões de acesso coletivo”, explica.

Continue lendo

Uncategorized

Pré-candidata a deputada estadual, Taís Souza, se reúne com vice-prefeito de Pedreira, Fábio Polidoro

Redação Gazeta Regional

Publicados

em

A pré-candidata a deputada estadual Taís Souza e o presidente nacional do Partido da Mobilização Nacional (PMN), João Garcia, visitaram na semana passada o vice-prefeito de Pedreira, Fábio Polidoro. Na reunião, realizada nas dependências do Paço Municipal, Polidoro, Taís e João Garcia, conversaram sobre projetos futuros e estreitaram laços.

“Eu sempre fui muito bem recebida pelo Polidoro e acho que essa proximidade entre quem está no governo e a sociedade civil é sempre importante. Agradeço muito pela conversa”, diz na ocasião Taís Souza.

Continue lendo

Uncategorized

Rede municipal de ensino de Holambra amplia retorno presencial a partir desta segunda, 02

Redação Gazeta Regional

Publicados

em

As escolas estão preparadas para receber os alunos com segurança, respeitando todos os cuidados sanitários preventivos

A partir desta segunda-feira, 02, a rede municipal de ensino de Holambra amplia o retorno presencial dos alunos nas escolas, acompanhando diretrizes do Decreto Estadual nº 65.849, publicado no início desse mês. Desde a retomada das aulas presenciais, em 28 de junho, a capacidade das salas estava limitada a 35% do número de alunos.

A normativa, reforçada pela Resolução nº 65/2021 da Secretaria de Educação do Governo Paulista, autoriza até 100% da capacidade de ocupação nas salas de aula, desde que respeitado o distanciamento mínimo de um metro entre os alunos. O percentual de ocupação é definido de acordo com o espaço físico de cada escola. Apesar da ampliação, o retorno permanece opcional e o conteúdo continua disponível de modo híbrido – em sala de aula e por meio da plataforma online.

Com o retorno ampliado, o horário das creches municipais entre 02 e 06 de agosto é das 6h45 às 11h30. A partir do dia 09 o horário de saída é às 17h. Os turnos escolares para os demais alunos continuam os mesmos: das 7h às 12h no período da manhã, das 12h40 às 17h40 no período da tarde e das 19h às 23h para o Ensino de Jovens e Adultos (EJA).

A diretora interina do Departamento Municipal de Educação, Claudicir Pícolo, detalha como será determinada a quantidade de alunos por sala de aula: “Em escolas onde as classes têm menor número de alunos podemos convocar até 100% deles, respeitando o distanciamento de 1 metro. Em outras, onde não é possível atender esse distanciamento, trabalharemos com dois grupos de alunos, intercalando os dias de presença”, explica.

A diretora observa ainda que o retorno presencial não é obrigatório, mas o cumprimento de todas as atividades pedagógicas, sim. “Mesmo de maneira remota, as tarefas fazem parte da rotina da criança, são obrigatórias e devem ser monitoradas pelos pais ou responsáveis”, conclui.

Continue lendo
Propaganda

Categorias

Propaganda

Últimas Notícias