Conecte-se conosco

Jaguariúna

Eleições 2020: Entrevista com candidato de Jaguariúna, Alfredo Chiavegato Neto (PSDB)

Paula Partyka

Publicados

em

As eleições municipais de 2020 contam com quatro candidatos a prefeito em Jaguariúna, sendo o atual, Gustavo Reis (MDB), Alberto Rizzoni (PSD), Alfredo Chiavegato Neto (PSDB) e Davi Neto (PTB). Os candidatos conversaram com a Gazeta Regional sobre prioridade de governo, projetos em qualidade de vida e como melhorar a cidade nos próximos quatro anos, caso eleitos. Confira:

Nome: Alfredo Chiavegato Neto (FRED CHIAVEGATO)
Idade: 53 anos
Partido: PSDB
Coligação: “Jaguariúna acima de tudo”
Formação: Engenheiro Civil, Corretor de Imóveis
Experiência Profissional: Engenheiro Civil, Empresário, Vereador por seis mandatos (24 anos)

Gazeta Regional: Quais as áreas que o candidato deve dar prioridade no seu plano de governo?
Fred Chiavegato: Todas as áreas de uma administração pública são importantíssimas. Nós sabemos que temos um orçamento municipal que abrange todas as secretarias, mas o que nós estamos preocupados para o próximo governo, é com relação a máquina pública. Acreditamos que do jeito que está, ela não dá condições de se fazer algo a mais pelo município sem ter o dinheiro que já está efetivamente carimbado: ou seja na Educação o mínimo 25%, na Saúde no mínimo 15%, e o restante, sem contar a folha de pagamento, no máximo 60%. Sendo assim, já acabou todo o orçamento, mas se conseguirmos reduzir o custo da máquina pública, nós conseguiremos ter recursos para fazer realmente o que Jaguariúna precisa, em todas as áreas, para que realmente possamos manter a qualidade de vida em todos os setores, além dos prioritários.
Em minha convicção, ainda mais com experiência que adquiri como vereador, que independentemente de uma pasta ou outra, em uma administração municipal, todas as áreas são importantes: Saúde, Educação, Transporte, Segurança, Habitação, Saneamento Básico. Não tem uma prioridade em si, todas as áreas requerem uma prioridade principalmente para manter o que nós éramos anteriormente como exemplo de cidade e administração.
Jaguariúna perdeu muito em qualidade, apesar de termos bons índices, quem é morador há muito tempo sabe muito bem o que nós deixamos de ser, isso porque a máquina pública ou seja a Prefeitura está muito inchada. Seremos bem austeros com relação as contas públicas.

Gazeta Regional: Qualidade de vida e bem-estar social são considerados fundamentais por gestores de países com progresso avançado. Quais são seus projetos para Jaguariúna em qualidade de vida?
Fred Chiavegato: Jaguariúna sempre foi exemplo em todas essas áreas que dão qualidade de vida ao cidadão, haja vista a procura das pessoas de outras cidades e até estados pelo município por realmente oferecer uma qualidade digna às pessoas que aqui procuram para morar. Tivemos até um vídeo do Zurita (apresentador do programa pânico) recentemente, falando a respeito de ser prefeito e ele cita que bom é ser prefeito em Jaguariúna e o ponto que ele mais destaca, são as praças e parques.
Eu fiquei muito honrado com isso, pois todas as praças e parques que foram construídos, foram feitas pelo meu pai, pelo Tarcísio. Para você ver a visão que meu pai tinha: isso tudo foi feito até 2.008 e verificamos a importância que isso tem nos dias de hoje em 2020.
E engraçado antigamente recebíamos críticas por que meu pai justamente só fazia praça e parque. Mas não fazia só praça, a cidade contava com toda a infraestrutura, escolas, creches, postos de saúde, habitação, saneamento básico, enfim, tudo o que é necessário para uma qualidade de vida. Então, qualidade de vida é você ter uma Saúde de qualidade, uma Educação de qualidade. Você ter espaços públicos que te atendam bem, para ter lazer e esporte e nós conseguimos dar tudo isso para a população, até 2008.
Acredito que nós tenhamos uma qualidade de vida digna de países da Europa. Temos estatística, e acredito que fique bem próximo sim de países de primeiro mundo. Então, eu creio que essa política de investir em áreas públicas é muito importante para aumentar a qualidade de vida.
E a qualidade de vida, ainda mais hoje vivendo uma pandemia, estamos falando de ter espaço para poder andar com certa tranquilidade e distanciamento social. Não é o que vai perdurar, mas é o que estamos vivendo e nós temos isso para atender bem a população. E isso deve ser levado para todos os bairros. Acredito que todos os bairros merecem um espaço de lazer digno e toda infraestrutura para viver bem.

Gazeta Regional: Jaguariúna tem altos índices em Educação, Saúde e Segurança. Como pode melhorar ainda mais?
Fred Chiavegato:
Os índices que estamos atingindo hoje na área de Educação, Saúde e Segurança são investimentos feitos a partir de 2001. O primeiro feito foi a municipalização do ensino, do qual meu pai proporcionou isso. Enfrentamos barreiras enormes para tentar implantar isso na época e conseguimos.
Temos índices do IDEB bem altos e cada vez aumentando mais, frutos de políticas certas na área da Educação. Mas, o simples fato de ser ter bons índices, eu penso que na escola não pode só estar focado em índice, precisamos que seja uma área humanizada. Além de o aluno sair da escola bem instruído, ele precisa sair um cidadão, sabendo de seus direitos e deveres. Não podemos ter na escola apenas formadores de gênios, mas sim cidadãos.
Hoje as escolas devem ser dotadas de todos os equipamentos possíveis para que a pessoa além de estudar tenha um convívio e conhecimento de várias áreas. Penso que é um trabalho que não vai deixar de ser feito. O grupo que está aí obtendo esses índices não foi feito em quatro anos, é algo que vem vindo em longo prazo e é preciso fazer certos ajustes.
Precisamos construir novas escolas, novas creches que estão faltando, fazer um planejamento de ser implantado período integral para que o aluno tenha mais atividades extracurriculares. A escola tem que ser um local para que o aluno saia como um cidadão que respeita as leis e regras.
Assim como na Educação, na Saúde, nós fizemos um trabalho muito grande de descentralização do hospital, além de ter implantado a associação Santa Maria de Saúde. Quase todos os bairros são dotados de postos de saúde, então são bairros que as pessoas não precisam vir para o Hospital, podem ser atendidas no próprio bairro. O que falta às vezes é ter médico e estender os horários para que as pessoas possam ser atendidas fora do horário de trabalho. São áreas que nós temos ideias de fazer algo para melhorar.
Estas áreas possuem mais recursos e que necessitam de mais investimentos do poder público e a nós temos a consciência daquilo que vamos assumir e realmente fazer o que é necessário para melhoras estes setores. São pontos primordiais em qualquer administração.
Na área de Segurança gostaríamos de aumentar o efetivo dos guardas municipais. É uma ideia nossa ter um guarda municipal em cada escola pública, até para efeito de segurança dos próprios alunos.
Temos que ter mais equipamentos e investir neles que se dedicam com a própria vida para nossa proteção. É valorizar o quanto eles merecem. Não adianta nada ter uma boa Educação e uma boa Saúde se não temos Segurança, não tem como usufruir.

Gazeta Regional: A cidade, o Estado e a Nação vivem um momento diferente. Enfrentamos uma pandemia. Você consegue imaginar qual vai ser a missão de um prefeito no pós-pandemia?
Fred Chiavegato:
Vai ser uma pessoa motivadora que terá a missão de usar o poder que ele tem e, principalmente do orçamento municipal, para ser revertido para a própria comunidade: fomentar o comércio local, adquirir prestação de serviços locais para que realmente os recursos do orçamento possa ser gasto no município e a economia começar a rodar. Nós sabemos que vai ser difícil, é um momento complicado realmente, mas o município tem o papel fundamental de fazer a roda girar e usar esses recursos para serem revertidos em prol da comunidade.

Continue lendo

Jaguariúna

Jaguariúna tem espetáculo teatral sobre meio ambiente para as crianças

Redação Gazeta Regional

Publicados

em

overno do Estado de São Paulo traz a apresentação gratuita e online à toda população

Dá para imaginar diferentes personagens dos clássicos contos de fadas, todos juntos, numa mesma história, falando sobre a questão da falta da água e a importância de cuidar do meio ambiente? Pois é exatamente isso que o projeto teatral “Era Uma Vez nos Contos de Fadas” propõe ao público de Jaguariúna.

A cidade será contemplada com nove exibições, seguindo a programação: dias 18, 19 e 20 de outubro, sempre às 10h, às 14h e às 15h. Todas as sessões são online e gratuitas para toda a população.

Para assistir à live basta acessar à página oficial do Era Uma Vez Nos Contos de Fadas no Facebook, através do site www.eraumaveznoscontosdefadas.com.br, ou ainda pelo Youtube o canal Perfectto Projetos.

“Com a chegada da pandemia do Covid-19, tivemos que readaptar todos os projetos culturais que antes aconteciam presencialmente em escolas, instituições, entidades assistenciais e espaços públicos. Entendemos que a conscientização de temas tão importantes como esses – do cuidado com água e com o meio ambiente – não podem parar por conta da nova realidade que vivemos. Então, adaptamos o espetáculo, que agora será exibido online e poderá ser acessado por qualquer pessoa que entrar no link que será divulgado”, explica Meire Moraes Diretora artística.

Aprovado pela Lei de Incentivo à Cultura do Estado de São Paulo (ProAC), através da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, o projeto chega a Jaguariúna, com patrocínio da Mahle, realização e organização de Patricia Henrique, Inova Esporte e Cultura, Perfectto Projetos e Lumax Produções, e apoio da Prefeitura Municipal de Jaguariúna.

Jaguariúna é a terceira cidade a receber a versão online do espetáculo. A primeira foi Mogi Guaçu, seguida por São Bernardo do Campo. Antes da pandemia, o espetáculo já havia percorrido cidades como Arujá, Jundiaí e Indaiatuba, encantando mais de 3 mil crianças.

“Nosso objetivo é criar, através da cultura, uma ação de educação ambiental que faz a conexão da arte com a sustentabilidade, utilizando conteúdos com foco no meio ambiente, promovendo conscientização e práticas que transformam. Agora, mais do que nunca, em virtude do período de seca que vivemos e da falta de chuva, torna-se urgente falar sobre a importância da água para nossa sobrevivência”, destaca a idealizadora do espetáculo Patrícia Henrique.

Em 50 minutos de duração mesclando música e dança, o espetáculo teatral online “Era Uma Vez Nos Contos de Fadas” busca de forma lúdica mostrar a importância da preservação dos recursos naturais, incentivando ações necessárias para mantermos vivo o nosso meio ambiente. Levando ao palco personagens famosos dos contos clássicos, a peça teatral consegue tratar de temas importantes como a água e a união de todos na preservação do planeta.

Sinopse
Certo dia, algo inesperado acontece: a água de todos os vilarejos dos contos de fadas acaba e os personagens ficam desesperados, sem saber o motivo. Alguns deles começam a sumir de onde moram e aparecem numa floresta do mundo real: a Amazônia.

Sem entender nada e sem saber onde estão, encontram Mogi, um índio da floresta, que explica que eles foram escolhidos para defender a preservação da água, tanto nos contos de fadas, quanto no mundo real e, para isso, terão que decifrar as charadas que lhes serão entregues. Desta maneira, vão descobrir como preservar o meio ambiente, limpando o rio, reciclando lixos e impedindo que vilões acabem com a natureza.

Os personagens escolhidos são: Malévola, A Pequena Sereia Ariel, Capitão Gancho e Peter Pan. Depois de muitas brigas e desentendimentos, eles percebem que se não se unirem, não conseguirão ter a água de volta e nem voltar aos seus lares. É quando decidem, então, trabalhar juntos, pois a água é a fonte da vida e, sem ela, não poderão viver.

Continue lendo

Jaguariúna

Segunda dose das vacinas Astrazeneca e Pfizer estão disponíveis para a população

Redação Gazeta Regional

Publicados

em

A Secretaria Municipal de Saúde de Jaguariúna aplica nesta segunda-feira, 18, a segunda dose das vacinas da Pfizer e AstraZeneca. A vacinação deste grupo com a vacina da Coronavac está temporariamente suspensa até o recebimento de novas doses.

A Prefeitura informa ainda que a terceira dose da vacina segue sendo aplicada normalmente nos idosos com 60 anos ou mais e profissionais da saúde (que receberam a segunda dose há no mínimo 6 meses) e nos imunossuprimidos (vacinados com a segunda dose há pelo menos 28 dias).

Para ser imunizado é preciso comparecer ao Parque Santa Maria das 15h às 19h e apresentar comprovante de residência, Cartão Cidadão e documento com foto. Quem irá receber a terceira dose, também deve levar o comprovante de vacinação contra a covid-19.

Atenção! A vacinação das pessoas que não receberam a primeira dose do imunizante contra o coronavírus continua suspensa até que a cidade receba mais doses enviadas pelo Governo do Estado de São Paulo.

Continue lendo

Jaguariúna

Projeto sobre a Zona Azul é aprovado na Câmara Municipal

Paula Partyka

Publicados

em

Além deste, projeto da Estação Transmissora de Radiocomunicação também foi aprovada na 23ª Sessão Ordinária e 4ª Extraordinária do ano

Dois projetos foram aprovados na 23ª sessão ordinária da Câmara Municipal de Jaguariúna, que, excepcionalmente devido ao feriado de 12 de outubro, foi realizada nesta quarta-feira, 13. Como os projetos demandavam duas discussões, também foi convocada e realizada uma sessão extraordinária, a 4ª do ano.

O primeiro projeto aprovado foi o Projeto de Lei nº 062/2021, do Executivo Municipal, que altera a Lei Municipal nº 1.628/2005, que dispõe sobre a criação do sistema de estacionamento rotativo pago de veículos em áreas especiais das vias a logradouros públicos “Zona Azul”. Durante a discussão foi apresentada uma emenda, determinando que qualquer alteração futura à lei precisa ser precedida de Audiência Pública.

Para o presidente da Associação Comercial e Industrial, João Rodrigues, a Zona Azul é de extrema importância e urgente para o município. “Pois hoje nosso centro conta com mais de 700 CNPJ e sem espaços ociosos para se criar bolsões de estacionamento, além da geografia de nosso centro, onde temos quadras pequenas e poucas ruas para se estacionar e, devido a isto, o estacionamento rotativo é fundamental e dá o direito ao estacionamento para mais pessoas”, considera.

Outra preocupação do presidente é de que antes o Centro Comercial concorria com outras cidades, porém a concorrência deve crescer com os próprios bairros da cidade que estão se ampliando e com fortes atrativos e facilidades para se estacionar. “Com a volta da Zona Azul isto proporcionará um equilíbrio e uma melhoria para o comércio e para o consumidor”, enfatiza.

Estação Transmissora

Os vereadores aprovaram ainda, também com uma emenda, o Projeto de Lei Complementar nº 010/2021, do Executivo Municipal, que dispõe sobre o procedimento para a instalação de infraestrutura de suporte para Estação Transmissora de Radiocomunicação (ETR) autorizada pela Agência Nacional de Telecomunicações (ANATEL), nos termos da Legislação Federal vigente.

Além dos projetos, foram aprovados ainda outros seis requerimentos e duas moções. A próxima sessão da Câmara Municipal está prevista para acontecer na terça-feira, 19, às 18h30.

Continue lendo
Propaganda

Categorias

Propaganda

Últimas Notícias