Conecte-se conosco

Jaguariúna

UniFaj traz curso de Medicina para Jaguariúna e região

Publicados

em

Com nota máxima no MEC, Centro Universitário de Jaguariúna deve abrir a primeira turma no segundo semestre de 2020. Ao todo são oferecidas 80 vagas por ano

O Centro Universitário de Jaguariúna (UniFaj) confirma a conquista do curso de Medicina (humana) que deve beneficiar o município e região. O curso, previsto para iniciar no segundo semestre de 2020, oferece 80 vagas por ano e foi avaliado com nota máxima (5) pelo Ministério da Educação (MEC) em todos os requisitos: projeto pedagógico, coordenação e corpo docente e infraestrutura.

Cada uma das dimensões avaliadas é composta por aproximadamente 20 subitens, totalizando mais de 70 itens que recebem notas individuais e que em todos eles o curso de Medicina da UniFaj recebeu nota máxima, o que a coloca entre os 5% dos melhores cursos do Brasil.

O projeto pedagógico é baseado nas mesmas metodologias usadas em Universidades como Harvard, Oxford e MIT. Na UniFaj, os alunos trabalharão com promoção e prevenção, desde o primeiro ano do curso, nas Unidades Básicas de Saúde e hospitais parceiros no projeto. Os estudantes enfrentarão situações-problemas, proporcionando uma preparação singular, uma formação humanizada e capacitação para o mercado de trabalho a partir da ampliação do conhecimento, instigando o aprendizado, aprimorando habilidades e competências.

“Essa é a concretização de mais um sonho que vem sendo sonhado há tempos. É com muito orgulho e muita força que trazemos o curso de Medicina de Jaguariúna”, ressalta o reitor, professor Dr. Ricardo Tannus.

Infraestrutura

Um dos destaques do curso de Medicina de Jaguariúna é o Centro Clínico de Especialidades Médicas (CCEM), localizado na Rodovia Adhemar de Barros (SP 340), km 127, nº280, bairro Tanquinho Velho, que deve ser inaugurado em breve. Este é o sexto campus da UniFAJ e conta com mais de 2.300 m² de área construída.

O objetivo é atender a população de Jaguariúna e ser um espaço para a prática da Medicina pelos estudantes. O local deve beneficiar também cidades da região em diversos aspectos, entre eles o educacional e a melhoria nos índices de saúde pública.

O prédio é composto por anfiteatro; salas para atendimento de pequenos e grandes grupos; laboratório de habilidades em que os alunos, com bonecos e/ou atores, simulam cenário do cotidiano e profissionais altamente qualificados irão analisar, corrigir e melhorar os processos ensino-aprendizagem.

No campus também há enfermarias que simulam o ambiente hospitalar trabalhando de forma multidisciplinar a fim de preparar médicos qualificados e familiarizados com o processo saúde-doença. Além de laboratórios (100 ou 50m2, dependendo da atividade desenvolvida) destinados à realização de práticas.

Parcerias

O curso de Medicina de Jaguariúna nasce com apoio de um conselho consultivo formado pelos doutores Paulo Chapchap, Silvano Raia e Giovanni Guido Cerri, todos do corpo médico do Hospital Sírio-Libanês e, pelo Prof. Dr. Robson Capasso, da Universidade de Stanford, em estreita parceria com renomados centros de referência nacional e internacional em saúde.

Os médicos do conselho consultivo contribuem ativamente para o planejamento das atividades educacionais da graduação e de atenção à saúde de Jaguariúna, assim como fazem no Centro Universitário Max Planck (UniMAX) em Indaiatuba.

Também são parceiras as prefeituras de Jaguariúna, Holambra, Santo Antônio de Posse, Pedreira e Amparo e os hospitais de Jaguariúna, Pedreira, Amparo (Santa Casa Anna Cintra e Beneficência Portuguesa), o Hospital Samaritano e o HAOC (Hospital Augusto de Oliveira Camargo) em Indaiatuba.

Jaguariúna

Trabalhadores e produtores rurais aprendem técnicas de prevenção e combate de incêndios no campo

Publicados

em

A Prefeitura de Jaguariúna, por meio do Departamento de Agropecuária e Meio Ambiente, em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR), realizou nos dias 21 e 22 de junho o curso de Técnicas de Prevenção e Combate de Incêndio no Campo. O objetivo é que os trabalhadores e produtores rurais da cidade estejam preparados para enfrentar o período de estiagem, quando as condições climáticas aumentam o risco de ocorrência de incêndios florestais.

Durante o curso todos puderam aprender sobre quais os elementos necessários para o surgimento de incêndios, de que forma ocorre sua propagação no campo, os tipos de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) necessários, os riscos mais comuns de acidentes que uma pessoa pode estar exposta no combate a incêndio, e ainda, uma noção básica sobre primeiros-socorros.

Após ser passada a teoria, também foi realizada uma aula prática onde os participantes aprenderam a fazer os abafadores, aceiros e apagar princípios de incêndio, além de conhecer os tipos de ferramentas e equipamentos que podem ser utilizados para extinção do fogo, e quais os tipos de incêndios mais comuns que ocorrem.

Os efeitos das queimadas são desastrosos ao meio ambiente, agredindo o solo, poluindo o ar e influenciando diretamente na saúde pública, além de poderem colocar em risco patrimônios naturais e culturais.

Por isso, durante o curso, os alunos também receberam informações importantes que destacam que com a medida preventiva, o produtor rural deve adotar em sua propriedade a construção e a manutenção de aceiros de no mínimo três metros de largura, feito nas cercas de divisas da propriedade e nas cercas internas antes do período de estiagem.

De acordo com a secretaria de Meio Ambiente, o aceiro é ação obrigatória em toda propriedade rural, sendo a principal medida preventiva para se evitar a propagação de incêndios, evitando que as queimadas se propaguem, além de facilitar o acesso das equipes de combate ao foco do incêndio.

Caso uma queimada se inicie em um imóvel rural é dever do proprietário tomar as providências possíveis a fim de se apagar o fogo e evitar a propagação do mesmo causando novas queimadas.

A secretária de Meio Ambiente, Rita Bergamasco, alerta que os efeitos das queimadas são desastrosos ao meio ambiente. “Quando os incêndios ocorrem, o solo é agredido e o ar poluído. Isso influencia diretamente a saúde pública e poder colocar em risco patrimônios naturais e culturais. Por isso esse curso preventivo é muito importante”, disse a secretária.

QUEIMADAS SÃO PROIBIDAS EM JAGUARIÚNA
A prática de queimadas ou a omissão ou a ausência de ações preventivas dentro de uma propriedade rural enquadram-se como Crime Ambiental com possibilidade de reclusão além de multa.

Na área urbana do município as queimadas são proibidas pela Lei Municipal nº 2.223/2014. Pela legislação, é vedada a execução de queimadas parciais ou totais de materiais resultantes de limpeza de terrenos, varrição de passeios ou vias públicas, podas ou extrações ou qualquer outro material na zona urbana do município.

A lei municipal também obriga os proprietários de lotes vagos a mantê-los limpos, evitando a ocorrência de queimadas criminosas e a aglomeração de animais peçonhentos.

Continue lendo

Jaguariúna

Saúde realiza mutirão de oftalmologia no Centro de Especialidades Médicas

Publicados

em

A Secretaria de Saúde de Jaguariúna realiza a partir deste sábado, 25, o primeiro Mutirão para Consultas Oftalmológicas. Ao todo, devem ser atendidos 240 pacientes entre os dias 25 de junho e 30 de julho deste ano.

Segundo a secretaria, os atendimentos acontecerão sempre aos sábados, no Centro de Especialidades Médicas, localizado na Rua Pará, nº 181, no Jardim Fontanella, no período das 7h às 16h.

“É importante ressaltar que serão atendidos pacientes que já estão inseridos e aguardam na lista de espera e os que agendarem as consultas com antecedência. Não haverá atendimento por demanda espontânea”, explica a secretária de Saúde, Maria do Carmo de Oliveira Pelisão.

Essa é mais uma ação da Secretaria de Saúde para dar celeridade aos atendimentos reprimidos em decorrência da pandemia. A Saúde já realizou mutirões para atendimentos ginecológicos e, também neste sábado, realiza mais uma edição do Mutirão da Saúde incluindo atendimentos clínicos e pediátricos na UBS 12 de Setembro.

Continue lendo

Jaguariúna

Prefeitura de Jaguariúna interdita trechos de vias neste domingo

Publicados

em

A Prefeitura de Jaguariúna, por meio da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana, vai interditar trechos de vias neste domingo, 26, para a realização do evento Montain Bike Day, das 6h às 13h.

As vias interditadas são: Rua Eduardo Tozzi, no trecho entre a Rua Franco e a Praça Basaglia, e a Praça Gomes, no trecho entre a Rua Amazonas e a Rua Eduardo Tozzi.

A secretaria também informa que nos trechos interditados haverá parcialmente acesso local e pede para que os motoristas evitem transitar na região das vias bloqueadas no domingo.

Continue lendo
Propaganda
Propaganda
Propaganda

Últimas Notícias