Conecte-se conosco

Jaguariúna

Prefeitura de Jaguariúna investe mais que o dobro do índice constitucional em Saúde

Redação Gazeta Regional

Publicados

em

De janeiro a agosto foram investidos R$65,6 milhões, ou 31,81% das receitas de impostos, quando o mínimo constitucional obrigatório é de 15%

Mesmo com a queda na arrecadação provocada pela quarentena do coronavírus, a Prefeitura de Jaguariúna já investiu neste ano mais que o dobro em Saúde do valor mínimo previsto na Constituição Federal para o setor. De janeiro a agosto, foram investidos R$65,6 milhões, ou 31,81% das receitas de impostos, quando o mínimo constitucional obrigatório é de 15% – o que daria algo em torno de R$ 30,7 milhões.

Os dados foram apresentados nesta semana ao Legislativo municipal pela Secretaria de Administração e Finanças em audiência pública das metas fiscais do Executivo, realizada por meio de videoconferência devido às restrições impostas pela quarentena do Covid-19.  Segundo a secretaria, o Município arrecadou, nos primeiros oito meses do ano, R$105,5 milhões em ICMS, R$ 2 milhões a menos que no mesmo período de 2019. Durante o período já com os efeitos da pandemia, de abril a agosto, a queda na arrecadação de ICMS foi de R$6,5 milhões (menos 32,4%) em relação ao mesmo período de 2019. Apesar disso, a Prefeitura teve um superávit (gastou menos do que arrecadou) de 7,88% no valor consolidado, o que mostra que as finanças municipais estão em ordem.

Na Educação, a Prefeitura também já investiu o equivalente a 29,33% das receitas com impostos – o mínimo previsto é de 25%, o que equivale a quase R$ 9 milhões a mais em recursos. Os repasses do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) também ficaram abaixo das despesas do Município, cerca de R$26,5 milhões de janeiro a agosto deste ano, contra uma despesa de R$35,6 milhões – a diferença (mais de R$ 9 milhões) é bancada pela Prefeitura.

“O Município está com as contas equilibradas devido a uma gestão eficiente, o que foi reconhecido pelo Tesouro Nacional com a nota A, grau de excelência obtido pela Prefeitura de Jaguariúna neste ano”, informa a Secretaria de Administração e Finanças de Jaguariúna.

Foto – Ivair Oliveira

Continue lendo

Jaguariúna

Prefeitura de Jaguariúna abre inscrições para 2º Campeonato Municipal de Futsal Feminino

Redação Gazeta Regional

Publicados

em

A primeira edição do Campeonato Municipal de Futsal Feminino aconteceu em 2020 e consagrou a equipe da UniFAJ como a grande campeã

A Secretaria Municipal de Juventude, Esportes e Lazer (Sejel) da Prefeitura de Jaguariúna abriu nesta segunda-feira, 17, as inscrições para o 2º Campeonato Municipal de Futsal Feminino. As equipes interessadas têm até o dia 28 de janeiro (sexta-feira) para confirmar a participação na competição.

De acordo com a Sejel, as fichas de inscrição devem ser retiradas na sede da secretaria, que fica no Centro de Lazer do Trabalhador “Lebrão”. O atendimento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

Após o encerramento do período de inscrições um congresso técnico será realizado no dia 8 de fevereiro (terça-feira) com os times participantes para discutir o regulamento da competição e a forma de disputa. A previsão da secretaria é de que o “Amadorzão” de Futsal Feminino comece no dia 13 de fevereiro (domingo).

Conforme o secretário de juventude, esportes e lazer, Rafael Blanco, meninas a partir dos 15 anos de idade poderão participar da competição. “Não é segredo para ninguém que nós temos o objetivo de fomentar a cultura do futsal feminino aqui em Jaguariúna. Nossa cidade tem inúmeros talentos que podem ser lapidados e também temos muitos apaixonados e apaixonadas pela modalidade”, diz o secretário.

Continue lendo

Jaguariúna

Jaguariúna vacina crianças de 5 a 11 anos

Redação Gazeta Regional

Publicados

em

O primeiro dia de imunização das crianças de 5 a 11 anos com comorbidades em Jaguariúna teve bastante procura nas Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) da cidade. Ao todo 76 receberam a primeira dose da vacina e a Prefeitura segue vacinando esse grupo nesta quarta-feira, 19.

A cidade recebeu 280 doses do imunizante pediátrico da Pfizer, enviadas pelo Governo do Estado de São Paulo, por tanto, ainda há vacinas disponíveis à população desta faixa etária.

A Campanha de vacinação das crianças acontece de segunda a sexta-feira, das 13h às 16h, nas seguintes Unidades Básicas de Saúde (UBS`s): Nova Jaguariúna, Miguel Martini, XII de Setembro, Fontanella, Florianópolis, Roseira de Cima, Roseira de Baixo e Cruzeiro do Sul.

Durante a campanha a Secretaria Municipal de Saúde de Jaguariúna deve vacinar 4,3 mil crianças de 5 a 11 anos.

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS:
Para que a criança seja imunizada, os pais ou responsáveis devem apresentar documento com foto ou certidão de nascimento, carteira de vacinação, CPF, Cartão Cidadão e carteira de vacinação.

Quem puder, também deve preencher o pré-cadastro para agilizar o atendimento no link: https://www.vacinaja.sp.gov.br/

Continue lendo

Jaguariúna

Pipas causam 19 interrupções de energia em Jaguariúna e Pedreira em 2021

Redação Gazeta Regional

Publicados

em

Levantamento da CPFL Santa Cruz aponta que, além dos meses de férias, o brinquedo segue como uma das principais causas de interrupção de energia do sistema elétrico nos meses de abril, maio, junho e setembro

Um levantamento da CPFL Energia, em todas as cidades atendidas pela CPFL Santa Cruz, identificou 307 ocorrências de pipas na rede elétrica em 2021, uma redução frente aos 360 casos de 2020. Apenas nas cidades de Jaguariúna e Pedreira, as ocorrências chegaram a 19 no último ano, mostrando que o isolamento social não impediu a brincadeira de pipas e, consequentemente, transtornos à rede elétrica. 

Outro fato importante é que os casos não se concentraram durante os meses de férias escolares,  como em outros anos, e tiveram números expressivos também em abril, maio, junho e setembro. 

Jaguariúna é a cidade com mais ocorrência de pipas na rede elétrica (10), seguida por Pedreira (9).

Segurança sempre. Por meio da campanha Guardião da Vida, a CPFL Santa Cruz prioriza a segurança com a população e traz dicas de conscientização constantemente para evitar acidentes com a rede elétrica. Entre os assuntos, estão os perigos de brincadeiras com pipas próximo às subestações e às redes elétricas. A CPFL reforça que as pessoas nunca busquem as pipas caídas em locais com equipamentos de energia, que podem causar acidentes e até morte. 

Um brinquedo inofensivo que traz transtornos quando utilizado de forma inadequada, podendo provocar acidentes graves e até fatais e corte no fornecimento de energia. Muitas pipas ficam enroscadas nos fios e causam interrupções nos meses seguintes. Isso ocorre porque a linha e a estrutura da pipa, enrolada nos cabos elétricos, se tornam condutoras de energia quando chove.

Os desligamentos e os acidentes causados pelas pipas podem ser evitados com alguns cuidados simples, indicados pela campanha Guardião da Vida. É importante escolher um local longe da fiação elétrica, como campos abertos e parques, fugindo do entorno de rodovias ou das avenidas de intenso movimento, onde também podem acontecer atropelamentos. 

Não tente resgatar uma pipa enroscada na rede elétrica, pois além de provocar desligamentos no fornecimento de energia pode causar acidentes, com vítimas fatais. O ideal é soltar pipas longe da rede elétrica. Se acontecer de o brinquedo ficar preso em um fio, a melhor atitude é dá-lo como perdido.

Além disso, vale destacar que no estado de São Paulo é crime de acordo com a lei estadual nº 12.192, de 2006, usar o cerol ou a chamada “linha chilena”. Por conduzirem eletricidade, em contato com a rede elétrica, aumentam o risco de choques. Por conta do seu poder cortante, essas linhas podem romper os cabos da rede e provocar curtos-circuitos, além de colocar em risco a vida de ciclistas e motociclistas. 

Continue lendo
Propaganda
Propaganda

Categorias

Propaganda

Últimas Notícias