Conecte-se conosco

Jaguariúna

Jaguariúna reabre comércio, imobiliárias, concessionárias e escritórios

Redação Gazeta Regional

Publicados

em

A Prefeitura de Jaguariúna publicou novo decreto municipal alterando as regras da quarentena do coronavírus no município. As medidas adequam a situação local às novas determinações do Governo do Estado, que visam a reabertura gradual das atividades.

O Decreto Municipal 4.181, de 29 de maio, libera a retomada das atividades presenciais de comércios em geral, incluídas as galerias comerciais, escritórios, concessionárias e atividades imobiliárias, de forma gradual e responsável, desde segunda-feira, dia 1º. A flexibilização, porém, está condicionada a uma série de regras estabelecidas pelas vigilâncias sanitária e epidemiológica, sob supervisão da Secretaria Municipal de Saúde, conforme determinação do governo estadual.

Entre as principais regras estão: o preenchimento diário do questionário epidemiológico pelos funcionários e chefias imediatas, o envio eletrônico do plano operacional, devidamente preenchido, à Secretaria de Saúde e o cumprimento obrigatório das medidas sanitárias estabelecidas no decreto. Esses documentos podem ser baixados neste link.

O Plano Operacional deve conter as medidas de prevenção ao contágio do coronavírus e deve ser enviado eletronicamente pelo e-mail [email protected], habilitando a empresa a implantar as medidas sanitárias previstas no plano e iniciar o funcionamento de maneira segura e consciente, enquanto o plano é analisado e homologado, expressa ou tacitamente, pela Secretaria Municipal de Saúde.

LOTAÇÃO E HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO
Os estabelecimentos também devem observar o teto de ocupação do local de acordo com as normas de distanciamento permitido, bem como no interior de cada estabelecimento, afixando cartazes na entrada do comércio, assim como em locais estratégicos, com o objetivo de evitar aglomerações.

Devem ser observados os seguintes critérios para definição do limite de ocupação: 1) a presença de uma pessoa a cada 4 metros quadrados do estabelecimento, considerando o número de clientes; 2) o acesso de apenas um representante por família.

Já o horário de funcionamento é de até 6 horas por dia no período de 1º a 14 de junho, sendo das 10h às 16h, conforme as características do estabelecimento, critérios de risco ocupacional e grau de adesão às exigências contidas no Plano Operacional.

BARES E RESTAURANTES
Enquanto os bares, lanchonetes, padarias e restaurantes, “inclusive os localizados no interior de hipermercados, supermercados, mercados e postos de combustíveis e derivados”, continuam a atender o público mediante serviços de entrega rápida no local, drive thru e delivery, observadas as recomendações das autoridades sanitárias. O consumo no local dos estabelecimentos continua proibido.

OUTRAS REGRAS
Os estabelecimento também estão obrigados a fornecer equipamentos de proteção individual (EPIs) adequados para a atividade exercida e em quantidade suficiente para cada trabalhador. Também devem: reorganizar as posições das mesas ou estações de trabalho para atender a distância mínima entre pessoas, marcando a posição de cada trabalhador no chão no caso de trabalhos em pé, e adotar sistemas de escalas, de revezamento de turnos e de alterações de jornadas de trabalho, para reduzir fluxos, contatos e aglomerações de trabalhadores.

As imobiliárias e concessionárias de veículos também têm regras específicas a serem observadas, sobretudo quanto aos cuidados no contato presencial com clientes e no controle do fluxo de pessoas no interior dos estabelecimentos.

FISCALIZAÇÃO E DENÚNCIAS
A fiscalização dos estabelecimentos é feita pelas equipes de fiscalização e de segurança pública do Município. As infrações às regras previstas no decreto municipal implicarão na abertura de processos administrativo-sanitários contra os estabelecimentos infratores.

Ainda segundo o decreto, todas as novas medidas poderão ser reavaliadas a qualquer momento, de acordo com a situação epidemiológica do município.

A população também pode contribuir com denúncias de possíveis irregularidades (aglomerações, eventos não permitidos, funcionamento inseguro de comércios, etc.), através do e-mail [email protected]

PLANO SÃO PAULO
O governo do Estado estabeleceu cinco níveis restritivos de retomada produtiva, segundo critérios médicos e epidemiológicos. Esses níveis são estabelecidos por cores: 1) fase vermelha (restrição máxima); 2) fase laranja (controle); 3) fase amarela (flexibilização); 4) fase verde (abertura parcial) e 5) fase azul (normal controlado).

A Região Metropolitana de Campinas (RMC), onde está Jaguariúna, foi classificada como fase 2 (laranja), que permite a retomada, com restrições, do comércio de rua, shoppings, escritórios, concessionárias e atividades imobiliárias.

O plano de retomada de Jaguariúna estava em discussão desde abril, com a realização de mais de dez reuniões entre representantes da Prefeitura e comerciantes locais.

Foto: Ivair Oliveira

Continue lendo

Jaguariúna

Espetáculo “A Bruxinha que era boa” é a diversão do feriado para a criançada de Jaguariúna

Redação Gazeta Regional

Publicados

em

O feriado da criançada de Jaguariúna será de pura diversão com o espetáculo que a Secretaria Municipal de Turismo e Cultura traz no Teatro Municipal. A peça “A bruxinha que era boa” será apresentada gratuitamente no sábado, 30, às 15h.

A peça infantil também promete agradar os adultos com a história de uma bruxinha que fala sobre a luta entre o bem e o mal mas também sobre inclusão e exclusão social. Bastante dinâmico o espetáculo é uma mistura de teatro com dança e muita coreografia.

Para conferir essa apresentação é preciso retirar o ingresso com uma hora de antecedência na bilheteria do teatro. O teatro municipal de Jaguariúna fica na rua Alfredo Bueno, 1.151, Centro.

A Bruxinha que era boa
Na escolinha de bruxas da floresta, todas as bruxas têm uma só maneira de ser, de vestir e viver. Agem, se manifestam, pensam e respondem de forma igual.

Mas, entre tantas, há uma bruxa diferente: a Bruxinha Ângela. Seu amor à liberdade, o sonho de voar de vassoura a jato por sobre as árvores maiores, faz com que ela não seja atingida pela “iniciação” a que todas bruxinhas são submetidas.

Ângela é uma bruxa que dá respostas diferentes as do seu grupo. E assim, como castigo deve ser excluída da turma.

Continue lendo

Jaguariúna

Vereadores contemplam 16 mulheres com a “Medalha Vereadora Adna Hossri Faria”

Redação Gazeta Regional

Publicados

em

A Câmara Municipal de Jaguariúna realizou nesta quarta-feira, 27, sessão solene de entrega da “Medalha Vereadora Adna Hossri Faria” a 16 mulheres, indicadas pelos vereadores, com atuação de destaque e relevantes serviços prestados ao município. As homenageadas foram: Irma Abrucezi Santiago, Doralice Carvalho Mineiro, Lurdes Inês Carvalho Mineiro, Vera Lúcia Carvalho Mineiro (in memorian), Neuza Campos Santos (in memorian), Maria de Fátima Rodrigues Bezerra, Ivani Aparecida Conti Moreira, Alzira Eleani de Campos Souza Venturini, Sônia Maria dos Santos, Marcia Josele Hossri Faria Coelho, Alessandra Braga de Morais, Veridiana Mellilo, Ana Salete de Oliveira Cavalcanti, Laura Umbelina Santi, Maria de Fátima de Oliveira e Laura Batista.

O Projeto de Resolução 07/2019, da Mesa Diretora, que institui a Medalha “Vereadora Adna Hossri Faria”, foi aprovado em abril de 2019. A homenagem é realizada anualmente, em solenidade especial, com entrega de medalha acompanhada de diploma, assinada pela Mesa Diretora e pelo vereador autor do Decreto Legislativo, certificando sua concessão, e contendo o nome da homenageada.

Continue lendo

Jaguariúna

Alta demanda faz crescer o número de empresas ofertando crédito em Jaguariúna

Redação Gazeta Regional

Publicados

em

Em um cenário de crise econômica e desemprego, cada vez mais brasileiros tem buscado crédito para pagar dívidas, financiar o carro ou investir em um pequeno negócio

De acordo com Índice Neurotech de Demanda por Crédito (INDC), que mede mensalmente o número de solicitações no varejo, bancos e serviços, subiu 11% no oitavo mês de 2021 tanto na comparação com julho deste ano como com agosto de 2020 e segue em crescimento. O Omni, instituição conhecida por possuir um dos melhores serviços de crédito do Brasil, alinhado à necessidade do mercado, vem expandindo sua operação para atender consumidores que buscam a realização de seus planos pessoais e profissionais. E a partir de maio passou a atender na cidade de Jaguariúna, em São Paulo, onde pretende impactar cerca de 58 mil pessoas.

“Nossa chegada em Jaguariúna acontece em um momento de incerteza econômica e aumento da busca por crédito, devido aos efeitos da pandemia no bolso dos brasileiros. Nosso propósito como companhia é impactar positivamente a vida dessas pessoas e auxiliá-las a realizar seus objetivos. Queremos mostrar que é possível ter um atendimento humanizado em uma financeira, e estamos felizes por poder alcançar mais pessoas com nossos produtos”, explica o Co-CEO do Omni, Tadeu Silva.

Com o lançamento do Agente Omni (Correspondente Bancário exclusivo) em Jaguariúna, os moradores da cidade agora poderão financiar seus veículos por meio do CDC Veículos da Omni, fazer refinanciamento de motos, veículos leves e pesados, que permite que o cliente refinancie até 70% do valor do veículo, com parcelas acessíveis e taxas atrativas, sem ter que abrir mão do seu bem, além soluções financeiras para lojistas de varejo da região.

Financiamento de veículos
O financiamento de veículos Omni possui crédito rápido, propostas analisadas independentemente do perfil do cliente, crédito para autônomos. O Omni tem grande expertise em financiamento, que vai desde financiar veículos usados – de todos os anos de fabricação e motos de alta cilindrada. A empresa oferece ainda a possibilidade de contratação de serviços adicionais como assistências 24h e seguro de proteção financeira.

Refinanciamento de carros e motos
A concessão de crédito para refinanciamento de veículos pode ser solicitada por maiores de 18 anos, que sejam donos de um veículo automotivo. O público-alvo são pessoas físicas ou microempresários que precisam de fôlego para se recuperar na retomada do ‘novo normal’.

Refinanciamento de caminhões
Essa categoria abrange os caminhões e utilitários de carga, e tem como pré-requisitos que o cliente seja proprietário do veículo e gere renda por meio dele. O ticket médio é entre 30 e 50 mil reais, podendo atingir o valor máximo de R$ 150 mil por operação. “A maioria do público do Omni para refinanciamento de veículos pesados são profissionais autônomos que são agregados em transportadoras ou mesmo atuam de forma independente”, complementa Tadeu.

Análise de crédito
Um dos grandes diferenciais do Omni é a análise personalizada dos pedidos de crédito, na qual nossa equipe busca avaliar caso a caso. “A nossa assertividade está na análise personalizada, ou seja, todas as solicitações são avaliadas individualmente por uma pessoa, assim, a Omni consegue ter o entendimento claro da realidade do seu cliente. A visão que temos para o futuro nos faz desenvolver de forma especializada novos produtos e operações que atendem às expectativas do nosso cliente e do mercado”, finaliza Tadeu Silva, Co-CEO do Omni.

Continue lendo
Propaganda
Propaganda

Categorias

Propaganda

Últimas Notícias