Conecte-se conosco

Jaguariúna

ESTUDO COLOCA JAGUARIÚNA ENTRE AS MELHORES MELHORES CIDADES DA RMC NO ÍNDICE DE SUSTENTABILIDADE DA LIMPEZA URBANA

Publicados

em

Um estudo realizado pelo Sindicato Nacional das Empresas de Limpeza Urbana (SELURB) colocou Jaguariúna como a terceira melhor cidade da Região Metropolitana de Campinas (RMC) no Índice de Sustentabilidade da Limpeza Urbana (ISLU) de 2018. O levantamento foi feito em parceria com a empresa de consultoria PricewaterhouseCoopers (PwC).

De acordo com o Índice, Jaguariúna apresentou um resultado considerado “Alto”, acima da média dos outros 3.374 municípios avaliados. A cidade terminou com avaliação geral de 0,717, atrás apenas de Itatiba (0,721) e de Cosmópolis (0,732) e à frente de Campinas (0,715) e outras 16 cidades na RMC.

O ISLU utiliza a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) para avaliar os indicadores de cada cidade. Esses indicadores são divididos em quatro dimensões (E; S; R e I) e para cada uma delas é atribuída uma nota de 0 a 1: quanto mais próximo de 1, maior a aderência do município à PNRS.

Criado em 2016, o Índice de Sustentabilidade da Limpeza Urbana têm como objetivo proporcionar a população e aos gestores públicos uma ampla referência estatística dos resultados das ações de limpeza urbana e da gestão de resíduos sólidos adotados no município.

Conforme a diretora de Desenvolvimento Sustentável, Carolina Freire Lima, o resultado positivo mostra a eficiência do serviço prestado na cidade e coloca o município em situação privilegiada na execução dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) fixados pela Organização das Nações Unidas (ONU).

“Vale destacar que a Limpeza Urbana, especificamente a questão da gestão dos Resíduos Sólidos, é uma das diretrizes dos ODS e esse índice auxilia o município a entender em que posição está neste momento e fazer uma projeção para o futuro”, destacou ela.

DIMENSÕES

Dimensão E – Engajamento do Município: Nesta dimensão são avaliados dois tópicos para compor a nota: O Desenvolvimento Econômico e Social da população e a Cobertura do Serviço de Coleta. Jaguariúna ficou com pontuação de 0,847. Resultado considerado “Muito Alto”.

Dimensão S – Sustentabilidade Financeira: Nesta dimensão é avaliada a autonomia financeira do município diante dos esforços para a prestação de serviços de limpeza urbana e para o manejo de resíduos sólidos. Jaguariúna ficou com pontuação de 0,901. Resultado considerado “Muito Alto”.

Dimensão R – Recuperação dos Resíduos Sólidos Coletados: Nesta dimensão é avaliada justamente a adesão da cidade às premissas estabelecidas na PNRS quanto ao estímulo à recuperação de materiais recicláveis. Jaguariúna ficou com pontuação de 0,053.

Dimensão I – Impacto Ambiental: Nesta dimensão, verifica-se a geração do passivo ambiental da cidade por meio do cálculo do volume de resíduos despejados inadequadamente em lixões ou aterros controlados. Jaguariúna foi perfeita neste quesito e recebeu a avaliação máxima.

Reportagem: Raphael Luna – Foto: Ivair Oliveira

Jaguariúna

Bolsa Trabalho dá oportunidades aos jaguariunenses

Publicados

em

A Prefeitura de Jaguariúna, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Social, realizou nesta quinta-feira, 30, a assinatura dos contratos do programa Bolsa Trabalho, do Governo do Estado de São Paulo, que promove qualificação profissional com pagamento de bolsa-auxílio de R$535 por cinco meses. Ao todo 60 jaguariunenses que estavam desempregados estiveram presentes e devem começar a trabalhar na Prefeitura de Jaguariúna no dia 18 de julho.

O contrato de trabalho é de cinco meses e durante esse período os profissionais devem cumprir quatro horas diárias de serviço, quatro vezes por semana em algum órgão da Prefeitura. Além disso, uma vez por semana também farão um curso de qualificação oferecido gratuitamente. 

Essa é a terceira edição do programa Bolsa Trabalho realizada em Jaguariúna. Na primeira, no início do ano passado, foram oferecidas 20 vagas. Agora são 40 a mais.

Bolsa Trabalho
O Bolsa Trabalho tem como objetivo gerar renda, ocupação, qualificação e empregabilidade para a população mais vulnerável, com apoio das prefeituras.

Continue lendo

Jaguariúna

Balões irão colorir o céu de Jaguariúna na abertura do Festival de Férias

Publicados

em

O céu de Jaguariúna fica mais colorido neste fim de semana. No sábado, 02, a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Turismo e Cultura, fará abertura do Festival de Férias de Julho com balões que irão sobrevoar a cidade e DJs que devem colocar todo mundo para dançar.

Os balões ficarão reunidos no gramado do Boulevard, ao lado do Centro Cultural, antes de levantar vôo. No local, o público pode conferir de perto cada balão, como eles funcionam e tirar muitas fotos.

O agito musical começa às 15h com a apresentação da DJ Desirée Lais. No fim da tarde, às 16h30, os balões vão decolar juntos e dar uma volta por cima da cidade.

Em seguida, ás 18h, será a vez da DJ Anna Glam se apresentar e às 19h, os balões serão inflados novamente no gramado do Boulevard.

O evento é totalmente gratuito.

Continue lendo

Jaguariúna

Meio Ambiente realiza plantão gratuito para tirar dúvidas sobre cadastro

Publicados

em

A Secretaria de Meio Ambiente de Jaguariúna, por meio do Departamento de Agropecuária e Meio Ambiente, inicia na próxima terça-feira, 05, um plantão de atendimento ao produtor rural. O objetivo é ajudar e tirar dúvidas sobre a regularização do Cadastro Ambiental Rural (CAR).

O trabalho será feito gratuitamente graças a uma parceria entre a Prefeitura e o Escritório de Desenvolvimento Rural (EDR) de Mogi Mirim. Serão passadas informações especificamente aos pequenos produtores rurais do município que tenham propriedades de até 40 hectares.

Durante todo o mês de julho os atendimentos serão realizados às terças-feiras, das 08h30 às 11h30 e das 13h às 16h. É necessário fazer agendamento prévio pelo telefone: (19) 3867-3073.

A secretária de Meio Ambiente, Rita Bergamasco, ressalta a importância desta regularização. “Nesse plantão, toda terça-feira o produtor rural receberá a ajuda necessária para entender o passo a passo do que deve ser feito. Assim, saberá quais providências devem ser tomadas para que a propriedade avance no processo de regularização ambiental”, explicou a secretária. 

PROGRAMA DE REGULARIZAÇÃO AMBIENTAL
O Programa de Regularização Ambiental garante ao produtor os benefícios previstos no Novo Código Florestal, para os casos com passivo ambiental.

Para ter acesso ao Programa, o produtor deve realizar as atualizações necessárias em seu cadastro, via sistema (car.agricultura.sp.gov.br), até o dia 31/12/2022.

Continue lendo
Propaganda
Propaganda
Propaganda

Últimas Notícias