Na noite da última terça-feira, 26 de junho, cerca de 230 estudantes das escolas municipais Jardim das Primaveras, Novo Florescer, Recanto das Palmeiras e também do Colégio Participação, de Holambra, concluíram a participação no Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência, o Proerd. A formatura das turmas aconteceu no Centro de Cultura e Eventos e reuniu cerca de 900 pessoas.

Foto: Divulgação

Estavam presentes o prefeito Fernando Fiori de Godoy, a primeira-dama Diva de Souza Godoy, vereadores, autoridades civis e militares, além de profissionais de educação, alunos e familiares. Além da entrega de certificados de conclusão, o evento teve ainda apresentações de dança, da banda da Polícia Militar de Campinas e premiação da melhor redação de cada sala.

“Foi uma honra poder participar pelo sexto ano consecutivo do encerramento dos trabalhos do Proerd. E dessa vez com meu filho entre um dos formandos”, destacou Dr. Fernando. “Acreditamos muito na educação e na conscientização como forma de prevenção ao consumo de drogas e à violência. O Proerd é uma ferramenta importantíssima nesse sentido. Uma parceria que nos ajuda a formar cidadãos mais preparados e responsáveis”.

Ainda de acordo com o prefeito, o Proerd volta às salas de aulas holambrenses no segundo semestre – destinado dessa vez a alunos mais novos, do 1º ano do ensino fundamental. “Essa é uma ação inédita que reforça a parceria com a Polícia Militar e ajuda a levar essas informações tão importantes a um número cada vez maior de crianças de Holambra”, disse.

Instrutora das turmas, a policial Andi Mastromônico agradeceu o apoio do município que, segundo ela, não mediu esforços para fazer do programa um sucesso. “Este ano a turma superou as expectativas. Foi muito difícil escolher a melhor redação. Estou muito satisfeita com o resultado final e ansiosa para iniciar a próxima turma”, comentou.

Maria Julia Santos Lopes, estudante da escola municipal Jardim das Primaveras, é autora da redação premiada como a melhor do semestre. Seu texto foi escolhido entre todas as unidades de ensino participantes. Para ela, o projeto foi além do esperado e ensinou às crianças coisas que eles nem imaginavam sobre as drogas.

“A Andi foi muito especial, sempre carinhosa. Não vou esquecer dela nunca. O Proerd me mostrou que devemos ficar longe das pessoas que usam drogas e também que praticam bullying com outras pessoas”, conta.

Sobre seu texto, a estudante de 11 anos diz ter se surpreendido e que não esperava pelo resultado. “Foi um susto. Não achei que ia ganhar, mas foi muito bom ver o orgulho da minha mãe, vó e irmã na plateia”.

PROERD

O Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência é uma ação educativa e preventiva ao uso de drogas. Seu objetivo é evitar que crianças e adolescentes iniciem o seu uso. As lições aplicadas visam desenvolver nos alunos a autoestima, controle de tensões, civilidade, além de ensinar técnicas de autocontrole e resistência às pressões dos companheiros que incentivam o uso de drogas.