Edmilson Alves – edmilson@gazetaregional.com.br

Jaguariúna, ao lado de Indaiatuba, foram os únicos municípios a receber a avaliação de ‘alto grau de satisfação’, por parte da população, na área de Cultura, em pesquisa realizada e divulgada nesta semana pela Indsat.

A área cultural de Jaguariúna teve aprovação de 86% da população, sendo que 54% consideram ‘ótima’, enquanto que 32% avaliam como ‘boa. Com isso, esses indicativos apontam Jaguariúna com 703 pontos, enquanto que Indaiatuba somou 712. A pesquisa avaliou as 15 maiores cidades da Região Metropolitana de Campinas (RMC).

O prefeito de Jaguariúna Gustavo Reis (PMDB) salientou que a satisfação da população é resultado do esforço da atual administração em levar a cultura e divertimento a todos. “A diversão e o lazer são fatores fundamentais que complementam nossa qualidade de vida. Por isso, realizamos investimentos para que a cultura, de uma forma democrática chegue a todos os munícipes”, destacou Reis.

Para a secretária municipal de Turismo e Cultura, Maria das Graças Hansen Albaran dos Santos, o trabalho com a Cultura em Jaguariúna vai além dos espetáculos, do entretenimento e da diversão. “Nós trabalhamos com a formação do cidadão, pois os cursos nas mais diversas modalidades oferecem essa oportunidade à população, e tem uma grande procura”.

Graça lembra da retomada de projetos culturais suspensos na administração passada e que este ano voltaram a funcionar, como, por exemplo, a Escola das Artes. “São mais de 30 opções culturais, em cursos, envolvendo centenas de alunos, moradores da cidade, que tem essa oportunidade de entrar para esse mundo cultural e até mesmo seguir carreira nesta área”, destaca Graça.

Para se obter grau máximo de excelência é necessário atingir 800 pontos ou mais. Os municípios que ficaram entre a faixa de 650 e 799 pontos foram avaliados como ‘alto grau de satisfação’, enquanto os que ficaram entre 500 e 649 foram classificados como grau médio de satisfação, e entre 350 e 499 como baixo grau de satisfação, e, por fim, abaixo de 350, baixíssimo grau de satisfação.