Gislaine Mathias | Jaguariúna

Um grande musical com efeitos especiais, surpresas em cena, novidades e a participação dos alunos da Escola das Artes de Jaguariúna. Esta é a proposta do espetáculo A Rainha da Neve, que já está sendo preparado para a estreia neste mês, no Teatro Municipal, e que promete entrar para a história do teatro musical da cidade. A secretária de Turismo e Cultura, Maria das Graças Hansen Albaran dos Santos disse que A Rainha da Neve marca a volta da Escola das Artes, ou seja, daquele período de efervescência quando era produzido um musical por ano. A ideia é que seja o primeiro da Escola das Artes nesta gestão.

Vinícius de Oliveira dá vida aos acessórios da peça

“É uma super produção, com cenário de um telão de led, de 10 metros de comprimento por 6 metros de altura, uma super tecnologia, nós vamos trabalhar também com bonecos manipulados, efeitos especiais, iluminação, a parte sensorial da plateia, pois queremos estimular as sensações junto ao espetáculo e ainda temos 450 figurinos, três grandes elencos e 16 coreografias”, adiantou a secretária Maria das Graças, que também terá uma participação especial na encenação.

Cada elenco está movimentando com cerca de 750 pessoas, entre artistas e produção. Também haverá uma maratona de apresentações, pois serão sessões de manhã, tarde e noite, de 16 a 22 de outubro, no Teatro de Jaguariúna. Um dos diretores, Vitor Manzoli disse que está sendo uma experiência incrível. “Todos os detalhes foram pensados, desde efeitos especiais, bonecos, som e luz. É um espetáculo rico em detalhes então, tudo tem que ser bem construído e encaixado na trilha, no fundo de cena, na iluminação, então, está sendo uma ótima experiência”, frisou. Ele ainda destacou que o elenco reúne desde crianças até adultos. “Eles se entregam aos personagens e as aulas de canto, intepretação e dança. Está ficando maravilhoso”, completou.

BONECOS

A arte de dar vida aos bonecos em cena promete chamar a atenção do público, no musical A Rainha da Neve. O artista plástico, Vinícius de Oliveira contou que quando entrou para o teatro começou criar acessórios para ajudar em cena. Para o musical, ele está produzindo bonecos, tendo como base, material reciclado, como papelão e jornal. “Para fazer os detalhes visando dar vida aos bonecos eu utilizo tecido, EVA, cola quente e outros materiais”, contou Vinícius.

De acordo com ele, a intenção é ser o mais real possível e também utilizar a imaginação. No total, são três bonecos manipulados, mas existem outros acessórios em cena sendo preparados por ele. “Fazer a manipulação é complicado, mas estamos ensaiando para dar tudo certo, pois exige muito treino”, concluiu.