Presidente da Câmara de Jaguariúna participa de Frente Parlamentar Regional em defesa do Hospital Estadual de Sumaré

Vereadores das 20 cidades que compõem a Região Metropolitana de Campinas (RMC) criaram a Frente Parlamentar Regional em defesa do Hospital Estadual de Sumaré. O presidente da Câmara Municipal de Jaguariúna, Afonso Lopes da Silva, o Silva, também integra a frente, que visa solicitar a manutenção dos investimentos no Hospital Estadual de Sumaré (HES) “Dr. Leandro Franceschini”.

Isto porque, um corte de 6,5% no orçamento 2021 deve provocar quase 100 demissões, suspensões de pelo menos 7 mil exames, 17 mil consultas e 4,5 mil cirurgias ambulatoriais, além dos fechamentos do serviço de oftalmologia, da enfermaria e urgência referenciada de pediatria, segundo a Diretoria Executiva da área da saúde da Unicamp. As medidas tiveram início no dia 07 de janeiro.

No documento, a Frente Parlamentar afirma que “o HES é considerado um dos 10 melhores hospitais brasileiros conveniados ao SUS, segundo levantamento do Ministério da Saúde envolvendo 5.656 unidades hospitalares no País. Seu pleno funcionamento permite uma expressiva redução das demandas de atendimentos no complexo hospitalar da Unicamp e dezenas de outros hospitais públicos da RMC”.

Segundo Silva, a união de esforços na esfera parlamentar é fundamental para auxiliar as discussões sobre a manutenção dos aportes financeiros ao hospital. “Diversos pacientes da região, inclusive Jaguariúna, utilizam os serviços do HES. Reconheço que vivemos uma crise financeira, agravada pela pandemia, mas é exatamente essa situação, de crise sanitária, que nos leva a lutar para que os recursos não sejam cortados”, ressalta.

× Fale com a Gazeta