Campinas prevê vacinar 210 mil pessoas contra o coronavírus na 1ª fase do plano de imunização

O prefeito de Campinas, Dário Saadi (Republicanos), disse nesta semana, que a cidade deve vacinar 210 mil pessoas na primeira fase da campanha de imunização contra o Covid-19. A campanha começa no dia 25 de janeiro.

Estão neste grupo, os idosos e os profissionais de saúde. Cerca de 150 mil pessoas que têm a partir de 60 anos de idade e aproximadamente 60 mil profissionais da área da saúde.

Segundo Dário, Campinas já tem os insumos como seringas, agulhas e refrigeradores para armazenamento das doses da vacina. “Agora, vamos planejar todas as ações necessárias para definir quais serão os pontos de vacinação, que sejam locais amplos, com fácil acesso e segurança. Devemos ter estes detalhes nos próximos dias”, diz o prefeito.

O governo do Estado fez, também nesta semana, uma reunião com 645 prefeitos do Estado de São Paulo para divulgar o plano estadual de imunização contra a doença. Nesta primeira fase, o governo de São Paulo pretende vacinar 9 milhões de pessoas.

A Coronavac ainda precisa ser submetida a aprovação da Anvisa e ter sua eficácia comprovada pela agência de Saúde. O governador João Doria (PSDB) já divulgou a eficácia do medicamento (matéria acima).

O plano

Segundo o governo de São Paulo, serão 10 mil postos de vacinação entre postos de saúde, farmácias, escolas, quartéis da PM, estações de trem e drive-thru. O horário de funcionamento será das 7h às 22h, de segunda a sexta-feira. Aos sábados e domingos, das 7h às 17h.

A primeira fase vai do dia 25 de janeiro a 28 de março e irá vacinar pessoas com mais de 60 anos, profissionais da saúde, indígenas e quilombolas. Serão dadas duas doses por pessoa.

× Fale com a Gazeta