Secretaria de Saúde de Pedreira reforça a necessidade de combate ao mosquito Aedes Aegypti

A Secretaria de Saúde de Pedreira solicita a população pedreirense a continuar, durante este período em que o coronavíurus está em evidência, a combater o mosquito transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya, doenças que podem gerar outras enfermidades, como Microcefalia e Guillain-Barré e o Aedes Aegypti. O período continua propício à proliferação do mosquito Aedes aegypti e o risco de infecção não para.

Segundo a Vigilância Epidemiológica do município, até o momento, neste ano de 2020, foram notificados 297 casos de Dengue no Município. “Desse total 136 casos foram positivos; 144 casos negativos e nenhuma morte. A circulação viral é a da Dengue Tipo 2, porém também temos casos isolados de Dengue Tipo 1”, informa a secretária de Saúde, Ana Lúcia Nieri Goulart.    

A recomendação é não descuidar nenhum dia do ano e manter todas as posturas possíveis em ação para prevenir focos. “Por isso, a população deve ficar atenta e redobrar os cuidados para eliminar possíveis criadouros do mosquito. Só assim vamos evitar que a doença se propague”, ressalta o prefeito Hamilton Bernardes Junior.

Para acabar com a proliferação do mosquito é preciso evitar acúmulo de água, latas, pneus e outros objetos. Os vasos de plantas devem ter a água trocada a cada dois dias. É importante, também, vedar a caixa d’água. Os vasos sanitários que não estão sendo usados devem ficar fechados.

× Fale com a Gazeta