Prefeitura de Jaguariúna inaugura obra de restauração da ponte Pedro Abrucês

A Prefeitura de Jaguariúna, por meio das secretarias de Turismo e Cultura e de Obras e Serviços Urbanos, entrega nesta quinta-feira, 15, a obra de restauro e manutenção da Ponte Pedro Abrucês, um monumento histórico da cidade, que liga a região central de Jaguariúna aos bairros que ficam do outro lado do rio Jaguari. Inaugurada em 1875 com as presenças do Imperador D. Pedro II e da Princesa Isabel, a Ponte Vermelha, como é conhecida, é um marco da chegada da ferrovia em Jaguariúna, pela Companhia Mogiana de Estradas de Ferro.

Durante um mês, a ponte passou por obras de revitalização. Foram feitos o restauro da pintura, a limpeza da base da estrutura metálica e o reparo de buracos no asfalto. Também foi instalado um novo sistema de iluminação com refletores de LED, mais eficientes e econômicos.

“O restauro da ponte era uma obra que a população pedia e estamos muito felizes em poder entregá-la”, diz a secretária municipal de Obras e serviços Urbanos, Fernanda Santana.  “Mais que um ponto de passagem, trata-se de um monumento histórico e um cartão-postal de Jaguariúna”, completa a secretária municipal de Turismo e Cultura, Maria das Graças Hansen Albaran Santos. 

HISTÓRIA

Marco histórico da chegada da ferrovia em solo jaguariunense, a ponte da Companhia Mogiana de Estradas de Ferro foi inaugurada em 3 de maio de 1875 com a presença do Imperador D. Pedro II e da Princesa Isabel, que se hospedaram na Fazenda Jaguari, hoje Santa Úrsula, de propriedade do Barão Ataliba Nogueira. É um monumento da época de ouro da ferrovia que dá acesso aos bairros de Jaguariúna localizados à margem esquerda do rio Jaguari.

Em dezembro de 2000, ganhou o nome de Ponte Pedro Abrucês, uma homenagem ao grande artista, ex-ferroviário e ex-vice-prefeito, que também deixou sua marca na ponte e faleceu em 2017.

× Fale com a Gazeta