Polícia descobre rinha de galo e detém dez pessoas em Jaguariúna

Corporação diz que 90 animais foram encontrados em uma fazenda, no sábado, 10

Dez pessoas foram detidas em Jaguariúna após uma denúncia levar a Polícia Militar Ambiental até uma rinha de galos organizada em uma fazenda no bairro Camanducaia. Segundo a corporação, 90 animais foram localizados, além de itens usados para intensificar os danos entre as aves.

Ainda de acordo com a corporação, os detidos devem pagar multa total estipulada em R$2,7 milhões, conforme resolução estadual que estipula as medidas para casos de infrações ligadas ao meio ambiente, mas os suspeitos podem recorrer. Os animais estavam confinados em ambientes pequenos, sem ventilação e higiene, além de água e alimentação em quantidades suficientes.

Além disso, a Polícia Civil de Jaguariúna registrou ocorrência com base na Lei de Crimes Ambientais, que prevê pena de três meses a um ano de prisão e multa para quem “praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos”. Todos foram liberados após assinatura de um termo circunstanciado.

Os galos, por enquanto, seguem com um dos suspeitos multado à espera de local adequado para remanejamento, destaca a polícia.

Por G1 Campinas e Região

× Fale com a Gazeta