Saúde animal de Jaguariúna ganha reforço do Castramóvel

A saúde animal em Jaguariúna agora conta com um grande reforço sobre rodas. O Castramóvel, veículo equipado para atendimento clínico de animais, acaba de chegar à cidade. Adquirida pela Prefeitura, por meio de emenda parlamentar apresentada pelo deputado federal Baleia Rossi, a nova unidade deve dobrar a capacidade de realização de castrações no município, sendo uma ferramenta importante no controle reprodutivo de cães e gatos. Todos os serviços são gratuitos.

Segundo a secretária de Saúde de Jaguariúna, Maria do Carmo de Oliveira Pelisão, o equipamento é único na Região Metropolitana de Campinas (RMC) e conta com salas pré-cirúrgica e pós-cirúrgica, sala de paramentação, ar-condicionado e banheiro, além de frigobar para acondicionar medicamentos, gaiolas para recuperação dos animais, aparelho inalatório e monitor. “A ideia do Castramóvel é que a gente possa levar a castração de animais para outros pontos da cidade. Em vez de a população ter que sair de seus bairros, nós vamos até as pessoas. É uma conquista muito importante para o município”, diz a secretária.

Inicialmente, enquanto durar a quarentena do novo coronavírus, o Castramóvel permanece com atendimento ao lado do Posto Médico Veterinário Municipal – que também teve os serviços ampliados –, localizado na rua Maurício Silva, s/ número, no bairro Roseira de Baixo. Depois, a unidade deve visitar os principais bairros da cidade, com atendimento ambulante.

Segundo o chefe do Posto Veterinário de Jaguariúna, José Eduardo Chaib de Moraes, com o Castramóvel, o número de castrações vai passar de seis para 12 por dia durante o período de quarentena do Covid-19, em que há restrições devido ao isolamento social. “Mas depois da pandemia vamos poder fazer 50 castrações por dia”, garante Moraes.

CIDADE AMIGA DOS ANIMAIS
O bem-estar animal é uma marca de Jaguariúna. Em 2019, a cidade concorreu com mais de 100 municípios da América Latina e 94 brasileiros que se inscreveram no concurso Cidade Amiga dos Animais, organizado pela World Animal Protection (WAP). Jaguariúna ficou em 15º lugar na classificação nacional.

× Chat - Fale com a Gazeta