Fórum online discute retomada econômica de Jaguariúna

A Prefeitura de Jaguariúna, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Social, realizou na manhã de terça-feira, 29, o fórum online “Retomada Econômica no Pós-Pandemia”. Ao longo de quase duas horas, por videoconferência transmitida ao vivo direto do Teatro Municipal, os participantes falaram sobre as ações necessárias para a retomada gradual das atividades e o fomento da geração de empregos.

O secretário de Desenvolvimento Econômico e Social de Jaguariúna, Valdir de Oliveira, apresentou números da economia da cidade e falou sobre algumas ações tomadas pela Prefeitura para o enfrentamento da crise da pandemia. “Dos 12 polos levantados pelo Estado para a retomada econômica, Jaguariúna faz parte de oito desses polos, como o de plástico, o alimentício, automotivo, eletrônico, farmacêutico, químico, entre outros”, explica. “O PIB per capita de Jaguariúna é o 10º colocado no Brasil, o terceiro do Estado e o segundo na Região Metropolitana de Campinas (RMC). Somos a 33ª economia no Estado, com PIB de R$11,3 bilhões”, informa.

A secretária municipal de Turismo e Cultura, Maria das Graças Hansen Albaran Santos, falou sobre a formalização de novos roteiros turísticos e os preparativos para a retomada de eventos com a progressão do Plano São Paulo de retomada econômica gradual. “Tivemos um impacto muito grande no turismo. Mas durante a pandemia pudemos trabalhar com obras de infraestrutura turística para poder oferecer, nessa retomada, novos roteiros para fomentar esse setor na cidade”, diz Graça. 

Para o presidente da Associação Comercial e Industrial (ACI) de Jaguariúna, João Rodrigues, é necessário focar nos consumidores. “Cerca de 50% das pessoas ainda estão em casa. Cabe a nós, comerciantes, tentar atrair essas pessoas, passar para elas tudo o que fizemos para garantir a segurança, para que esses consumidores voltem a comprar”, afirma.

O secretário estadual de Agricultura e Abastecimento, Gustavo Junqueira, comenta que 2020 é um ano de “frustração”, devido à crise gerada pela pandemia e destaca a relevância do setor agrícola no Estado. “O agronegócio representa 12% do PIB no Estado de São Paulo e é o agro com maior valor agregado que nós temos no Brasil”, informa.  “Como o agro não parou no Estado, ele terá maior força para alavancar a retomada da economia”, diz.

O superintendente de negócios do setor público do Desenvolve SP, Mauro Miranda, por sua vez, explica sobre a implementação de medidas adotadas pela instituição financeira do Governo do Estado de São Paulo, que oferece opções de financiamento a empreendedores. O diretor da IvestSP, Leonardo Machado, explanou sobre o papel da agência que faz a interface com as empresas e o governo do Estado para facilitar as demandas de investimento. Por fim, a presidente do Grupo de Líderes Empresariais (LIDE) Campinas, Silvia Quirós, diz que a retomada econômica é fundamental e que o momento é de desafios e oportunidades.

Ao final, os participantes responderam a perguntas dos internautas que acompanharam a transmissão ao vivo do evento pelo canal da Prefeitura no Youtube. Confira a íntegra o fórum no link: https://youtu.be/LdS3fv6RTCc

× Chat - Fale com a Gazeta