Kartódromo San Marino, em Paulínia, reabre com novos protocolos em biossegurança

A reabertura segue a decisão de inclusão da cidade na fase amarela do Plano SP contra o Covid-19

Com o enquadramento da cidade de Paulínia na fase amarela do Plano São Paulo contra o Covid-19, o Kartódromo Internacional San Marino reabre ao público com a adoção de novas práticas em biossegurança. A meta é garantir ainda mais proteção ao público nos procedimentos para pilotagem de karts de locação.

Uma das principais medidas tomadas pela administração é incentivar os grupos que organizam corridas frequentes, além de visitantes esporádicos que desejam passar pela experiência de pilotar um kart de locação, a usar suas próprias roupas em vez do macacão oferecido pelo kartódromo, para evitar o compartilhamento das peças.

Os capacetes oferecidos ao público, por exemplo, são entregues após passarem por um rigoroso processo de oxi-sanitização (desinfecção por câmara de ozônio), e cada capacete deve ser entregue em sacos plásticos lacrados. As balaclavas (proteção para os cabelos) também são entregues em sacos plásticos fechados, após lavagem, para evitar qualquer tipo de contaminação.

Já os capacetes, as balaclavas e os macacões eventualmente utilizados pelo público serão separados para higienização sem passar pela sala onde são acondicionados os itens limpos e prontos para uso, visando a proteção dos clientes do kartódromo.

A equipe da administração do kartódromo ainda organiza a entrada e a recepção do público participante das corridas de kart de locação, para garantir o distanciamento entre os visitantes.

O Kartódromo Internacional San Marino trabalha com horários agendados e recomenda que os interessados cheguem com 45 minutos de antecedência, usando blusa de manga comprida tipo moletom e calça comprida (jeans ou moletom). Podem participar das baterias pessoas acima dos 13 anos de idade, mediante apresentação de documento com foto. O endereço é Rua Armando Botasso, nº 1.200, no distrito de Betel, em Paulínia. Mais informações pelo e-mail [email protected] ou pelos telefones (19) 3833-1818 ou (19) 99119-9895 (WhatsApp).

× Chat - Fale com a Gazeta