Reflexos da pandemia: Procura por limpeza automotiva tem queda significativa

Diminuição da procura pelo serviço reflete em possíveis demissões 

De acordo a Associação Brasileira do Mercado de Limpeza Profissional (Abralimp), mesmo com a quarentena impostas em diversas cidades, órgãos públicos e privados mantêm a demanda em alta – graças à necessidade de desinfetar os respectivos veículos. No entanto, esta não é uma realidade para um lava rápido no centro de Jaguariúna.

“Tivemos uma queda significativa na procura dos nossos serviços, cerca de 40%. Somente no início de julho que houve um aumento na procura, mas ainda muito longe da nossa realidade”, conta o gerente da unidade, Vinicius Siste. Essa diminuição, de acordo com ele, reflete em possíveis demissões e procura de novos fornecedores de insumos com preços mais baixos que os atuais.

No início da pandemia foi necessário o fechamento da unidade por não se tratar de um serviço essencial. O gerente conta que o lava rápido ficou cerca de 1 mês e 20 dias fechado.

Neste período não houve necessidade de alteração no quadro de funcionários da empresa. Porém, houve a necessidade, depois da reabertura, de orientar todos sobre as formas de transmissão, sobre o uso de máscaras e também o uso de luvas descartáveis para fazer a limpeza interna nos veículos dos clientes.

O serviço garante limpeza e desinfecção dos veículos. “A técnica ou expertise não sofreu alterações por conta da pandemia, tendo em vista nossos sete anos no mercado que nos proporcionaram um grande aprendizado sobre estética automotiva”, explica.

× Fale com a Gazeta