Educação pública de Jaguariúna está entre as melhores do Brasil

A educação pública de Jaguariúna está entre as melhores do Brasil, segundo o estudo “Educação que faz a Diferença”, divulgado pelo Comitê Técnico da Educação do Instituto Rui Barbosa (CTE-IRB), em parceria com a Interdisciplinaridade e Evidências no Debate Educacional (IEDE) e 28 Tribunais de Contas brasileiros com jurisdição na esfera municipal.

De acordo com o levantamento nacional, Jaguariúna integra a relação de 118 cidades no País cujas redes municipais de ensino são reconhecidas como destaque em razão dos bons resultados que apresentam. Em todo o Estado de São Paulo, apenas 31 municípios fazem parte da lista e, na Região Metropolitana de Campinas (RMC), além de Jaguariúna, só Pedreira e Santa Bárbara d’Oeste são citadas.

O estudo leva em conta boas práticas na rede de ensino de Jaguariúna, como monitoramento contínuo da aprendizagem dos alunos e oferecimento de capacitação aos professores, utilização de sistemas de gestão e de acompanhamento dos estudantes, investimento na gestão escolar, oferta constante e diversificada de formação continuada de educadores e cultura de observação de aulas, com avaliações individuais e construtivas.

“Para o município de Jaguariúna, esse reconhecimento foi muito importante porque vem validar todas as ações e investimentos que a Prefeitura tem feito e também todo o trabalho que é desenvolvido na rede de educação municipal”, diz a secretária de Educação, Cristina Catão. “Aproveito para parabenizar todas as equipes escolares, o trabalho desenvolvido pelos professores e todos os funcionários da Secretaria de Educação, que vem fazendo a diferença na vida dos nossos alunos”, completa.

Outros prêmios

Jaguariúna já recebeu outras importantes premiações na área, como a de melhor educação da Região Metropolitana de Campinas pelo Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), e o quarto maior IDEB do Estado, em 2018, segundo avaliação do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), do Ministério da Educação, alcançando índice de qualidade comparável à de países desenvolvidos.

× Fale com a Gazeta